Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares Artes e Lazer Esporte
Compartilhar

Gostaria de ser professor particular de Espanhol?

De Joseane, publicado em 11/01/2018 Blog > Idiomas > Espanhol > Conselhos para professores de língua hispânica

Você é um apaixonado por Miguel de Cervantes?

Gostaria de se tornar um professor de línguas estrangeiras e  pensou em ensinar espanhol?

Segundo idioma vivo mais ensinado no Brasil, perdendo somente para o Inglês. O espanhol, além de ser uma língua linda e rica culturalmente ainda não caiu na graça dos brasileiros.

Embora cercados por países de língua espanhola, e recebendo los hermanos a torta e a direita no nosso país, o nível de espanhol dos brasileiros deixa muito a desejar.

Pois é… se olharmos a nossa volta, veremos que estamos cercados por países de língua espanhola com os quais não podemos comunicar! que desespero!!!

O espanhol é uma língua particularmente importante, especialmente nos mercados internacionais. Além de permitir que nos viremos bem em Bariloche, destino turístico mais procurado pelos brasileiros, aprender espanhol ainda nos permite de sair da condição de ilhados linguísticos!

Desse feito, tornar-se um professor de espanhol no Brasil parece ser uma boa ideia.  Certamente não faltarão interessados em aprender essa língua que abre tantas possibilidades!

Além do mais, o espanhol é muito procurado no mercado internacional, sendo umas das línguas mais faladas no mundo. Ou seja, além de poder conversar de igual para igual com los hermanos, aprender espanhol ainda agrega valor ao curriculum.

Não deixe para depois e confirma agora mesmo as dicas para se tornar um capacitado professor de espanhol!

Se tornar professor de espanhol significa, portanto, uma grande oportunidade num mercado que está em pleno crescimento.

Marcela

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Quero dar aula de espanhol: Por onde começar?

Se o seu amor por espanhol vai além da vontade de comer paella , e você decidiu estreitar suas relações com essa língua se tornando um professor de espanhol, aqui vão algumas dicas:

A paella está para a Espanha como a feijoada está para o Brasil!

Qual caminho seguir para ser docente em língua espanhola? Para isso, é necessário investir tempo em uma boa formação para ter suas chances aumentadas. 

Para se tornar um professor de espanhol você precisará cursar uma faculdade de Letras (Licenciatura em Espanhol). Para ser aprovado nesse curso normalmente você deve ter um certo conhecimento do idioma. O ideal é que além do diploma você possua alguma vivência em um dos países cujo espanhol é língua oficial, por exemplo a Argentina, Chile, Peru, Espanha…

O convívio em um desse países vai lhe permitir não somente de aperfeiçoar seu conhecimento linguístico, melhorar a pronúncia, mas, também, de se aprofundar na cultura. Um professor de línguas com amplo conhecimento da cultura e costumes do país ou dos países que falam a referida língua faz toda a diferença!

Não à toa, muitos escolas e universidades costumam dar preferência para professores de línguas nativos dos países cuja língua eles procuram. Porém, se você é professor não nativo mas com vasto conhecimento da língua e cultura, certamente você não sairá perdendo!

Certo, você está decidido a se tornar um professor de Espanhol e já pensa em seus dias como intercambista na Espanha…no México, ou aqui pertinho mesmo, na Bolívia (aliás, eu recomento muito!).

Você obteve uma excelente nota no ENEM e poderá escolher uma entre as várias universidades brasileiras que oferecem a Licenciatura em Espanhol.

Fique de olho, busque escolher uma universidade que ofereça programas de intercâmbio em convênio com outras universidades no exterior, assim sua formação poderá ser complementada por um período de intercâmbio em um dos países de língua hispânica.

A Licenciatura em Letras geralmente tem a duração de 4 anos , incluindo um período de estágio em sala de aula cuja duração depende do currículo da universidade.

Durante sua formação, se você já tem um bom nível de conhecimento e se garante, você  pode lecionar em cursinhos de línguas e também propor aulas particulares, além, é claro de poder dar aula de espanhol para reforço escolar.

Mas se o seu caso for de alguém que domina bem a língua espanhola e deseja apenas dar aulas particulares para fazer uma ‘grana extra’, há espaço para você também. Você pode conseguir alunos em diferentes maneiras e até mesmo propor aulas online. Nesse caso, você deve escolher entre se filiar a uma escola de idiomas para dar aulas ou se declarar microempreendedor e ‘cuidar’ do recolhimento dos próprios impostos.

Qual nível preciso ter para dar aula de espanhol?

De qual nível você precisa para ser professor de espanhol?

Qual o seu nível de espanhol?

O Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas constituiu seis níveis de competência nas línguas : A1, A2, B1, B2, C1, C2.

Mas o que significa essa divisão?

A1: Iniciante- básico

Os iniciantes absolutos e os estudantes que não têm nenhum conhecimento prévio do espanhol começam neste nível. Neste nível, você vai se familiarizar com a linguagem, aprender a entender e falar frases básicas.

A2: Elementar

Neste nível, você vai melhorar a sua compreensão e uso de frases e estruturas simples. Você também vai ganhar um melhor conhecimento da gramática espanhola.

B1: Intermediário

No nível B1, você começará a se comunicar e se expressar em espanhol. Sua expressão oral e escrita e compreensão irão melhorar muito.

B2: Avançado

No nível B2, a comunicação será mais fluida e com cada vez mais recursos. Você será capaz de discutir e expressar-se em espanhol, bem como aumentar o seu repertório de vocabulário, o conhecimento de regras de gramática e habilidades de compreensão.

C1: Superior- autônomo

Quando você alcança um nível C1, você terá controle sobre a linguagem e uma boa capacidade de comunicar e entender a maioria dos textos escritos com facilidade. Você estará trabalhando em polir a sua expressão oral e escrita.

C2: Proficiente

Neste nível, você será capaz de se comunicar quase tão eficazmente como os falantes nativos de espanhol. (Se você seguiu nossa dicas de como se tornar professor de espanhol, e fez seu intercâmbio em um país de língua hispânica, provavelmente você terá nível C2 ao sair da faculdade)

A primeira pergunta que você precisa perguntar é: que tipo de professor você quer se tornar?

Para se tornar um professor de espanhol no ensino médio, faculdade ou ensino superior, você precisará ser proficiente, ou seja possuir o nível C2, além de possuir o seu diploma de professor é claro. Um nível de mestre pelo menos é necessário para lecionar a nível universitário.

No entanto, se você deseja dar aula de reforço escolar, você já pode começar desde o nível B2!

Em resumo: se você quer se tornar um professor particular ou dar aula enquanto sua formação está em andamento,  você pode desde que o seu nível de conhecimento seja intermediário para avançado.

De fato, um nível intermediário já permitirá que você dê aula com foco em:

  • Ajuda com o dever de casa
  • Reforço de gramática em espanhol
  • Leitura
  • Conversação básica em espanhol

No entanto, mesmo que não seja necessário ter a posse do diploma para dar aulinhas particulares, o fato de já possuir o diploma é uma boa maneira de atrair mais estudantes.

 

Você é bilíngue?

Qual estudante de línguas estrangeiras não fica ansioso pra gritar pro mundo que é bilíngue?

Agora eu sou bilíngue e ninguém vai me segurar…daquele jeito!

Se o espanhol não é a sua língua nativa, mas você fala como um nativo ou bem próximo, você já pode comemorar!

Mesmo sem um diploma, a sua experiência pessoal aliado a um bom jogo de cintura será suficiente para fazer você se tornar um bom professor particular de espanhol.  A linguagem de Cervantes não tem mais tantos segredo para você a partir do momento em que você é bilíngue…

Você fala espanhol com a mesma fluência do português? Então você tem a capacidade de ensinar conteúdo básico de espanhol aos estudantes.

Você é um entusiasta por viagens e já fez uma imersão cultural  linguística em um país de língua espanhola? Você fortaleceu suas habilidades em espanhol graças ao convívio no exterior? Você fez anos e anos de cursinho de espanhol e consegue falar e compreender sem maiores dificuldades? Se você respondeu sim para uma dessas perguntas então você é bilíngue!

Aula particular de Espanhol: Como encontrar os primeiros alunos?

Você escolheu dar aulas particulares à domicilio ou online e agora se pergunta o que fazer para conseguir encontrar os primeiros pupilos, saiba que não é tão complicado quanto parece!

O mais difícil já foi feito! Você tem um ótimo nível em espanhol e o seu diploma está a caminho!

Para começar, só te resta uma coisa: encontrar os alunos para dar aula de espanhol!

Opte por anúncios em jornais locais.  Você pode depositar seus anúncios nos supermercados, lojas, bancas de revistas e escolas próximas da sua casa. Não se esqueça da internet! Ela pode ser sua principal aliada para ser tornar conhecido.

Para começar a sua carreira a internet será uma forte aliada. Coloque anúncio em um dos vários sites que oferecem aula particular como aqui mesmo no superprof! Você pode, ainda, criar o seu próprio blog e divulgar o seu trabalho. O youtube é um excelente aliado do marketing! Aposte em você.

Você pode utilizar o youtube para divulgar o seu trabalho, seja criativo e grave alguns vídeos de aula com assuntos de base! Quando você menos esperar terá uma fila de alunos requisitando os seus serviços!

Além disso, você pode deixar anúncios em escolas e mesmo na universidade. O importante aqui é divulgar o seu trabalho. Depois do primeiro aluno, os demais aparecerão com mais facilidade.

Pedir ajuda para seus amigos e familiares também é uma boa ideia. Eles podem te recomendar para seus amigos e conhecidos fazendo seu circulo aumentar.
Mas se mesmo assim encontrar alunos parece algo muito difícil e distante pra você, por que não se juntar a um organismo de curso particular?

No Brasil, dois a cada dez brasileiros optam por estudar espanhol por motivos que variam de negócios e vida profissional a viagens e lazer. Sendo destes, grande parte demonstra grande interesse pela modalidade de cursos não presenciais.

De fato, as facilidades em relação ao preço das aulas, o não deslocamento e a personalização dos cursos é o que mais tem atraído as pessoas para essa modalidade. O mercado encontra-se em expansão e precisa-se mais do que nunca de bons profissionais.

Achei meu aluno: Como planejar a minha aula?

Você conseguiu os seus primeiros alunos e quer planejar aquela aula ideal para fazer bonito! Bom, a criatividade é a maior aliada do professor.

O planejamento de aula é parte do trabalho do professor

 

Como elaborar uma boa aula? Para ser professor é preciso, antes de tudo, ser pedagógico. Dar aulas de espanhol se faz da mesma maneira que seria para dar aulas de matemática, por exemplo. Porém, quando o objeto de estudo é uma língua estrangeira, é cobrado do aluno um esforço maior para se manter concentrado. Em outra mão, parte do trabalho de um professor é fazer com que a aula seja atrativa e divertida, assim fica difícil o aluno não se concentrar.

Mas como proceder?

  • É importante ter uma boa organização com plano de aula e objetivos;
  • Preparar a aula com antecedência: use artifícios como exercícios, fichas de conjugação  e expressões espanholas…
  • Usar outros suportes: curso lúdico, suportes virtuais, videos… O Youtube é uma ótima ferramenta nessas horas.

Por que não ler Dom Quixote e falar um pouco da historia da Espanha para enriquecer a cultura do seu aluno?

  • Esqueça o português durante as aulas! Fale em espanhol o tempo todo com o aluno e ele terá a impressão de estar aprendendo diretamente na Espanha;
  • Fique atento ao nível e objetivo do seu estudante. O curso deve ser adaptado conforme a demanda.
  • Cronometrar a aula é uma boa dica! Proponha mais horas de aula, ou um curso mais intensivo em caso de necessidade. Dê deveres de casa para o aluno. Assim você ganha tempo antes de cada curso.

Em todos os casos, você deve se mostrar preparado, paciente, confiante e, principalmente, disposto a ouvir sempre as necessidades do seu pupilo.

Seus alunos podem deixar uma avaliação sobre suas aulas no portal do Superprof. Quer melhor reconhecimento e propaganda que essa?

Sua aula será perfeita se você apostar no seu poder de inovar. Aula de espanhol que você vai preparar não deve ser algo maçante, aposte em atividades lúdicas, músicas, desenhos animados em espanhol, bons textos e seja feliz com o seu aluno!

Fique ligado para não perder o foco! Tenha aquela conversa inicial com o aluno para verificar os objetivos e necessidades dele, a partir daí você pode planejar uma aula focada no aluno e cheia de atrativos que facilitam o aprendizado.

Como fixar o preço do curso?

Hora da verdade: Quanto eu devo cobrar pelas minhas aulas de espanhol?

Se você é professor iniciante, seja flexível! Pesquise os preços já praticados no mercado e tire a sua própria conclusão! O mais importante no início da carreira é atrair os seus clientes! Você terá a oportunidade de ficar rico mais pra frente com o diploma na mão…

Aulas de espanhol, quanto custa? Tão importante quanto a qualidade do curso, as tarifas vão definir o tipo de aula que você dará.

Quanto custa um curso de espanhol? Isso depende de vários critérios.

  • Qual é o seu nível?

Você é intermediário ou avançado? Bilíngue ou nativo?

  • Possui experiência?

Está começando ou já possui alguns anos de bagagem profissional?

Os professores mais experientes costumam cobrar até 70 reais por hora/aula, enquanto que um professor de nível inicial cobra em média 30.

  • Qual o nível do aluno?

O estudante deseja se preparar para um vestibular, ou para um exame de proficiência como o DELE? Ele quer retomar os estudos ou começar do zero?

  • Qual o ritmo do curso?

Aulas regulares ou excepcionais? Curso durante as férias (intensivo) ou durante o ano escolar?

  • Onde você mora?

As tarifas variam conforme as cidades, então não se assuste se se deparar com um preço mais elevado em um grande cidade em relação ao preço cobrado em uma cidade de interior. Em São Paulo, por exemplo, uma aula de espanhol vai de 45 a 70 reais.  Se for você a se deslocar, conte o tempo de trajeto, valor da passagem do transporte publico ou o combustível do seu veículo. Confira todos os gastos e tente chegar a um acordo com seu aluno sobre uma possível majoração no preço das aulas, ou o deslocamento dele até você para as aulas. Você também pode ofertar cursos à distância usando o aplicativo Skype para fazer as videos chamadas.

Dar cursos particulares deve ser rentável e as tarifas quem estipula é você, seguindo critérios variados como seu grau de instrução, experiência profissional anterior, tipo de curso ofertado, tempo de curso, nível do aluno, etc.

Mas não se esqueça que se optar por trabalhar por conta própria, os impostos devem ser recolhidos por você e esse valor será abatido dos seus rendimentos.

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar