Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Mais conhecidos chefes de cozinha de todos os tempos

De Joseane, publicado dia 30/05/2019 Blog > Artes e Lazer > Culinária > Grandes nomes da culinária mundial

Se para muitos cozinhar não passa de um passatempo, para outros a preparação de refeições e a montagem de pratos é, na verdade, uma arte. Os chefs de cozinha são os grandes artistas da arte culinária. Para eles a cozinha é um local sagrado, e cada ingrediente é tratado com muito respeito e dedicação para que no final seja formado um prato digno de ser apreciado tanto pelo sabor aquento por sua aparência.

Cada chefe de cozinha possui a sua especificidade, a sua marca, embora todos busquem a mesma coisa: reconhecimento pelo seu trabalho.

Alguns chefes de cozinha deixaram de ser anônimos e passaram e ser conhecidos mundialmente. O sucesso deles ultrapassou a sua cozinha, oceanos e mares, e ganhou o mundo. Grandes nomes da culinária mundial que fizeram história praticando a arte de cozinhar e de conquistar pessoas pelo paladar.

Se hoje temos nomes de brasileiros entre os melhores chefes de cozinha do mundo, a realidade nem sempre foi essa. Entre os grandes nomes da arte culinária, a maioria pertence aos chefes de cozinha de origem francesa. Também pudera, a França é referência mundial em cozinha e gastronomia.

Sem mais rasgação de seda, no artigo de hoje falaremos sobre os maiores nomes da gastronomia mundial. A trajetória dos grandes chefes de cozinha que já não estão entre nos mas que fizeram sucesso criando em suas respectivas cozinhas.

O falecido e inesquecível Joel Robuchon

Falecido em 2018, o chef com estrela Michelin (42 com honras Michelin) Joël Robuchon foi eleito “cozinheiro do século” por Gault e Millau em 1990.

culinaria e gastronomia mundial E você também é um apaixonado por gastronomia?

Vindo de uma família modesta, ele não estava destinado a cozinhar e sim a se tornar padre! Foi na cozinha do seminario que ele descobriu uma paixão desenfreada pela culinária o que o levou finalmente a se tornar aprendiz de confeiteiro.

Com a idade de 28 anos, ele começou a trabalhar como chef de uma brigada de 90 cozinheiros no Concorde Lafayette Hotel. Dois anos depois, ele entra no círculo fechado de MOFs, entende-se Meilleur Ouvrier de France ( concurso que elege o melhor profissional de uma determinada área).

Autor de livros culinários, cozinheiro presente em programas de televisão, à frente de um império do mundo real de restaurantes gourmet, Joel Robuchon continua a ser o chef com o maior numero de títulos na história da arte culinária.

Ele deixa três filhos, incluindo dois cozinheiros para continuar a sua jornada.

Conheça os melhores chefes de cozinha do momento.

O grande chefe de cozinha Paul Bocuse

Originalmente da região de Lyon, Paul Bocuse iniciou sua percurso na cozinha aos 20 anos, depois de ter participado da Segunda Guerra Mundial em 1944. Seu aprendizado se deu em companhia de Eugénie Brazier, mas entre os Bocuse, a culinária é uma história de família.

A linhagem de cozinheiros da familia Bocuse remonta ao século XVII. Seu avô era dono da pousada Bocuse em Collonges, que ele herdou.

Depois de muito ter aprendo com seu mentor Fernand Point, Bocuse recebe sua primeira estrela Michelin ao lado de seu pai em Collonges. Três anos depois, ele ganhou o título de Meilleur Ouvrier de France, a única competição em que ele participará durante sua vida.

Chefs de cozinha famosos mundialmente A gastronomia francesa representada mundo a fora

Ele foi premiado com a Légion d’honneur pelo presidente Valéry Giscard d’Estaing, para quem, na ocasião, ele criou uma sopa de trufas negras.  No final dos anos 80, criou o concurso mundial de cozinha, o Bocuse d’Or, e depois se tornou presidente do concurso Meilleur Ouvrier de Franca

Ele morreu alguns meses antes de Joel Robuchon, tendo como causa a doença de Parkinson, ele tinha 91 anos.

Você ja comeu em algum restaurante com chef famoso?

O jovem chefe Benoit Violier

Benoit Violier, mais um chef de cozinha francês, se formou em cozinha e pastelaria no final da década de 90. Ele não hesitou em aperfeiçoar-se com os maiorais da culinária (Robuchon, Philippon, Anton …) ou chefs pasteleiros (Lenôtre, Fauchon).

Sucessor de Pierre Rochat à frente do Restaurante da Câmara Municipal na Suíça em 2012, foi nomeado Cozinheiro do Ano em 2013 por Gault Millau.

Em 2015 seu pai veio a falecer e alguns meses depois, seu mentor Philippe Rochat também nos deixou. Benoit Violier não se recuperará e cometerá suicídio no ano seguinte, aos 44 anos de idade.

O renomado chefe Bernard Loiseau

O mais famoso dos grandes chefs entre os anos 1980 e 1990 deve sua carreira a sua mãe, boa cozinheira, que transmitiu a ele a paixão pela gastronomia francesa.

Ele começa seu estagio como chefe ao mesmo tempo que o chef Guy Savoy no restaurante dos irmãos Troisgros em Roanne. O restaurante recebe sua terceira estrela Michelin no mesmo ano, Loiseau decide naquele momento que irá conseguir ganhar uma estrela Michelin por sua conta. 

chefs famosos mortos E se o seu nome estivesse entre os maiores chefs da historia?

Uma vez terminado seu estagio como chef cozinheiro, ele assume a gestão do recém aberto restaurante do chef Claude Verger. Sete anos depois, Bernard Loiseau compra o restaurante e o renomeia Relais Bernard Loiseau.

Assim como o fizeram outros grandes chefs, Loiseau participou de programas de culinária, escreveu livros e desenvolveu uma série de produtos culinários, além de abrir novos restaurantes. No entanto, ele foi o primeiro líder no mundo a ser negociado na Bolsa de valores, se tornando noticia de primeira página do New York Times.

O chefe francês : Philippe Rochat

Três estrelas no guia Michelin e uma pontuação de 19 para o seu grande restaurante suíço, Philippe Rochat começou sua trajetória como todos os outros: aprendiz de cozinha, a partir dos 14 anos de idade.

Ele passou seis anos em Zurique e depois trabalhou sob a direção de Frédy Girardet no Restaurante de l’Hôtel de Ville em Crissier, Suíça. Depois de ter trabalhado em todo os postos da cozinha, ele assume a direção chegando até mesmo a suceder Frédy Girardet após sua partida.

Em 1999, ele recebeu o título de melhor chef do ano pelo suíço Gault Millau, e, seguida ele passou o seu restaurante para seu aluno Benoit Violier que o assumiu em 2012.

O emblemático chefe : Roger Vergé

Mais discreto na mídia, Roger Vergé é, no entanto, uma figura emblemática da culinária francesa contemporânea.

Sua paixão pela culinária foi herança de sua tia, sempre mencionada e exaltada através de seus livros. Graças a ele, a culinária francesa foi exportada para os Estados Unidos, incluindo o pavilhão francês da Disney World em Orlando, Flórida, EUA.

Grande amigo de Paul Bocuse e Gaston Lenôtre, Roger Verge conheceu a fama e a manteve graças ao seu restaurante Le Moulin de Mougins. Roger Vergé também é conhecido por ter formado o chefe Alain Ducasse em suas cozinhas.

Vergé faleceu aos 85 anos em Mougins, tendo obtido três estrelas Michelin e o título de Meilleur Ouvrier de France.

Você assiste programas de culinária? Da uma olhada nessa seleção aqui!

Eugénie Brazier, verdadeira cordon bleu

Apelidada de mãe de Brasier, Eugénie Brazier era a mãe emblemática dos famosos bouchon de Lyon. Ela é a primeira mulher a ganhar três estrelas Michelin ao mesmo tempo que Marie Bourgeois. Marguerite Bise vai sucedê-la em 1951, em seguida, virá a vez de Anne-Sophie Pic em 2007.

Mulher chef de cozinha Você conhece esse prato francês?

Ela também foi a primeira líder a conseguir três estrelas no guia vermelho por duas vezes. 

Vinda de uma família camponesa bretã, ela aprendeu o básico da culinária desde os 10 anos de idade. Ao engravidar, aos 19 anos, de um homem casado, seu pai a coloca na rua e foi ai que ela chegou a Lyon.

É interessante saber que no século XIX e no início do século XX, muitos restaurantes lioneses eram gerenciados por mulheres, apelidadas de mães.

Em 1921, ela abriu seu restaurante lionês, que rapidamente se tornou um endereço essencial na cidade. Ainda hoje é um dos emblemas da cidade de Lyon na França.

E você, qual o seu prato gourmet favorito?

O chefe Auguste Escoffier

Chef do início do século XX, Auguste Escoffier ajudou a divulgar a cozinha francesa no mundo, tomando e modernizando as receitas de Marie-Antoine Carême, inclusive.

É para ele que a gastronomia deve o conceito de brigadas de cozinha (divisão de tarefas por equipe) e ele continua influenciando muitos cozinheiros. Enquanto ele sonhava em se tornar um escultor, ele trabalhava no ate então Restaurant Français. Notemos que em sua família, cozinhar é uma instituição! Sua avó é uma cozinheira excepcional e suas tias e tios trabalham no ramo de restaurantes.

Mais tarde Escoffier colaborou com César Ritz e contribuiu para o desenvolvimento da indústria hoteleira de luxo, frequentada pela aristocracia. É provavelmente por essa razão que ele é apelidado de rei dos cozinheiros e cozinheiro de reis.

E você já sonhou em se tornar um grande chef da culinária? Se você caiu nesse artigo enquanto procurada dicas de culinária, ou alguma receita culinária…se você quer aprender a cozinhar e está a procura de um professor de culinária, você não precisa procurar mais!

Aqui no Superprof você vai achar um excelente professor de culinária que além de te ensinar a cozinhar e preparar pratos bonitos e saborosos, vai te dar todas as dicas sobre culinária do Brasil e culinária mundial!

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar