Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Top 10 grandes populações da China

De Camila, publicado dia 02/09/2019 Blog > Idiomas > Chinês > Dez maiores cidades chinesas

Se você planeja uma viagem ao “País do Centro” (Zhongguó, nome habitual do país desde a queda da última dinastia, a Dinastia Qing) ou quer aprender mais sobre este belo país da Ásia Central, conhecer as maiores cidades da China é quase que missão obrigatória!

O povo chinês tem muito orgulho de sua longa história e rica cultura. Caso você esteja de partida ao país, então provavelmente notará tal aspecto quando se comunicar com o povo chinês. Você também notará tal característica ao visitar locais turísticos, já que eles geralmente têm sinais para enfatizar sua importância na história global.

Superprof montou um top 10 das localidades mais populosas para te ajudar a descobrir essas antigas e modernas cidades com suas interessantes especificidades.

Viajar pela China é mais fácil quando você já conhece a megalópole chinesa que deseja visitar, facilitando na hora de adquirir informações essenciais sobre o passeio que pretende fazer.

Oferecemos aqui vários dados úteis que te ajudarão a preparar sua estadia em território chinês, além de te deixar informado sobre alguns dos principais pontos turísticos do país!

Preparado para se lançar nessa aventura? Então pegue seu guia de viagem da China e transporte-se desde já para essa mistura de arranha-céus e campos de arroz!

E que tal dar uma olhada no nosso mini guia turístico para quem vai à China?

1. Pequim

Sem falar que também é uma das mais populosas. Pequim é uma das cidades mais conhecidas da China.

Pequim é a capital da República Popular da China e uma das maiores cidades, possuindo uma área de 16.800 km² e mais de 21 milhões de habitantes!

Aqui está a lista de monumentos que podem ser encontrados na cidade e nos arredores de Pequim:

  • A Grande Muralha da China,
  • A Cidade Proibida,
  • O Templo do Céu
  • Praça da Paz Celestial,
  • O Mausoléu de Mao Zedong,
  • O Templo Zhenjue

Nesta cidade, turistas europeus, chineses e pequineses podem desfrutar de todo o desenvolvimento asiático atual.

Pequim é perfeita para descobrir a tanto a China quanto o povo chinês, pois a cidade é uma bolha histórico-cultural que encanta turistas com seus impressionantes edifícios imperiais.

A Ópera de Pequim (京剧, Jīngjù) é uma forma tradicional de teatro chinês bem conhecida em todo o país. Comumente elogiada como uma das mais altas realizações da cultura chinesa, a Ópera de Pequim é realizada através de uma combinação de canção, diálogo falado e sequências de ação codificadas envolvendo gestos, movimentos, luta e acrobacias. Grande parte da ópera é realizada em um dialeto de palco arcaico, bastante diferente do moderno chinês padrão e do dialeto moderno de Pequim.

A culinária de Pequim é muito variada. O pato-à-pequim é talvez o prato mais conhecido, enquanto o Fuling Jiabing é um lanche tradicional de Pequim, é uma panqueca (bing) que se assemelha a um disco plano com um enchimento feito de fu ling, um fungo usado na medicina tradicional chinesa. Casas de chá também são comuns em Pequim.

Encontre um bom curso de mandarim belem!

A Grande Muralha da China

Provavelmente o monumento mais famoso não só de toda a China, mas também de toda a Ásia. Com nada mais, nada menos que 6259 km de comprimento e uma altura que varia de 6 a 7 metros, esta construção é um verdadeiro símbolo da nação chinesa.

Construída entre 214 e 204 aC, a Grande Muralha da China foi originalmente projetada para impedir a entrada de invasores estrangeiros em território chinês.

Obviamente, é impossível visitar tudo em uma viagem: é por isso que ela é dividida em seções. A parte mais visitada – e considerada a  mais bonita pela maioria – é provavelmente a de Mutianyu, que fica cercada por florestas e está próxima a Pequim.

A Muralha da China é, portanto, uma destinação obrigatória para qualquer um que passe pelo país, pois é uma bela representação do espírito duradouro e sólido dos chineses. E, obviamente, ela faz parte da Lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO!

Sem falar que também é uma das mais populosas. Pequim é uma das cidades mais conhecidas da China.

Saiba como iniciar procedimentos administrativos para tirar um visto para China?

2. Xangai

Também chamada de “Paris do Oriente”, Xangai é a cidade mais populosa da China, com mais de 24 milhões de pessoas reunidas em apenas 3809 km²!

Esta é, de fato, uma das cidades mais desenvolvidas do país. A população local se tornou cosmopolita e rica de maneira muito rápida, graças ao seu crescimento de aproximadamente 20%.

Em Xangai encontramos ainda muitos monumentos chineses, como a Pérola do Oriente e a Casa de Chá.

Esta é, sem sombra de dúvidas, uma cidade que deve ser visitada ao se passar pela China.

Diante ao grande e rápido desenvolvimento e crescimento, Xangai se tornará logo logo uma grande metrópole global, assim como Tóquio e Nova York!

A cidade também tem vários museus de importância regional e nacional. O Museu de Xangai tem uma das melhores coleções de artefatos históricos chineses no mundo, incluindo uma grande coleção de bronzes chineses antigos. O Museu de Arte da China, localizado no antigo Pavilhão da China da Expo 2010, é o maior museu de arte da Ásia. A Usina de Arte foi construída em uma central elétrica convertida em museu, semelhante à Tate Modern de Londres. O Museu de História Natural e o Museu de Ciência e Tecnologia são importantes museus de história natural e ciências. Além disso, há uma variedade de museus menores e especializados alojados em importantes locais arqueológicos e históricos, como o Museu Songze, o Museu do Primeiro Congresso Nacional do Partido Comunista Chinês, o local do Governo Provisório da República da Coreia, a antiga sinagoga de Ohel Moshe (Museu dos Refugiados Judaicos de Xangai) e o Edifício Geral dos Correios (Museu Postal de Xangai).

Portanto, aproveite as ofertas do Superprof para fazer um curso de mandarim se familiarizar com a língua chinesa e planejar uma viagem para Xangai. Você não vai se arrepender de ir ao outro lado do mundo para descobrir essa cultura extraordinária!

3. Shenzhen

A cidade passa por um boom econômico desde 1980. Tal crescimento a transformou em um atual importante elemento da megalópole chinesa do sul.

Atualmente, Shenzhen se parece a uma miniatura de Nova York, com arranha-céus que vão tão longe quanto os olhos podem ver. Isso sem contar que – infelizmente – a cidade não possui praticamente nenhum vestígio de edifícios históricos.

Os ocidentais não ficam muito deslocados neste território devido a seus ares metropolitanos.

A cultura e o esplendor de Shenzhen fazem com que as pessoas provenientes do Oriente se esqueçam dos locais históricos orientais e se concentrem na enorme Praça Shun Hing, uma das mais altas torres da China continental.

Shenzhen, sem dúvidas, um excelente lugar para se visitar ao passar pela China. Mas antes disso, que tal fazer aulas de chinês com Superprof? A barreira da língua não parecerá tão grande e você aproveitará ainda mais a sua viagem!

Shenzhen é considerada uma New York em miniatura. Podemos ver aqui o constraste entre arquitetura moderna e antiga em Shenzhen.

Confira um apanhado geral das várias dinastias chinesas.

4. Cantão

Cantão – também conhecido como Guangzhou – é outra cidade populosa na China. Esplêndida por sua mistura arquitetônica antiga e moderna (templo, pagode, torre iluminada), a cidade, além de ser muito atraente, ainda está em pleno florescimento econômica e cultural.

O arroz cantonês não é o único prato típico de Cantão.

Aqui estão alguns exemplos de receitas típicas que você pode comer em qualquer restaurante chinês:

  • Fondue chinês,
  • Pato,
  • Ravioli Jiaozi,
  • Molho agridoce de porco,
  • Macarrão frito,
  • Carne marinada com especiarias,
  • ToFu MaPo.

Cantão também é chamada de acordo com o mito fundador da cidade, de “cidade dos 5 carneiros”.

Que tal fazer curso de mandarim online?

5. Hong Kong

Hong Kong: o porto dos perfumes. Tudo é dito neste apelido para esta região administrativa banhada pelo Mar do Sul da China.

Para a surpresa de muitos, sua vida cultural é uma das mais ricas de todo o país: arte, educação, esportes, arquitetura etc. Hong Kong é frequentemente descrita como um lugar onde “o Oriente encontra o Ocidente”, refletindo a combinação da cultura de raízes do território chinês com a cultura trazida a ela durante seu tempo como uma colônia britânica. Uma das contradições mais perceptíveis é o balanceamento de Hong Kong de uma forma modernizada de vida com práticas tradicionais chinesas.

Quase poderíamos dizer que nada supera Hong Kong na China!

Um lugar importante também é dado à religião através dos vários monumentos que a cidade possui, incluindo:

  • O convento de Chi Lin,
  • A estátua do grande Buda,
  • A Catedral de São João,
  • O templo taoísta Wong Tai Sin.

Cristianismo, islamismo, budismo, taoísmo… Todas as religiões da Ásia estão representadas dentro deste território.

Hong Kong é uma cidade turística a ser visitada e a boa notícia é que é preciso falar o idioma chinês, pois as pessoas locais também falam inglês!

A estátua do grande Buda sentado na flor de lótus é um dos monumentos famosos que encontramos em Hong Kong. O Buda Gigante em Hong Kong.

Conheça todos os detalhes sobre a Grande Muralha da China.

6. Shenyang

Uma das cidade da China a se visitar quando em aventura de descoberta do território chinês é Shenyang! O nome da cidade, Shenyang, literalmente significa “a cidade ao norte do Rio Shen”, e é derivado do antigo nome do Rio Hun que corta o lado sul da cidade, que anteriormente era chamado de rio Shen.

Capital da província de Liaoning, esta cidade concentra importante parte da história da China, já que vários marcos icônicos como:

  • O Palácio Mukden pertencente à “Cidade Proibida”,
  • O túmulo do Imperador Nurhachi,
  • O enorme parque Beiling e seus túmulos imperiais.

Shenyang também é uma cidade moderna e tem todos os avanços tecnológicos da China. Isso se deve à sua urbanização, que se desenvolve sem desrespeitar a cultura chinesa. Junto com suas cidades vizinhas, Shenyang é um importante centro industrial na China, e serve como o centro de transportes e comércio do nordeste chinês, particularmente com o Japão, Rússia e Coréia.

O que você está esperando para descobrir este museu vivo da civilização chinesa?

7. Dongguan

Localizada na província de Guangdong, Dongguan é igualmente uma grande metrópole chinesa. Esta cidade, assim como outras populosas do país, apresenta uma mistura de tradição e modernidade.

O gigantesco parque de Chang’an é, por exemplo, um belo lugar de paisagens naturais, cercado por pagodes ancestrais que nos fazem esquecer a poluição atmosférica das cidades grandes por algumas horas. Perfeito para relaxar!

Além da parte de natureza, existem ainda os prédios, que se estendem até onde os olhos podem ver. os arranha-céus acompanham a linha do litoral da cidade, onde encontram-se fontes que produzem espetáculos ao longo do grande porto.

A melhor época para visitar Dongguan é durante os meses de outubro, novembro ou dezembro. Março e abril também têm clima agradável, mas esta é a alta temporada e os preços dos hotéis ficam mais caros.

A cidade de Dongguan é também uma representação da nova China que seria uma pena deixar esta destinação de lado ao se visitar o país!

8. Tianjin

Tianjin é, como todas apresentadas acima, uma cidade populosa que integra o nordeste da China. Em termos de habitantes, ela é a quarta maior cidade, ficando atrás apenas de Xangai, Pequim e Guangzhou.

Como muitas das recém surgidas metrópoles do país, Tianjin é dividida entre ‘cidade velha’, porção em que se localiza os monumentos históricos da cidade, e a área mais moderna e economicamente desenvolvida de Tianjin, representada pela Binhai New Area e pela Área de Desenvolvimento Econômico-Tecnológico de Tianjin (TEDA), que juntas, servem de base para praticamente todas os polos industriais, comerciais e financeiros da região.

Tianjin possui um importante porto e é considerado um local tanto de inovação quanto de artes. A famosa Ópera de Pequim é um dos locais que não podem ser deixados de lado na hora de se visitar a cidade!

Mesmo se atualmente Tianjin oferece a imagem de cidade barulhenta e sufocante sob a poluição, ela ainda é uma parada obrigatória durante um tour pela China, pois lá encontramos vários templos, um distrito italiano, a “rua da cultura antiga ” e o Edifício Diário de Tianjin, monumento tão impressionante quanto a famosa Grande Muralha da China.

Não pense duas vezes antes de incluir Tianjin no seu roteiro, pois esta cidade te dará uma panorama de como é a China do século XXI!

Tianjin é uma das grandes metrópoles chinesas. Vista panorâmica de Tianjin.

Veja ainda algumas informações necessárias para entender a evolução da população chinesa.

9. Wuhan

A cidade de Wuhan encontra-se na província de Hubei, às margens do Rio Azul. Também chamada de “Chicago da China” por causa de seu papel fundamental no transporte dentro do país, Wuhan é cheia de construções arquitetônicos super interessantes para quem visita o local.

Vários lugares e monumentos podem ser encontrados nesta cidade, proporcionando aos visitantes uma experiência única.

A poluição é bem menor nesta grande cidade do que no resto do território chinês, o que é uma característica a ser levada em consideração dentro da China.

Um dos principais pontos na cidade de Wuhan é a Hubu Alley, um paraíso para os amantes de comida, em especial das comidas chinesas, desde que tomou forma, há mais de 400 anos, ainda na Dinastia Ming.

Outro dos pontos que carrega o título digno de cartão postal de Wuhan é a histórica Yellow CraneTower, ou Huánghè Lóu (黄), que, entre reformas, reestruturações e até mesmo realocações, mantém-se de pé desde 223 A.C.

Ainda existe uma atividade que não pode ser deixada de lado ao se visitar Wuhan: o passeio de barco pelo rio local para aproveitar ao máximo os recursos marítimos da cidade.

10. Nanjing

Chegou a hora de explorar o leste da China. Estamos falando da “capital do sul”, Nanjing (a “capital do norte” é Pequim, a primeira apresentada na nossa lista!).

Nanjing é um belo lugar para se descobrir os muitos aspectos da cultura chinesa, desde os mausoléus até as impressionantes pontes utilizadas no caminho espiritual até o túmulo de Xiaoling, decoradas com várias estátuas de elefantes. Um cenário verdadeiramente idílico para quem visita a cidade.

A cidade também possui um dos maiores museus do país, permitindo que os turistas aprendam mais sobre a história da China.

Nanjing completa esta jornada das 10 cidades mais populosas do “País do Centro” que, como podemos ver, está recheado de arte, cultura e história milenares!

Agora que você sabe um pouco mais sobre as cidades do “Império Celestial”, só falta preparar as malas, reservar as passagens e se dirigir a esta pérola de país asiático.

Lembre-se de consultar o site do Superprof.com.br para fazer algumas aulas particulares de chinês e superar a barreira do idioma antes de se lançar nesta aventura!

Top 10 dos monumentos chineses.

Não fique em lugares turísticos chineses

Quais escolas oferecem cursos de chinês diretamente na China?

A China é um dos países mais turísticos do mundo. Temos que aprender mandarim antes de irmos para lá?

Quando você vai para a China – a menos que você esteja em uma viagem de negócios (fale chinês) – você vai descobrir a história da China, cultura e tradições chinesas, além do idioma chinês mandarim.

Inocente é o turista que pensa viajar na China apenas com suas bagagens. Coitado dele se pensa que tagarelar algumas palavras em chinês e o endereço do hotel em fonética chinês (pinyin) é o suficiente!

Sem a noção dos caracteres chineses e focando em aplicativos da internet,  traduções, você não vai chegar muito longe. Principalmente porque a rede funciona com moderação… Em breve, você vai ser forçado a seguir o caminho dos turistas que os jovens turistas fazem de tudo para evitar…

Se você não quiser passar pelas excursões organizadas, cujo preço é baseado no seu salário em reais e tudo será em inglês, você não precisa fazer quase nada! Quer participar do pacote “Descoberta”, “Aventura” ou “Surpresa”com tudo previamente mastigado para se conformar com os gostos dos ocidentais? Então vá!

Mas não é muito enriquecedor culturalmente (por isso, aprenda chinês!)…

Sem contar que seu bolso será duramente afetado…

E tão humilhante quanto fazer o safari nas “Favelas do Rio”… Não há viagem mais turística e com menos aventura que um safari organizado na África.

Por falta de conhecimento da língua chinesa, do desenvolvimento no vocabulário chinês ou da prática oral e escrita, você vai ter que ficar confinado em cidades turísticas de Xangai, Pequim… Correndo o risco de deixar para trás as experiências, as paisagens e a descoberta de um povo e de sua cultura.

Faça aulas de chinês para viajar Seu aprendizado com a ajuda do mandarim será um vento fresco em sua mente!

É, portanto, ao viajar no local ou em troca de línguas que percebemos o quão complicado é se comunicar com os chineses e arrependemos de não ter feito o curso de mandarim.

Seu dicionário português – chinês, chinês-inglês ou o seu livro de português – chinês não vai mudar nada. Imagine quando você se encontra sozinho em uma megalópole onde os sinais são tão compreensível quanto hieróglifos e você é incapaz de dizer a diferença entre o nome de uma rua e o de um prato gastronômico…

Que os deuses linguísticos perdoem você…

Como se preparar antes da partida?

Você quer aprender a língua da China para ir morar no país? Aprender chinês pode ser muito importante para conseguir se comunicar com pessoas locais.

Aprender a língua chinesa

Antes que você possa mergulhar entre os cidadãos da República Popular da China e visitar os maiores monumentos chineses, é preciso dominar um mínimo da língua chinesa!

Uma excelente maneira de assimilar a língua falada na China de maneira ágil, eficaz e personalizada é fazendo aulas particulares!

No Superprof, é possível encontrar profissionais fera no assunto em todo o território brasileiro, a preços variados que cabem em todos os bolsos.

Aprender sobre a cultura chinesa

Antes de viajar pela China, trabalhar na China, fazer um estágio na China ou morar na China, é aconselhável ampliar seu campo de conhecimento em literatura, culinária e religiões que os chineses praticam para se integrar melhor.

Visto para China: quais procedimentos seguir?

Como tirar um visto para visitar a China

Um formulário para pedido de visto para a República Popular da China deve ser baixado e preenchido. Ele pode ser encontrado no site da Embaixada da China no Brasil.

Com passaporte com no mínimo seis meses antes do vencimento, passagem aérea comprada, comprovante de reserva de hotel e uma foto 3 x 4 em mãos é preciso, então, comparecer ao Consulado da China no Brasil mais próximo da sua cidade.

O valor a ser pago é, no entanto, um pouco salgado: R$460,00. Ele tem, no entanto, validade de 5 anos, caso seu passaporte tenha mais de um ano de validade.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar