Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como reconhecer as diferentes tessituras masculinas

De Marcia, publicado dia 05/11/2019 Blog > Música > Canto > Homens e a classificação de suas vozes

“Um cantor é apenas um instrumento.” – Bjork

A música é uma atividade que muitos praticam como hobby, mas também há aqueles que a vêem como possibilidade profissional. Esses últimos normalmente fazem aulas de canto. Entre tessitura, técnicas vocais, canto vocal e vocalização, verifica-se que todas as pessoas têm um órgão vocal que deve ser dominado de uma maneira específica.

Porque sim, todos nós temos um tipo específico de voz, que se destaca como uma ferramenta para a vida artística. As mulheres têm, por um lado, seus harmônicos especiais, enquanto os homens também têm diferentes cordas vocais, o que dá o som peculiar aos cantores.

Quais são os diferentes tipos de vozes quando você é homem? Como reconhecer uma voz grave em uma voz mais “leve”? O que diferencia um tenor de uma soprano? Todas essas respostas e muito mais você vai ver agora!

Os diferentes tipos de vozes masculinas

A voz masculina é produzida por um órgão que todo mundo usa para conversar, discutir, mas também para cantar. Seja você um cantor comum, um cantor de ópera, um membro de um coral ou um soprano dramático aos domingos, ela será uma ferramenta que, quando você conhecer os detalhes, será mais fácil de usar.

Portanto, existem categorias de vozes que, na prática, estão aí há muito tempo, mas sem tantos nomes e classificação. Voltaremos a isso mais tarde.

Enquanto isso, é importante entender e assimilar cada tipo de voz, de acordo com o nome específico que lhe foi atribuído.

Vozes graves

A voz mais grave masculina, que acaba sendo a voz mais grave de todas as que existem, é o baixoExistem dois tipos de baixo:

  • O canto baixo, mais suave e com agudos;
  • O baixo profundo, também chamado de baixo nobre ou baixo mais sombrio, envolvente, mais solene. Este é mais raro encontrar, e faz parte de um seleto grupo de cantores.

E entre os famosos baixos, encontramos:

  • Barry White;
  • Giuseppe Verdi;
  • Seu Jorge;
  • René Pape;
  • Zé Ramalho;
  • E muito mais!

Nas aulas de canto após o baixo, vem um outro tipo de voz masculina: o barítono. Esta é a voz masculina relativamente básica, em todo caso bastante difundida. Moderadamente grave, um barítono possui um alcance bastante semelhante à voz falada, localizada entre o baixo e o tenor.

Há também um baixo-barítono que, como o nome indica, é um grau mais baixo do que o barítono, que tem um pouco mais de poder do que um barítono básico. Para a pequena anedota, no cinema e na série, ela é particularmente indicada para incorporar o papel dos bandidos, porque é muito fascinante, cativante!

As vozes masculinas agudas

O terceiro tipo de voz, de tessitura semelhante à técnica vocal, é a voz tenor, que evocamos pouco antes. Esse tom de voz, menos dramático, é, no entanto, bastante melódico , pois as vocalizações são próximas às notas altas. Note que Luciano Pavarotti foi um dos tenores!

Mais uma vez, os elementos vocais do tenor são divididos em duas subcategorias:

  • O tenor lírico;
  • O tenor dramático.

O tom mais claro do tenor pode finalmente revelar o contra-tenor, o símbolo das notas masculinas mais altas.

Todas as vozes masculinas podem ser classificadas.

E sim, mesmo que poucas pessoas do gênero masculino sejam capazes de obter tais notações (foi também isso que deu origem aos castrati, que eram garotinhos que realizavam a expressão pura e simplesmente!), essa é uma voz que às vezes não podemos ser mais claros, cheios de significado e quase virtuosos.

E a natureza é bem feita, pois os contra-tenores possuem uma técnica vocal bastante impressionante, que consiste em vibrar as cordas vocais de uma maneira muito particular. Essa vibração levará a sons dignos dos maiores coros, dos sons mais bonitos do evangelho ou dos melhores musicais.

E entre os famosos contra-tenores, encontramos:

  • Serge Kakudji;
  • Henry de Rouville;
  • Frédéric Bétous;
  • Rachid Ben Abdeslam;
  • Jean-Loup Charvet;
  • E muito mais!

Na escala feminina, podemos aproximá-lo do contralto, com um enfoque, porém muito diferente. No entanto, e podemos ver bem aqui, o homem tem um tipo de voz muito específico, que não pode ser abordado de perto ou de longe até a voz feminina. Cada um tem o seu tipo de abertura, cordas vocais e alcance em si!

E você também pode descobrir o seu em suas aulas de canto.

Encontre e trabalhe seu tipo de voz masculina

É claro que o mundo do vibrato, o universo da voz principal e o campo da ópera são muito mais profundos do que isso, e algumas subcategorias são distinguíveis, revelando uma riqueza na música. No entanto, a menos que você tenha um ouvido absoluto, às vezes é difícil encontrar que tipo de voz nos corresponde mais.

O seu tipo de voz pode ser trabalhado para se desenvolver.

Porque sim, algumas pessoas intermediárias complicarão um pouco a tarefa ao cantar um tom específico. Entre contra-tenor e tenor, às vezes o limite é tênue! É por isso que a classificação se tornou cada vez mais precisa ao longo do tempo.

Compreender os tipos de vozes masculinas

Antes de meados do século XIX, foram distinguidas apenas a voz masculina da voz feminina. Difícil de se enquadrar quando você é um homem que canta muito alto, por exemplo! Consideramos então o grave e o agudo, para finalmente introduzir as classificações sob os nomes mencionados aqui: tenor, barítono, baixo, etc.

No início do século XIX, é ainda com mais detalhes e nuances que aparece a voz. Há vozes dramáticas, de tessitura leve ou lírica, cantos graves ou graves profundos, enfim, os sons se tornam mais engajados e profissionais.

E, finalmente, em meados do século XIX, surgiu a noção de poder e mostra que se pode ser uma opereta barítono, bem como um tenor de ópera wagneriano ou um contralto.

Porque quando você é homem, essa questão é tão importante quanto quando você é mulher. Os clichês transmitidos gostariam que um tom masculino fosse grave e poderoso mas, na realidade, não o é, e alguns homens têm muito pouco poder na voz. E não há nenhum problema nisso. Cantar é um universo muito rico!

Soluções para encontrar o seu tipo de voz

Mensurar o tipo de voz de alguém se tornou possível há algum tempo, e hoje o é ainda mais! Porque e pela simples razão de que um homem tem todas as teclas em mãos para saber onde colocar na escala musical, como se estivéssemos falando em notas de piano!

Basta tocar algumas notas e comparar sua voz para chegar a algum lugar, simples não é mesmo? O som do piano, sintonizado na sua voz, dará o seu tom. Obviamente, você pode ajudá-lo com um manual de música ou um site especializado para chegar lá, e em duas ou três etapas você será classificado!

O seu tom de voz pode ser encontrado pelas teclas do piano.

Se, no entanto, a música não for sua escolha, um professor de canto ficará feliz em ajudá-lo a descobrir qual é o seu tom. A vantagem hoje é que você pode fazer aulas online, é possível experimentar uma hora de aula com o Superprof, por exemplo! Uma webcam, suas cordas vocais e pronto: cantar nunca foi tão fácil!

Saber qual é exatamente o tom da sua voz ajudará a colocar a última nas músicas mais adequadas, praticar os sons mais simples de cantar para a nossa tessitura em particular. Prepare-se para fazer um concerto, afinal após descobrir e desenvolver o seu tom, você terá a garantia de dominar suas cordas vocais!

Os tipos de vozes humanas são, portanto, poucos em si mesmos, mas contêm riquezas e sutilezas que devem ser dominadas e conhecidas para serem capazes de interferir na forma pela qual vamos aproveitá-las. Entre tenor e graves profundos, existe um abismo, e todo o interesse é não mergulhar nele, mas conhecê-lo pouco a pouco.

Porque, como é sabido, a música suaviza os modos, e saber usar a voz como ferramenta torna a vida ainda mais agradável. Baixo, tenor, barítono… tantas são as categorias necessárias para entender melhor a música e compreender como as cordas vocais podem nos servir como uma ferramenta de trabalho.

Aliás, elas são a principal ferramenta de um cantor, o que ele realmente precisa para se desenvolver e crescer na carreira. Aprender a tocar um instrumento é legal, fazer performances dançantes que chegam a ser acrobáticas é bonito, mas aprender a usar a sua voz de forma correta é essencial para construir uma carreira de sucesso.

Muitas pessoas chegam a pensar que “não nasceram para cantar” ou que “não têm voz para isso” exatamente porque não souberam aproveitá-la de maneira adequada. A realidade é que todos podem cantar, entretanto, isso não significa que qualquer pessoa pode cantar qualquer música.

Existem tons que são adequados para uns ou para outros e é importante reconhecê-los antes de iniciar seus ensaios. Ainda que você cante somente por hobby, é válido conhecer e desenvolver o seu tom.

Todos temos talento, basta saber identificá-lo e praticá-lo.

Se você já tomou essa consciência e deseja entender melhor onde a sua voz entra na escala musical, por que não acessar a plataforma Superprof e escolher agora mesmo um professor de canto que vai ajudá-lo nessa empreitada? O fato de precisar estudar para cantar não significa que você não seja um verdadeiro talento.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar