Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Aulas de violão: o que aprender de teoria musical para tocar bem?

De Fernanda, publicado dia 23/01/2019 Blog > Música > Violão > Saiba tudo sobre a escala pentatônica na guitarra!

“Sem música, a vida seria um erro.” – Friedrich Nietzsche

Me diga se isso já não aconteceu com você: ouvimos uma determinada música e viajamos imediatamente até uma memória, um lugar, um cheiro, uma pessoa, um momento…

E se criássemos novas memórias ao aprender o violão?

Escala de Dó maior, acordes com pestana, ritmo … Muitos conteúdos devem ser assimilados logo que começamos a aprender o violão.

Neste artigo, vamos nos dedicar em especial à escala pentatônica!

O que é a escala pentatônica?

Onde aprender teoria da guitarra? Por que aprender teoria do violão? A escala pentatônica é fundamental para a improvisação!

Há umas décadas atrás, alguns músicos faturaram milhões apenas tocando essa escala. Hoje não é mais tão fácil de se ficar rico tocando escala pentatônica, afinal qualquer músico iniciante já aprende a utilizar essa escala!

Esta é a escala conhecida para a improvisação e principalmente para os solos de guitarra. Uma pentatônica é uma escala de 5 notas, com “penta” significando cinco e “tônica” significando “notas”.

Claro, com apenas uma definição indicando 5 notas, qualquer coisa poderia ser uma escala pentatônica.

Não, mas aqui estamos falando da escala pentatônica. Na verdade, de escalas pentatônicas, porque existem duas: a escala pentatônica maior e a escala pentatônica menor.

Na linguagem comum, quando falamos da escala pentatônica, é a escala pentatônica menor.

A pentatônica, sendo escala menor ou maior, tem três grandes vantagens:

  • Ela é fácil de aprender
  • É fácil de tocar
  • Pode ser usada em muitos casos.

Não importa o estilo da música: pop, rock, reggae, blues, metal, folk… A escala pentatônica está em toda parte. É o canivete suíço do guitarrista.

Como estudar as escalas na guitarra?

Primeiro de tudo: certifique-se de manter sua mão esquerda em uma boa posição: polegar atrás do braço e dedos arqueados em todas as seis cordas.

Embora seja tentador estudar a escala pentatônica com os dedos retos, não faça isso. Esta é a melhor maneira de errar e adquirir maus hábitos.

Também evite fazer pestanas em uma escala pentatônica: você perde a precisão. Você tem que mover os dedos a cada nota.

Encontre aqui as melhores aulas de violão para iniciantes!

Como aprender as escalas? Como aprender a pentatônica menor no violão? Uma boa dica é treinar a precisão de seus dedos.

Use uma palheta na mão direita e faça os movimentos de vai e vem. Esta é uma ótima maneira de evoluir, porque para tocar mais depressa é preciso dominar bem os movimentos da palheta.

Para estudar as escalas, você tem que saber ler os diagramas e reproduzi-los tocando as notas, das mais agudas às mais graves.

Não tente estudar todas as cinco posições de uma só vez. Faça uma a uma e certifique-se de dominar a primeira antes de passar para a segunda e assim por diante.

E enquanto você estuda uma posição, não deixe a anterior de lado!

O objetivo é conhecer tudo e não aprender uma para substituir a outra.

Não se esqueça de usar o metrônomo enquanto treina. Aos poucos, aumente o ritmo para conseguir fazer a escala cada vez mais rápido.

Ao aprender uma escala pentatônica, memorize a localização das tônicas: isso será útil na hora da improvisação.

Encontre aqui as melhores aulas de violão!

A escala pentatônica menor

A escala pentatônica menor é a escala mais importante quando se fala em guitarra de rock. Também é comumente chamada de escala do rock ou escala de solo.

Contém 5 notas e a terça é menor, ou seja, o intervalo entre a tônica (primeira nota) e a terça é de 1,5 tons.

A estrutura da escala pentatônica menor é a seguinte:

  • I a III: 1,5 tom,
  • III a IV: 1 tom,
  • IV a V: 1 tom,
  • V a VII: 1,5 tom
  • VII a I: 1 tom.

Você percebeu que temos graus I, III, IV, V e VII. Os graus II e VI não fazem parte da escala pentatônica menor.

Para lembrar mais facilmente, aqui estão dois mnemônicos:

  • 1.5T – 1T – 1T – 1.5T – 1T,
  • 3 – 2 – 2 – 3 – 2.

A segunda fórmula explica o número de casas entre duas notas.

Sinta-se livre para experimentar esta fórmula em uma corda de sua guitarra a partir de qualquer tom. Há muitas maneiras de se tocar a escala pentatônica, mas 5 diagramas ou posições podem ilustrar tudo de uma forma abrangente para tornar mais fácil para os guitarristas.

As duas primeiras posições da escala pentatônica menor

Como aprender a pentatônica menor? Como aprender a posicionar os dedos na corda? As duas primeiras posições para adotar no violão. (fonte: Tabs4acoustic)

A primeira posição da escala pentatônica menor é a mais simples. No diagrama, está em Lá. Os dedilhados não são complicados:

  • O dedo indicador toca todas as casas 5,
  • O dedo anelar vai tocar nas casas 7,
  • O dedo mínimo vai tocar nas casas 8.

A segunda posição da escala pentatônica é um pouco mais difícil de memorizar e há mais dedilhados possíveis. A posição mais fácil, no entanto, é a seguinte:

  • Corda do Mi grave: o dedo indicador na casa 8, o dedo anelar na casa 10,
  • Corda do Lá: deslocamento do dedo indicador na casa 7, o dedo anelar na casa 10,
  • Corda do Ré: idem do da corda do Lá,
  • Corda do Sol: dedo indicador na casa 7, dedo anelar na casa 9,
  • Corda do Si: deslocamento do dedo indicador na casa 8, dedo anelar na casa 10,
  • Corda do Mi agudo: o mesmo do da corda do Si.

Algumas dicas de dedilhado para fazer as escalas

Tenha cuidado para não levantar muito os dedos ao trocar de corda. É melhor ficar próximo à corda para evitar perder tempo.

Faça o exercício sempre no início dos estudos, caso contrário, será mais difícil colocá-lo em prática quando você tiver que ir mais rápido.

Além disso, é mais fácil controlar os dedos quando estão próximos da corda do que quando estão distantes. É melhor treinar devagar no começo, certificando-se de manter seus dedos próximos à corda, do que tentar ir rápido e ficar desajeitado.

Da mesma forma, coloque o dedo na próxima nota antes de remover o dedo anterior para evitar uma pausa entre as duas notas.

Quando você tiver que tocar uma nota em uma corda diferente da anterior, deixe o seu dedo no lugar e só mova quando precisar, desde que isso não interfira no movimento: em geral isso funciona mais dos agudos aos graves.

Para aprender a escala pentatônica menor, é aconselhável proceder passo a passo:

  • Toque as notas certas com os dedos certos
  • Toque com a mão direita para a frente e para trás
  • Toque a escala com ritmo (breve, semibreve, colcheia, semicolcheia).

Como aprender a pentatônica? Como tocar uma escala pentatônica no violão? Tenha paciência, você vai chegar lá! (fonte: Hollywood Reporter)

A escala pentatônica maior

A escala pentatônica maior é uma escala pentatônica menor que começa na terça da pentatônica menor. O esquema da posição 1 da pentatônica maior é o mesmo que a posição 2 da pentatônica menor.

Chama-se maior porque sua terça é maior, isto é, o intervalo entre o tônico e a terça é de dois tons.

Uma escala pentatônica maior não é nada mais do que uma escala diatônica maior com 7 notas (heptatônicas) sem semitons.

A estrutura da escala pentatônica maior é, portanto, a seguinte:

  • I a II: 1 tom
  • II a III: 1 tom,
  • III a V: 1,5 tom,
  • V a VI: 1 tom,
  • VI a I: 1,5 tom.

Na escala pentatônica maior, utilizamos os graus I, II, III, V e VI. Os níveis IV e VII estão ausentes desta escala de guitarra.

As fórmulas da pentatônica maior e da pentatônica menor são muito próximas, apenas com a diferença de três semitons (uma terça).

Para lembrar mais facilmente, aqui estão dois mnemônicos:

  • 1T – 1T – 1,5T – 1T – 1,5T,
  • 2 – 2 – 3 – 2 – 3.

A segunda fórmula corresponde ao número de casas (ou trastes) entre as notas.

Por exemplo, a escala pentatônica maior de Dó é: Dó Ré Mi Sol Lá Dó.

Você percebeu que entre o tônico Dó e a terça Mi, existem dois tons, que é a característica da terça maior e, portanto, de uma escala maior.

Que tal fazer uma aula de violão?

Como estudar a maior escala pentatônica?

As maneiras de estudar as escalas! Como se tornar um melhor guitarrista? | As posições são as mesmas da escala menor. (fonte: Six cordes)

Se você é iniciante, não se preocupe muito com a teoria e vá direto para a prática. A teoria é importante se você quiser improvisar e compor.

A escala pentatônica maior tem 5 posições que você pode usar no braço da guitarra como achar melhor.

A escala maior e a escala pentatônica maior são muito parecidas. E isso é normal, a escala maior é a base de tudo. As outras escalas são declinações dela.

Estudar todas elas juntas pode ajudá-lo a memorizá-las e compreendê-las melhor. Esta é uma ótima maneira de desenvolver seu ouvido musical, sua destreza, mas também sua facilidade na improvisação e a passagem de uma escala para outra.

A escala pentatônica maior é menos utilizada que a escala pentatônica menor, mas ainda assim é interessante.

Os dedilhados da escala pentatônica menor são os mesmos da pentatônica maior. Tenha cuidado para entender o que você está tocando e quando você toca uma maior ou uma menor.

Com regularidade e dedicação, você certamente vai ser capaz de dominar suas escalas em um piscar de olhos!

Quer se tornar o próximo Steve Vai?

Então, o que está esperando? Mãos à obra!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar