Fazer as pessoas dançarem é uma boa razão para escolher o baixo como instrumento.

Flea, o baixista do Red Hot Chili Peppers tem feito os fãs dançarem e muito como baixista do grupo. Inspirador, não? Aprender o baixo é mergulhar em um universo musical por si só. Ainda que o seu sonho não seja se tornar um profissional do baixo, aprender a tocar a esse instrumento será bem maneiro e divertido.

Afinal de contas ser baixista tem lá o seu charme né?  Você não quer concorrência ao entrar em uma banda? Quer aprender um instrumento que se destaca dos outros em meio a uma música? E ainda com sonoridade atraente e mais do que exclusiva? Opte por um Contra Baixo.

Os “Baixistas nato” é uma espécie quase em extinção, principalmente em relação a violonistas e outros músicos. Afinal uma boa parte dos baixistas foi um dia guitarrista, que por falta de baixistas ou excesso de concorrentes na guitarra, pulou para o lado mais “grave” da força.

A seguir, conheça dez razões para você escolher o Baixo como instrumento musical!

Quer fazer uma aula de violão em São Paulo?

Baixo é mais fácil do que guitarra

Tá, essa pode não ser a razão mais louvável, mas fato é que o baixo é bem mais descomplicado do que a guitarra. Se você apenas quer tocar um instrumento de corda por hobby, se deixe apaixonar pelo charme e pela quase facilidade do baixo!

O violão, a guitarra elétrica ou a guitarra folk têm seis cordas, enquanto o baixo standard tem apenas quatro. O baixo é essencial para qualquer grupo de música que se preze. Tem um som mais grave e pode soar uma oitava abaixo do violão.

Saiba tudo sobre o baixo e contrabaixo
Saia da mesmice: aprenda a tocar contrabaixo

O ajuste é bem simples: as cordas graves são arranjadas equidistantes umas das outras e são sintonizadas em quadras (quatro notas de distância entre cada corda). O instrumento é perfeitamente simétrico.

É muito mais fácil dedilhar e encontrar intervalos. A técnica é mais fácil de adquirir do que na guitarra clássica. Mas você tem que aprender a tocar o metrônomo para desenvolver seu ouvido e seu ritmo.

Veja aqui como escolher o seu primeiro baixo.

Pensando em fazer aula de violão para iniciantes?

Pedro
Pedro
Profe de Violão
5.00 5.00 (29) R$80/h
1a aula grátis!
Henrique
Henrique
Profe de Violão
5.00 5.00 (43) R$50/h
1a aula grátis!
Fernando
Fernando
Profe de Violão
5.00 5.00 (45) R$120/h
1a aula grátis!
Vinícius
Vinícius
Profe de Violão
5.00 5.00 (25) R$60/h
1a aula grátis!
Matheus
Matheus
Profe de Violão
5.00 5.00 (10) R$80/h
1a aula grátis!
Daniel
Daniel
Profe de Violão
5.00 5.00 (6) R$90/h
1a aula grátis!
Jessica
Jessica
Profe de Violão
5.00 5.00 (15) R$65/h
1a aula grátis!
Celso
Celso
Profe de Violão
5.00 5.00 (4) R$120/h
1a aula grátis!

O ritmo do baixo é sensacional

No blues rock, jazz cigano, bossa nova ou qualquer música R'n'B, você ouvirá o baixo.

A maior parte do aprendizado do baixo está no ritmo e não no aspecto melódico como o violão. Não há necessidade de aprender a escala maior, a escala pentatônica, os acordes básicos, os acordes cruzados e todas as outras escalas de guitarra.

Um baixista se concentra no ritmo. Se você não tem senso de ritmo, isso pode ser aprendido, mas você terá que trabalhar mais, então o baixo parecerá um instrumento complicado.

Por outro lado, é possível ter sucesso em tocar um ritmo de baixo, mesmo que mal, em dois ou três dias, já saber tocar as notas de uma peça na guitarra leva muito mais tempo.

O baixo também é mais fácil de dominar que a bateria. Não há necessidade de dividir seu cérebro ao meio para obter uma super independência de cada braço e perna. No baixo, você só tocará com a mão esquerda e a mão direita.

Conheça dez dos melhores baixistas de todos os tempos!

Menos espaçoso do que uma bateria

A bateria é sim um instrumento maneiro, mas é toma um espaço enorme!

Aprenda baixo sozinho
Ao contrário da espaçosa bateria, o baixo é um instrumento bem mais compacto e simples...

Além disso, você claramente não quer passar horas na sala de musculação para poder carregar os muitos (e pesados) instrumentos da bateria. Sabendo que depois de transportar o bumbo, os pratos , a caixa, etc , você ainda tem que montar o instrumento ...

Enquanto o baterista deve estar adiantado, o baixista pode aparecer no último momento do ensaio ou concerto. Você só tem que ligar o seu jack ao seu amplificador de guitarra baixo, pegar seu mediador e você tá pronto pra fazer seu som!

Veja ainda como se equipar para se tornar um baixista profissional!

O baixo não é tão barulhento

Francamente se você em um apartamento e não tem uma boa isolação, o baixo é seu melhor aliado! Ao contrário da bateria que faz um barulho de doido, o baixo é bem menos estourado.

Como é elétrico, você pode tocar diretamente conectando o fone de ouvido ao seu baixo. Nenhum som sai, exceto por um leve som metálico das cordas. Tocar baixo ao invés de tocar bateria ajuda a  manter relações cordiais com seus vizinhos e sua família.

Para a galera que tem dedões...

O violão tem seis cordas tão inevitavelmente, suas cordas são muito próximas umas das outras. O baixo tem apenas quatro cordas, então se você tem dedos grandes você pode posicionar seus dedos com mais facilidade no baixo!!

Para realizar as técnicas do jogo do baixo, é melhor ter força nos dedos:

  • O slap consiste em bater nas cordas do baixo com o polegar,
  • O tapping consiste em bater na corda com as pontas dos dedos da mão direita.

Ter dedos grandes pode ser um incômodo quando se toca violão, mas certamente é uma boa coisa para tocar baixo!

O  baixo faz toda a diferença em um grupo de música

O baixo vibra na barriga do público! Se um guitarrista pode se dar ao luxo de tocar uma nota errada, um baixista que cometa um erro pode criar um verdadeiro desequilíbrio.

se tornar um baixista profissional
Seja indispensável: seja o cara do baixo!

Toda a harmonia da peça desmorona e o público e os músicos percebem que houve um deslize...oups. O baixista cria a ligação entre os harmônicos (acordes), determinando o ritmo e o estilo musical da peça.

Mas na maioria das músicas, os acordes mudam conforme a música progride. O baixista terá que harmonizar a composição enquanto mantém o ritmo. Seu papel é impulsionar a música ao longo da peça.

Ele cria uma espécie de tapete harmônico para outros músicos. Mas sua principal função é manter um ritmo constante e manter a batida.

É por isso que o baterista é o melhor amigo do baixista: eles trabalham juntos para dar ritmo e pulsação à música.

Leia nossas dicas para evoluir cada vez mais no seu aprendizado de baixo.

Tocar baixo é bastante original

Olhe ao seu redor: quantas pessoas ao seu redor tocam violão ou bateria? Agora me diz quantas pessoas você conhecem que sabem tocar baixo?

Enquanto baixista você terá mais chances de encontrar uma banda ou um grupo já que existe bem menos concorrência. Quer ver, vá dar um passeio em uma escola de música ou loja de música. Muitas vezes há anúncios classificados de bandas à procura de músicos baixistas muito mais do que guitarristas ou violonistas... 

Procurando por uma aula de violão de qualidade?

O baixo ajuda a trabalhar o ouvido musical

Um guitarrista muitas vezes tem dificuldade em adquirir ritmo. Ele leva esse aspecto para o segundo plano enquanto a música consiste em 50% do ritmo e 50% das notas.

O baixista tem (quase) somente que pensar  e se concentrar no ritmo. Ele terá que trabalhar seu ouvido musical para progredir rapidamente no seu aprendizado de baixo.

Fique famoso como baixista
Aprender a tocar baixo faz de você um expert em ritmos e sonoridade...

Mas assimilar o ritmo não é feito da mesma maneira como se aprende as notas. Será necessário escutar atentamente as composições de guitarra, baixo e bateria para se tornar mestre na arte de decifrar o ritmo.

Com o tempo e com a prática você será capaz de reconhecer a batida de cada músico somente através do ritmo que eles põe na batida. Uma música do Led Zeppelin não será tocada ritmicamente da mesma forma que a de Clapton.

Aprenda todas as nuances do baixo para se tornar um baixista melhor!

Um instrumento polivalente

Mesmo que o baixo seja mais fácil de aprender do que o violão e a bateria, isso não significa que ele não deixe espaço para a criatividade. Existem muitas técnicas para aprender em aulas de guitarra baixo ou mesmo como autodidata:

  • o slap
  • o tapping
  • a batida independente
  • a batida com as unhas
  • batida para baixo e para cima
  • alternar entte acordes
  • voltar ao ritmo rapidamente quando se comete um erro

No baixo você tem toda a liberdade para desenvolver o seu estilo próprio, criar improvisação, descobrir novos ritmos. Aprender a tocar baixo pode ser muito versátil e te manter sempre ocupado enquanto você aprende a dominar a batida como ninguém mais.

Fique famoso!

Acho que já deu para perceber que não é todos os dias que nasce um baixista né? Realmente, comparado a outros músicos como bateristas, violinistas, guitarristas, o baixista ainda é um ser raro.

Se, de um lado, é uma pena para a música que os baixistas não sejam muito numerosos. De outro lado, esse dado é muito bom para aqueles que querem começar a tocar baixo e a se dedicar ao aprendizado desse super instrumento.

Ao se dedicar com força e vontade ao aprendizado das diferentes técnicas do baixo e contrabaixo, você tem grandes chances de se tornar um baixista profissional e de sucesso.

Talvez esse nem seja o seu sonho inicialmente mas é bom sempre se dedicar bastante a tudo que fazemos né? E deixara  coisas fluir com naturalidade. Quando você menos esperar, será o baixista estrela de uma banda por aí...

 

Precisando de um professor de Violão ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5, 1 votes
Loading...

Joseane

Apaixonada por Línguas e Culturas, sou uma viajante assídua que acredita que viajar é a melhor forma de aprender.