Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Irregularidades gramaticais no idioma Francês

De Erico, publicado dia 28/06/2019 Blog > Idiomas > Francês > Regras básicas da gramática românica

Aprender uma nova língua é sempre um grande desafio! Principalmente um idioma que possui muitas conjugações de verbos, exceções gramaticais e uma pronúncia diferente da nossa língua mãe como o Francês.

Apesar disso, o idioma é bem próximo ao Português, já que também tem origem românica com base no Latim. Por isso, é sempre importante treinar a aplicabilidade das regras através de exercícios e prestar atenção na pronúncia das palavras, já que o sotaque Francês é bem peculiar e característico.

Fique atento a algumas especificações básicas da estrutura do idioma e saiba como entender melhor as exceções, bem como as regras gramaticais do Francês.

Aprenda a pronunciar o alfabeto Francês

Para você que está estudando Francês, com certeza já percebeu que a pronúncia das palavras é algo bem difícil e complexo para quem fala o Português.

A maneira de colocar a língua na hora de falar e emitir o som correto são alguns dos desafios propostos para quem está aprendendo o idioma de Voltaire.

Mas, uma técnica bem simples e fácil de aplicar antes de aprender a pronunciar as palavras é ter conhecimento sobre o som das letras do alfabeto e até de algumas letras novas quando necessário.

Treinar diariamente! Compreender algumas regras de pronúncia e conhecer as estruturas das palavras ajuda no aprendizado do idioma!

Vamos ver, então, como funciona:

  • 26 letras e 5 vogais;
  • O som das letras são parecidos com o do Brasil, mas a acentuação é que vai definir a pronúncia correta;
  • Sistema fonológico diferente do Português, mas estrutura gramatical bem parecida;
  • O som da letra “R” é o mais difícil de se habituar.

É pertinente ressaltar que no YouTube há algumas opções interessantes de canais que te ensinam a como compreender de forma dinâmica a pronúncia de todas as letras em Francês, bem como palavras e a proximidade do idioma com a nossa a língua materna. Depois de aprender a pronúncia correta de cada letra, vamos aprender sobre os falsos cognatos. Vamos lá?

Os falsos cognatos no Francês

Outra irregularidade da gramática francesa muito importante a ser estudada são os falsos cognatos, aquelas expressões que possuem a grafia exatamente igual a da nossa língua materna, porém, o significado é totalmente diferente.

Pelo francês ser uma língua considerada muito bonita por muitos e ter uma história de construção gramatical e de literatura baseada no romance, deve se ter cuidado com os falsos cognatos que parecem ter significados românticos, quando suas traduções são totalmente inversas.

É sempre bom avaliar em qual contexto os falsos cognatos estão inseridos para traduzir corretamente a expressão. Veja alguns exemplos de cognatos bem comuns de se encontrar na França:

  • Subir: no Brasil, conhecemos essa palavra como uma ação de elevar algo para um patamar acima de onde estava. Na França, Subir significa suportar, aguentar, no sentido de passar por uma situação adversa.
  • Mais: um advérbio de adição para indicar unidades, itens ou coisas extras que estão sendo levadas para algum lugar. Já na França, “mais” tem o mesmo significado de “mas”, complementando uma situação oposta ao que iniciou a frase.
  • Légende: o sentido desta palavra no Brasil é a transcrição escrita da fala de um vídeo ou filme que fica visível na TV, traduzindo o que os atores estão falando. Na França esta palavra já tem significado de lenda, fábula, mito.
  • Bâton: ao invés de significar um item de maquiagem muito comum entre as mulheres, esta palavra em francês significa bastão de madeira.

Esses são só exemplos de palavras com falsos cognatos, mas pode-se encontrar milhares dentro da gramática francesa. A dica é sempre estudar, procurar dialogar com pessoas que também falam Francês para treinar a conversação e, assim, conseguir discernir qual o real significado das expressões quando contextualizadas com o diálogo.

Assimilando ainda mais! Praticar a conversação com nativos do idioma acelera ainda mais a sua fluência e compreensão da língua!

Veja abaixo algumas frases em que a tradução é um falso cognato:

  1. Les chiffres ne mentent jamais: “os números não mentem jamais”. Sim, “chiffres” significam números.
  2. Ils se sont embrassés et tout allait bien: “eles se beijaram e se abraçaram e ficou tudo bem”. No caso, embrassés pode significar tanto abraçar como beijar, é uma expressão de carinho.

Essas diferenças acontecem porque a estrutura sintática do português e francês são a mesma: baseada no latim. Por isso, apenas o dia a dia e a prática na conversação fará você compreender o porquê dessas expressões com significados tão opostos.

Mas você sabia que a revisão na matéria contribui e muito para sua melhor performance no idioma Francês?

Como revisar a matéria para driblar as dificuldades linguísticas

Procurando por um curso de frances online?

Tal qual você vai enviar um e-mail importante, publicar um texto ou até mesmo encaminhar uma mensagem através de aplicativo, é comum fazermos aquela revisão básica, não é?

O mesmo acontece com o idioma Francês: da mesma forma que você precisa ouvir, escutar e praticar, é importante sempre revisar o conteúdo estudado para compreender realmente o sentido das palavras. Principalmente porque no Francês você escreve de uma forma e fala completamente diferente, devido à acentuação que é parte importantíssima na escrita francesa.

Os acentos têm lugar cativo na ortografia, pois dependendo da maneira que a mesma palavra foi acentuada, muda a forma de pronunciar e também o significado. A revisão nesses casos é crucial para você não errar!

Aprender mais rápido! A leitura continua sendo uma das principais estratégias para internalizar um novo idioma!

Procure sempre passar a matéria sobre a acentuação, assistir vídeos e ler artigos para compreender a colocação correta deles. O Francês bem falado e bem escrito com certeza é um grande diferencial no mercado de trabalho para conquistar uma excelente vaga de emprego.

E não fique com vergonha de tirar dúvidas com o professor, ele está ali para ajudar. O Francês é uma língua um pouco difícil no começo, mas não é tão complexa como o Português. A facilidade é que as estruturas de frases e palavras se mantém iguais, entretanto, atenção em como pronunciá-las para não passar vergonha.

Mas além da revisão, a prática também é essencial neste processo de desenvolvimento. Você sabe como praticar o idioma de forma efetiva?

Faça um curso de frances!

Como praticar o francês para lidar com dificuldades linguísticas

De fato, não há mágica para você se tornar fluente no Francês a não ser estudar, estudar e estudar. Não adianta, todo novo idioma que está se aprendendo necessita de esforço e dedicação para você compreender tanto os diálogos como também a gramática.

Conhecendo a fundo! Além de se dedicar aos diálogos, é interessante também ter uma noção das regras básicas da gramática do novo idioma!

Sim, apesar de muita gente achar que a gramática não influencia na fala, a verdade, é que ela está totalmente ligada ao seu bom desempenho dentro de uma nova língua, assim é fácil assimilar palavras, ganhar vocabulário e ter mais chances assertivas de “rasgar” um Francês fluente quando se tem dedicação.

Veja algumas dicas legais para você se aperfeiçoar ainda mais neste novo idioma:

  1. Identifique suas dificuldades: seja na pronúncia, na conjugação, na formação de frases, tenha ciência de qual é a sua pior habilidade dentro do idioma e concentre-se neste tópico até entende-lo completamente;
  2. Pratique: sim, a busca da perfeição vem através do treino, da prática e da disposição que você vai dedicar a esse projeto que é falar Francês a todo custo. Seja resolvendo exercícios gramaticais ou treinando sua fala em aulas online, o importante  é estar conectado e atento com pessoas fluentes no idioma para a mente gravar o som correto da pronúncia;
  3. Ouça mais: escutar também faz muito bem para o seu desenvolvimento no idioma. A melhor forma é selecionar filmes franceses para se acostumar com o sotaque e memorizar a entonação das palavras e, principalmente, dar atenção aos podcasts em Francês, às letras das músicas e expressões que utilizam.
  4. Acalme-se: descansar a mente também faz parte do processo. Não fique vidrado o tempo todo no estudo com o Francês, tire um tempo para a diversão, para relaxar e focar em outras coisas que também contribuem para sua qualidade de vida.
  5. Arrisque-se: a chave para o sucesso é ter ousadia e não cair nas amarras do medo de errar. Por isso, deixe a vergonha de lado e aproveite todas as oportunidades que puder para treinar o seu vocabulário, essa é uma das experiências mais vantajosas em termos de aprendizado que você pode ter.
  6. Perca o medo: de falar, de se expressar, de escrever. É através das falhas também que você aprende, use isso ao seu favor. Viu que tem um Francês no seu trabalho ou conheceu alguém que também fala Francês? A hora é agora para você praticar e pedir dicas para se desenvolver no idioma.

Siga esses conselhos que você vai tirar de letra as irregularidades gramaticais, acentos e conjugações de verbos que o idioma Francês oferece.

Lembre-se que a procura pelo idioma têm aumentado a cada ano e hoje o Francês é uma das línguas mais importantes do planeta, tanto em termos econômicos, pois cada vez mais empresas francesas chegam ao Brasil, com a independência em se comunicar com nativos do país que mais recebe turistas no mundo.

A fluência no Francês, com certeza é um diferencial para a sua vida e para sua carreira. Pense nisso!

Excelente estudo e boa sorte! Au revoir!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar