Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Nossas dicas para se tornar um mestre em escrita árabe!

De Fernanda, publicado dia 09/10/2018 Blog > Idiomas > Árabe > Como aprender a escrever em árabe?

Na atualidade, cerca de 150 milhões de pessoas consideram a língua árabe como seu idioma materno.

De acordo com uma pesquisa conduzida por Lexiophiles em 2009, a língua árabe é a língua mais difícil de aprender no mundo, logo após o mandarim e o polonês.

No entanto, para ser um verdadeiro conhecedor da língua árabe, é essencial dominar a sua escrita perfeitamente!

Como com o chinês ou o japonês, o árabe pode assustar os brasileiros em um primeiro momento: esse alfabeto tão diferente pode parecer, à primeira vista, indecifrável. Além disso, os aprendizes podem se perder entre os diferentes tipos de árabe que existem.

No entanto, alguns conseguem dominar perfeitamente a escrita árabe, quase tão bem quanto os falantes nativos!

Então, como você pode se tornar um especialista em escrita árabe?

Aqui estão as nossas dicas para aprender a escrever nesse idioma como um profissional sem passar por cursos tradicionais!

Nossos conselhos antes de começar

Escolha a variante certa do árabe

Antes de começar a aprender a língua de Ismael, os estudantes precisam aprender sobre a variante de árabe que desejam aprender.

Existem duas formas de árabe:

  • Árabe literário (ou árabe padrão moderno ou árabe clássico),
  • Árabe coloquial ou dialetal.

O árabe literário é muito mais complicado de aprender do que o árabe dialetal. Na verdade, você vai precisar de coragem, motivação e muita dedicação para dominar todas as nuances. Esta forma clássica é uma língua semítica cujas raízes são baseadas em triconsonanticas.

Como escrever bem na linguagem de Ismael? Dominar a escrita e a leitura árabe permite que brasileiros leiam o Alcorão em sua versão original.

O árabe clássico é usado universalmente por todos os países que têm o árabe como idioma oficial, como:

  • Marrocos,
  • Tunísia,
  • Arábia Saudita,
  • Os Emirados Árabes Unidos,
  • Egito,
  • Catar
  • Síria
  • Sudão etc.

Se você quiser estudar a cultura árabe, é melhor assimilar o árabe literário. De fato, essa forma é muito utilizada na literatura e nas negociações políticas. Para estudar a história ou linguística árabe, é melhor optar pelo árabe clássico.

Além disso, ao aprender primeiro o árabe clássico, o aluno vai ser capaz de assimilar o árabe dialetal com muito mais facilidade.

O árabe coloquial ou dialetal se refere às diversas variantes nacionais ou regionais que formam a língua oral. É, aliás, sobretudo uma língua oral, usada na mídia ou no comércio. O árabe coloquial é composto por estas diversas variantes, que por vezes são diferentes a ponto de serem mutualmente ininteligíveis, e muitos linguistas as consideram idiomas distintos. Sob o aspecto da gramática, do vocabulário, da pronúncia ou da sintaxe, ele difere do árabe clássico a tal ponto que um diálogo entre esses dois tipos de idiomas pode ser impossível.

O dialeto árabe é aconselhado a todos os estudantes que desejam ir morar, visitar, trabalhar ou fazer um estágio em um país árabe.

Se você fizer a escolha de morar em imersão como um nativo, será acima de tudo o dialeto árabe que vai prevalecer na sua vida cotidiana. Por outro lado, se você deseja se tornar um linguista árabe, o árabe dialetal não vai ser necessariamente muito útil para você.

Para dominar a escrita árabe, portanto, é melhor privilegiar o árabe clássico, a forma mais comum por escrito!

E quanto às aulas de árabe para crianças?

Leve em conta a dificuldade de escrever

O árabe é frequentemente visto como uma das línguas mais difíceis do mundo!

E por uma boa razão: estima-se que são necessárias cerca de 2.200 horas de aulas para um brasileiro aprender a escrever corretamente em árabe.

Na verdade, o sistema de escrita árabe é muito diferente do nosso: embora o alfabeto árabe tenha apenas 28 letras, o modo de escrever está em total contradição com nossos hábitos ocidentais.

Primeiro, a escrita começa da direita para a esquerda, ao contrário do português. As letras não são separadas umas das outras e formam uma e a mesma palavra. As vogais são frequentemente omitidas durante a escrita: a leitura é, portanto, quase impossível para um estudante iniciante. Letras maiúsculas também são inexistentes no início da sentença.

No entanto, a estética da escrita árabe é inegável: muitos estudantes se aventuram na arte da caligrafia para escrever um árabe correto, semelhante ao de nativos.

Mas saiba de uma coisa: aprender a escrita árabe não é impossível!

Com boa vontade e total envolvimento, o estudante pode se tornar um verdadeiro especialista na língua de Ismael.

Aprenda a escrita árabe graças aos livros

Nada como o bom e tradicional livro para assimilar os fundamentos de uma língua!

Os estudantes da língua podem começar a aprender a escrita árabe graças a um manual elaborado por profissionais de linguística árabe.

Como se tornar um especialista em língua argelina? Por que não fazer aulas de caligrafia árabe para combinar estética e linguística?

Aulas, exercícios e glossários: os livros didáticos de idiomas são muitas vezes muito abrangentes e permitem aos alunos progredirem por vários meses ou até anos de curso de árabe iniciante.

Se você está no início de seu aprendizado, é melhor se concentrar nos manuais para iniciante: para assimilar o conteúdo de um livro básico e aprender todos os fundamentos da escrita árabe, você vai levar alguns meses.

Alguns livros didáticos para aprender a escrita árabe:

  • Lições Elementares da Língua Árabe para os que não falam, de Dr Helmi Nasr (acompanha 2 CDs)
  • O Árabe Sem Mestre, de Alphonse Nagib Sabbagh
  • Gramatica do Árabe Moderno, de David Cowan
  • Guia Visual Árabe Folha de São Paulo – Guia de conversação para Viagens
  • 15 Minutos Árabe, de Marion Sarhaan (acompanha 2 CDs)

A vantagem dos livros para aprender o idioma árabe?

A possibilidade de carregá-lo em todos os lugares com você, para poder estudar a escrita árabe, mesmo durante uma viagem ao exterior ou entre duas aulas.

Além disso, os livros didáticos especializados estão cheios de pequenas dicas para poder lembrar a escrita com mais facilidade e entender a sua caligrafia. Esses conteúdos, elaborados por profissionais, ajudam os alunos a progredirem mais rapidamente e a melhorarem seus conhecimentos do idioma de Ismael.

Descubra também como orar em árabe …

Aprenda a escrita árabe de uma forma divertida

Para saber tudo sobre a escrita árabe, por que não passar por recursos digitais?

Escrever na língua do Alcorão pode ser algo mais fácil e simples se você estudar com a ajuda de jogos e outros recursos digitais disponíveis gratuitamente na Internet.

A vantagem?

Os recursos digitais são muito mais divertidos e fazem com que os alunos não tenham a impressão de estarem fazendo aulas tradicionais!

Como ter aulas na língua magrebina com um professor qualificado? Com a pedagogia certa, os alunos mais jovens também podem aprender a escrita árabe.

Embora alguns softwares permitam que você escreva em árabe graças a um teclado numérico especial, é melhor manter um papel ao seu lado durante sua aula do idioma. Na verdade, escrever pelo computador não permite realmente assimilar todos os detalhes das letras árabes por escrito.

O ideal, portanto, é usar recursos digitais para assimilar a escrita mais facilmente e ao lado manter um caderno de estudos onde você possa marcar cada palavra aprendida, sua fonética e depois sua tradução.

Para aprender a escrita árabe online, os alunos podem passar por:

  • Softwares de linguagem moderna em árabe: PABLA Mat, ABC arabe, Arabic school software …,
  • Aplicativos no smartphone, tablet e / ou computador: Alif Ba, Write with me in Arabic, Write It ! Arabic …,
  • Exercícios de escrita árabe com os cursos de árabe on-line: Busuu, Udemy, UnB Idiomas…,
  • Bibliotecas de vídeos em escrita árabe: Youtube, Dailymotion, Pythagora

Recursos digitais são especialmente atraentes para jovens estudantes que querem saber mais sobre a língua do Alcorão. Aprender enquanto se diverte é a solução ideal para memorizar a escrita árabe e superar as dificuldades da língua.

Para descobrir a escrita árabe básica, este é o método ideal!

Aprenda a escrita árabe com um correspondente

Para saber tudo sobre como escrever na linguagem de Ismael, por que não conversar diretamente com um nativo?

Trocar cartas ou estabelecer uma correspondência digital permite que pessoas de todo o mundo se comuniquem entre si e estabeleçam uma amizade de longa distância, além de desenvolverem habilidades linguísticas, é claro!

Além do aspecto linguístico, é sobretudo a contribuição cultural que agrada aos correspondentes. Na verdade, conversar com um nativo de um país árabe possibilita aprender mais sobre a sua cultura e descobrir assuntos como história, literatura e música, entre muitos outros aspectos.

Como fazer aulas individuais da língua corânica? Por que não ir viver alguns meses imerso em uma família marroquina para aprimorar seus conhecimentos da escrita árabe?

A correspondência deve ser feita gradualmente: o brasileiro pode começar escrevendo algumas frases em árabe; o nativo, por sua vez, pode corrigir seu amigo explicando os detalhes da língua de Ismael.

Para entrar em contato com um nativo árabe, estudantes brasileiros podem visitar sites especializados em correspondência de longa distância:

  • Swapasap,
  • My Language Exchange,
  • Students of the World,
  • Penpal-tradition,
  • Italki,
  • Speaky,
  • Conversation exhange etc.

Mas qual a vantagem?

A correspondência pode ser feita tanto por escrito ou como pela fala: durante uma conversa por vídeo, por exemplo, o aluno também treina sua expressão oral e aprende a falar árabe corretamente.

Além disso, ter um contato com um nativo facilita ainda mais a organização de uma estadia em total imersão com uma família anfitriã árabe. Por que não?

No local, o aluno pode melhorar rapidamente sua escrita árabe e aprender ao lado de um professor nativo. O ideal também é se corresponder por escrito para treinar sua escrita e caligrafia em árabe. O nativo vai identificar imediatamente as falhas de seu correspondente e este último ainda pode treinar para decifrar a escrita árabe clássica e melhorar a leitura de textos.

Com todas essas dicas, comece agora seu aprendizado individual de escrita na língua do Alcorão! Descubra também onde fazer um curso de árabe em São Paulo!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar