Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Grandes nomes da pintura que você não pode deixar de conhecer!

De Sophia, publicado dia 31/07/2019 Blog > Artes e Lazer > Desenho > Os 20 artistas mais famosos da história da arte

Não esqueçamos que as pequenas emoções são os grandes comandantes das nossas vidas e que às obedecemos sem saber”. Vincent Van Gogh

É indiscutível que Vincent Van Gogh e Claude Monet estão entre os pintores mais famosos do mundo. Conhecidos pelos seus estilos característicos, estes artistas continuam a fascinar o mundo da arte e a lotar os maiores museus do mundo. Mas Van Gogh e Monet não são os únicos pintores que deixaram a sua marca na história.

Mestres na sua arte, estes pintores são verdadeiros professores de desenho e pode-se aprender muito só de observar suas obras. Listamos aqui, alguns daqueles que são considerados como os maiores pintores da história, nomes que você não pode deixar de conhecer se quiser aprender a desenhar:

Vincent Van Gogh

Quadro Van Gogh Conhecido pela sua vida pessoas atormentada, Van Gogh só ficou famoso após sua morte

Um grande pintor do século XIX cujo traçado é facilmente reconhecível ao redor do mundo, além de estampar todo tipo de objeto ou souvenir. O artista holandês, conhecido por suas naturezas mortas e paisagens, marcou a história da pintura, integrando-se na corrente do pontilhismo. A fama de Van Gogh também está relacionada à sua vida pessoal, tendo o artista padecido de surtos psicóticos, chegando a cortar parte da sua orelha em uma dessas ocasiões. Nascido em 1853, morreu em 1890, matando-se em um campo depois de pintar uma tela. O pintor, que agora é um dos artistas maios famosos da história, era pouco conhecido na época.

Paul Gauguin

Nascido em Paris em 1848, Paul Gauguin é talvez o maio exótico dos pintores franceses. Isso se deve, em grande parte, ao fato do artista ter passado seus últimos anos de vida na Polinésia Francesa, lugar que serviu de cenário para muitos de seus quadros. Foi o primeiro dos grandes pintores da Escola Pont-Aven e, durante um certo período, colaborou com Van Gogh. Suas telas, influenciadas pelo impressionismo e pelas gravuras japonesas, podem ser vistas em grandes museus, como o famoso Musée d’Orsay, em Paris. O pintor morreu nas Ilhas Marquesas em 1903.

Édouard Manet

O seu famoso quadro “Almoço na relva” tem um status icônico, tendo sido citado ou parodiado incontáveis vezes. Embora seu pai tenha decretado desde cedo que ele estudaria direito, o jovem recusou-se a seguir esse caminho, com Thomas Couture tendo sido seu professor de desenho. As obras de Manet servem como uma espécie de prenúncio do movimento impressionista, principalmente pelos temas escolhidos: retratos, paisagens, naturezas mortas ou a vida parisiense. Embora fosse próximo de intelectuais como Charles Baudelaire e Émile Zola, ele foi muito criticado por seus contemporâneos. No entanto, hoje não resta nenhuma dúvida de que ele integra um dos grandes capítulos da história da pintura. 

Paul Cézanne

Considerado o pai da pintura moderna, Paul Cézanne (1839-1906) iniciou sua carreira como banqueiro. Foi em Paris que o pintor revelou seus talentos e entrou para o mundo artístico. Paul Cézanne é particularmente conhecido pelas suas pinturas de paisagens da zona rural de Aix-en-provence, local onde cresceu.

Auguste Renoir

Renoir (1841-1919), cujo nome completo é Pierre-Auguste Renoir, integrou o movimento impressionista, embora tenha se afastado gradualmente dessa escola, criando pinturas cada vez mais realistas. Retratos, nus, paisagens ou naturezas mortas… Renoir é um artista habilidoso que nunca para. Nos últimos anos da sua vida, época em que sofria de um reumatismo paralisante, ele chegou a prender os pincéis nos seus pulsos para poder continuar pintando. Uma de suas obras mais famosas, “Rosa e Azul”, pode ser observada no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MASP).

Claude Monet

Jardim monet ponte pintura Monet pintava no seu jardim de Giverny

Conhecido por pinturas como “Impressão, nascer do sol” ou pelas versões da ponte japonesa do seu jardim, Claude Monet é um dos pintores fundadores do movimento impressionista do século XIX. Nascido em Paris em 1840 e falecido em 1926 em Giverny, Claude Monet deu seus primeiros passos na pintura na capital francesa. Como os demais impressionistas, Monet estava preocupado em captar as variações da natureza ao longo do dia, tentando retratar as diferentes maneiras em que um paisagem ou objeto pode ser observado. Para isso, utilizou o jardim da sua casa em Giverny (nos arredores de Paris) como laboratório vivo e pano de fundo para algumas de suas telas mais famosas. A casa e o jardim de Monet podem ser visitados: leve seu caderno e teste ao vivo os conhecimentos adquiridos no seu curso de desenho online.

O que há para dizer sobre mim? O que pode haver a dizer, pergunto-lhe, sobre um homem que não está interessado em mais nada no mundo a não ser na sua pintura – e também no seu jardim e flores?

 

Pablo Picasso

Nascido em Málaga (Espanha) em 1881 e falecido em 1973 em Mougins (França), Pablo Picasso é um artista completo. Pintor, mas também escultor, gravurista e ceramista, ele é conhecido por ter contribuído para o surgimento do movimento cubista. Depois de aprender as práticas artísticas na Escola de Belas Artes de Barcelona, mudou-se para Paris aos 23 anos. Foi na capital francesa que ele conheceu Georges Braque, uma amizade fundamental para o surgimento do cubismo. Um de seus quadros mais famosos, “Guernica”, retrata os bombardeios em uma cidade basca durante a Guerra Civil Espanhola. Exibida na exposição Universal de Paris de 1937, a tela rodou o mundo e só foi ser exibida na Espanha em 1981 após a redemocratização do país. 

Edgar Degas

Edgar Degas (1834-1917) se matriculou inicialmente na faculdade de direito para agradar os pais, porém logo mudou de ideia e decidiu voltar-se ao seu maior amor: a pintura. Matriculado na Escola de Belas Artes de Paris, o jovem artista refinou suas habilidades copiando as obras primas do Museu do Louvre: uma boa dica para aspirantes a artistas que ainda estão aprendendo a desenhar. Embora seja considerado por muitos como um artista impressionista, esta designação ainda gera debates na comunidade artística, já que Degas não seguiu todas as características do movimento e adotou algumas liberdades vanguardistas. Preocupado com a representação de corpos em movimento, o pintor é particularmente conhecido pelas suas telas e esculturas representando bailarinas e cenas de estúdios de dança.

Leonardo da Vinci

Famoso pintor renascentista, Leonardo da Vinci (1452-1519) é hoje reconhecido e admirado em todo o mundo, particularmente pela que talvez seja a pintura mais admirada da história da arte: a Mona Lisa. Artista e cientista em partes iguais, da Vinci procurou estudar com afinco o seu ambiente e a composição do corpo humano para ser o mais fiel possível ao retratá-los. Considerado um gênio, Leonardo da Vinci, além de um admirável pintor, foi também engenheiro, botânico, inventor, escritor, anatomista, escultor, arquiteto, urbanista, músico e filósofo. 

Rembrandt

Rembrandt Harmenszoon Van Rijn (1606-1669) foi um pintor holandês período barroco. Parte da Escola Holandesa do século XVII, é um dos representantes da idade de ouro holandesa na pintura, marcando a história da arte com a sua importante série de auto-retratos. Inspirou-se particularmente pela técnica do claro-escuro emprestada de Caravaggio para dar valor aos contrastes de sua pintura.

Sandro Botticelli

Venus de Botticelli Obras de grandes mestres renascentistas, como Botticelli, podem ser visitadas en Fllorença, na Itália

Sandro Di Mariano Filipepi, conhecido como “Botticelli”, foi um pintor italiano nascido em 1445 e falecido em 1510. Formou-se em ateliês de pintores italianos antes de ser encarregado da decoração da Capela Sistina pelo Papa Sisto IV em 1481, conjuntamente com outros artistas como Cosimo Rosselli e Domenico Ghirlandaio. Botticelli vai assim entrar para a história da pintura italiana, uma vez que suas obras ainda são admiradas por milhares de visitantes todos os dias. 

Paul Rubens

Um grande pintor flamengo, Pierre Paul Rubens (1577-1640) foi um dos maiores artistas do seu tempo. Todos os pintores queriam trabalhar para ele, o que o levou a ter um dos maiores ateliês de pintura da época. Ele pintou muitos retratos religiosos e pinturas como “La descente de croix” (“Descida da cruz”, em português) e inspirou gerações de artistas do seu país. É considerado o grande mestre da pintura barroca flamenga. 

Francisco Goya

O grande pintor rococó espanhol Francisco Goya (1746-1828) anunciou a chegada da pintura contemporânea à Europa. Tendo vivido em uma época extremamente agitada politicamente (em meio às Guerra Napoleônicas), Goya é conhecido por ter retratado a Espanha de seu tempo de forma real e sensível, com especial atenção a temas como a guerra e a injustiça.

Gustave Courbet

Nascido em 1819 e falecido em 1877, Gustave Courbet foi um pintor francês do movimento realista. Ao longo de sua carreira, o artista procurou reproduzir a vida de seu tempo e de seus contemporâneos, até 1866 quando chocou a sociedade francesa com a pintura “A Origem do Mundo”, representando a genitália feminina de maneira gráfica e direta. Hoje, a pintura é exibida no Musée d’Orsay e marca um ponto de inflexão em relação às obras românticas da época.

Henri de Toulouse-Lautrec

Nascido no sul da França em 1804 e falecido em 1901 com apenas 36 anos, Toulouse-Lautrec foi um artista do final do século XIX que deixou sua marca na vida parisiense. O artista vivia e frequentava o bairro de Montmartre, berço da boemia artística da capital francesa. A vida parisiense é um dos seus temas favoritos, retratando a rotina dos cabarés da cidade, a prostituição do Bairro Moulin Rouge e outras cenas da vida noturna de Paris.

Michelangelo

Michelangelo capela sistina Pintado por Michelangelo, o teto da Capela Sistina no Vaticano é considerado uma das maiores obras de arte da história

Nascido em 1475 em Caprese e falecido em 1564 em Roma, Michelangelo di Ludovico Buonarroti Simoni foi um artista de destaque do Alto Renascimento italiano. O artista é conhecido por suas obras religiosas, mas também, e sobretudo, por ter pintado o teto da Capela Sistina, considerado uma das grandes obras primas da humanidade. Além de um exímio pintor, Michelangelo também é conhecido por seus talentos como arquiteto e escultor, tendo contribuído com a construção da Basílica de São Pedro no Vaticano.

Marc Chagall

Nascido sob o nome de Moïche Zakharovitch Chagalov em 1887 na Bielorússia, Marc Chagall naturalizou-se francês em 1937 e faleceu em 1985. O pintor não se encaixa de forma rígida em nenhum dos movimentos artísticos do século XX, mas tomou emprestadas algumas noções do surrealismo e do neo-primitivismo. Tendo pintado o interior da cúpula da Ópera Garnier de Paris, Chagall é conhecido pelo tom onírico de seus quadros, muitas vezes incorporando elementos curiosos como corpos flutuantes e cabras que tocam violino. 

Caravaggio

Michelangelo Merisi da Caravaggio, conhecido como “o Cravaggio”, foi um pintor nascido em 1571 e falecido em 1610. Ficou famoso pelo uso da técnica claro-escuro, tornando suas pinturas contrastantes e inspirando muitos artistas a imitá-lo. Suas pinturas, extremamente realistas, podem chegar até a assustar, como é o caso de sua “Medusa”.

Eugène Delacroix

Nascido em 1798 e falecido em 1863, Eugène Delacroix deixou sua marca no movimento romântico do Século XIX. Na época, o pintor foi contratado pelo Estado francês para diversas encomendas de retratos, mas também para decorar obras arquitetônicas. A sua pintura “A Liberdade Guiando o Povo”, exibida no Museu do Louvre, atingiu um status icônico, chegando inclusive a estampar a capa do CD “Viva la Vida” da banda Coldplay.

E então? Esses artistas te inspiraram a começar um curso de desenho? Embora seja evidente que aqui falamos de grandes gênios da história, como podemos ver, o começo das suas trajetórias muitas vezes está ligado ao impulso de seguir a paixão pela pintura. Agora é sua vez! Seja um curso de desenho técnico, um curso de desenho artístico ou um curso de pintura em tela, esse pode ser o primeiro passo para uma relação de longa data com o mundo da arte!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar