Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Qual formação para ministrar língua espanhola?

De Anna, publicado dia 31/07/2017 Blog > Idiomas > Espanhol > Como ser professor de espanhol

A língua espanhola tem se destacado cada vez mais no cenário mundial e está entre as mais faladas no mundo inteiro. Mesmo sendo o único país da América Latina que não possui o espanhol como idioma oficial, o Brasil é repleto de amantes desse vernáculo que é tão próximo do nosso português. Esse interesse todo dos brasileiros explica o aumento gradual da procura por aulas de espanhol online ou presenciais e até mesmo por cursos de preparo de professores que podem exercer sua função nos mais variados meios. Mas o que é preciso para lecionar  a língua de Cervantes?

Um bom professor de espanhol precisa, antes de tudo, possuir o domínio do idioma, pois além de ter de preparar aulas interessantes para seus alunos, é necessário responder corretamente as suas dúvidas.

Logo, é imprescindível possuir motivação e, principalmente, uma boa formação.

Mas por onde começar? Saiba quais são as etapas a seguir com Superprof.

 

Quais cursos um professor de espanhol precisa ter?

Como todo educador, o professor de espanhol deve passar por algumas etapas antes de obter seu diploma e licença para dar aulas de espanhol (Como?). Abaixo, listaremos os principais meios pelos quais todos os docentes de espanhol devem seguir.

Muitas são as opções de cursos para quem quer dar aulas de espanhol. Para dar aulas da língua de Cervantes é recomendavel possuir uma boa formação.

Licenciatura

Essa a principal e a mais comum maneira de obter um diploma de professor de espanhol. No Brasil, a Licenciatura em Letras Espanhol possui opções de curso presencial e à distância com duração que variam entre 6 a 8 semestres em média. O curso é facilmente encontrado em universidades públicas e particulares, e é composto por uma grade horária que inclui matérias como psicologia e pedagogia, excelentes para a formação do docente.

Além do curso Letras Espanhol, existe outra formação como Letras Estrangeiras Aplicadas – LEA que capacita o professor para dar aulas (como preparar as suas de espanhol?).

Após fazer a escolha, você deve se informar sobre o processo seletivo da universidade ou faculdade escolhida. Geralmente, é por de vestibular, mas existe também a possibilidade de ingresso através do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio.

É importante salientar que a maioria dos cursos superior de Espanhol funcionam como um aprimoramento do conhecimento já adquirido, então é importante pensar em fazer um cursinho antes de entrar na graduação.

Mestrado

Se com seu diploma de licenciado em mãos (Parabéns!), você ainda quiser seguir em frente com sua capacitação, o mestrado pode ser uma alternativa. Os mestrados possuem em média 2 anos e assim como os cursos de graduação, podem ser encontrados em universidades tanto públicas quanto privadas – e mesmo à distância! A inscrição nesses cursos varia de instituição para instituição, mas, em regra geral, é condicionada a provas de títulos e até mesmo entrevistas. Então é bom se preparar com antecedência!

Não encare o mestrado como mais um ano a cumprir rumo ao objetivo de se tornar professor, mas sim como uma grande oportunidade de se integrar e aprender mais sobre a cultura, historia e língua dos países hispanófonos, além do mais, é durante o ensino superior – tanto graduação quanto pós-graduação – que temos mais chances de conhecer nativos, pois a maioria das universidades têm acordos entre si que favorecem o intercâmbio cultural de estudantes. Imagina como seria sua legal estudar com um falante nativo de espanhol?

Curso do Instituto Cervantes

Lecionar espanhol Cursos de aperfeiçoamento de professores de espanhol no Instituto Cervantes.

Criada pelo governo espanhol, o Instituto Cervantes funciona como um difusor da língua e cultura hispânica ao redor do mundo. Ele possui sedes espalhadas por todo o Brasil e oferecem cursos de alta qualidade e renome. Os cursos variam de acordo com o nível (aliás, qual deve ser o seu para ser professor de espanhol?) do aluno, seus objetivos profissionais e interesses. Há, inclusive, uma formação para aqueles que pretendem ou já atuam como professor de espanhol.

Mas atenção! É preciso possuir uma bagagem acadêmica, ou seja, quem quiser se aperfeiçoar nesse curso do Instituto Cervantes, deve possuir um diploma em Letras Espanhol. Mas não desanime! O curso funciona como um ótimo aperfeiçoamento ao conhecimento já obtido.

Entrando no mercado de trabalho

Você chegou até aqui, lutou para conseguir seu diploma de espanhol, e agora, José? Como se inserir no mercado de trabalho? Isso vai depender do seu interesse. Para começar, é preciso definir para qual faixa etária você pretende dar aula de espanhol: Ensino fundamental? Médio? Superior?

Mercado de trabalho para professor de espanhol Se introduzir no mercado de trabalho como professor de língua espanhola não é tão difícil quanto parece ser.

Nas escolas

Para os níveis fundamental ou médio, basta possuir uma graduação em Letras Espanhol. Se sua intenção é lecionar no ensino público, mais um passo será adicionado na sua caminhada – o concurso público. O interessante é que durante a graduação em letras, o aluno (como encontrá-los para dar aulas particulares?) deve passar por um estágio obrigatório que geralmente acontece nas escolas do Governo. É uma ótima oportunidade de sentir o gostinho do que é dar aulas no ensino público.

Mas se o que você quer é simplesmente dar aulas em escolas particulares, basta preparar um bom CV, ficar de olho nas melhores ofertas de trabalho e postular.

Nas universidades

Se, porém, o seu sonho é ser professor universitário, o mestrado é indispensável. Algumas universidades permitem que seus estudantes em mestrado lecionem para algumas turmas de graduação ao longo do curso, o que funciona como uma espécie de estágio supervisionado pelo seu orientador. Esse estágio muitas vezes é remunerado, sendo como uma espécie de bolsa. Procure a secretaria da sua universidade e se informe sobre.

 

E nos cursinhos?

Cursinhos podem ser uma boa opção. Se você for bilingue, pode dar aulas da lingua de Cervantes.

Mas e as escolas de idiomas? Este é um capítulo a parte nessa jornada para se tornar um professor de espanhol. Para trabalhar em uma escola de idiomas, nem sempre é obrigatório ter um diploma, no entanto é preciso ser bilíngue. Então se você teve a oportunidade de estudar espanhol ao longo da vida, ou pode fazer um intercâmbio para um país hispanófono, essa pode ser a sua chance de se lançar nesse mundo.

Você pode também optar por dar aulas particulares (qual valor cobrar por elas?) e ser seu próprio chefe. Nesse caso, você terá de investir um pouco do seu tempo para encontrar alunos, o que pode ser através de indicações, anúncios publicados em jornais ou o famoso boca a boca. Alguns professores oferecem a primeira aula gratuita, isso atrai muitos alunos. A partir daí dependerá de você para dar certo. Será necessário preparar uma boa aula, com um bom tema, conteúdo bacana, num ambiente descontraído, enfim… algo que seja interessante para as duas partes, afinal os seus alunos serão sua principal propaganda.

Ser autodidata funciona?

Sim! É possível, mas provavelmente você não conseguirá prestar concurso para entrar no ensino publico ou dar aula  em alguma escola particular se não possuir um diploma de espanhol ou, no mínimo, um certificado ligado a um curso de língua ou humanas. Uma opção bem interessante seria dar aulas particulares e montar sua própria agenda.

Mas como funciona? Se o que você quer é ter proficiência ao ponto de poder dar aulas, mas ao mesmo tempo não quer perder tempo em cursinhos, ou não se adapta ao modelo tradicional de educação, o mais aconselhável seria fazer um intercâmbio cultural. Com ele você aprenderia pelo método da imersão que nada mais é que se ‘jogar’ em um país hispanófono, no caso, e aprender não só sobre a língua, mas a cultura, os costumes, a culinária… Parece incrível, não? E é!

Essa é uma oportunidade que todos deveriam ter na vida! Além de se preparar profissionalmente, você terá a chance de conhecer novos lugares e crescer enquanto indivíduo. Simplesmente maravilhoso!

A internet pode servir também como uma forte aliada para o autodidata. Nela, você pode encontrar os mais variados materiais de estudo de acordo com cada nível, descobrir novas ferramentas de ensino e ainda conversar com outras pessoas que estão no mesmo barco em fóruns nas redes sociais. Trocar informações é sempre válido e enriquece a todos. No Youtube, plataforma de distribuição digital de vídeos, existe vários canais dedicados ao aprendizado de uma segunda língua. Se o que você deseja é estudar por conta própria, vale a pena conferir o conteúdo disponibilizado gratuitamente na plataforma. Ele servirá como um suporte a mais em seus estudos. Sem mencionar que com esses vídeos online é você que determina seu tempo de estudos e os horarios que deseja destinar à aprendizagem.

Ou seja, você vai precisar principalmente de estabelecer uma rotina de estudos, escolher o método que  melhor combina com seus objetivos e se dedicar bastante, pois vale lembrar que você estará concorrendo com muitos profissionais que optaram por uma formação tradicional. E, afinal, você não vai querer ser deixado para trás, não é mesmo?

Seja qual for a sua escolha, uma coisa é preciso ter em mente, é necessário se preparar bem para ser um excelente professor de espanhol. Escolha suas armas e siga em frente rumo ao seu objetivo.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 2 votos)
Loading...
avatar