Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como prosseguir seus estudos no país do sol nascente

De Fernanda, publicado dia 20/05/2019 Blog > Idiomas > Japonês > Estude no Japão

“Aquele que não tem objetivos, não é provável que os alcance.”- Provérbio japonês

Segundo dados do Consulado Geral do Brasil em Tóquio, a população de origem brasileira no Japão montava a 196.781 pessoas em 2018, e 69% deles possui entre 20 e 59 anos.

Morar no Japão por um ano ou seis meses como parte dos estudos ou aprender a falar japonês é uma ótima maneira de enriquecer o currículo e aumentar suas habilidades. Para ajudar você nesse começo, aqui estão as diferentes possibilidades de estudar no Japão.

Intercâmbio entre universidades para estudar no Japão

Todos os anos, milhares de estudantes brasileiros optam por continuar seus estudos superiores fora do país. Na maioria das vezes, isso acontece por meio de intercâmbio acadêmico. Amplamente conhecidos graças ao programa Erasmus e ao filme “Albergue espanhol”, estes acordos entre universidades de diferentes países permitem aos estudantes seguir o seu programa de graduação, mestrado e doutorado no estrangeiro.

Como estudar no Japão? Como se tornar um estudante no Japão? Pronto para integrar uma aula em japonês?

Embora o Japão não faça parte do programa Erasmus (exclusivamente para a Europa), o país tem acordos com muitas instituições brasileiras, como a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), a Universidade de Campinas (UNICAMP), a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Universidade Estadual de Londrina (UEL), entre outras.

Para descobrir se sua instituição de ensino superior é parceira de uma universidade japonesa, você deve entrar em contato com o departamento de relações internacionais de sua universidade.

Para se candidatar, você terá que atender a certos requisitos e apresentar documentos (carta de motivação, notas universitárias, etc.). Um ranking será então estabelecido entre todos os estudantes para escolher os candidatos que podem ir para o Japão.

A vantagem de ir para o Japão como parte de uma parceria é que você não terá que ir sozinho, mas também, e mais importante, você não terá que pagar as mensalidades japonesas. Estas podem variar entre 7000 € e mais de 40 000 €.

Graças à parceria, você pagará apenas as taxas de inscrição no Brasil (de € 100 a € 500, dependendo do seu nível e da sua universidade).

Tenha certeza, se você não fala japonês perfeito, você ainda estará bem. Em muitas universidades, os cursos são apresentados em inglês. Por outro lado, você terá que ter um excelente nível de inglês (com uma boa pontuação no TOEFL ou no TOEIC).

Estude em uma universidade ou escola japonesa

Se você não faz parte de uma universidade ou escola com uma parceria com o Japão, ainda pode entrar na universidade japonesa que deseja. Claro que complica um pouco as coisas, mas não é inviável.

Todos os alunos que tiverem completado a etapa do Ensino Médio podem solicitar a admissão em instituições de Ensino Superior. Em quase todos os casos, o requisito para ingressar em uma instituição de ensino é ter completado ou ter atingido um nível de estudo equivalente a 12 ou mais anos do Ensino Fundamental e Médio.

A universidade no Japão é dividida em várias seções.:

  1. Undergraduate school: os cursos que ministram têm 4 anos de duração (6 anos para os cursos de Medicina, Odontologia e Veterinária). Ao concluir estes estudos recebe-se o diploma de bachelor degree.
  2. Graduate school: é dividido em Mestrado (2 anos) e cursos de Doutorado (5 anos). O Doutorado é formado por duas fases: a primeira (de 2 anos de duração, e equivalente a um mestrado) e a segunda (que dura 3 anos).
  3. Research student: são programas dedicados à pesquisa de um tema sob a supervisão de um professor. Neste caso não se obtém nenhum tipo de diploma oficial. Em alguns casos, serve como curso de preparação para a incorporação dos estudantes estrangeiros com bachelor’s degree aos estudos de graduação.
  4. Audit studentcredit-course student: alunos não oficiais que têm autorização para assistir às aulas. Os “Credit-course students” podem obter diplomas oficiais. Os estudantes dos programas de intercâmbio costumam pertencer a esta categoria.

Depois de ter escolhido a sua universidade, você precisa fazer o teste EJU (Examination for Japanese University Admission for International Students). Este teste permite que você avalie seu nível acadêmico, bem como seu nível na língua japonesa (compreensão escrita, expressão escrita, etc.). Duas vezes por ano, é realizado para estudantes que desejam seguir um curso de pelo menos um ano no Japão.

Você passará então por:

  • Um teste de japonês,
  • Um teste de ciências ou um teste de cultura japonesa (opcional),
  • Um teste de matemática.

Com este teste, você pode reivindicar a entrada em uma universidade japonesa afiliada a ele.

Onde começar a estudar no Japão? Você terá que passar por uma avaliação de conhecimentos antes de escolher uma universidade.

Antes de se inscrever, leve em conta os custos de formação, que podem ser extremamente mais altos do que no Brasil.

Você precisa contabilizar:

  • Taxas para inscrição na universidade (selecionadas ou não, você terá que pagar cerca de 150 €),
  • Os custos relacionados com a sua admissão na universidade (cerca de 2500 € para pagar apenas o primeiro ano),
  • A taxa de inscrição para validar a sua admissão (cerca de 5000 € por ano).

Algumas escolas particulares também aceitam estudantes estrangeiros (escola de animação japonesa, etc.). Estas podem ser ainda mais caras do que a universidade. Para descobrir como se inscrever, você deve entrar diretamente em contato com a escola de sua escolha, porque cada escola tem seus critérios de admissão.

Antes de viajar, que tal aprender a falar japonês com de aulas de japonês online?

Ir ao Japão para aprender japonês

Outra solução está disponível para você, que tem vontade estudar no Japão mas tem medo de não ter o nível suficiente de japonês para estudar corretamente.

As escolas de idioma permitem que os estudantes estrangeiros se preparem por um ano antes de iniciar os estudos universitários no país. Esses programas são programas pré-universitários. De seis meses a um ano, você pode aprender todos os fundamentos do japonês e progredir muito rapidamente antes de iniciar sua formação ideal.

A escolha de ir para uma escola de idiomas no Japão é uma ótima maneira de avaliar se a vida japonesa é ideal para você, e escolher a universidade na qual você deseja ingressar.

Você pode pedir ajuda de seus professores para fazer as escolhas certas e não errar no processo.

O que estudar no Japão? Aprender o idioma é importante para se inserir no universo japonês.

Bolsas de estudo para estudar no Japão

Antes de desistir do seu sonho por conta dos valores, dê uma olhada nas bolsas disponíveis para estudar no Japão.

Bolsa MEXT

O Governo Japonês através do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT) oferece seis tipos de bolsas de estudo para brasileiros em universidades japonesas. Confira as modalidades possíveis:

As inscrições para as bolsas de Pesquisa, Graduação, Escola Técnica e Cursos Profissionalizantes ocorrem anualmente entre os meses de abril e junho, e as de Treinamento de Professores e Cultura e Língua Japonesa, no mês de janeiro e fevereiro.

Todos os procedimentos de solicitação de Bolsas de Estudo do Governo Japonês (Monbukagakusho: MEXT) são realizados pelas embaixadas e consulados japoneses no seu país ou por instituições de ensino superior no Japão.

Programas da Fundação Japão

Vinculada ao Ministério das Relações Exteriores do Japão, a Fundação Japão oferece programas, contemplando projetos na área de Intercâmbio Artístico e Cultural; Ensino de Língua Japonesa e Estudos Japoneses e Intercâmbio Intelectual. O prazo de inscrição, realizada em inglês ou japonês, varia entre novembro/dezembro, anualmente.

Programa JET

O JET Programme é um programa do governo japonês que visa a promover o enriquecimento do intercâmbio cultural, o ensino de línguas estrangeiras e a mútua compreensão entre as nações.

Os aprovados na seleção JET serão contratados como funcionários públicos especiais em repartições públicas regionais e atuarão como CIRs (Coordenadores de Relações Internacionais) no Japão.  A principal função dos Jetistas consiste em divulgar a cultura brasileira através de palestras e aulas de língua portuguesa ou organizando eventos e servindo como tradutor e intérprete.

Lembre-se: para estudar no Japão, você precisa solicitar um visto junto ao Consulado do Japão em sua cidade e região.

Outros passos para ser um estudante no Japão

Alojamento

A universidade japonesa que acolhe o estudante normalmente oferece acomodação estudantil perto do seu local de estudo. Essas acomodações são reservadas principalmente para estudantes vindos do exterior para facilitar sua chegada ao país. Custam cerca de 350 € por mês.

Você pode, no entanto, decidir morar fora do campus, mas isso geralmente sai mais caro. Por outro lado, dividir o apartamento com alguém ou ficar em casa de família podem ser excelentes alternativas.

Previdência social

Para se beneficiar da previdência social japonesa, você terá que pedir sua inscrição (um cartão) na prefeitura logo que chegar. Este cartão cobre 70% dos cuidados médicos e não é muito caro para os estudantes.

E então, está pronto para começar sua vida estudantil no Japão?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar