Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como aprender inglês na terra da Rainha?

De Myla, publicado dia 13/05/2019 Blog > Idiomas > Inglês > Reino Unido: intercâmbio para aprender a língua inglesa

A gente sabe que um dos principais fatores que projetaram a língua inglesa como uma das mais importantes do mundo provém de raízes históricas relativamente recentes, como a ascensão e declínio do Império Britânico, seguida pela ascensão dos Estados Unidos da América.

Esse contexto, nos abre várias reflexões possíveis. O Império Britânico (1583-1997) encompassou o final do século XVI até o século XX e foi considerado o maior império em extensão de terras descontínuas do mundo. Era comum se dizer que “o Sol nunca se põe no Império Britânico“, pois em algum lugar ao redor do planeta o sol sempre estaria a brilhar.

Os EUA, como colônia desse império, legou o uso da língua inglesa tão bem como seus costumes, crenças e valores. E, após a Segunda Grande Guerra (1939-1945), com a recessão e crise que assolavam a Europa devido a esse conflito, os EUA tiveram a oportunidade de expandir seus mercados e sua influência internacionalmente, alcançando, em curto espaço de tempo, a posição de potência mundial.

Bom, pensando nisso, qual a melhor maneira de poder vivenciar a língua inglesa em solos do Reino Unido? Você já parou para pensar que foi nessa pequena grande ilha onde a língua originou-se inicialmente?

Se não, vamos lá!

E confira também aula de ingles no Superprof!

Parte da vista do Parlamento Britânico e da Elizabeth Tower, a torre do relógio Big Ben. Essa edificação possui 96 metros e é o segundo maior relógio de quatro faces do mundo.

Aprender inglês imerso no berço da língua nunca foi tão fácil!

Muitos estudiosos e eruditos estipulam que só Shakespeare, sozinho, teria introduzido de 1700 a 2200 palavras na língua inglesa, ao edificar a sua grande obra. Ele cunhou expressões como Heart of Gold: “coração de ouro”, encontrada em Henrique V; Wild-goose chase: “pista falsa, procura inútil”, presente em Romeu & Julieta e Love is Blind: “o amor é cego” em O Mercador de Veneza.

Pensando nisso, uma pesquisa realizada em 2017 pela Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio, a Belta, aponta o Reino Unido como destino dentre os Top 3 preferidos dos estudantes brasileiros. Segundo a pesquisa, na qual 36 possíveis países aparecem como opções aos estudantes brasileiros, o primeiro colocado na preferência dos nossos estudantes é o Canadá, acompanhado pelos Estados Unidos, em segundo lugar.

Logo em seguida, temos o Reino Unido, que subiu da quinta colocação como país preferido para intercâmbio, em 2015 e 2016, para o terceiro lugar, em 2017. Em quarta e quinta colocações estão a Austrália e Irlanda, respectivamente.

A qualidade de vida presente nesses países, a estrutura bem estabelecida para recebimento de estudantes e a localização geográfica no globo são as maiores razões que têm influenciado na escolha dos brasileiros. Além disso, facilmente a gente nota que todos os países citados são anglófonos, praticantes da língua inglesa!

Confira ainda dicas sobre a Austrália, uma possível e ótima opção de intercâmbio também!

A Inglaterra é um dos maiores destinos turísticos e de intercâmbio de estudo da língua inglesa do mundo! A foto acima traz a celebração de um festival em Stonehenge.

Portanto, sabemos que a procura por curso de ingles na capital britânica, por exemplo, é muito alta. Mas não é um bicho de sete cabeças como muita gente pensa!

Caso você queira estudar até seis meses, não é necessário obter o visto de estudante para entrada no país. Nesse caso, é preciso que você esteja matriculado, de forma regulamentada, em uma escola de inglês e trazer a carta de aceitação como aluno da instituição de ensino no momento da entrada na Inglaterra.

Fora essa documentação, você também deve possuir a passagem de retorno ao Brasil e comprovantes de renda que atestem que você possui renda suficiente para se bancar durante a duração de seu pretendido curso.

No entanto, caso seu curso seja superior a seis meses, existe, sim, a necessidade de obtenção de visto de estudante antes de deixar o Brasil. Essa opção envolve um pouco mais de burocracia, mas nada que irá te tirar o sono!

A solicitação deve ser realizada no site do serviço de imigração inglês, passo a passo. Para obter visto de estudante para a cidade de Londres, é requerida a realização de um teste que comprova qual seja o nível de inglês do aluno. Tal teste é chamado de CAS: Confirmation of Acceptance for Studies/Confirmação de Aceitação para estudo. Sem esse exame, o aluno não consegue entrar no país de forma legal.

Aproveite e espie nossas dicas sobre Nova Iorque, a cidade mais famosa do mundo, e o quê de fato você sabe sobre ela!

Entendo as diferentes partes do Reino Unido

O Reino Unido (RU) é oficialmente nomeado como Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte. Trata-se de um Estado soberano insular, cercado pelo oceano Atlântico, o mar do Norte, o mar da Irlanda e o Canal da Mancha, que conecta a maior ilha, a Grã-Bretanha à França através do Eurotúnel.

O Reino Unido inclui a ilha da Grã-Bretanha, como ja dito, a parte nordeste da ilha da Irlanda, e muitas outras ilhas menores. A Irlanda do Norte é a única parte do RU com uma fronteira terrestre, no caso, com a República da Irlanda.

Você sabia que apenas em Londres são falados cerca de mais de 300 idiomas diferentes? Fonte: Diário Catarinense – divulgação.

Constituído por uma união política de quatro países: Escócia, Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales, o governo no RU é regido por um sistema parlamentar, cuja sede encontra-se na capital, Londres, e por uma monarquia constitucional, que traz a rainha Elizabeth II como a chefe de Estado.

Essa união política possui 14 territórios ultramarinos, todos remanescentes do antigo império britânico que, em seu apogeu, chegou a possuir quase 1/4 da superfície da Terra, o que faz desse o maior império da história. Em decorrência dessa era, a influência britânica pode ser facilmente vista no mundo de hoje no idioma, na cultura, costumes dos habitantes, e também nos sistemas judiciários e educacionais de muitas de suas antigas colônias como a Austrália, Canadá, Índia e os Estados Unidos.

Confira outras ótimas opções de intercâmbio e turismo nesses melhores países de língua inglesa!

Além disso, o RU é um dos países mais desenvolvidos do mundo, com a sexta (se em relação ao PIB nominal) ou sétima (se em relação à PPC, Paridade do Poder de Compra) maior economia do planeta. Você sabia que ele foi o primeiro país industrializado do mundo e a principal super potência global durante o século XIX e o começo do século XX?

Contudo, o custo financeiro de duas grandes guerras, muito próximas uma da outra, e o declínio do seu império pesou um pouco, reduzindo seu papel de líder no contexto internacional. No entanto, o RU permanece sendo uma grande potência mundial, com significativa influência econômica, cultural, militar e política, sendo também uma potência nuclear, algo que quase ninguém comenta.

Ele também ostenta o terceiro maior gasto militar do mundo. Recentemente tem negociado sua saída da União Europeia, através do controverso Bretix. O RU detém um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas, é membro do G8 (as 8 economias mais avançadas do mundo, segundo o FMI), participa da Organização do Tratado do Norte, a OTAN, da Organização Mundial do Comércio (OMC) e da Comunidade das Nações.

Espie nossas dicas sobre o Canadá e o quê saber sobre o país antes de visitá-lo!

As origens da gaita de fole são controversas, mas sabemos que a sua disseminação ao redor do mundo se deve ao império britânico. A gaita das Highlands chegou a ser tratada como instrumento de guerra, mantido entre os batalhões reais.

Utilizando a ajuda de um guia nativo ou indo solo

Você pode tanto organizar sua visita ao Reino Unido contando com a ajuda de um guia, que fale um inglês 100% nativo e que conheça bem a região, e te apresente um olhar mais próximo ao olhar dos moradores locais, quanto você também pode se aventurar por essas terras contando apenas com você mesmo.

Tanto uma forma quanto a outra apresentam seus prós e contras que você deve considerar com cuidado! Por exemplo, se você pretende ir com a família ou um grupo de amigos, isso pode representar um relaxamento maior na forma de se organizar a viagem, já que você não estará sozinho e poderá, constantemente, contar com a ajuda dos seus amigos ou companheiros de viagem.

Por outro lado, caso você opte por ir sozinho ou acompanhando apenas de mais uma pessoa, o tamanho de tempo dedicado à preparação da viagem e do roteiro aumenta significativamente! Só que isso também quer dizer que você pode moldar toda a viagem da forma como quiser, nos mínimos detalhes, com maior poder de escolha, já que você não precisa levar em consideração os interesses de terceiros.

Existem, portanto, inúmeras agências de turismo espalhadas pelos países do RU e também hoje existem experiências de vivências e opções de estadia oferecidas por plataformas como o AirBnB, a preços muito em conta, rivalizando com o setor hoteleiro já estabelecido.

Você pode contar com a ajuda e os serviços de certas agências, como a

  • Visit Britain, que oferece visitas individuais e em grupo por todo o Reino Unido, e um portal amplo sobre informações a respeito do turismo, de atrações e serviços em cada uma das principais regiões do RU. Seu site é bastante dinâmico e detalhado. Nele você irá encontrar diversas opções!
  • British Council, caso você queira focar no aprendizado e ensino da língua inglesa. Essa organização é fantástica e promove a união entre intercambistas e alunos interessados de todo o mundo e diversas instituições educacionais pelo RU. Com certeza você vai se esbarrar com várias opções maneiras de aprender inglês oficialmente no RU.

Em outras palavras, além de você ter a oportunidade de conhecer uma das regiões mais fascinantes e vibrantes do planeta, você terá contato direto e constante com a língua de Shakespeare, e poderá estudá-la com mais afinco e vivencia-la no dia a dia enquanto realiza turismo pelo Reino Unido!

Fala a verdade! Tem jeito mais gostoso de aprender a língua inglesa?  O único jeito melhor que vejo é se você já tivesse nascido mesmo lá! E que tal você fazer um curso de inglês online com um nativo antes da viagem?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar