Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

O maior monumento chinês de A a Z

De Camila, publicado dia 15/09/2018 Blog > Idiomas > Chinês > Saiba tudo sobre a Grande Muralha da China

Quem não ouviu falar da imensa muralha presente há mais de 2000 anos na China? Este incrível monumento é chamado de Changchéng em chinês (romanizado), que significa literalmente “a longa parede”. E se tem uma coisa que ela é é longa mesmo!!!

A Muralha da China é provavelmente o maior e mais famoso monumento construído pelo povo chinês. É também o maior monumento já construído pelo homem, seja em comprimento, superfície e massa!

Seja ao vivo e à cores ou apenas em fotos, a grande muralha sempre acaba nos deixando sem ar. Esta enorme parede é composta de fortificações que se estendem por milhares de quilômetros. Quer prova maior de como os chineses são organizados, tenazes e trabalhadores.

Testemunha do passado da cultura chinesa e por 30 anos integrando a Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, a Muralha da China é um dos monumentos mais visitados do mundo. Podemos até dizer que grande parte da popularidade do turismo na China se dá graças a esse enorme paredão!

Graças ao Superprof, você conhecerá todos os detalhes sobre essa maravilha do mundo. Se você planeja viajar para a China para fins turísticos, então este edifício grandioso é, sem a menor sombra de dúvidas, uma parada obrigatória dentro do seu roteiro.

Preparado para se lançar nesta aventura?

E que tal dar uma olhada no nosso mini guia turístico para quem vai à China?

História da Grande Muralha da China

A construção da muralha

Uma parte importante da história da China diz respeito diretamente à Grande Muralha. Sua construção se espaça por quase dois milênios e por isso precisamos, então, retomar a cronologia dos fatos desde o início da história deste tão importante monumento.

Tudo começa enquanto a China é uma monarquia sob o reinado da dinastia Zhou, cujos reis reinam de 771 a 256 a.C. No entanto, a dinastia declina em benefício de vários príncipes que acabam por quebrar o poder central.

No século V a.C. começa um período em que vários reinos competem pelo controle da China. Este é chamado de “período dos Estados Guerreiros” e dura até 221 a.C. É neste momento que cada reino constrói muros para se proteger de invasões bárbaras.

Esses diferentes reinos emergentes correspondem a dinastias distintas:

  • Chu,
  • Han
  • Qin,
  • Qi,
  • Zhao,
  • Yan,
  • Wei.

Você vai descobrir a verdade sobre esse monumento histórico. Será que dá para ver a Muralha da China da lua?

Os muros de proteção erguidos por esses estados são bastante rudimentares, pois ele utilizam terra compactada, aproveitando as características do solo chinês (a terra compactada se torna sólida como pedra depois de seca). Através desse método torna-se fácil e rápido erguer paredes que podem durar séculos -e até milênios.

Em 221 a.C., um desses estados consegue unificar todos os reinos da China e fundar um império. A primeira dinastia imperial chinesa é a de Qin, liderada pelo imperador Qin Shi Huang. É ele quem investe nas primeiras reformas necessárias para a construção de uma muralha. As obras avançam, primeiramente, para o norte, usando paredes pré-construídas no oeste.

Uma das únicas fontes de informação sobre o período que segue dentro desta história é a da obra “Shiji” (“Registros do Historiador” em português), de Sima Qian, escrita de 109 a.C. a 91 a.C.. No entanto, o esclarecimento sobre esta fase fornecido pelo autor é limitada, o que não nos permite estabelecer a data precisa da construção da Grande Muralha da China. É possível, no entanto, ter conhecimento de que 180 milhões de metros cúbicos de terra teriam sido necessários para a sua construção.

De acordo com uma lenda popular, os corpos de trabalhadores que morreram de fadiga durante a construção da muralha também foram usados ​​como matéria-prima (!!!). Na realidade, é bem possível que os corpos desses trabalhadores que morreram de exaustão tenham sido enterrados perto da parede e não no interior. Mas nunca se sabe realmente a verdade que mora por trás dessas lendas!

A construção da Muralha da China foi trabalho árduo para muitos. É inacreditável o número de trabalhadores que morreram de exaustão durante a construção deste monumento chinês.

Saiba como iniciar procedimentos administrativos para tirar um visto para China?

O muro da China como rota comercial

A dinastia que entrou no poder após à de Qin é a dinastia Han. O novo imperador Gaozu assumiu o poder em 202 a.C.. A estratégia adotada por Han é simples: abandonar a manutenção da muralha e negociar com os invasores do norte, oferecendo-lhes “presentes diplomáticos” (como mulheres, por exemplo).

No entanto, sob o reinado do imperador Wudi (ainda parte da mesma dinastia), a construção do muro será retomada e existem dois motivos para tal:

  • Defender-se contra um povo chinês nômade do Norte – os Xiongnu – contra quem os ataques começam em 129 a.C. e terminam com a vitória dos Han em 119 a.C.,
  • Estabelecer uma rota comercial que gradualmente se tornará a chamada Rota da Seda.

Se fôssemos resumir a utilidade geral da Grande Muralha da China em sua história até aqui, poderíamos dizer que ela serviu mais como facilitadora do transporte de homens e bens do que como fortificação defensiva. Este último aspecto não pode, no entanto, ser deixado de lado, pois também foi importante (só não foi o principal).

O fim da Dinastia Han, no século III d.C., é marcado pelo desmembramento da China em três reinos:

  • O reino de Wei, no norte,
  • O reino de Wu, no sudeste,
  • O reino de Shu, no oeste, na bacia de Sichuan.

A manutenção da parede torna-se muito mais complicada e sua utilidade ainda mais questionável. No entanto, no final do século VI d.C., no final da dinastia Wei do Norte, o projeto de construção de um muro real volta a ganhar atenção. No entanto, ele nunca será colocado em execução.

Confira um apanhado geral das várias dinastias chinesas.

Nascimento da “Grande Muralha”

Depois de todos esses acontecimentos, somente durante a dinastia Ming que o projeto de construção de uma grande muralha voltou à tona, ou seja, no século XIV!

O Império, nesta época, sofre com invasões de vários povos, incluindo mongóis e manchus. Para se proteger, o governo chinês reassume a construção do muro no final do século XVI. O projeto é cobrir com tijolos e lajes de pedra as paredes feitas de terra já existentes.

Neste momento, a muralha assume uma papel de defesa do território chinês. O poder de ataque dos inimigos era tal que os chineses não tinham escolha senão defender-se com o maior muro possível. Então, como Sun Tzu diz em “Arte da Guerra”:

Na guerra, somentes números não oferecem nenhum benefício. Não avance confiando exclusivamente no poder militar.

Leva-se um século inteiro para a construção deste edifício. Para se chegar lá, quase 10 milhões de chineses morreram durante as obras!

Assim, a Grande Muralha da China nasceu e permaneceu como a conhecemos hoje. Posteriormente, ela é abandonada, não tendo mais utilidade militar ou comercial. Ele retornará à frente do cenário no advento do turismo global.

Os primeiros muros foram construídos com terra prensada e não tijolos. Ao que parece, os tijolos foram acrescentados bem mais tarde à estrutura da muralha.

Veja ainda algumas informações necessárias para entender a evolução da população chinesa.

A Muralha da China em termos geográficos

Um tamanho desproporcional

A Grande Muralha da China está localizada no norte do país, desde a costa norte da aglomeração chinesa de Pequim até o deserto de Gobi. Este muro fortificado mede de 5 a 7 metros de largura para uma altura que varia entre 5 e 17 metros, dependendo da localização dentro de sua extensão.

A muralha se estende por cerca de 6.700 quilômetros. No entanto, estudos de satélite mostraram que muitos segmentos, que teriam cerca de mil quilômetros de extensão, estão agora enterrados no subsolo.

A Grande Muralha teria sido ainda mais longa do que a que conhecemos atualmente!

Além disso, um estudo de 2008 reestimou a extensão da Grande Muralha em 8.850 quilômetros. Esta estimativa inclui paredes, trincheiras e barreiras naturais (montanhas ou rios).

Ainda mais recente, um estudo de 2012 mostra que a muralha poderia ter sido ainda bem maior do que a que conhecemos atualmente. Segundo tais pesquisas, a parte que vemos hoje corresponderia a apenas 8% do total de muros construídos pela dinastia chinesa Ming. Ou seja, a Grande Muralha da China teria um comprimento original de quase 21.200 km!

Top 10 das localidades mais populosas da China.

Muralha da China: um monumento visto do espaço?

Você já deve ter ouvido que a Grande Muralha da China pode ser vista da lua e isso mostraria como ela é realmente gigantesca e imponente.

Para o desgosto de muitos, essa ideia é totalmente falsa (sim, fake news).

A verdade é que a muralha não é mais larga do que uma rodovia! Mesmo da Estação Espacial Internacional, é impossível vê-la a olho nu.

Ou seja, se é possível vê-la da lua, então é possível ver também todas as estradas largas presentes ao redor do mundo!

No entanto, o debate foi levantado quando o astronauta americano Eugene Cernan revelou uma foto tirada entre 160 e 320 km de altitude (então, a partir do espaço), onde podemos identificar a muralha. Na realidade, o monumento chinês só seria visível quando certas condições fossem favoráveis: um tempo claro e um sol suficientemente baixo tornariam possível ver a sua sombra na Terra.

Sendo assim, é possível tirar fotos da Muralha da China do espaço, mas isso é simplesmente porque esse tipo de câmera tem uma resolução maior que o olho humano.

O número de turistas que visitam o monumento chinês é tão grande que a muralha corre risco de ser danificada. Não se iluda, pois esta é a vista que você vai ter ao visitar a Muralha da China!!!

Top 10 dos monumentos chineses.

A certa atração turística do monumento chinês

A Muralha da China é obviamente uma das principais atrações turísticas do território chinês e até mesmo de toda a Ásia. Entre 15 e 16 milhões de pessoas a visitam a cada ano. Aqui está uma lista não exaustiva dos locais mais freqüentados:

  • Badaling,
  • Mutianyu,
  • Xifengkou,
  • Simatai,
  • Jiayuguan.

Observando este entusiasmo pelo monumento histórico, o governo da República Popular da China lançou vários projetos para restaurar seções da muralha. No entanto, os desenvolvimentos turísticos ameaçam a própria estrutura da construção.

Será que ela sobreviveu a ataques de povos inimigos e não sobreviverá à avidez dos turistas?

Seja pela sua história, suas proporções gigantescas, seu folclore (muitas lendas giram em torno dela) ou a atratividade turística que ela adquire, a Grande Muralha da China é, em qualquer caso, um dos maiores monumentos da história da humanidade.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de2,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...
avatar