"Canto: Você tem que se jogar
dar o máximo dos pulmões
braços, alma e coração
com apenas uma garantia
que é ter certeza de nada" - Jean Ferrat

A prática de cantar é universalmente difundida como um grande talento, e muitas vezes ajuda a criar laços sociais, além de tornar o indivíduo mais alegre e disciplinado. Porque sim, muitas celebridades fizeram da técnica vocal seu principal instrumento de trabalho. No entanto, a maioria das pessoas concorda que cantar vale a pena em quaisquer circunstâncias, ainda que de forma amadora.

Há quem cante apenas durante o banho; outros se arriscam em festas de amigos; e há ainda os que fazem apresentações em pequenos bares, na vida noturna. Em resumo, todo mundo canta e, às vezes e, independentemente de qual fase desse processo você se encontre, conhecer seu alcance e dominar sua articulação pode ser uma ferramenta útil, até mesmo necessária.

Mas precisamente, quais são os diferentes tipos de vozes que existem? Preparamos abaixo um rápido tour sobre o que nossa laringe é capaz! Acompanhe!

Quais são os tipos de vozes femininas?

O timbre vocal não é o mesmo para ambos os sexos. E por uma boa razão, diferentes tessituras coexistem e nos fazem perceber que, entre uma voz em falsete e um tom vocal mais grave, existe, na verdade, um abismo.

Como lembrete, podemos dizer que o intervalo é o conjunto de notas, da mais alta à mais baixa, que cada um é capaz de cantar, sem forçar ou intervir no desenvolvimento adequado das cordas vocais e de cada apoio necessário para a prática do canto.

Há diferentes tipos de vozes femininas e você precisa descobrir a sua.

E entre as mulheres, existem quatro principais classificações, todas muito distintas.

Entre as vozes graves, encontramos os contraltos, bastante raros, que são representados por um timbre muito envolvente, há quem o defina como "apaixonante". Entre os mais famosos, encontramos Jocelyne Taillon ou Nathalie Stutzmann. Esse tipo de voz ajuda a iniciar registros, às vezes mais lânguidos, outras mais lentos.

Sempre nas vozes profundas, a voz da viola é a categoria logo abaixo, e acaba sendo o equivalente feminino ao contra-tenor masculino. Frequentemente comparada à voz "natural", é muito melódica.

Entre as vozes mais agudas, há também a voz mezzo soprano, bastante comum entre os tipos de voz feminina. Essas técnicas vocais têm a vantagem de se adaptar a muitas músicas e são incorporadas por vozes como Cecilia Bartoli, Marilyn Horne ou Brigitte Fassbaender.

Finalmente, a voz soprano é o tipo mais comum de voz para mulheres e crianças. Esta é a tessitura mais nítida, que permitirá cantar muitas criações musicais, sejam elas atuais ou não. O melhor exemplo é Maria Callas, cuja voz é reconhecível entre mil.

Existem também três subcategorias de vozes femininas, o que nos permitirá classificar na melhor das hipóteses a tessitura:

  • As vozes leves, mais confortáveis ​​nos agudos;
  • As vozes líricas;
  • As vozes dramáticas, mais adequadas para graves.

Conhecer o seu tipo de voz permite, por exemplo, candidatar-se ao papel certo para um musical. Então pense nisso!

Evelyn
Evelyn
Profe de Canto
4.99 4.99 (119) R$80/h
1a aula grátis!
Erica
Erica
Profe de Canto
5.00 5.00 (17) R$135/h
1a aula grátis!
Victor
Victor
Profe de Canto
5.00 5.00 (14) R$65/h
1a aula grátis!
Fernando
Fernando
Profe de Canto
5.00 5.00 (45) R$120/h
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
Profe de Canto
5.00 5.00 (6) R$90/h
1a aula grátis!
Lilian
Lilian
Profe de Canto
5.00 5.00 (31) R$100/h
1a aula grátis!
Carolina
Carolina
Profe de Canto
5.00 5.00 (8) R$50/h
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
Profe de Canto
5.00 5.00 (20) R$15/h
1a aula grátis!

Quais são os tipos de voz masculina no canto?

No mesmo princípio que para as mulheres, os tipos de voz masculina na música são divididos em algumas categorias.

  • As vozes mais graves;
  • As vozes de barítono, que correspondem à voz falada naturalmente, moderadamente grave;
  • As vozes de tenores, mais agudas, a qual Luciano Pavarotti personifica perfeitamente;
  • As vozes do contra-tenor,  similar ao contralto feminino.

E, assim como em relação às mulheres, existem subcategorias de tessitura, que permitirão ao homem encontrar o melhor na escolha de suas músicas.

Encontre a sua tessitura masculina e faça apresentações espetaculares.

Por exemplo, existem dois tipos de vozes baixas: graves profundos, envolventes e graves cantantes, essas mais agradáveis.

O mesmo vale para o barítono, pois encontramos o baixo-barítono, que tem um pouco mais de energia do que um barítono básico. E para a pequena anedota, os filmes e as séries, é particularmente adequado incorporá-la ao papel dos bandidos, porque cativa mais atenção!

E no mesmo princípio do baixo, encontramos tenores líricos e tenores leves. Em resumo, a tessitura masculina é rica, muito rica, e conhecer a sua nunca será uma má ideia, especialmente para a saúde de suas cordas vocais!

Porque lembre-se, saber cantar também tem um caráter protetor em relação aos órgãos vocais. Não forçar indica um bom comando do seu dispositivo vocal (você pode aprender a identificar e controlar suas tendências nas aulas de canto). Por outro lado, sentir uma resistência ou um mau hálito pode implicar um cansaço real da voz, o que resultará em um som desagradável ou uma apresentação considerada ruim.

Como saber qual é o seu tipo de voz?

Depois de conhecer os diferentes tipos de voz existentes, é importante saber em qual você se enquadra. Porque sim, para conseguir cantar as músicas adequadas e se sentir o mais confortável possível, esse é um ponto essencial. Primeiro de tudo, você precisa saber que não é você quem escolhe o seu tipo de voz.

E sim, ele é determinado pelas cordas vocais, a laringe, o diafragma, e todos os elementos que a Mãe Natureza nos confia e que não podemos controlar. É por isso que você não deve exercer pressão desnecessária sobre si mesmo. Caso contrário, haveria o risco de causar fadiga nas cordas vocais, o que afetaria até mesmo a fala.

Reconhecer qual o seu tipo de voz permite preservar a sua saúde vocal.

Adote uma postura ereta, respire pelo diafragma, tenha uma boa articulação de vogais e consoantes, são tantos critérios que tornam nossos pulmões mais capazes de emitir sons adaptados...

Mas, para conhecer melhor seu tipo de voz e cantar como profissional, existem três técnicas básicas, que podem ser ou não necessariamente válidas, de acordo com o seu perfil:

  • Tentar cantar músicas dos seus artistas favoritos e observar quais você consegue interpretar com conforto do início ao fim;
  • Testar sua voz, através dos sons mais graves e nítidos que você puder, em sites on-line como o Vocaliseur, que definem o seu intervalo em minutos;
  • Fazer uma hora de aula de canto com um treinador de voz, que lhe dirá que tipo de voz você tem. Você pode encontrar professores especializados nisso no Superprof, por exemplo!

Portanto, conhecer e respeitar o seu tipo de voz é essencial para ter sucesso em cantar bem sem se cansar; portanto, não negligencie esta etapa importantíssima do seu aprendizado na música.

O que você pode cantar de acordo com o seu tipo de voz?

"Quando você não tem nada a dizer, o melhor é cantar." - Philippe Bouvard

Agora que dominamos as diferentes tessituras, que sabemos que os tipos de voz são classificados de acordo com os repertórios e que podemos aprender a definir a nossa, é necessário saber do que somos capazes com esse mesmo órgão vocal.

Embora a respiração, a postura ou a perspectiva cênica sejam critérios indispensáveis para o sucesso, alguns gêneros musicais são mais recomendados para certos tipos de voz. Cantar de acordo com o seu tipo de voz é, portanto, equivalente a cantar com prazer, seja uma música atual ou uma ópera, sem se perder e sempre com a perspectiva de desenvolver ainda mais o seu talento.

Para encontrar os harmônicos mais adequados, não adianta correr, você precisa ... treinar! E sim, ouvir a música repetidas vezes permitirá adaptar seu ouvido a sons específicos e, com o tempo, sua voz encontrará os que mais lhe correspondem.

Você também pode verificar com um professor os registros mais adequados ou artistas com o mesmo alcance de voz que você. Frequentar aulas de canto ou mesmo contratar um professor particular é imprescindível nessa fase para não se correr o risco de procurar desnecessariamente. Porque sim, mais uma vez, o professor será essa figura de guia e apoio em que qualquer cantor que se respeite pode acreditar.

Por mais que o talento já esteja com você, desenvolver-se no mundo da música pode não ser algo tão instintivo quanto parece: trata-se de um longo caminho de desenvolvimento a ser percorrido. Mesmo os cantores mais célebres precisaram da ajuda de um profissional no início de suas carreiras... e talvez ainda precisem! Moldar um talento e descobrir novas habilidades nunca é demais.

Observe que, em toda a lógica, a tessitura "intermediária" (por exemplo, tenores ou barítonos nos homens) poderá cantar melhor o máximo de músicas possível, enquanto os tipos mais vocais ou mais graves terão mais dificuldade em se adaptar a qualquer modalidade. E isso é normal e não significa necessariamente uma desvantagem.

Você pode escolher suas músicas de acordo com o seu tipo de voz.

Seja como for, deve-se ter em mente que ninguém canta errado. Uma voz que vemos como ruim é simplesmente devido a reflexos ruins do cantor, má respiração ou simplesmente uma má escolha de música! Você passará a imagem de um mau cantor se escolher cantar músicas que não se adaptem ao seu tipo vocal, por exemplo. Daí a importância de conhecê-lo e fazer dele o melhor proveito.

Estar ciente de suas fraquezas garante saber como domá-las com mais requinte, coragem, e é assim que a porta da harmônica se abre diante de você!

E então? Está pronto para uma entrada triunfante por ela? Então acesse agora mesmo a nossa plataforma Superprof e encontre um professor de canto para ajudá-lo a moldar o seu talento.

Precisando de um professor de Canto ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.