"A felicidade não é produzida em massa, ela é artesanal."
Louis Fortin

O conhecimento e o domínio de determinadas técnicas é precioso. Segundo do IBGE em 2017, mais de 10 milhões de brasileiros trabalhariam como artesãos. Tal número significaria uma movimentação financeira de 50 bilhões de reais na economia do país, segundo o site do SEMAGRO do Mato Grosso do Sul.

Esses números mostram claramente o entusiasmo dos brasileiros por atividades manuais.

Você se dedica a aulas de corte e costura para iniciantes e quer aprender a bordar? Você já pensou em, além de decorar objetos, estofados, capas e roupas com bordados, decorar as paredes com um quadro de bordado?

Gostou da ideia? Então venha aprender como escolher a melhor moldura para colocar seu bordado. Depois de emoldurado, você verá como um bordado pode fazer uma bela apresentação!

Confira ainda todas as dicas sobre bordados.

Por que colocar o bordado em molduras?

O bordado faz parte das artes criativas que estão ganhando terreno no coração dos brasileiros. Deixado de lado por muito tempo por ser considerado uma atividade de avós, o bordado é uma atividade que permite relaxar enquanto se cria vários tipos de objetos personalizados. De almofadas a roupas, criar um bordado permite customizar o que você deseja, seja para dar de presente ou para decorar a sua casa.

Quando fazemos um bordado simples, ou seja, linha sobre tecido plano, é preciso colocá-lo em uma moldura antes de oferecê-lo a alguém. Afinal de contas, ele não vai ficar tão bonito e valorizado se estiver solto em um pedaço de pano mole, não é mesmo?

O bastidor de bordar mantém o bordado esticado, fazendo com que o vejamos da melhor maneira possível. A moldura também possibilita apresentar o trabalho final de maneira mais estética.

A decisão de emoldurar o bordado também pode ser usada quando se deseja pendurá-lo em algum lugar, como na parede de casa ou do escritório.

Mas então, por que colocar você mesmo o bordado em uma moldura?

O serviço de molduras feito por um profissional geralmente é bastante caro. É preciso pagar não só pelo equipamento e materiais utilizados, mas também pela mão de obra de quem o faz. A verdade é que nem sempre desejamos investir muito na hora de transformar o bordado em quadro. Especialmente se foi você mesmo quem bordou.

Existe um infinidade de molduras à sua escolha para colocar o seu bordado dentro!

O prazer do DIY (do it yourself ou faça você mesmo) vem da mesma satisfação proporcionada pelo ato de bordar em si. Afinal de contas, o trabalho deve permanecer um prazer e não um aborrecimento.

Emoldurar você mesmo um tecido bordado é uma oportunidade de escolher seus próprios materiais. Assim como você escolheu seu tecido (linho, algodão, etc.) e suas linhas de bordar, é você também quem pode escolher o material que mais lhe convém para a sua criação.

E por que não aproveitar a oportunidade para adicionar um toque pessoal?

Enquadrar um bordado é uma maneira de personalizar o trabalho até o fim. Além da moldura em si, você também pode acrescentar alguns adornos que julgar interessante para sua peça final, como contas, fitas, feltro, etc. A imaginação e a criatividade não têm limites!

Descubra também como descosturar seus bordados da melhor maneira possível.

Os acessórios para transformar o bordado em quadro

Assim como se prepara os acessórios para o bordado, é preciso também preparar o material necessário para fazer a moldura.

Preparar sua mesa de trabalho e equipar seu ateliê logo no início da produção permite evitar ter que sair para buscar mais material bem no meio da confecção. Já pensou você estar mo meio de um bordado de fuxico e os retalhos de tecido acabarem?!

Encontre uma moldura

Para fazer um belo contorno, é obviamente necessário começar encontrando uma moldura. Tal como acontece com as pinturas, a moldura é o que mantém o bordado esticado. Isto é o que você vê por fora. Portanto, escolha o quadro, prestando atenção ao seu gosto - ou ao da pessoa a quem você deseja oferecer o bordado emoldurado.

Existem quadros personalizáveis. Esses quadros neutros geralmente são mais baratos e te permite decorar as bordas com tinta, colagens, etc.

Atenção: tenha cuidado na hora de escolher um quadro, pois ele precisa ter as dimensões exatas do seu pedaço de tecido bordado.

É importante escolher linhas apropriadas tanto para bordar quanto para emoldurar.

Prepare o suporte

Você também pode adquirir feltro ou qualquer outro material que permita que o bordado seja levemente inflado. Este material deve ser cortado nas dimensões internas da estrutura. Assim, você pode comprar um pouco a mais e cortá-lo quando tiver as dimensões do seu quadro.

Você precisará de um pedaço de papelão com as dimensões internas da moldura. Esse papelão deve ser grosso o suficiente para dar estrutura ao bordado. No entanto, ele não deve ser muito grosso para você não correr o risco de não conseguir fechar o quadro no final. Mesmo um papelão velho guardado em seu armário pode ajudar. Sendo assim, não é preciso gastar muito comprando um papelão de alta qualidade.

Separe ferramentas básicas

Por fim, você precisará coletar ferramentas básicas para fazer a montagem e a decoração da moldura, se necessário. Os itens básicos que sugerimos são:

  • Tesoura,
  • Estilete,
  • Cola,
  • Régua,
  • Alfinetes
  • Fita adesiva.

Você encontrará todo esse material em uma loja de aviamentos ou até mesmo em uma papelaria.

Aprenda também a fazer olhos bordados.

Passo a passo para emoldurar um bordado do curso corte e costura

Passo 1

Para enquadrar um bordado ou uma tela, você deve começar colocando seu trabalho em um suporte bastante rígido (papelão). Portanto, este deve ser previamente cortado nas dimensões do interior do quadro.

Passo 2

Certifique-se de que seu linho ou outro tecido ultrapasse levemente o papelão em cada uma das bordas (cerca de 5 cm). Assim, você pode recortar sua tela no tamanho certo depois de saber o tamanho do seu quadro.

Passo 3

Coloque seu trabalho bordado no papelão. Se quiser aliviar o bordado, use o algodão para deslizá-lo entre a tela e o papelão.

Passo 4

Vire tudo. Agora é necessário colar as bordas da tela dobrando-as sobre o papelão.

Atenção!

Cuidado com os cantos! Corte os ângulos para que o tecido não se sobreponha. Isso pode causar irregularidades quando o trabalho for emoldurado.

Para garantir que o tecido não descole, é possível colar tiras de papel sobre ela. Mais uma vez, verifique se as faixas não se sobrepõem aos cantos.

Passo 5

Agora você só precisa colocar o bordado na moldura e pronto!

A moldura deixará seu bordado tão esticado quanto um bastidor.

Como bordar imagens desenhadas?

Aprender a costurar e a emoldurar bordados sem cola

Existe ainda outra técnica para colocar molduras em um bordado: uma técnica que não demanda o uso de cola. Ela pode ser útil se você não tiver essa material ao seu alcance, mas vale ressaltar que ela é um pouco mais trabalho do que opção anterior.

Passo 1

Comece verificando se as bordas do seu bordado são do mesmo tamanho. O tamanho entre o bordado e a borda deve ser aproximadamente o mesmo entre a direita e a esquerda, e a parte superior e inferior. Isso permite que seu bordado seja bem centralizado.

Para evitar rugas, passe os acabamentos à ferro.

Passo 2

Depois de liso, coloque o bordado no papelão de acordo com as dimensões internas da moldura. Ter bordas justas facilita a centralização desta etapa de centralização do tecido bordado em relação às bordas do quadro.

Passo 3

A técnica de enquadramento sem cola consiste em costurar as bordas juntas, amarrando-as.

Com linha e uma agulha, comece a costurar em um dos dois lados mais largos do bordado. Alinhave entre as duas arestas opostas e depois nas duas últimas arestas.

Isso deve formar um tipo de grade.

Atenção!

Tenha cuidado para escolher uma linha sólida. Se você não tiver nenhum, então use uma linha dupla ou até mesmo tripla, se necessário (como linha de bordar). Obviamente, a linha não deve arrebentar. Se isso acontecer, seu bordado ficará completamente solto.

Esta técnica é um pouco complicada para quem está em um curso corte e costura. No entanto, a costura, se bem feito, mantém muito bem o bordado dentro da moldura. E você não terá o estresse de se perguntar se sua montagem pode se descolar.

Se você estiver executando esta técnica pela primeira vez, escolha um bordado com dimensões pequenas. Quanto maior a tela bordada, mais difícil é controlar a costura da parte de trás na hora de manter a tela bem posicionada.

Depois que o primeiro trabalho estiver concluído e a técnica dominada, você poderá se lançar em um projeto de maior escala!

Costura para iniciantes: molduras para bordado com ou sem vidro?

A questão do vidro no enquadramento do bordado depende de cada um. Se você está fazendo ponto cruz ou bordado tradicional, o vidro na frente da moldura apresenta tanto prós como contras.

Pontos negativos do vidro na moldura do bordado

Alguns, portanto, decidem não colocar vidro nas armações por dois motivos: umidade e achatamento do trabalho final

Como tudo na vida, existem pontos positivos e negativos de colocar um bordado em uma moldura com vidro na frente.

A umidade do bordado

Às vezes a umidade pode deslizar entre o vidro e o bordado, estragando o trabalho emoldurado. Se isso acontecer, é preciso desfazer tudo para limpar o interior e, em seguida, remontar tudo de novo.

O trabalho artístico é achatado

Se você deseja dar um pouco de relevo ao seu ponto de cruz, é melhor não usar vidro, pois isso poderia estragar seus planos.

Pontos positivos do vidro na moldura do bordado

No entanto, o vidro também tem algumas vantagens consideráveis, tais como proteção do bordado e aparência mais refinada.

Proteção

Fato é que, dependendo do local onde o quadro for exposto, o vidro pode proteger o bordado contra poeira ou outras sujeiras que possam sujar o tecido e as linhas.

Acabamento

Alguns também acreditam que o vidro dá uma aparência mais acabada ao trabalho. Para esse argumento, é mais uma questão de gosto do que qualquer outra coisa.

Cabe a você decidir sobre a o acabamento final do seu trabalho!

Precisando de um professor de Costura ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Camila

Aventureira linguística, curiosa por natureza, artista por opção, viajante apaixonada e redatora por vocação.