Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Conjugação verbal: Curso de língua arábica

De Joseane, publicado dia 19/05/2019 Blog > Idiomas > Árabe > Aprenda árabe com um professor qualificado

Especialistas garantem que aprender árabe não é assim tão complicado, ao contrário, é até simples comparado ao aprendizado das línguas latinas que possuem uma gramática extensa, cheia de regras e de muitos nós e detalhes intrincados.

Bem, na realidade, não é isso que os estudantes de árabe pensam ao se deparar com a língua árabe. Começando pela escrita que passa longe de ser parecida com a do português!

Sim, como bem sabemos, o idioma árabe assusta qualquer marinheiro de primeira viagem. Mas isso ocorre apenas no início, durante os primeiros contatos com a língua. Após essa fase, é possível que o árabe deixe de parecer ser um idioma difícil, acredite! Vamos lá?

Falado por mais de 250 milhões de interlocutores, o árabe é uma das línguas com o maior número de falantes! Para falar a verdade, hoje ele fica atrás apenas do inglês e, portanto, ocupa a segunda posição de idioma mais falado do planeta.

Aqui entre nós, no Brasil e em Portugal, o árabe tem galgado cada vez mais espaço, sobretudo na área comercial e dos negócios. É bom lembrar que o árabe é a língua de grandes potências mundiai,s como o Emirados árabes Unidos e sua grande Dubai e também do Qatar.

Não seja inocente: aprender árabe é um desafio que pode se transformar em uma grande conquista! Dominar a língua dos sheiks abre portas em vários ramos de trabalho, inclusive nos negócios internacionais.

Não à toa, nos últimos anos, muitas pessoas têm procurado por aula de árabe, curso particular de árabe e professor de árabe. Aprender árabe tem se tornado uma urgência para alguns.

Recentemente, no Brasil, com a chegada dos refugiados árabes, muitas entidades sentiram necessidade de formar os seus profissionais na língua árabe.

A boa notícia é que dá, sim, para aprender árabe estudando sozinho, em uma escola de idiomas e também com um professor particular de árabe, nativo ou não.

Hoje, nós da comunidade Superprof decidimos dar um “empurrãozinho” para os corajosos que se lançaram a aprender o idioma semítico.

E aí, quer falar árabe? Confira algumas astúcias para aprender a conjugação verbal árabe com o seu professor particular.

Um pouco sobre o contexto da língua árabe

Já que você tem interesse em aprender o idioma árabe, conjugar isso a um conhecimento básico da história da língua é sempre algo, no mínimo, interessante.

Você sabia que o árabe é uma das seis línguas oficiais das Nações Unidas? Sim, é isso mesmo! Esse idioma compõe um quadro onde outros cinco se encontram: a língua inglesa, a francesa, o espanol, o chinês e, por fim, o russo.

Embora não tão requisitado aqui em nosso país, o árabe é um idioma falado por mais de 200 milhões de pesssoas e outras estimativas vão além, assumem que até 300 milhões de pessoas em todo o mundo falam o idioma.

Família linguística do árabe

O árabe pertence à família das línguas afro-asiáticas e estas, por sua vez, integram a família das línguas semíticas. Saiba que, além do árabe padrão, e uma larga variedade de dialetos árabes (por exemplo, o árabe da Arábia, do Iraque, Marrocos, Tunísia e Egito), o hebraico, aramaico e várias línguas provindas da Etiópia, todos eles pertencem a este grupo.

Atualmente, a língua árabe é falada sobretudo no norte da África e, claro, na Península Arábica. Note que o árabe egípcio é o dialeto mais falado do idioma.

Observe também que as línguas árabes faladas, isto é, os diversos dialetos regionais por vezes podem diferir fortemente entre si. No entanto, o que reune essas variações regionais é simplesmente idioma comum escrito: o árabe padrão, que é utilizado quase que uniformemente em todo a extensão do mundo árabe.

Sabemos que a língua árabe é uma das línguas oficiais dos países seguintes: Arábia Saudita, Argélia, Bahrein, Catar, Chade, Comores, Djibuti, Egito, Emirados Árabes Unidos, Eritreia, Iraque, Israel, Jordânia, Kuweit, Líbano, Marrocos, Mauritânia, Omã, Territórios Palestinos, Síria, Somália, Sudão, Tunísia e Saara Ocidental.

Grupos de dialetos da língua árabe

Normalmente, vários dialetos da língua são divididos em quatro grupos:

  1. Árabe norteafricano (Magrebino): árabe praticado em Marrocos, Tunísia, Algéria e Líbia.
  2. Árabe egípcio e sudanês.
  3. Árabe dos Estados do Golfo: Arábia Saudita, Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos, Iémen, Kuwait, Omã.
  4. Dialetos árabes orientais: árabe falado no Iraque, Jordânia, Líbano, Palestina e Síria.

Recentemente existem várias tentativas de estabelecer, além dos dialetos regionais, uma língua falada comum: o bom e velho árabe padrão. Por meio da globalização e o aumento do comércio, e também da crescente influência do Islã, a relevância de uma língua unificada comum é muito maior. Assim, por exemplo, a famosa emissora de televisão Al Jazeera utiliza este árabe moderno padão em vez das línguas regioais ou dialetos árabes.

Pense bem, para a pergunta Você fala árabe? „هل تتكلم اللغة العربية؟, cerca de entre 200 a 300 milhões de pessoas respondem que sim, „نَعَمْ, além daqueles outros 10 milhões de pessoas que falam o árabe como segunda língua.

Além disso, muitos de nossos vocábulos e palavras portugueses provêm do árabe, como, por exemplo, açafrão, açúcar, alcachofra, alfafa, algodão, enxaqueca, fulano, garrafa, islão, laranja, limão, sultão, e muitas outras mais.

A língua árabe é hoje o idioma oficial de 26 países e falada em 58 nações. Atualmente só é menos difundida no mundo do que a língua inglesa. Fonte: GalleryOfSocial.com – divulgação.

Como já dissemos, o árabe (العربية, cuja transliteração é al-ʻarabiyyah é uma língua semita central falada em 58 países, só sendo menos difundida no mundo do que o inglês. Idioma oficial de 26 países, o árabe é o responsável pelo empréstimo de diversas palaveas a outras línguas faladas no mundo islâmico, como o turco, o persa e o urdu.

O árabe como veículo histórico de disseminação da cultura

Durante a Idade Média, o idioma árabe foi um veículo de disseminação de cultura na Europa essencial, especialmente nas ciências, matemática e filosofia e, em decorrência, acabou influenciando diversas línguas faladas no Velho Continente.

A influência árabe pode ser facilmente observada nos idiomas falados ao longo do Mediterrâneo, como o espanhol, o siciliano e um pouco no português. Vale lembrar que existe uma proximidade geográfica significativa dos povos árabes com a região mediterrânea e que a Península Ibérica (chamada pelos árabes de Al-Andalus) foi submetida a 700 anos de dominação árabe.

Além desssa região, o árabe também influenciou a Península Balcânica, incluindo influências no grego, que por meio do contato com os turcos otomanos, adquiriu vários dialetos árabes. Curiosamente, por sua vez, o árabe incorporou diversas palavras emprestadas de outros idiomas, como o hebraico, o persa e o siríaco, em seus primeiros séculos de expansão. E incrementou o turco no período medieval e vários idiomas europeus, como já falamos, no período atual.

O alfabeto árabe é derivado do aramaico e influenciou vários outros idiomas durante a História da Humanidade, principalmente as línguas latinas próximas ao Mediterrâneo. Fonte: marrocos.com – divulgação.

Variantes do idioma árabe

O árabe nos presenteia com diversas variantes, geograficamente distribuídas por várias localidades. Muitas dessas variantes, acredite, são mutuamente ininteligíveis. Dentre elas, o árabe egípcio, como já comentado, é a variante mais falada, com cerca de mais de 90 milhões de falantes nativos.

A primeira divisão linguística ocorreu entre os dialetos do Magreb e os do Oriente Médio, seguido das diferenças entre dialetos dos povos sedentários e o dos beduínos, muito mais conversadores.

Existe ainda o árabe Maltês, da adorável e culturalmente riquíssima ilha de Malta, no Mediterrâneo, próxima à Tunísia e Sicília. O maltês, ainda que derivado do árabe, é considerado uma língua à parte.

Como já dissemos, os falantes de alguns desses dialetos ou variantes são incapazes de conversar com os falantes de outro dialeto árabe. Nota-se que, efetivamente, os habitantes do Oriente Médio têm dificudade em compreender os norte-africanos, embora o contrário não aconteça devido à atuação constante da mídia, redes sociais e do cinema, que popularizam mais esses dialetos.

Já o árabe padrão moderno, também chamado de árabe literário, é a variante largamente ensinada nas escolas e universidades do mundo árabe. É também a utilizada em ambientes de trabalho, ensino superior, órgãos governamentais e inclusive na mídia.

Sabemos que o árabe padrão moderno provém do árabe clássico, o único sobrevivente do grupo dialetal chamado de árabe antigo setentrional. A existência desse dialeto foi comprovada em inscrições árabes pré-islâmicas que datam do século IV d. C.

Lembre que o árabe é escrito no alfabeto arábico, com o sistema abjad, da direita para a esquerda, embora algumas pequenas variantes escrevam de forma oposta, da esquerda para a direita, conforme nós, os povos de idiomas europeus.

Em relação ao sistema abjad, trata-se de um consonantário, um sistema de escrita no qual os símbolos das letras equivalem às consoantes quando lidos, devendo o leitor acrescentar as vogais em falta.

Já o alfabeto árabe de Chat é empregado para a comunicação do idioma através da rede mundial de computadores, a internet. Ele é um exemplo de variante da língua escrita de forma oposta, da esquerda para a direita. Em resumo, essa variante usada através da internet é uma forma de codificação do alfabeto árabe através do alfabeto latino.

 

Conjugação árabe: é possível aprender sozinho

Olha, aprender sozinho a conjugar verbos em árabe pode não ser um exercício dos mais fáceis, mas com um pouco de esforço mental, dá, com toda certeza, para começar a compreender o sistema verbal empregado pelo árabe.

Aprenda a conjugar em árabe Sei lá, como se diz “chá de menta” em árabe?

Para quem começou apenas a aprender o árabe, certamente terá dificuldades de compreender a conjugação dos verbos. Em se tratando de uma língua semítica que apresenta um sistema de escrita e uma gramática completamente diferente da nossa língua materna, dominar a conjugação árabe exigirá uma dedicação a mais.

Mas fique tranquilo, antes de aprender realmente a conjugar os verbos, será necessário que você já tenha adquirido pelo menos o nível intermediário na linguagem do profeta.

Para compreender o sistema dos verbos e a conjugação verbal do árabe, de verdade, será necessário saber ler e escrever em árabe. Nesse sentido, obviamente, exige-se que o início do aprendizado tenha como ponto de partida o aprendizado do alfabeto árabe.

Por essa razão, nos dirigimos ao aprendiz que já domina um pouco a língua árabe. Aquele estudante que já sabe ler e escrever na língua do profeta.

Como já dissemos, é possível aprender sozinho a conjugar verbos em árabe. Para tanto, se ligue nessas informações:

A conjugação verbal do árabe é menos complexa do que a do português. Enquanto nas línguas românicas devemos aprender a terminação de cada grupo de verbos (primeira conjugação, segunda conjugação, terceira conjugação e irregulares), a formação de palavras em árabe envolve apenas a adição de vogais a raiz de base.

São as vogais que irão ditar a classe gramatical da palavra e definir se trata de um verbo, um adjetivo, de um substantivo, entre outros.

Outra especificidade da conjugação verbal em árabe: os verbos são muitas vezes conjugados na primeira, segunda ou terceira pessoa do singular.

Em geral, o pronome pessoal é pouco usado na escrita do árabe literário: isso facilita bastante a conjugação!

Pensando nisso, confira também a nossa lista de exercícios para aprender árabe!

O que se aprende no nível básico do ensino de árabe?

Ficar fluente em árabe é um processo que dura algum tempo. É preciso ter foco para aprender a língua de Maomé.

cozinha árabe Aprenda palavras da culinária árabe e aumente o seu vocabulário!

Além de aprender o alfabeto árabe e o seu sistema de escrita da direita para a esquerda, os alunos do nível básico de árabe, devem ser capazes de:

  • Entender e usar expressões cotidianas, familiares e fazer declarações simples;
  • Se apresentar ou apresentar alguém;
  • Fazer perguntas sobre alguém (local de residência, relações sociais, trabalho, etc.) e responder ao mesmo tipo de perguntas;
  • Comunicar-se de maneira simples caso seu interlocutor fale devagar e claramente.

Além de poder se apresentar ou apresentar alguém ou algo em árabe no tempo presente, um estudante também aprenderá a expressar uma frase de negação ou responder a perguntas no futuro, os alunos também devem aprender a se expressarem utilizando o imperativo.

O nosso tempo verbal do presente é chamado, na língua árabe, de incompleto e refere-se a uma ação que está em andamento, ou que foi feita muito recentemente.

Numa aula de conjugação verbal do árabe, os alunos aprenderão a conjugar com o radical do verbo ao infinitivo, composto de três letras. Preste a atenção: a formação de palavras em árabe se faz a partir de uma raiz composta de três letras (consoantes), às quais se juntam as vogais que darão a classe gramatical da palavra ou a pessoa do verbo, quando conjugado.

O aprendizado do árabe para o nível intermediário

Quando os estudantes de árabe já sabem ler e escrever em árabe consideramos que os mesmos estão, pelo menos, no nível intermediário do aprendizado do idioma. A partir desse momento, o ensino começa a focalizar mais na gramática e estrutura da língua.

Nessa etapa os alunos já conhecem alguns dos verbos mais frequentemente utilizados da língua árabe e, portanto, começam a estudar o sistema de conjugação verbal que, como já dissemos, não é tão complexo como o do Português. Mantenha sempre isso na cabeça quando se defrontar com momentos difíceis no processo de aprendizado.

Você já pensou em visitar um país árabe e poder praticar em primeira mão o seu conhecimento da língua? Isso não seria algo super gratificante?!

Que tal você aproveitar seu tempo e checar mais um textinho sobre como aprender os verbos de base da língua árabe?

É geralmente nesta etapa que os alunos descobrem que, em árabe literário, o singular se refere a um elemento e o plural a mais de dois elementos e este último é representado pelo modo conhecido como dual.

A forma do modo dual será diferente de acordo com o caso: nominativo, acusativo ou genitivo.

Aprende-se que a conjugação verbal do árabe é baseada em dois “aspectos” principais, que estão relacionados mais com a natureza da ação do que propriamente com o fator tempo: o aspecto completo para descrever a ação que já foi realizada e o incompleto para descrever uma ação que está sendo efetuada naquele momento ou que acabou de ser realizada muito recentemente.

  • o completo é equivalente ao tempo presente do modo indicativo em português.
  • e o incompleto equivale ao nosso passado, o pretérito do indicativo.

Antes de embarcar no aprendizado do vocabulário árabe, na história da civilização árabe-muçulmana ou nas formas dialetais do árabe, como o árabe dialetal marroquino – darija –, árabe sírio ou tunisiano, um professor nativo ou experiente provavelmente terá que revisar as bases do árabe básico com os seus alunos.

No nível intermediário trabalha-se também:

  • A construção das frases negativas e o imperativo,
  • As formas verbais do futuro,
  • A acentuação diacrítica e a formação da palavras,
  • Os verbos irregulares.

Note que, em árabe, existem 14 formas verbais, das quais nove são utilizadas com frequência. São formas derivadas do que se chama de “primeira forma”, que é equivalente ao verbo simples, verbo conjugado a partir de seus três radicais.

A conjugação de todos os verbos simples não implica quaisquer outras adições além do prefixo e sufixo de conjugação, nem mesmos das vogais curtas.

Nas tabelas de conjugação dos verbos árabes com formas derivadas do verbo simples, a vogal do segundo radical não varia. Esta é a razão pela qual a forma derivada é a mais usada na linguagem cotidiana: não é preciso questionar-se sobre a vogal do tempo incompleto por exemplo!

Conjugando os verbos em sua aula particular de árabe

Conforme temos tentado nos expressar por aqui, ter aula particular de árabe será certamente a sua melhor decisão! A língua árabe requer significativa atenção, pois possui bastante detalhes que podem ser difíceis de compreender para um aluno como nós, falante de língua latina.

Como aprender os verbos árabes Conjugar os verbos em árabe é realmente fácil?

Lembre que um professor particular de árabe qualificado e experitente ajudará você a melhor compreender as bases da língua árabe para que, então, você possa progredir no aprendizado da língua.

E seja paciente! Não dá para atropelar as coisas quando se trata de árabe. É preciso dominar cada etapa, cada regra. Os verbos do presente, do passado e os verbos do futuro. Compreender como se faz a formação de palavras em árabe e, claro, saber ler e escrever utilizando o alfabeto árabe.

Um professor particular de árabe ajudará você a distinguir o árabe dialetal do árabe literário e, claro, vai também trabalhar minuciosa e atentamente a pronúncia da língua árabe. Note que existem sons do árabe que não existem no quadro fonético do português. Logo, será necessário acostumar o aparelho fonador a reproduzir os fonemas árabes.

Além disso, ter aula de árabe com professor particular te dará ainda mais motivação para que você aprenda árabe de forma sólida e progressiva! O professor particular costuma não somente focar nos aspectos gramaticais mas, ainda, falar da cultura, civilização, curiosidades, culinária e todo o resto que faz o mundo árabe excepcional!

A motivação será necessária para que você consiga progredir em árabe. O professor particular vai dinamizar a sua aula com música, poesia, e outros recursos que te ajudarão a dominar a língua do profeta!

Se tornar fluente em árabe é possível com um pouco de esforço e dedicação e, claro, com a ajuda profissional de um professor de árabe experiente.

Aqui em nossa comunidade Superprof fica fácil, rápido e seguro, encontrar professores de árabe nativos e não nativos, dotados de qualificação e expertise para ajudar você a dominar a gramática da língua árabe.

Em resumo, como dissemos, sim, aprender a língua árabe, sobretudo no início, pode vir a te parecer algo bem desafiante! No entanto, é quando você persiste e identifica seus objetivos e traça um plano de aprendizado, de preferência com a ajuda de seu professor particular, que o estudo avança e começa a se tornar uma descoberta atrás de outra!

Quanto mais a gente se diverte aprendendo algo novo, cada vez mais esse novo aprendizado se interioriza até se tornar como algo costumeiro e muito familiar dentro de nós. Esse é um processo que acontece com qualquer aprendizado verdadeiro e é por meio dele que podemos nos tornar pessoas melhores, mais capacitadas e oferecer nossas habilidades ao mundo!

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar