O Império Britânico foi o maior da história mundial - e há uma razão pela qual o seu apelido é "o império no qual o sol nunca se põe".  Ele cobriu praticamente 1/4 do mundo, dominando 23%  da população mundial e 24%  da superfície terrestre do planeta. Parece muito para uma pequena ilha em um canto da Europa?

No curso historia de hoje, vamos descobrir tudo sobre o Império Britânico: como era, como se originou, como enfraqueceu até a sua queda e de que forma transformou o mundo, que se tornou o que temos hoje. Se o seu professor de história pediu para estudar sobre esse tema, saiba que está no lugar certo. Mas quem chegou aqui por curiosidade, apenas para saber como funcionava esse sistema global tão controverso, também é mais que bem-vindo.

Os melhores professores de História disponíveis
Luiz mário
5
5 (11 avaliações)
Luiz mário
R$55
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Núbia
5
5 (14 avaliações)
Núbia
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (12 avaliações)
Bruna
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vanessa
5
5 (20 avaliações)
Vanessa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Letícia
5
5 (16 avaliações)
Letícia
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (12 avaliações)
Eduardo
R$22
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antonio vitor
5
5 (9 avaliações)
Antonio vitor
R$35
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriel
5
5 (16 avaliações)
Gabriel
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Luiz mário
5
5 (11 avaliações)
Luiz mário
R$55
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Núbia
5
5 (14 avaliações)
Núbia
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (12 avaliações)
Bruna
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vanessa
5
5 (20 avaliações)
Vanessa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Letícia
5
5 (16 avaliações)
Letícia
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (12 avaliações)
Eduardo
R$22
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antonio vitor
5
5 (9 avaliações)
Antonio vitor
R$35
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriel
5
5 (16 avaliações)
Gabriel
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Curso de história: Quando aconteceu o Império Britânico e quais eram os países envolvidos?

O Império Britânico basicamente se divide em duas etapas: Primeiro e Segundo. O Primeiro Império Britânico nos remete à virada do século XVI, englobando desde as colônias do Novo Mundo até a perda dos Estados Unidos como território colonial, em 1783. Já o Segundo presenciou a Grã-Bretanha reagir concentrando-se mais no Pacífico, ganhando terras da Índia, Austrália e Nova Zelândia. Ao longo de sua vigência, também envolveu terras africanas.

Taj Mahal, símbolo da Índia
A Índia esteve envolvida na partilha de terras da Grã-Bretanha.

No entanto, tudo acabou no século XX. Alguns historiadores defendem que o seu fim coincidiu com o fim da Segunda Guerra Mundial, que desencadeou uma onda de movimentos de independência, enquanto outros afirmam que ele só terminou em 1997, com a devolução de Hong Kong à China.

Uma aula de história e das origens do Império Britânico

A atividade imperial britânica começou no final do século XVI, depois que espanhóis e portugueses embarcaram em explorações no Novo Mundo e desfrutaram do prestígio e da riqueza que isso trouxe. Outras potências importantes na Europa - incluindo França, Holanda e Inglaterra - queriam entrar na nação.

No caso da Inglaterra, Elizabeth I iniciou uma política de exploração nas Américas e perseguiu conflitos navais com os espanhóis. Pessoas como Walter Raleigh e Francis Drake estavam envolvidas na pirataria, saqueando os despojos das descobertas espanholas e tentando estabelecer suas próprias colônias.

Nos últimos anos do reinado de Elizabeth, em 1601, a Inglaterra conquistou a Irlanda após muitas tentativas anteriores. Isso deu início ao lento processo de imigração de ingleses e escoceses protestantes para a ilha católica. No início do reinado de Jaime I, a Inglaterra assinou um tratado com a Espanha, o que significa que o país se tornou menos focado em atacar seus rivais ibéricos e passou a tentar estabelecer assentamentos coloniais na América do Norte e no Caribe.

Depois que as colônias foram estabelecidas, os ingleses proibiram quaisquer navios que não fossem britânicos. Essa política de isolamento representou uma tentativa de garantir todos os lucros dos territórios, mas desagradou aos rivais da Grã-Bretanha. As guerras navais subsequentes com os holandeses, embora aparentemente perdidas pelos britânicos, acabaram estabelecendo as condições para o domínio britânico.

Estes, por exemplo, ganharam o território holandês, incluindo Nova Iorque, na guerra anglo-holandesa, que durou de 1665 a 1667. Mas foi somente após a Revolução Gloriosa, de 1688 que eles assinaram uma trégua. Outro fato relevante aconteceu em 1757, quando a "British East India Company", ganhou o controle da Índia, o território mais valioso que possuíam.

Os melhores professores de História disponíveis
Luiz mário
5
5 (11 avaliações)
Luiz mário
R$55
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Núbia
5
5 (14 avaliações)
Núbia
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (12 avaliações)
Bruna
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vanessa
5
5 (20 avaliações)
Vanessa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Letícia
5
5 (16 avaliações)
Letícia
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (12 avaliações)
Eduardo
R$22
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antonio vitor
5
5 (9 avaliações)
Antonio vitor
R$35
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriel
5
5 (16 avaliações)
Gabriel
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Luiz mário
5
5 (11 avaliações)
Luiz mário
R$55
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Núbia
5
5 (14 avaliações)
Núbia
R$50
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (12 avaliações)
Bruna
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vanessa
5
5 (20 avaliações)
Vanessa
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Letícia
5
5 (16 avaliações)
Letícia
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (12 avaliações)
Eduardo
R$22
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antonio vitor
5
5 (9 avaliações)
Antonio vitor
R$35
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriel
5
5 (16 avaliações)
Gabriel
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Aula de história: o pico do controle britânico

O apogeu o Império Britânico, aconteceu entre 1815 e 1914 e foi chamado de "O Século Britânico". Este representou o período após a independência americana, quando a Grã-Bretanha tinha mais territórios do que nunca, ao passo que a independência inspirou a expansão britânica para o Pacífico e o leste asiático.

Como podemos observar com os impérios Mongol e Romano, tudo tornou-se uma espécie de Pax Britannica, uma paz em todas as áreas de propriedade da Grã-Bretanha, devido ao domínio considerado inatacável dos britânicos. Em todas as áreas de propriedade do Império, o comércio floresceu.

Marinha

Ao contrário de outros grandes impérios - o Império Russo, o Império Mongol e a Dinastia Qing, o imperialismo britânico foi facilitado por meio do oceano. A marinha britânica foi a maior que já existiu, e seu poder levou às conquistas que se desenvolveram no império - daí a famosa canção "Britannia rules the waves".

Comércio mundial

Embora algumas das colônias fossem, por direito próprio, imensamente valiosas para os britânicos - por seus recursos, suas indústrias e sua força de trabalho - muitas também foram fundadas para tornar mais fácil as rotas de comércio global. Além disso, muitas vezes as empresas comerciais foram as principais impulsionadoras do imperialismo.

Foi a "Companhia das Índias Orientais" por exemplo, que estabeleceu colônia na Índia, com ajuda da marinha, enquanto a "Companhia do Cabo" lutou com os holandeses na África do Sul, mais precisamente porque o Cabo representava uma parada no caminho para o Atlântico.

Mapa do Reino Unido
A Grã-Bretanha passou por diversas configurações até chegar ao que temos hoje.

A intersecção do comércio privado e do poder governamental é bem ilustrada nos cursos de história, com o nome Cecil Rhodes, empresário mineiro e comerciante de diamantes, que se tornou primeiro-ministro da África do Sul e da região denominada Rodésia.

Revolução Industrial

Ao longo do século XIX, a evolução da indústria, fez da Grã-Bretanha, a "oficina do mundo". Seu comércio de produtos manufaturados se espalharam por toda parte, visto que eram produzidos de forma barata e rápida, sendo distribuídos facilmente, devido à combinação da marinha e da Revolução Industrial. A riqueza e os recursos que permitiram esse desenvolvimento, muitas vezes vieram das colônias, como foi o caso da indústria têxtil indiana.

Conflito e controvérsia

A administração e os processos do Império Britânico nem sempre foram bem recebidos, nem pelos colonos que estabeleceram residência nas províncias, nem pelas populações nativas sobre as quais o império tinha domínio. A questão da escravidão é talvez a mais polêmica de todas.

Guerra da Independência Americana

A Guerra Revolucionária Americana (1775 - 1783) mostra como o ressentimento das colônias causou problemas ao império. Essa guerra permitiu que as Treze Colônias, que seriam mais tarde os Estados Unidos, se tornassem independentes da Grã-Bretanha. Na guerra, eles se aliaram à França, que estava ansiosa por manter suas propriedades naquela parte do mundo e impedir o domínio britânico.

A centelha que desencadeou a revolução, entretanto, foram os impostos. As colônias eram obrigadas a pagar impostos à Grã-Bretanha, mas não eram representadas politicamente no Parlamento. Essa questão toca no tema democracia, sempre polêmico.

Escravidão e racismo

Em contextos como o que acontecia na Índia, onde a população nativa não foi destruída pelos colonos, o regime imperial muitas vezes usou as classes superiores nativas para governar sob o controle dos britânicos. No entanto, o racismo, muitas vezes direto, por parte dos britânicos, se tornou ainda mais evidente na "Royal African Company". Foi evidenciado em 1672, quando levavam escravos da África ao Caribe. A empresa transportou aproximadamente 3,5 milhões de escravos através do Atlântico, até 1807, para atuar principalmente nas plantações.

Casa de escravos
A escravidão, como fenômeno mundial, também aparece na história do Império Britânico.

Guerras Mundiais e Declínio Imperial Britânico

As guerras mundiais

Como acontece com todos os impérios eventualmente, o Império Britânico começou a declinar, ainda no século XX. Embora tivesse vencido as duas guerras mundiais, a Grã-Bretanha ficou gravemente enfraquecida e financeiramente esgotada. Com a ascensão da Alemanha e do Império Otomano lutando contra o Império Russo, a Primeira Guerra Mundial foi explicitamente imperialista.

A Segunda Guerra Mundial foi literalmente uma batalha, com os países imperiais exigindo a contribuição de tropas das colônias. No Extremo Oriente, durante a guerra, o Japão invadiu os territórios britânicos, mostrando que seu domínio não era absoluto. Os japoneses também espalharam o sentimento anti-britânico entre os territórios que controlavam.

Movimentos de independência e descolonização

Após as duas guerras, a combinação das fraquezas do governo britânico e o crescimento do nacionalismo globalmente significou que a desilusão com o imperialismo foi sentida em casa e no exterior ao longo do século XX. Após uma rebelião massiva e uma revolta pacífica liderada pelo nacionalista Mahatma Ghandi, a independência indiana foi concedida em 1947, assinada pelo governo de Clement Attlee. Essa perda do maior dos territórios britânicos desencadeou 20 anos de movimentos rápidos de independência.

Os britânicos se retiraram da Palestina em 1948, após o terrorismo judeu exigir a independência, e o Estado de Israel foi declarado pouco depois. Em pouco tempo, a crise de Suez, de 1956 mostrou que a Grã-Bretanha não era mais o poder que fora, já que uma estratégia militar terminava em constrangimento sem a ajuda dos Estados Unidos.

Na África, a Grã-Bretanha esperava evitar a situação sofrida pelos franceses na Argélia: uma longa e brutal guerra por independência. A Grã-Bretanha buscou a descolonização pacificamente, com quase trinta territórios africanos tornando-se independentes na década de 1960. Apenas a Rodésia permaneceu tecnicamente como parte do império, embora fosse um território com autogoverno até os anos 80.

O fim do Império Britânico se considera em 1997, quando a Grã-Bretanha finalmente devolveu Hong Kong à China.

O Império Britânico nas aulas de história de hoje

Hoje em dia, o passado imperial da Grã-Bretanha é considerado algo controverso. Enquanto alguns se referem a ele com orgulho, outros o consideram problemático, com o racismo pautado pela dominação de diferentes identidades étnicas e políticas.

O colonialismo foi essencialmente um fenômeno violento, que usou ideias racistas para justificar o controle de recursos. Os críticos apontam que a Grã-Bretanha construiu sua riqueza em cima do empobrecimento de outros países.

Ouro e riqueza
Há quem afirme que a Grã-Bretanha construiu sua riqueza às custas do empobrecimento de outros países.

Hoje em dia, os professores de história falam da importância do Império Britânico para todo o mundo, pelo fato de que muitas pessoas falam inglês. A Comunidade das Nações é outro legado do império - a cooperação e associação de 53 estados que anteriormente eram colônias britânicas.

Quer descobrir mais sobre os grandes impérios do mundo? Não deixe de acompanhar as postagens em nosso blog.

 

 

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Quando não há mais nada a dizer, escrevo!!!