Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como esculpir seu corpo dançando?

De Camila, publicado dia 19/05/2019 Blog > Artes e Lazer > Dança > Quais músculos trabalhamos na aula dança?

Seja aula de dança do ventre, aula de forró, curso de dança de salão, aulas de zumba ou qualquer outro tipo de aula de dança online ou presencial, então você fez a escolha certa para manter seu corpo em forma através de um exercício físico divertido e dinâmico!

Fazer um curso de dança é uma das melhores maneiras de aprender vários passos, se tornar um dançarino melhor e ainda trabalhar de maneira efetiva na construção muscular. Não importa o ritmo escolhido: todos eles trabalham a maioria dos músculos do corpo. No entanto, cada uma das danças tonificam as partes do corpo de maneiras diferentes, com mais ou menos intensidade.

Se você quer despertar ou melhorar o dançarino que existe dentro de você e ainda fortalecer os músculos utilizados na hora de executar novos movimentos, nada melhor do que se matricular em uma aula de balé, uma aula de salsa, uma aula de dança contemporânea, uma aula de qualquer que seja a dança que te interessar mais. Existem muitas maneiras de encontrar um professor de dança que ofereça aulas particulares, se essa for a sua preferência!

Superprof se dedicou a esta matéria com o intuito de ajudar a descobrir os músculos que são trabalhados nas aulas de dança, além de selecionar algumas dicas importantes para aqueles que desejam esculpir o corpo de maneira eficiente enquanto dançam!

Fique ligado ainda em como adotar a dança como alternativa para emagrecer de maneira eficiente!

Os efeitos da dança na parte superior do corpo

Quer ter uma barriga tanquinho? Então pratique dança. A parte superior do corpo é menos requisitada durante a maioria das danças. Já o abdômen trabalha com frequência.

Quem conhece um pouquinho sobre os ritmos de dança tem uma vaga ideia de que a prática de Bachata ou da Rumba não deixam os dançarinos com peitorais de aço e braços de fisiculturista. A maoria das danças envolve principalmente os membros inferiores do corpo. As partes superiores são estimuladas entre muito pouco e moderadamente, dependendo do tipo de dança.

Mesmo que a dança, em geral, não demande muito dos músculos da parte superior do corpo, podemos notar que algumas partes podem acabar sendo bem trabalhadas, como as costas e os abdominais.

Dançar define o abdômen?

Dançar constntemente pode sim resultar na definição ds músculos abdominais. Isso porque são eles que possibilitam a flexão e a rotação do tronco, um recurso indispensável para qualquer tipo de dança!

Os músculos abdominais consistem em várias camadas musculares:

  • Reto do abdômen,
  • Oblíquo externo,
  • Oblíquo interno,
  • Transversal.

É através da execução de cada postura, da estabilização pélvica e das várias rotações que a dança ajuda a tonificar os músculos abdominais, fazendo-os trabalhar em conformidade com os passos desenvolvidos. Por isso é tão comum ver um dançarino profissional com uma barriga tanquinho altamente definida!

Ombros, braços e antebraços na dança

Pouco esforço é demandado dos ombros, braços e antebraços durante a maioria dos tipos de dança, o que resulta em uma utilização branda dos músculos presentes nessas partes do corpo. No entanto, algumas categorias precisam de braços fortes, tais como o break dance ou hip hop. Se você decidir se dedicar a alguns desses ritmos durante suas aulas, então poderá trabalhar com mais intensidade essas três partes superiores do corpo. Mas não crie muitas expectativas sobre possuir braços com músculos super desenvolvidos, pois a dança não os trabalha tanto quanto um aula de musculação, por exemplo. Ela pode sim fortalecê-los, mas não “inchá-los”.

A prática favorece os resultados

Exercícios físicos são uma questão de intensidade de esforço e duração do treinamento. Se, no início, você não sentir nada nos músculos das costas ou abdominais, então é necessário dar ainda mais energia e tempo ao movimento. Os treinos frequentes são o segredo do sucesso!

Confira também as nossas dicas sobre aulas de dança de zumba para emagrecer!

Membros inferiores, foco principal da dança

Nada melhor do que dançar para ficar com pernas definidas. Quadris, pernas e pés trabalham intensamente em qualquer tipo de dança.

“Até os bailarinos tropeçam no palco, mas isso não ofusca a fantasia do espetáculo.”
Fernando Angelo

A dança em geral trabalha principalmente a parte inferior do corpo, ou seja, os glúteos, as coxas e as panturrilhas!

Independente do estilo, um dançarino precisa utilizar todos os músculos da parte inferior do corpo, o que explica por que saímos com pernas pesadas igual um bloco de concreto depois de uma aula do curso de dança!

Lembre-se do alongamento antes e depois da aula de dança

Em primeiro lugar, pense em se aquecer antes de começar a “dar seu sangue” durante a aula. Este é um passo essencial para evitar uma lesão muscular, acontecimento bastante comum na dança quando se está mal preparado.

Como a dança fortalece os músculos inferiores?

Glúteos

Indo de cima para baixo, os glúteos são a primeira área a obter massa muscular durante a dança. Estes também são chamados de músculos glúteos, isto é, na interseção dos membros inferiores e do tronco. Estes são os músculos mais volumosos e mais poderosos do corpo. Em particular, eles tornam possível melhorar a mobilidade das coxas e manter a pélvis na posição correta.

Quadríceps

A dança também fortalece o quadríceps, na frente da coxa. Esses músculos facilitam a flexão das coxas com o quadril. Eles são também a extensão da perna na coxa. Muitas vezes é aqui que você tem dores após um treino concentrado nas pernas.

Isquiotibiais

Depois, há os isquiotibiais. Eles são, na verdade, os músculos da parte de trás da coxa. Eles são utilizados na hora de flexionar a perna corretamente e também estão presentes na extensão da perna na coxa.

Panturrilhas

Finalmente, as panturrilhas. Também conhecidas como “batatas da perna” ou tríceps sural, elas estão localizadas na parte de trás da perna. Esses são os músculos que permitem a extensão do pé na perna, muitas vezes essencial para muitas danças.

Aqui está um gráfico de resumo dos músculos inferiores que funcionam quando dançamos:

MembrosMúsculos trabalhados
GlúteosGlúteo minimus, glúteo medios e glúteo maximus.
IsquiotibiaisBíceps femoral, semimembranoso
PanturrilhaSóleo e gastrocnêmios (gêmeos).
QuadrícepsVasto femoral, vasto lateral, vasto medial, vasto intermediário.

Os movimentos, passos, flexões e extensões, portanto, fortalecem todos os membros inferiores, permitindo que executemos movimentos estáveis, rápidos e resistentes.

Veja também dicas sobre a frequência das aulas de dança para perder peso!

Músculos trabalhados de acordo com o tipo de dança

Cada dança demanda mais esforço de determinados tipos de músculos. O ballet clássico e o break dance trabalham músculos diferentes do corpo dos dançarinos.

O estilo de dança que você pratica influencia enormemente nos músculos trabalhados durante a atividade física. Não exercitamos as mesmas partes do corpo ao praticar danças orientais e pole dance por exemplo.

Danças para músculos da parte superior do corpo

Para fortalecer a parte superior do corpo (abdominais e costas), é melhor optar por uma aula de hip-hop, pois ela trabalha o corpo todo. A dança do ventre é outra boa opção já que ela exercita principalmente região abdominal . Se você gosta de um estilo mais aerodinâmico, opte pela dança clássica, pois ela fará com que você tenha um dorso de concreto e uma barriga lisa, além de fortalecer a parte inferior do corpo.

Danças para músculos da parte inferior do corpo

Para esculpir as pernas e gluteos, as danças mais recomendadas são as danças de salão e, em particular, o rock’n’roll, pois ele requer uma energia constante de movimentos, o que permite ainda ao dançarino perder peso enquanto define seus músculos. O zouk também é um ritmo que trabalha os quadris, exigindo ainda um emprego constante dos glúteos.

Danças que trabalham o corpo todo

Algumas danças fazem com que você trabalhe energeticamente todo o corpo. Um bom exemplo disso é o tango, pois mesmo mobilizando principalmente as pernas, ele ainda requer a adoção de posturas que trabalham a parte superior do corpo. A capoeira também é uma dança completa e original.

RESUMO

Confira um resumo dos estilos de dança e os músculos trabalhados por cada uma delas:

  • Dança Clássica – Costas, pernas, glúteos, abdômen;
  • Danças Urbanas (Hip hop, break dance, etc.) – Corpo inteiro (ombros, costas, barriga, coxas, pernas);
  • Dança Oriental – Abdominais, quadris, braços;
  • Dança Jazz – Glúteos, coxas;
  • Danças de salão (Rock, Tango, etc.) – Costas, glúteos, coxas, panturrilhas, cardio;
  • Zouk -Glúteos, quadris, coxas;
  • Capoeira – corpo inteiro (ombros, costas, braços, abdominais, glúteos, pernas)

Fique por dentro de quantas calorias perdemos dançando.

Adotar um estilo de vida saudável para esculpir o corpo durante a aula de danca

O primeiro passo é cortar o excesso de gosdura e açucar refinado das refeições. Ter uma alimentação saudável contribui na hora de esculpir o corpo através da dança.

Infelizmente, dançar não é suficiente para quem deseja definir os músculos e esculpir o corpo de maneira eficiente! Para adquirir uma musculatura torneada e manter o corpo em forma, é preciso ainda adotar um estilo de vida saudável em paralelo às sessões do curso de dança!

Além de dançar regularmente, é necessário comer de maneira saudável e equilibrada. Sendo assim, é preciso dizer que uma dieta concentrada em fritura e doces, não é uma boa opção. O ideal é o foco em uma alimentação pobre em gordura, sal e açúcar. Frutas e legumes são naturalmente recomendados, assim como carnes brancas e peixe podem ser boas bases para uma refeição que dê muita energia na hora da dança!

Para acompanhar os treinamentos, você pode adotar um ritmo de sessões de atividades alternativas às aulas de dança. Concentre-se em exercícios que esculpam seu corpo ainda mais e concentre-se em melhorar suas habilidades de dança durante as aulas. As atividades extras devem ser vistas como um complemento ao curso de dança.

Abaixo preparamos uma lista com alguns exercícios recomendados a serem feitos em paralelo à dança:

  • Exercícios anaeróbicos (esforço intenso, curta duração);
  • Exercícios aeróbicos (esforço médio, longa duração);
  • Exercícios de força (esforço máximo, movimento pesado);
  • Exercícios de flexibilidade (na articulação e amplitude muscular);
  • Exercícios de força e hipertrofia (esforço intenso, movimento mais rápido);
  • Exercícios de agilidade e equilíbrio.

O objetivo é que você, futuro dançarino, se torne um atleta completo, tanto forte quanto rápido. Outros tipos de exercícios a serem considerados podem ser yoga e pilates. O idela é encontrar aquele que mais lhe convenha.

Então, depois de tantas dicas, você está esperando o quê para começar a trabalhar seus músculos com as aulas de dança?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar