Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Boas razões para refazer um ano acadêmico

De Fernando, publicado dia 26/06/2018 Blog > Aulas particulares > Ter aulas particulares > Em quais casos é benéfico aceitar a repetência?

Ao se aproximar do conselho do terceiro trimestre, você está esperando o veredicto com medo? Se a repetição de série sofre de uma imagem ruim e é freqüentemente mal vivenciada pela família, essa etapa pode ainda ser uma chance real para um aluno.

Desde que a decisão seja preparada e aceita, muitas vezes falamos de uma segunda chance para o sucesso educacional.

Aqui, não haverá questão de pedagogia diferenciada, aulas particulares  ou aulas em casa, mas sim um remédio pedagógico um pouco mais radical.

Em muitos casos, refazer oferece uma nova oportunidade para apreender o sistema escolar com mais motivação e maturidade. Os professores também podem ver um investimento real de alguns repetidores em suas carreiras acadêmicas com mais empenho.

Às vezes, uma reorientação também pode ser benéfica ao permitir que o aluno encontre o caminho. Por isso, separamos alguns pontos relevantes sobre a repetição escolar.

a maturidade do jovem pode ser um ganho no ano repetindo Nem sempre a repetição precisa ser negativa

Retorno para estudar melhor

Repetição pode ser uma oportunidade para analisar as deficiências e entender melhor as razões que levaram a essa decisão. O aluno poderá então concentrar-se em suas dificuldades acadêmicas para trabalhar nos assuntos sobre os quais pecou.

Este tempo também pode ser usado para refletir sobre o projeto profissional, a fim de refinar seus desejos. Repetir não é inevitável e não o impede de seguir uma boa carreira depois. Às vezes, o aluno pode até mesmo ir além das expectativas de pessoas que o julgaram mal.

Se você olhar em volta, descobrirá que pessoas que nunca se repetiram na escola são muito raras em algumas faixas etárias. Talvez até alguns de seus professores tenham passado por lá!

Você conhece os números de repetição pelo mundo?

Dê a si mesmo uma segunda chance…

Você teve dificuldades em um ano crucial? A repetição é feita para lhe dar uma nova chance de adquirir o básico necessário para continuar seus estudos.

De fato, pode ser necessário rever as noções de que você teve problemas para assimilar durante o ano.

Por exemplo, os teoremas de Tales e Pitágoras são conceitos-chave do ensino fundamental. Eles serão essenciais para você preparar seus conhecimentos de física e matemática para o ensino médio. Melhor então garantir suas bases antes.

Repetindo, você tem a chance de conhecer antecipadamente as expectativas de seus professores. Você também conhece seus pontos fortes e seus pontos fracos e, portanto, não tem motivos para entrar em pânico.

Refazer um ano letivo pode apagar maus hábitos para começar em uma nova base.

Em outros casos, refazer um ano lhe dá a oportunidade de obter a orientação desejada. Se você tiver algumas lacunas na matemática, pode ser difícil chegar muito longe sem dar a devida atenção ao tema.

Ao repetir, você será capaz de obter uma média melhor e passar para o próximo nível com mais certeza.

Os pequenos também podem ganhar muito com a vida acadêmica Refletir sobre esse momento é importante para pais, alunos e escola

… ou um novo começo

Voltar a estudar os mesmos temas novamente também pode ser um trampolim para um novo começo! Em qualquer caso, não deve ser percebido como um fracasso.

O ambiente pode realmente afetar seus resultados escolares. Se você não se sentir confortável onde está estudando, é hora de conversar com seus pais ou professores.

Tomar um novo caminho é certamente a maneira mais eficaz de fazer seus talentos falarem.

Você sabe quanto custa a repetição ?

Não caia em fracasso escolar

Quando uma criança está em dificuldades, o risco de fracasso escolar está rapidamente presente. Se ele não quer mais trabalhar e perde sua motivação, ele pode rapidamente se encontrar em uma espiral negativa. A tristeza de não ter bons resultados precisa ser bem observada pelos pais e comunidade escolar.

Deixar o ritmo de aprendizado cair significa correr o risco de cair no círculo vicioso do fracasso escolar! E isso pode levar à evasão e abandono da vida acadêmica, o que pode ser um problema para o futuro profissional dessa criança ou jovem.

Para remediar isso, a repetição pode ser uma boa opção. Tenha cuidado, no entanto, para ter tempo para reflexão conversando com os professores. O aluno deve se sentir apoiado e pronto.

Seja na escola fundamental ou no ensino médio, a repetição também pode ajudar a criança a amadurecer. O importante é ouvir as necessidades dele e os conselhos do corpo docente para ajudá-lo ao máximo em seu sucesso acadêmico.

Escolha bons caminhos na escola Esse ano novo pode ser a chave para uma virada acadêmica

O papel dos pais e professores

Deve ser entendido que uma repetição é efetiva apenas se for entendida e aceita pelo estudante. Para isso, professores e pais desempenham um papel vital.

Se, como pai / mãe do estudante, você considerar que o aluno não investiu o suficiente em seu trabalho e tem potencial para melhorar seus resultados no próximo ano, a repetição é uma boa opção. Mas seu filho precisa ser incentivado a se sentir envolvido em sua educação e recuperar sua autoconfiança.

Antes que a decisão seja tomada, o diálogo entre os pais e a equipe da escola (diretor da escola, corpo docente, professor principal, vida escolar, professor particular , etc.) é muito importante. Aquele entre os pais e o aluno também, este último não tendo que se sentir culpado pela situação.

O papel dos pais é confiar na equipe de ensino, que conhece tanto o aluno na escola quanto as particularidades do sistema educacional. O aluno não deve se sentir abandonado por sua família diante de sua repetição.

Mas eles também precisam ser psicologicamente sensíveis ao filho, para que se sintam aliviados. De fato, a perspectiva da repetição pode enfraquecê-lo, fazendo-o desenvolver um sentimento de fracasso ou inferioridade. Não apoiar o aluno é contraproducente e pode levar a um círculo vicioso.

Uma discussão entre as diferentes partes pode possibilitar a análise das causas das dificuldades escolares encontradas e isso pode ajudar na hora de planejar os próximos meses e evitar que a situação se repita. Se o aluno está bem amparado e tem um espaço aberto para o diálogo, a situação pode mudar.

Mas afinal, quem tem a última palavra sobre repetição ?

Um bom aluno pode ser fruto da repetência Somar aprendizado sempre é importante

Reinicie em novas bases

Repetição não é algo que deve ser tomado como pessoal. Não é a pessoa que está envolvida, mas suas realizações acadêmicas. Muitas vezes, é a melhor solução possível. Portanto, não é um fracasso, nem uma sanção, nem uma injustiça. É uma consequência que poderá ser providencial para o futuro.

Trocar de escola pode ser uma boa opção para quem tem essa possibilidade, assim, o recomeço será ainda mais marcante. Mas para os que ficam no mesmo ambiente escolar, tente tirar o melhor da sua nova fase para encontrar o sucesso nos próximos passos.

A repetência não torna o aluno menos capaz, apenas o coloca em uma posição de reaprendizado que pode ser extremamente válida.

Reconheça suas dificuldades

Tentar passar para o próximo ano à força não é necessariamente a melhor ideia, já que sem as bases necessárias, o risco de falha desta vez será muito mais real. O acúmulo de dificuldades acadêmicas torna-se complicado de administrar do ponto de vista psicológico e pedagógico, tornando as possibilidades de abandonar ou repetir novamente, então, ainda muito mais fortes.

Reconhecer as dificuldades acadêmicas e levar um ano para trabalhar pode ajudar o aluno a ter um bom começo, com conhecimentos consolidados e uma nova referência de sucesso.

Integre-se à sua nova turma

Repetir de série pode ser a oportunidade perfeita para se recuperar academicamente. E um dos medos de um repetidor é estar em uma nova classe sem seus amigos, que foram para o próximo ano. No entanto, os repetentes geralmente desfrutam de uma boa classificação de popularidade em suas novas classes.

Esses alunos que já sabem muito sobre o próximo ano e as expectativas dos professores podem ajudar seus colegas de classe. As condições são mais fáceis de fazer novos amigos.

Ao repetir, o aluno provavelmente ficará mais confortável em sua nova classe se ele estiver bem com essa decisão.

Algumas habilidades que antes poderiam estar adormecidas, em geral, são desbloqueadas: participam mais das aulas, usam bem a sua comunicação e oralidade, tornam-se mais envolvidos com os assuntos das aulas e da escola e às vezes até se tornam líderes/representantes de classe.

Organizar um acompanhamento acadêmico

Alguns especialistas acreditam que a repetição é prejudicial ao desmotivar tanto o aluno quanto sua família. No entanto, se for acompanhado por um profissional personalizado, representa a oportunidade perfeita para recriar uma dinâmica de confiança e virar a esquina rumo a novos resultados.

Os professores focados em aulas em casa, tutoria ou ajuda durante a realização da lição de casa podem assim acompanhar o aluno em sua meta de reciclagem. Repensar os objetivos, rever exercícios, revisar conteúdos, mas também olhar com mais atenção para o que pode não ter sido abordado ainda serão partes da rotina.

Ao criar um ambiente de aprendizado, esse método de apoio individualizado pode ajudar os alunos a recuperarem a tranquilidade, obtendo resultados rapidamente e com mais eficiência.

Finalmente, lembre-se que não há vergonha em repetir de ano. Muitas pessoas também tiverem seus percursos interrompidos, mas o mais importante é usar essa experiência para começar bem, olhando para o futuro.

E, para evitar a repetição, você sempre pode ter aulas particulares!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar