Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Baixista debutante: por qual instrumento optar?

De Joseane, publicado dia 05/11/2019 Blog > Música > Violão > Como escolher o seu primeiro Baixo

Você é um apaixonado pela profissão de baixista e deseja ser o novo Paul McCartney da vez, aprenda a escolher o seu baixo para mandar bem no seu próximo ensaio!

Que você faça parte de um grupo de música ou que você seja um baixista solo amador, a regra de ouro para realizar um bom som no baixo é, antes de tudo, escolher sabiamente o seu instrumento. Não importa o estilo de música que você preferir, seu baixo deve permitir que você encadeie acordes básicos facilmente seguindo o bumbo e a caixa na composição de uma bateria.

Quando da escolha do seu baixo, sobretudo se você ainda é um aprendiz, estipule um o quanto você quer gastar. Dessa forma, é mais fácil escolher entre os diversos modelos na faixa de preço que estará de acordo com o seu budget. Aqui é importante entender que dependendo da faixa, o leque de opções pode ser maior.

Não hesite em ir até uma loja de instrumento musical para testar os modelos que você selecionou.  Procure por lojas ou até amigos para fazer o test drive de alguns baixos. Por vídeos é possível perceber o feeling do baixo mas o ideal mesmo é fazer um teste diretamente com o instrumento. Uma boa é procurar também sons do baixo gravados diretos na placa de som.

Isso dito, continue lendo e aprenda algumas regras básicas que você deve seguir quando da escolha do seu primeiro baixo.

Quer fazer uma aula de violão em São Paulo?

Devo escolher um baixo de quantas cordas?

Antes de escolher o seu primeiro baixo, a pergunta que você deve se fazer é: qual é o meu som? Obviamente, se você está se dedicando a profissão de baixista ou se você toca baixo como um hobby, você certamente quer comprar um baixo pois gostaria de tocar aquele som que você tanto curte, certo?

Compor um baixo Quando se trata de baixo, o menos é mais. Então, para um iniciante, um baixo de 4 cordas já está de bom tamanho!

Então que tal começar por aqui: tenha em mente o tipo de música que você quer tocar. Dessa forma, sua busca é mais fácil ao restringir à modelos de baixo para Rock, por exemplo, porque você já cria um fator limitante. Atenção: não estamos dizendo que existam apenas baixos para Rock, baixos para Heavy Metal, baixo para MPB, etc – não é bem assim!

A verdade é que alguns baixos têm características únicas que servem melhor para tocar rock do que MPB. Baixos para pagode e samba são normalmente de 5 cordas ou até 6 cordas, por exemplo. Entendeu?

Como você já deve saber, o modelo mais tradicional de um baixo possui 4 cordas. Um baixo de 4 cordas é sintonizado de acordo com o esquema a seguir:

  • 1ª corda: é a mais aguda das cordas e recebe o nome de SOL (G).
  • 2ª corda: recebe o nome de RÉ (D).
  • 3ª corda: recebe o nome de LÁ (A).
  • 4ª corda: é a mais grave e recebe o nome de MI (E).

O baixo standard de 4 cordas é o modelo ideal para começar, mesmo se você quiser ir para um estilo rock ou metal. Um baixo de 4 cordas tem um braço mais estreito e mais fino que um baixo de cinco ou seis cordas. Para começar a praticar e se acostumar com o instrumento, é melhor começar com um modelo clássico de 4 cordas pois são mais confortáveis para o aprendizado.

No entanto, se você já tem alguma experiência e quer mesmo é se aperfeiçoar no seu estilo musical preferido, escola seu baixo de acordo com o som que você vai realizar. A saber que um baixo para metal e rock um baixo de 5 ou 6 cordas é uma escolha mais apropriada já que esse modelo emite um som mais grave!

Quer ficar ainda mais inteirado sobre a profissão de baixista? Dá uma olhada nesse artigo aqui.

Composição de um baixo: escolha do meu primeiro instrumento

Pensando em fazer aula de violão para iniciantes?

O baixo é composto por duas partes de madeira: o braço e o corpo. O corpo do baixo, como o de uma guitarra elétrica, um violão clássico ou uma guitarra popular, é formado por dois ou três pedaços de madeira.

Como o baixista deve escolher o baixo? Saber escolher o seu baixo é muito importante na hora de realizar o seu som!

As principais partes de um baixo, são:

  1. Tarraxa –  Responsável pela afinação do instrumento, merece cuidados especiais quanto à manutenção e conservação.
  2. Casa – é a distância entre dois trastes consecutivos.
  3. Traste – é um objeto de ferro que, quando a corda é pressiona sobre ele, serve para mudar o comprimento da corda e conseqüentemente as alturas dos sons.
  4. Captador – aparelho que serve para capta os sons de instrumento e amplifica-lo. Têm a função de transformar a vibração das cordas em som. Através de indução magnética, o som é captado e transmitido para a saída. Entre os vários modelos de captadores, os tipos mais comum são o Jazz, Precision e Piezo.
  5. Potenciômetros – serve para ajustar questões referentes ao timbre e intensidade.
  6. Ponte – é onde se prende as cordas. É uma peça muito importante do contrabaixo. Embora pareça que seja apenas um apoio para as cordas, é a ponte que faz a transferência das vibrações das cordas para a madeira do corpo. Além disso, é na ponte que se faz o ajuste do tamanho de cordas, pois cada nota exige um tamanho certo. Em alguns contrabaixos, as cordas não são presas na ponte, mas sim diretamente no corpo, visando um melhor aproveitamento dos graves.
  7. Corpo – Principal responsável pelo timbre do instrumento. Assim como no violão existe a caixa acústica, o corpo do contra baixo é quem vibra, dando sustentação e grave necessário ao baixo. É no corpo que se fixam as cordas, o braço e a parte elétrica. O peso do corpo influi também no equilíbrio do baixo e no conforto para o instrumentista.
  8. Mão ou Paleta – Além de servir para fixação das tarrachas, tem muita influência no equilíbrio do instrumento. Experimente tocar num baixo com paleta e num sem ( como Factor, Steinberg ) e sinta a diferença!
  9. Braço – Parte fundamental do instrumento, deve ser firme o suficiente e de madeira estável (ou seja, com a variação do tempo ela não empena facilmente). Requer cuidados quanto ao uso do tensor, que é interno ao braço. Sempre que se trocar as cordas, checar se a curvatura do braço é aceitável, e se necessário, atuar suavemente no tensor.

Agora que você já está íntimo do seu baixo, veja como escolher a marca de baixo que te convém melhor de acordo com o seu orçamento e o som que você quer realizar.

Veja ainda como se equipar para se tornar um baixista profissional!

Procurando por uma aula de violão de qualidade?

Melhor marca de baixo para iniciantes

Verdade seja dita, a melhor marca de baixo é aquela pela qual você pode pagar por ela! Agora digamos que o orçamento não é um problema para você, aqui vai algumas dicas para escolher a marca do seu primeiro baixo:

Dicas para comprar um contrabaixo A escolha da marca do seu baixo deve respeitar o seu orçamento e o seu estilo!

Como já alertamos, tenha em mente o tipo de som que você pretende tirar do baixo. Por exemplo, um som mais vintage (antigão, tipo rock dos anos 70), nestes casos os modelos Jazz Bass são os mais indicados. E acredite existem baixos Jazz Bass de qualidade com preços bem atraentes.

Um exemplo legal são os Jazz Bass da Eagle , simplesmente um dos melhores modelos do mercado, nesta faixa de preço. Ele possui recursos e sonoridade encontrados apenas nos Contra Baixos Jazz Bass da Fender

Contra Baixo Standard BX12 CONDOR

Este é um Baixo que possui recursos de alta qualidade por um preço bem acessível. Além de esbanjar beleza, este contra baixo vai surpreender você com sua qualidade sonora. O BX12 Condor conta com uma captação passiva Condor (P+J), que proporciona graves profundos e médios quentes. Além de um controle de volume, o BX12 Condor oferece knobs de Agudo e Grave, o que dará a você mais controle sobre o timbre do seu contra baixo. Um ótima opção de custo x benefício.

Leia nossas dicas para evoluir cada vez mais no seu aprendizado de baixo.

Qual a diferença entre baixo passivo e baixo ativo?

É a eletrônica que entra em jogo na escolha entre o baixo ativo ou o baixo passivo. Os captadores absorvem o som quando uma corda vibra.

Comprar um contrabaixo Defina o seu estilo e então escolha entre um baixo de captação ativa ou passiva!

Para começar, lembre-se: baixo ativo não é melhor que baixo passivo, e vice-versa. É apenas uma questão de estilo e gosto.

Um baixo ativo tem um pré-amplificador alimentado por uma bateria. É mais fácil controlar o som e equalizá-lo. O nível de saída do som também é maior, desde que a bateria esteja totalmente carregada. A captação ativa é ideal para quem curte slap e tendem a ter bem menos ruídos. A captação ativa é boa pois lhe dá mais controle no tom do baixo, pois há um pré-amp lá dentro.

Um baixo passivo não tem pré-amplificação. Não requer energia. É simplesmente possível modular o nível de som ou o tom. Foram as primeiras captações usadas em baixos. Ao ouvir Beatles você ouve um baixo passivo do Sir Paul McCartney lá. A captação passiva utiliza imãs maiores para captar o som e mandar para fora do baixo. Isso resulta em um som mais aveludado e natural à madeira. O timbre é menor e os slaps ficam fracos no baixo passivo.

Como dissemos, questão de gosto e estilo!

Está procurando um professor de baixo ou contra baixo? Aqui no Superprof você pode encontrar o seu professor particular de música e baixo.

Equipamentos para tocar seu baixo

Não dá para aprender a tocar baixo sem primeiro adquirir o instrumento em si, não é mesmo? A primeira coisa a pensar quando quer-se dedicar a aulas de música é escolher o seu instrumento, no caso do baixista é preciso escolher o seu baixo.

Equipamentos de um baixista Assim como o baixo, o amplificador de som é um elemento essencial para um baixista.

Uma vez que você tenha o seu baixo, será necessário se equipar para conseguir emitir o seu som, seja durante os ensaios ou durante uma apresentação.

Veja alguns dos equipamentos necessários para um baixista:

O amplificador de baixo

Para fazer uma performance em baixo é necessário investir em um amplificador de som.

Amplificador para baixo O amplificador, como o nome sugere, serve para amplificar o som, para que o público escute o seu instrumento.

Para as suas aulas e ensaios, não precisa fazer um alto investimento financeiro em um amplificador de som. Um amplificador simples já ser[a o suficiente. No entanto, para uma apresentação ao vivo e com uma banda será necessário investir em um bom sistema de amplificação, que pode ser caixa e cabeçote ou o formato combo (caixa e cabeçote embutidos); com potência suficiente para ser ouvido quando tocar com outros instrumentos (por exemplo, em uma banda de rock você precisará de pelo menos 280watts).

Os falantes precisam ter qualidade que aguente a pressão sonora dos graves sem distorcer o som. Confira se o cabeçote tem um equalizador embutido, para ajudar a timbrar o baixo, e uma saída direct out para mandar o sinal do baixo para a mesa de som em shows ao vivo.

Se o amplificador não possuir uma saída direct out, haverá a necessidade de um pedal de direct box pra mandar o sinal para mesa;

Aqui estão três amplificadores que podem servir para começar:

  • Impact Bass CB100 – Borne
  • Bx-100 – Master Audio
  • Sound Maker Black Bass 30 – R$ 480 (30W)
  • Nca Vt 30 – R$ 368 (30W)
  • Groovin B35 – R$ 290 (35W)
  • Voxstorm Topbass 85 – R$ 360 (40W)
  • Meteoro Thor Cb30 – R$ 400 (30W)
  • Le Fender Rumble V3 15 watts.

Se você é um amador e que gosta de tocar apenas para você, você também pode investir em um amplificador especial no formato de fone de ouvido. Este é um pequeno amplificador do tamanho de uma caixa Tic Tac que se conecta diretamente ao seu baixo e ao qual você pode conectar um fone de ouvido. A Vox tem uns modelos bem em conta.

Equipamento de baixista: o afinador

As cordas do baixo são afinadas como as primeiras quatro cordas de um violão clássico: Mi La Ré Sol (ou E A D G).  Mesmo que alguns baixos tenham cinco ou seis cordas, é melhor começar com o modelo standard, o contrabaixo de quatro cordas.

Afinador digital para baixo Os aplicativos não substituem um bom afinador de som, mas dá para quebrar o galho…

Um baixo deve ser afinado regularmente, especialmente se você o transporta para sua aula de música, ensaio ou show. A menor alteração na umidade ou temperatura faz com que a afinação do seu instrumento se modifique.

Se o seu baixo estiver mal sintonizado em meio tom, ele vai emitir um som ruim, e você não poderá tocar com outros músicos (em uma banda de rock, por exemplo). Além disso, é essencial ajustar o seu instrumento na frequência correta: 440 Hz.

Mas tenha certeza de que você não precisa ter aulas de teoria musical para saber como afinar seu baixo.

A menos que você seja um músico experiente, é melhor usar um afinador digital (a maioria funciona com bateria 9v ou fonte) e não apenas o ouvido, para afinar o instrumento.

Muito poucos afinadores são dedicados apenas ao baixo, mas se você tiver que escolher um, experimente o Korg Headtune Bass HTG1. É um afinador por vibração, de baixo custo e super fácil de ser utilizado.

Se você não quer investir imediatamente em um afinador, saiba que alguns sites e aplicativos de smartphone te ajudama  sintonizar o seu baixo!

Leia nossas dicas para evoluir cada vez mais no seu aprendizado de baixo.

O cabo jack para tocar o baixo

O cabo jack é a conexão de 6,35 mm que conecta seu amplificador ao baixo. Este é o mesmo princípio de quando você conecta seus fones de ouvido ao seu computador ou telefone.

Cabo jack para baixo O cabo também interfere na qualidade do som, invista em um bom!

Pode ser reto ou inclinado de um lado e reto do outro para melhorar o seu conforto, especialmente se você tocar sentado. O cabo pode ser mono ou estéreo. Se for monofônico, não fará a diferença entre um som vindo da esquerda e um som vindo da direita. Em estéreo, fará esta distinção, permitindo uma espacialização do som. Se for útil para os auscultadores, não tem qualquer interesse particular para o seu baixo que emite apenas em monofonia.

Para escolher o cabo que te convém será necessário levar em consideração diferentes aspectos (e seu orçamento):

  • Blindado, é menos sensível a ondas,
  • Ondulado, ocupa menos espaço para ser transportado,
  • Um conector dourado garante melhor transmissão de frequências extremas. O investimento é mais importante e só é necessário para os músicos que desejam registrar e otimizar seu som,
  • Um comprimento de 4 metros geralmente é suficiente para tocar em casa ou nos ensaios.

Como debutante, não há necessidade de investir em um super cabo, um cabo standard simples já está de bom tamanho.

Outros acessórios úteis para tocar baixo acústico ou elétrico

Além dos equipamentos relatados acima, alguns outros também podem incrementar o kit de um baixista. Mas lembre-se que antes de abrir a carteira para gastar em qualquer equipamento, é bom investir primeiro nos equipamentos e periféricos básicos que nos auxiliem à cumprir a função de baixista.

Isso dito, invista em pelo menos dois cabos bons de cinco metros cada , filtro de linha com fusível (evita a queima de equipamentos elétricos), correia larga pra distribuir melhor o peso do instrumento pelo ombro, bag (sacola de transporte) que proteja bem o instrumento (cases protegem bem, mas são difíceis de transportar) e um suporte pra instrumento;

Pense também em providenciar um pedal de Looping – não é essencial, mas ajuda muito os estudos de harmonia, improvisação e timbre. É uma ferramenta útil;

No mais, efeitos como distorções, delay, chorus e outros são legais e ajudam na criatividade, mas nem sempre tem resultado significante no baixo no meio da mixagem com outros instrumentos.

Quer saber mais sobre como equipar para se tornar um baixista? Fale com um dos nossos professores de música!

Se aperfeiçoar no baixo

Diz-se que aprender a tocar baixo é mais fácil do que dominar o básico de bateria ou guitarra. No entanto, o baixista é um elemento central de um grupo e deve entender perfeitamente o ritmo para ser o pilar dos outros músicos.

Aprendera  tocar baixo é muito legal, primeiramente por que é um instrumento bastante original. Depois por que a concorrência no mercado dos baixistas é bem menor se comparado a concorrência entre músicos de outros instrumentos como a guitarra, por exemplo.

O baixista é essencial em uma banda. Na verdade, o baixista tem o papel mais crucial na banda pois ele é responsável por vincular a harmonia (acordes) de uma música a um ritmo distinto (groove). Este link contribui para a sensação ou estilo da música.

Quando se trata de praticar um instrumento de música, a regra para evoluir é muito simples: é preciso praticar e muito.

Treinar dez horas por dia não seria exagero. Alguns dos melhores baixistas treinaram muito mais do que dez horas por dia para se tornar referências e sucesso no baixo.

Bom baixista Para mandar bem no baixo, o que você precisa fazer é treinar cotidianamente.

Confira algumas dicas que te ajudaram a evoluir como baixista:

Primeiro: Monte um plano de execução de técnicas. Quando pegar o instrumento analise qual técnica você precisa aplicar para realizar aquele som, qual será a transição no braço do instrumento entre essas técnicas, e como você pode aplica-las no groove ou na escala.

Você também pode ter essa visão geral antes de tocar uma música, ou antes de acompanhar um som na levada, vai depender da situação e do seu treinamento.

Segundo: Observe qual escala tem que aplicar, se você não entender a formação de acordes fica muito difícil de passar a segurança necessária para o outro músico sentir segurança no seu som.

Recomenda-se que todos os dias você estude sobre acordes no contrabaixo e como você pode identificar tríades e tétrades na música, dessa forma, a sua aplicação prática em situações reais fica mais fácil.

Terceiro: Aplique tudo o que você pegou da forma correta em cima da levada que queres fazer, ou do groove que queres criar, dessa maneira você conseguirá se concentrar da forma correta na parte que precisa ser aperfeiçoada.

Faça aulas de baixo com um professor qualificado!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar