Embora o órgão seja classificado por alguns luthiers como um instrumento musical da família dos aerofones de teclas ou até mesmo como um instrumento de sopro (dependendo do modelo), não há dúvida de que muitas pessoas o consideram como um “precursor” do piano, em razão da utilização de um teclado na hora de sua execução.

Trata-se de um dos instrumentos mais antigo e complexos, o qual é constituído a partir de um sistema amplo de madeira e metal, além de um dispositivo pneumático que se caracteriza por foles, bem como um console que contém teclados, registros e pedais.

Quando um músico começa a tocar nos teclados de um órgão convencional, automaticamente ele aciona um mecanismo em que o ar sob pressão acaba passando por dentro dos tubos, os quais dispõem de tamanhos e formatos diferenciados, produzindo, assim, uma grande variedade de sons.

Se você tem interesse em saber algumas curiosidades acerca desse instrumento que, historicamente falando, remonta sua criação por volta do século 3 a.C., acompanhe este artigo até o final e descubra, de lambuja, desde os relatos mais antigos até como é possível ter aulas de órgão atualmente.

Os melhores professores de Piano disponíveis
Bia
5
5 (46 avaliações)
Bia
R$74
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (88 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (15 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (25 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (15 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Juliana
5
5 (17 avaliações)
Juliana
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bia
5
5 (46 avaliações)
Bia
R$74
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (88 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (15 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (25 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (15 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Juliana
5
5 (17 avaliações)
Juliana
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Algumas considerações históricas sobre o órgão

Tendo em vista que o órgão é um instrumento musical que remonta algo em torno do século 3 a.C., vale ressaltar que nesse período ele dependia da água para que a emissão das notas acontecesse a contento.

O sistema era bem interessante, pois era ativado, por fontes naturais (semelhante a uma cachoeira) um mecanismo que produzia e empurrava para dentro dos tubos o ar comprimido.

Esse sistema foi substituído posteriormente (mais precisamente a partir do século 4 d.C.) por um mecanismo pneumático caracterizado por foles operados manualmente, os quais era responsáveis pelo fornecimento de ar.

É claro que, à medida que o tempo passava, o órgão era cada vez mais aprimorado e inserido em outros ambientes, como nas igrejas, por exemplo, causando assim grande impressão nos fiéis, pois passaram a ser construídos em tamanhos diversos, denotando, então, grande imponência nesses locais sagrados.

Em geral, podemos afirmar que o órgão, até por conta de suas características, é um instrumento ideal para acompanhar vozes humanas, uma assembleia ou até mesmo um cantor solista.

Além disso, ele pode substituir perfeitamente uma orquestra em razão de todo o seu mecanismo de produção de harmonia. Tal aspecto fez, ao longo dos séculos, com que esse instrumento incrível fosse visto a partir de sua forte índole sacra que, de certo modo, se perpetua até hoje.

O órgão como um instrumento de referência da igreja

Homem na igreja tocando órgão.
Ao longo do tempo, o órgão passou a ser um instrumento predominante nas igrejas!

Pode até ser que um determinado músico e/ou colecionador tenha um órgão em casa. Mas no imaginário popular esse instrumento está estritamente associado às igrejas.

Obviamente que tal associação se dá em razão de tal instrumento ser utilizado, ao longo da história, como uma espécie de apoio nas cerimônias, uma vez que sua sonoridade é perfeita para preencher grandes espaços, Além de atuar como um apoio às vozes de uma congregação, por exemplo.

Na década de 1400, os órgãos eram comuns em igrejas monásticas e catedrais do Reino Unido e no resto da Europa – independentemente de serem grandes ou pequenas – sendo que muitos desses instrumentos impressionavam por conta de seus tubos enormes denotando-se, assim, uma decoração a parte desses lugares.

É pertinente destacar que os órgãos não prevaleceram somente nas igrejas da Europa, no Brasil eles também foram tidos como referências importantes, como os que foram encontrados no Mosteiro de São Bento no Rio de janeiro, os quais datam de 1562, custando muitos milhares de réis.

Uma característica bastante interessante quanto a isso é que os órgãos de tubo, por exemplo, também passaram a fazer parte das igrejas no Brasil principalmente no Rio de Janeiro.

Para se ter uma ideia, até hoje é possível ver em algumas igrejas alguns desses instrumentos que remontam o século 17, como é o caso da Igreja Nossa Senhora do Carmo da Lapa que abriga um órgão que fora construído pelo francês Cavaillé-Coll (1811-1899).

Imagem de órgão de tubo antigo na cor branca dentro de uma igreja.
O órgão é um instrumento musical que também está nas igrejas pequenas!
Os melhores professores de Piano disponíveis
Bia
5
5 (46 avaliações)
Bia
R$74
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (88 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (15 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (25 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (15 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Juliana
5
5 (17 avaliações)
Juliana
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bia
5
5 (46 avaliações)
Bia
R$74
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (88 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (15 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (25 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (15 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Juliana
5
5 (17 avaliações)
Juliana
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

As características marcantes e distintas de um órgão

Em outros artigos, chegamos a falar sobre a diferença entre o piano e outros instrumentos que utilizam das teclas para a produção de sons. Por conta disso, não poderíamos deixar de fazer uma reflexão sobre a diferença do órgão com o piano, bem como com os demais instrumentos de teclado.

Para que possamos nos debruçar nos questionamentos que dão título a este tópico, precisamos verificar as semelhanças entre tais instrumentos, ou seja, tanto o piano como o órgão possuem teclado. Todavia, vale deixar claro que, mesmo sendo semelhantes em tal quesito, ambos não trabalham da mesma maneira.

Eles não só operam de forma diferente em muitos sentidos, como também produzem sons diferentes e, portanto, são usados para propósitos ou papéis distintos.

Isso não quer dizer que um pianista não possa aprender a tocar piano. Obviamente que para um pianista aprender a tocar órgão é uma mão-na-roda. No entanto, esse músico terá que assimilar as diferentes técnicas, as quais podem ser comparadas ao ato de estudar um novo instrumento, praticamente do zero, devido às complexidades dele.

Nuca é demais destacar que o piano é classificado como um instrumento de percussão, enquanto o órgão é classificado como um instrumento de sopro. Além disso, o número de sons emitidos e o controle de sua sonoridade são muito diferentes.

Ou seja, um órgão é um pouco mais versátil, pois você pode alterar os sons para fazê-lo imitar outros instrumentos graças às suas fileiras, ou vozes.

Embora o piano seja um bom instrumento de liderança, devido ao seu poder de percussão e sua velocidade na produção de melodias e ritmos, o órgão é melhor em preencher espaços maiores com som, daí porque é tido como apoio a uma congregação dentro de uma igreja, por exemplo, como mencionado anteriormente.

Embora ambos os instrumentos sejam controlados por um teclado, quem se dispõe a fazer aulas de órgão deverá aprender a tocar as notas de baixo e controlar o volume a partir dos pedais, enquanto quem está fazer um curso de piano terá que assimilar os dedilhados e os acordes mais complicados.

Ancião tocando órgão.
O mecanismo do órgão é um tanto quanto diferente do piano!

Os órgãos eletrônicos e seus benefícios

É muito comum haver dúvida se o termo “aula de órgão” está relacionado em aprender a tocar aqueles instrumentos enormes que ficaram marcantes em nosso imaginário por conta de estarem ao lado dos altares das igrejas.

Na verdade, quando nos referimos a um curso de órgão atualmente estamos nos referindo aos famigerados órgãos eletrônicos que, de certa forma, também exigem a utilização das duas mãos e dos pés para produzir o som. No entanto, não são mais aquelas estruturas enormes, mas um simples instrumento bem mais leve.

Tendo em vista que os benefícios mentais de tocar um instrumento (seja ele qual for) e que qualquer tipo de contato com a música como uma forma de relaxar é crucial para as pessoas, é interessante destacar que, no caso do órgão, o resultado também infere essa prerrogativa, ou seja, a probabilidade de tal arte trazer um bem-estar ao indivíduo é de fato muito grande.

E tal afirmação se dá porque o órgão é um instrumento que além de todos esses ganhos, também é capaz de proporcionar uma melhor coordenação motora a quem o executa, uma vez que é necessário saber tocar as notas com a intensidade certa, sendo necessário então sempre se ater a uma postura correta.

Outros benefícios possíveis em um curso de órgão

Como todo e qualquer instrumento musical, o segredo de um aprendizado está em uma postura mais assertiva frente ao objeto de estudo, bem como uma boa dose de dedicação e comprometimento.

No entanto, tais características não precisam ser necessariamente norteadas por cobranças e imposições intensas, uma vez que, independentemente de qual seja o instrumento, podemos aprender como diminuir o estresse do dia a dia fazendo aulas de música.

No caso de um curso de órgão, mais especificamente, o aluno notará que haverá certo relaxamento do corpo durante as aulas, pois ele se encontra concentrado nas notas e sons a serem reproduzidos, o que nos faz concluir que uma aula de órgão eletrônico, por exemplo, pode servir tanto como um lazer quanto um aprendizado importante para esse aluno.

Órgão Yamaha com flor rosa.
Quem já toca piano consegue assimilar o mecanismo para tocar órgão!

Outro aspecto primordial que vale a pena ressaltar é que quando vamos aprender a tocar órgão, somos apresentados a sistemas semelhantes ao que são trabalhados nas aulas de piano ou em cursos de teclado eletrônico.

Isso significa que a pessoa que já tem certo conhecimento acerca de ambos os instrumentos pode assimilar com mais rapidez o funcionamento das notas musicais de um órgão eletrônico.

É claro que existem diferenças que facilmente serão notadas ao longo das aulas, em que podemos destacar o uso das pedaleiras e a utilização de dois teclados durante a execução de uma música.

Outro aspecto crucial que com certeza será abordado por um professor de música é quanto a postura. Ou seja, assim como é preciso ter uma postura correta ao tocar piano, com o órgão não é diferente, é necessário, do mesmo modo, se posicionar corretamente em frente ao instrumento na hora de executar uma música, o que significa que é preciso ficar com a coluna reta para que seja possível tocar os pedais e os teclados com maior facilidade e rapidez.

O interessante disso é que quem tem problemas de postura acaba se beneficiando em se atentar à postura, além, é claro, a possibilidade aprender a história que cerca esse instrumento, bem como a importância do órgão para a história da música em todo o mundo.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Erico

Sou roteirista, redator e CEO da Eckoa Digital, além de músico nas horas vagas.