Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar
4

É mais difícil aprender o teclado quando somos mais velhos?

De Fernanda, publicado dia 09/10/2017 Blog > Música > Piano > O ensino do piano para adultos

Seja qual for a área do conhecimento, é sempre recomendável começar a aprender quando somos crianças. A criança é uma esponja, que absorve todo o conhecimento e tudo o que lhe é ensinado.

Esporte, leitura, cultura… A música não foge à essa regra.

As primeiras horas de ensino de piano são em geral as mais teóricas e as mais carregadas com conceitos; por isso, elas requerem uma grande concentração e uma ótima escuta. Duas características que as crianças possuem.

Aprender piano a partir dos 5 anos, por exemplo, pode ser muito benéfico. Para adquirir o básico desde pequeno e, assim, passar pelos estágios posteriores de forma regular e rápida.

Heitor Villa-Lobos, por exemplo, já fazia concertos de violoncelo aos 12 anos de idade.

Já quando somos adultos, temos mais distrações que nos impedem de nos concentrar e ouvir com qualidade. É disso que vamos falar.

Um adulto tem a mesma recepção da música que uma criança?

É claro que não! Para um adulto, a abordagem da música é diferente – e o mesmo vale no aprendizado do piano. Um adulto já tem gostos musicais, uma cultura musical estabelecida. Receber novos ensinamentos pode ser mais duro nesse sentido.

Qual é a idade ideal para iniciar o piano? Você nunca vai ser velho demais para começar o piano!

Mas felizmente essa barreira psicológica é relativamente fácil de ser derrubada. Do mesmo modo que o complexo de inferioridade, com a famosa frase: “nunca vou chegar lá“.

Antes de mais nada, o trabalho do professor deve ser o de ir desmitificando esses ideias que o mundo adulto cria. E uma vez que você acaba com esses clichês, você abre espaço para o aprendizado.

Um bom jeito de convencer o pianista amador reside no fato de que, ao contrário de um violão ou de um violino, o teclado pode ser considerado como o rei dos instrumentos.

Embora aprender o piano tenha lá suas dificuldades, sua principal vantagem é a possibilidade de emitir cada nota claramente, além de pode reproduzir qualquer música dos mais diversos estilos musicais. Isso pode ser um bom atrativo para um aprendiz adulto!

Saiba como afinar um piano

Os adultos aprendem o piano de forma diferente

Ah, sim! Ensinar o piano para um adulto às vezes significa caminhar em terreno incerto… Mas também pode ser uma experiência bem especial para um professor.

Especialmente se o professor em questão for mais novo que o aluno.

Antes de se concentrar no conteúdo do ensino, é importante estabelecer um clima de confiança e um relacionamento diferente do que ocorre na relação tradicional professor e jovem aprendiz.

Depois, é fundamental trabalhar em etapas e com objetivos claros e precisos. Ao contrário de uma criança, que segue uma educação mais geral e global, o ensino para um adulto de 40 a 45 anos deve ser bem orientado.

Muitas vezes, os adultos querem aprender a dominar a improvisação de piano antes de qualquer outra coisa.

O adulto, que já sabe exatamente o que quer e aonde vai (na maioria dos casos!), está em busca de eficiência. O professor deve, portanto, adaptar sua metodologia e sua didática. Caso contrário, seu aluno poderá se desmotivar e se desinteressar pelas aulas.

Há muitos jovens adultos de apenas vinte anos mas que já se consideram velhos demais para começar a tocar um instrumento.

Isso é uma barreira que devemos aprender a quebrar. Nosso cérebro é capaz de aprender coisas novas ao longo de toda nossa vida.

Você sabia que Chiquinha Gonzaga compôs sua primeira música no piano aos 11 anos de idade?

É possível ser adulto e aprender o piano no dia a dia?

É na vida cotidiana que encontramos as principais dificuldades. Como já dissemos acima, é essencial definir bem o conteúdo das aulas e os objetivos que devem ser alcançados em cada etapa do ensino.

O professor deve levar em conta a cultura musical, os gostos e, claro, o tempo disponível do aluno. Uma pessoa de 40 anos não terá o mesmo tempo que uma outra de 65 anos.

O principal elemento no ensino do piano para um adulto é a regularidade da prática e dos estudos.

As aulas de teclado ou piano em si também são importantes. Certamente. É nela que assimilamos os conselhos do professor e aprendemos a base. Mas o mais importante é o estudo diário, a assiduidade.

Existem muitos livros de piano que permitem que você progrida de forma independente.

E aqui, o maior segredo é encontrar um tempo disponível para a prática na vida agitada do adulto moderno de hoje.

Não entre em pânico: não há necessidade de reservar uma hora inteira para isso. O estresse da vida cotidiana e as várias obrigações não permitem. Quer uma dica? 20 ou 30 minutos já são suficientes.

Ao voltar do trabalho, por exemplo, tocar piano por 20 minutos pode reduzir o estresse e permite arejar a cabeça. É eficaz e terapêutico.

Portanto, a regularidade deve ser priorizada acima de tudo. É ela que vai permitir a progressão gradual nos seus estudos.

Aprender, continuar motivado e chegar lá depressa: é possível?

Claro!

Um adulto não aprende mais devagar que uma criança. Apesar de ele não ter muito tempo disponível, ele já tem conhecimentos gerais e uma capacidade organizacional mais consolidados do que a criança.

Aprenda o teclado quando estiver velho. Não brigue com o relógio. É totalmente possível começar a aprender o piano depois de adulto.

Um adulto tem a capacidade de se concentrar no que é essencial. Também tem mais consciência de suas dificuldades e do que falta para o progresso.

Podemos comparar a aprendizagem do piano com línguas estrangeiras, por exemplo.

É algo que leva tempo e os resultados não são necessariamente visíveis imediatamente. E, como no esporte, a cabeça é fundamental. Pois nunca devemos desistir, sempre continuar. Uma vez que o básico for assimilado, a progressão pode ser ainda muito mais rápida do que para uma criança.

Como já dissemos acima, é a regularidade que faz a diferença. Claro, um adulto terá que trabalhar um pouco mais a flexibilidade das mãos do que uma criança. Mas isso só leva 5 minutos por dia, em um total de 20-30 minutos por dia. Saiba que é totalmente viável. Além de dar aquela relaxada.

O papel do professor é crucial para os adultos

O papel do professor no ensino do piano para adultos é diferente, mas igualmente importante. Em primeiro lugar, na abordagem. De cara, sabemos que, nos adultos, a iniciativa de fazer aulas é dele mesmo, na maioria das vezes.

Ao contrário de uma criança, que começa a aprender música em geral sob o incentivo de seus pais. Isso já é uma razão para desmotivar ao longo de seus estudos.

E, finalmente, o professor deve saber como cativar o aluno adulto ao máximo. Ele deve orientá-lo e definir os objetivos da aulas com clareza.

Lembre-se que a capacidade de autonomia, autocrítica e reflexão é mais desenvolvida em adultos. Então aproveite essas características a favor das aulas.

E um pequeno conselho: um pouco de humor durante as aulas cai muito bem. O estresse já está bastante presente na vida adulta, portanto, não pegue tão pesado na aulas de teclado ou piano.

Enfim: não existe idade para aprender o piano?

Como vimos, realmente não há idade para aprender o piano. De 7 a 77 anos, é sempre possível. Mas isso requer alguns elementos importantes.

Paciência. Nem sempre aprendemos no mesmo ritmo, sobretudo no início. As habilidades e a autoconfiança variam de pessoa para pessoa. Portanto, muita calma! Uma hora ou outra você vai perceber seu progresso.

Regularidade. Não se trata de quanto tempo, mas de quando. Quanto mais frequente é a prática, mais progredimos (daí a comparação com a aprendizagem de línguas). Aprender o piano é uma maratona, não uma prova de 100m. Portanto, é necessário ter o desejo e a capacidade de persistir.

Por fim, a família e os amigos também são fatores que influenciam no progresso de um adulto. Isso é motivação, isso é disponibilidade. Um professor experiente – com uma pedagogia adequada e métodos eficazes para aprender o piano – também faz toda a diferença.

Saiba quando aprender o piano! Qual a metodologia mais indicada para um adulto aprender o teclado?

Pode-se perguntar também se há vantagens em complementar a aprendizagem com recursos online, ou até mesmo estudando como autodidata.

Será que essa metodologia é tão eficaz quanto fazer aulas com um professor uma vez por semana?

Quais são os riscos de estudar sozinho? E nesse caso, por onde começar?

Quais são os melhores sites? E o que devemos esperar de um tutorial na internet?

Bem, este é assunto para outro artigo.

Mas a nossa opinião é que as aulas presenciais são insubstituíveis, mas você pode sempre optar por aulas de teclado online no começo do aprendizado, para sentir se realmente gosta do aprendizado.

Sem dúvida, se você pretende ter uma carreira de sucesso com o piano, você precisa começar cedo. Se você quer aprender piano porque simplesmente ama música e quer tocar todos os seus artistas preferidos, pode começar a qualquer momento.

Se você realmente quer aprender a tocar teclado, sua idade não pode ser uma barreira.

Portanto, aqui estão algumas ideias a ter em mente:

  1. Abra sua cabeça! Você nunca vai ser “muito velho!”
  2. Comece com uma música ou com um artista que adora. Que tal Tom Jobim?
  3. Não tenha pressa! Para aprender um instrumento é preciso também se divertir. Aprender depressa o piano não é tarefa para qualquer um!

Saiba também como encontrar um bom profe para sua aula de teclado para iniciantes no Superprof!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de4,50 sob 5 de 4 votos)
Loading...
avatar