Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Relação dos números e os exercícios físicos

De Carolina, publicado dia 15/11/2017 Blog > Apoio Escolar > Matemática > A importância da matemática no esporte

A matemática está em toda parte. No mundo que nos rodeia, nas nossas atividades diárias e, claro, nos esportes… Nessa área, ela se tornou um suporte essencial e ganha cada vez mais importância.

Melhor desempenho, novas tecnologias, revoluções técnicas… Mesmo o esporte amador não é exceção. O tema dos exercícios físicos e do desempenho é tratado de diferentes maneiras pelos matemáticos.

A prática esportiva, bem como a proeza dos atletas de alto nível, despertam um entusiasmo geral.

Vamos descobrir juntos, mais precisamente, como a prática da matemática afeta hoje o esporte.

O culto dos recordes

Se, a partir do nascimento, as crianças descobrem números e formas geométricas desde bebês, os adultos usam matemática de várias maneiras! Nos esportes, por exemplo!

Alguns atletas são simplesmente inacreditáveis. Eles têm tanto talento que suas performances parecem impossíveis serem realizadas.

Como usar os cálculos em esportes para quebrar recordes? Aplicação matemática para melhorar o desempenho dos atletas – Crédito: Steven Lelham

Como não conhecer Usain Bolt, por exemplo, o velocista jamaicano e suas performances incríveis nos 100m?

Imbatível, ele voa sobre as corridas e se suspende a si mesmo antes de cruzar a linha de chegada! Ah, sim, um pouco de detalhe extra: ele corre os 100 m em 9,58 segundos (em 16 de agosto de 2009, no Campeonato Mundial de Atletismo de Berlim).

Javier Sotomayor detém o salto recorde desde 1993. Ninguém conseguiu passar a barra de 2,45 m até agora.

Renaud Lavillenie conseguiu a façanha de quebrar o recorde mundial de salto com vara de Sergei Bubka há 21 anos. Em 2014, ele cruzou 6.16 metros. Só a título de curiosidade, ele quebrou o registro do ucraniano… Na Ucrânia!

O holandês William Trubridge domina o mergulho de apneia. Já é 15ª vezes que ele bate seu próprio recorde mundial! Ele desceu 122 metros em março de 2016, enquanto prende a respiração por 4,22 minutos…

A lista ainda é longa… Todos os recordes, tão incríveis como quem os bate, suscita admiração… E interrogação.

Na verdade, quem nunca se perguntou:

  1. “Como é possível que esses atletas sempre conseguem quebrar os recordes?”
  2. “Existe um limite físico para o desempenho do corpo humano? “

A matemática (muito importante no cotidiano) serve para alguma coisa? Essas são algumas pistas para essa pergunta…

Um estudo de setembro de 2012 demonstra, a esse respeito, que as classificações são regidas por uma lei matemática: é a lei do potência. É a ligação entre duas quantidades: a freqüência de um evento e seu tamanho.

Tecnologia a serviço do esporte

Você se lembra em 2009 do campeonato mundial de natação em Roma?

Os recordes foram batidos um após o outro e todos os jornalistas tentaram explicar esse fenômeno. No total, 43 recordes foram batidos em alguns dias!

Os trajes dos nadadores, feitos de poliuretano, não são mera coincidência. As performances de natação estão sujeitas ao princípio do movimento de corpos submersos, bem conhecido em física e, portanto, são cálculos matemáticos. Forças verticais e horizontais são exercidas, e em particular o princípio de Arquimedes.

Aprenda as estatísticas melhore seu jogo Não é somente para suas apostas que a matemática serve no esporte – Crédito: Emile-Victor Portenart

A explicação?

O desenvolvimento de equipamentos esportivos passa pela ciência. E esses trajes melhoraram os tempos dos nadadores tanto que foram posteriormente banidos.

No ciclismo também, a melhoria técnica das bicicletas desempenha um papel importante nas performances. Materiais mais leves, mas também aerodinâmicos projetados para uma melhor penetração no ar…

Você quer um exemplo concreto? Basta olhar para o design dos capacetes de ciclistas de alta velocidade na pista!

Matemática para melhorar as habilidades técnicas dos atletas

Se a matemática pode ajudar a gerenciar seu dinheiro… ela também pode ajudá-lo com o esporte!

Os atletas não só vão às grandes competições acompanhados somente por seu treinador, seu fisioterapeuta ou seu nutricionista.

Esse tempo acabou, pelo menos para os verdadeiros profissionais.

Alguns, como os australianos e os neozelandeses nas Olimpíadas de 2016, integram verdadeiros matemáticos em sua equipe!

O seu papel é coletar dados, levar em consideração o contexto ou fazer estatísticas para otimizar a técnica do atleta de acordo com todos os parâmetros disponíveis.

O objetivo é, então, determinado: visar à perfeição na disciplina e otimizar a maneira de abordar uma prova esportiva.

Não admira hoje ver o esporte associado a conceitos matemáticos como álgebra, geometria, tabuadas de multiplicação, aritmética, número inteiro, números relativos…

Calcule a trajetória ideal de uma corrida

As equações matemáticas são uma base científica que se tornou essencial em todos os esportes de alto nível. Eles servem como uma base de trabalho para atletas que melhoram constantemente sua técnica para obter melhores resultados.

Pratique exercícios físicos com cálculos Todos os esportes podem melhorar sua performance graças à matemática – Crédito: Riley McCullough

Com essa proposta, Amandine Aftalion, diretora de pesquisa do CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique – Centro Nacional de Pesquisa Cientìfica – França), desenvolveu um modelo que permite determinar como abordar uma corrida de maneira otimizada de acordo com diferentes parâmetros. Ela leva em consideração:

  • a distância
  • capacidade pulmonar
  • consumo de energia
  • a força propulsora máxima,
  • e até mesmo o esfregar do corpo em ação.

Uma ferramenta de seleção

A Grã-Bretanha é um dos países que mais utiliza a ciência para melhorar o desempenho dos seus melhores atletas.

Os matemáticos desenvolveram um modelo matemático para determinar quais atletas têm o maior potencial para melhorar seu desempenho.

Prático para seleções!

Eles podem “prever o número de medalhas” e apostar nos atletas cujas chances de ganhar são mais altas.

Uma técnica que parece funcionar desde que a Grã-Bretanha ficou em segundo lugar no ranking do número de medalhas de ouro, depois dos Estados Unidos e na frente da China, nos últimos Jogos Olímpicos.

Estatísticas para preparar torneios de futebol

As aulas de matemática do ensino médio não o preparam necessariamente para isso, mas essas noções ainda são muito interessantes para os diversos bolões, não é?

A análise matemática também é levada em consideração por alguns treinadores de futebol e especialmente durante a preparação de um grande evento esportivo.

A análise dos desempenhos das equipes e o desenvolvimento de modelos matemáticos possibilitam fazer escolhas estratégicas baseadas em lógica e cada vez menos no “instinto do treinador”…

Uma tarefa complexa, mas que pode fazer a diferença.

Coleta de dados em tempo real

A matemática ajuda a manter suas finanças atualizadas. Mas isso está longe de ser o único uso que os adultos fazem de números e fórmulas!

A matemática também possibilita, através da coleta de uma grande quantidade de dados, produzir estatísticas precisas sobre os atletas com o objetivo de progredir. E se suas aula de matematica o levou para o caminho profissional das exatas?

A compreensão e interpretação desses elementos concretos visam melhorar os treinamentos e desenvolver um processo de trabalho específico e direcionado. Um grande desafio quando sabemos que os atletas geralmente são desclassificados por causa de uma fração de segundo…

Esse método comprovado tornou-se indispensável porque permite confiar em conceitos científicos para destacar eixos de progresso. Quando o problema é detectado, é mais fácil de resolver.

Os pesquisadores estão estudando cientificamente a influência da matemática nos exercícios físicos – Crédito: Alexander Redl

Hoje, as tecnologias tornam possível ter uma grande variedade de dados em tempo real. Os sensores usados ​​pelos atletas sobre eles transmitem informações instantaneamente, processadas por software de análise de desempenho.

Existem camisetas, raquetes de neve ou capacetes inteligentes que incorporam esses sensores.

Dependendo do esporte, as necessidades são estudadas caso a caso. Por exemplo, um capacete de rugby especial também analisa a violência dos golpes para indicar o risco de lesões na cabeça.

É uma tecnologia preciosa.

O treinador pode contar com essas ferramentas inovadoras que são um recurso notável para alcançar o objetivo final. Ele pode ver em tempo real o estado de fadiga de seus jogadores durante um jogo de futebol, por exemplo. Esses dados podem ser decisivos quando se tem que fazer mudanças no meio do jogo ou adaptar suas estratégias rapidamente.

Objetos conectados para esportistas amadores

Na matemática do maternal, você ainda não aprendeu como calcular uma porcentagem ou resolver uma equação, certo?

Mas não se preocupe. Se você não sabe esses cálculos até hoje e é um esportista amador, ainda há esperanças! Os objetos conectados lhe fornecerão muitas informações estatísticas:

  • freqüência cardíaca
  • velocidade média
  • distância percorrida
  • calorias queimadas…

Você pode facilmente comparar seus treinos de forma mais eficaz e adquirir bons reflexos. Uma ferramenta muito prática para quantificar os progressos realizados e olhar o esporte de uma outra maneira.

Com seu lado brincalhão, aplicações e outros relógios, pulseiras ou bandas conectadas, às vezes, passam por coisas de geek.

No entanto, esses acessórios de alta tecnologia permitem considerar o esporte de forma diferente. Ao comparar a evolução de seus resultados, ganhamos motivação, estabelecemos metas progressivas e, finalmente, dominamos nossos treinamentos. Aprender um novo esporte torna-se mais acessível dessa forma.

O boom do Fantasy Leagues

O menos atlético provavelmente optará pelo esporte virtual como o Fantasy Leagues. Os fãs de esportes coletivos encontram sua felicidade nessas ligas de esportes virtuais.

A fórmula é simples: o jogador treina sua equipe, evolui em um campeonato online interativo. Ele tem um orçamento (calcule bem o seu com a ajuda da matemática!), compõe sua equipe, joga jogos e ganha pontos com base nos resultados.

Como aprender a gerenciar uma equipe?

Com a Fantasy League, o jogador aprende a dominar tudo. Ele consulta as estatísticas para tomar as decisões certas, tentando não negligenciar nenhum fator enquanto se diverte!

Possui a capacidade de determinar a probabilidade de um jogador evoluir, negociar transferências… Como em verdadeiros clubes de futebol, rugby ou qualquer outro esporte.

De acordo com a Fantasy Sports Trade Association (FSTA), em 2013, 33,5 milhões de americanos jogaram essas ligas. É um fenômeno social real.

A matemática, portanto, realmente investiu no campo do esporte em todos os níveis. Os pesquisadores estão cada vez mais focados na resolução de questões relacionadas ao esporte (assim como seus curso de matematica basica).

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 3 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar