Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Descubra os grandes períodos históricos japoneses

De Marcia, publicado dia 22/05/2019 Blog > Idiomas > Japonês > Quais foram as eras mais importantes na trajetória do Japão?

A história nacional do Japão é um verdadeiro mix de eventos políticos, religiosos, militares e culturais que uniram este país através de longos períodos, classificados em eras.

Podemos traçar o início da civilização japonesa até o período Jomon, que abrange de 10000 a 300 aC, quando os habitantes eram apenas pescadores e caçadores! Foi em 660 aC, com a ascensão ao trono do primeiro imperador lendário, Jimmu, que a Era dos Deuses acabou para dar lugar aos homens …

Essa cronologia é dividida em épocas históricas que marcam a evolução dentro do território japonês.

Mas isso não é tudo: cada período é subdividido em eras, intervalos de tempo relacionados a diferentes líderes políticos!

Podemos dizer que o Japão tem um calendário complicado, mas preparamos este post para descriptografar todos os seus mistérios!

Os primeiros estágios da construção japonesa e o período de Asuka

Este período de quase 150 anos (meados do século VI a 710) faz parte do período Yamato, muito mais longo, e que inclusive viu o Japão se unir praticamente sob a liderança de um único líder. O nome do período Asuka vem dos movimentos freqüentes da corte real na cidade do mesmo nome.

O principal evento deste período é a introdução do budismo no Japão. Ele teria sido trazido graças ao rei de Baeckje, um dos três reinos da Coréia, que enviou uma estátua de Buda ao governante do Japão.

era de religião O budismo foi introduzido no Japão no período Asuka.

No entanto, este assentamento budista não agradou os xintoístas e assim um conflito entre dois clãs, Soga e Mononobe, eclodiu. Esta guerra religiosa terminou com a vitória dos budistas contra os praticantes do xintoísmo.

Além disso, foi em 593 que, pela primeira vez, uma mulher veio a reinar no Japão, a Imperatriz Suiko! Este período também é marcado pela criação de uma moeda japonesa de cobre na era Wadō.

Várias outras alterações e eventos são notáveis ​​no momento:

  • O sistema de doze níveis de classificação;
  • A primeira embaixada japonesa em Sui China;
  • A primeira missão diplomática japonesa em Tang China;
  • Reformas Taika para unificar o Japão;
  • A Guerra de Jishin, um conflito de sucessão;
  • O Japão se torna um Império sob a ação do Imperador Tenmu.

O período de Asuka foi seguido pelo de Nara (710-784), cidade que se tornou a capital permanente da época. A era de Nara foi marcada pela era Tenpyō (729-749), durante a qual a fome e as epidemias devastaram o país.

Sucessos e fracassos na unificação japonesa: a era Muromachi

A era Muromachi nos fez saltar de volta no tempo para 1336, seguindo a era Kamakura. Foi em 1333 que o governo que fundou o Shogun, Yoritomo Minamoto entrou em colapso, dando lugar ao caos (o evento é chamado de rebelião Genko).

E que caos!

Foi durante o período Muromachi que dois imperadores compartilharam o norte e o sul do Japão (a era Engen). Isso ocorreu quase sessenta anos antes das duas cortes reais se encontrarem, começando o período chamado Sengoku (nada a ver com um certo super-guerreiro …).

Infelizmente, a paz durou pouco porque uma guerra civil eclodiu em 1467: a Guerra Onin. Por dez anos, os daimios competem pelo poder. A guerra terminou no colapso do xogunato Ashikaga.

Assim começou uma guerra por posses de territórios no Japão que durou até a era Edo.

Em 1543, os primeiros ocidentais fizeram contato com os japoneses. Foram os europeus, em primeiro lugar os portugueses, que introduziram as armas de fogo e o cristianismo no território japonês.

Assim começaram a negociar com o continente europeu, o comércio de Nanban. Este termo significa “bárbaro”, será que falta sofisticação?

A segunda metade do século XVI foi marcada pelas conquistas militares do samurai Nobunaga Oda, que tentou unificar o Japão pela força e conseguiu, em parte, o seu objetivo. Seus métodos, por outro lado, não eram muito diplomáticos: ele também era chamado de Rei Demônio! Ele não pôde completar seu plano porque foi traído por um de seus samurais, Mitsuhide Akechi. Assim, Nobunaga termina cometendo suicídio, um triste final para um grande conquistador.

No entanto, seus esforços de unificação não foram em vão porque Hideyoshi Toyotomi o sucedeu e continuou seu trabalho no período seguinte.

Que tal aprender um pouco mais sobre essa parte da história em suas aulas de japonês ?

As eras do período Edo: um país unificado

Foi com a era Edo (1603-1868) que o período feudal do Japão terminou. Ieyasu Tokugawa sucedeu Hideyoshi Toyotomi e conseguiu unificar o mapa do Japão com o poder militar. O imperador agradeceu-lhe, nomeando-o shōgun; em suma, seu primeiro ministro na época. Seu governo então mudou-se para Edo, o antigo nome de Tóquio.

Infelizmente, esta época foi marcada por tragédias, como o início da fome durante a era Kan’ei, o grande incêndio Edo da era Meireki, a explosão de fome durante a era Hōreki ou o terrível terremoto de Tóquio da era Ansei.

Japoneses civilização pobre O Japão também passou por períodos de pobreza e fome.

Este período também marca uma ruptura nas relações comerciais e diplomáticas com o Ocidente por volta de 1639. Somente os Países Baixos e alguns países asiáticos ainda podiam negociar com o povo japonês.

Esta política foi chamada Sakoku, “fechando o país” e durou quase 200 anos!

O período de ouro da era Edo foi simbolizado pela era Genroku (1688-1704), durante a qual o país experimentou alguma estabilidade econômica. As artes (como a literatura japonesa) e a arquitetura se desenvolveram e, assim, uma cultura popular surgiu no Japão.

O estilo kabuki, já existente desde o século XVII e até então praticado principalmente por mulheres, desenvolveu-se no teatro japonês com jogos de atuação simplesmente espetaculares, maquiagens peculiares e decorações grandiosas. O gênero Kabuki está agora inscrito no patrimônio cultural imaterial da Unesco!

A era Edo terminou em 1868, como resultado de uma guerra civil, também chamada de Revolução Japonesa. O poder do shogun foi transferido para seu dono original: o imperador.

A era Meiji do império do Japão

O período imperial japonês começou em 1868 com a era Meiji, uma restauração política que trouxe o Japão ao mundo e iniciou uma modernização completa do país. Na verdade, Meiji significa literalmente “governo esclarecido”. Assim, o sistema feudal se torna um sistema industrial de estilo ocidental.

Essa mudança profunda levou a uma série de mudanças sociais, políticas e culturais, incluindo grandes avanços industriais, econômicos e comerciais, que se estenderam ao campo da agricultura.

Tóquio tornou-se a capital do Japão em 1868 e o iene foi oficialmente estabelecido em 1871. Nesse mesmo ano, a educação tornou-se obrigatória e consagrada na constituição Meiji, concluída e promulgada em 1889.

No geral, novas diretrizes estão sendo postas em prática pelo governo imperial para promover o país em nível civilizacional. Estas medidas são chamadas o juramento dos cinco artigos :

  • As decisões serão tomadas pedindo a opinião das pessoas, através de discussão pública;
  • Assuntos governamentais serão regulados comumente por políticos;
  • O governo pede que todos os japoneses “cumpram sua vocação”;
  • A abolição dos velhos costumes retrógrados ou prejudiciais;
  • A busca por “conhecimento” em todo o mundo, para enriquecer a civilização japonesa.

Essa busca por conhecimento é característica do povo japonês:

“O que muda o mundo é o conhecimento. Nada mais, além disso pode mudar o mundo “- Yukio Mishima

Infelizmente, quem diz que quer a abertura para o mundo também entra em conflitos com seus vizinhos! Assim, a primeira guerra sino-japonesa ocorreu entre 1894 e 1895. O Japão então tinha uma política expansionista e não apenas contra a China. Por exemplo, Taiwan foi anexada em 1895. Uma guerra estourou com a Rússia entre 1904 e 1905 pelas mesmas razões e finalmente os japoneses anexaram a Coréia em 1910.

A era Meiji foi seguida pela era Taishō (1912-1926) e a era  Shōwa (1926-1989). A primeira parte foi absolutamente mortal para o povo japonês, especialmente por causa dos acontecimentos da Segunda Guerra Mundial, sendo Hiroshima e Nagasaki apenas as tristes conclusões de uma desastrosa política expansionista.

Leis e suas mudanças Uma nova constituição japonesa surgiu em 1946.

Em 1946, uma nova constituição foi adotada, resultando na criação do Estado do Japão.

A era japonesa atual: Heisei

Desde 1945, o Japão entrou na era contemporânea, chamada Gendai. O governo japonês decidiu mudar completamente de rumo, acalmou suas intenções internacionais e se concentrou na evolução interna do país.

Já em 1945, o direito de voto foi autorizado para as mulheres (o mesmo ano que ocorreu também na França!) E essa foi apenas a primeira medida progressista do país. O Japão juntou-se às Nações Unidas em 1956 e, em 1964, pela primeira vez, as Olimpíadas de Verão foram realizadas na Ásia, em Tóquio.

Em 1974, o primeiro-ministro japonês Eisaku Satō recebeu o Prêmio Nobel da Paz!

O Japão então se metamorfoseou completamente no alvorecer da era Heisei em 1989, correspondendo à ascensão ao trono do imperador Akihito. Com esta nova era, vem o começo da cultura japonesa futurista como a conhecemos!

O mangá, o automóvel, as tecnologias avançadas … Todos esses elementos que fazem a história do arquipélago do Japão têm, em muitos domínios, pelo menos cinco anos de antecedência da sua chegada a todo o mundo. Isso não impede que ela preserve sua cultura tradicional e sublime-a como parte de celebrações ou turismo.

A história japonesa , aqui muito sintetizada, nos mostra que essa civilização teve tempo para acessar os desenvolvimentos modernos que a fazem brilhar hoje. No entanto, não vamos esquecer do seguinte:

“Quando andamos devagar, caminhamos mais e vamos mais longe” – Jiro Taniguchi

História que caminha Embora os avanços tenham sido relativamente lentos, o Japão teve grande progresso.

Embora complexo para neófitos, a história do Japão é uma mina de ouro para entender melhor a atual sociedade japonesa e descobrir a cultura do país do Sol Nascente.

E se você mergulhar na história do Extremo Oriente com um de nossos professores de japonês do Superprof?

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar