Seja como autodidata, com a ajuda de um educador do Superprof, em um curso online (de natureza gratuita ou com algum custo) ou em um estabelecimento que proporcione atividades musicais para iniciantes: existem diversos jeitos de aprender a tocar piano. Só você pode escolher a metodologia mais adequada. Mas como escolher a melhor maneira de aprender o piano? Esta é provavelmente a primeira pergunta que você se coloca quando decide começar a estudar um instrumento musical.

Antes de mais nada, já podemos adiantar uma resposta: não há método milagroso. Tudo depende dos seus objetivos, da sua motivação, da sua forma de trabalhar, do seu conhecimento prévio de música e do seu orçamento. Mas uma coisa é certa: se o seu projeto é progredir rapidamente e aprender a dedilhar obras de piano mais complexas, recorrer a um professor especializado é o mais recomendado.

Quer saber mais? Então veja esse artigo!

Os melhores professores de Piano disponíveis
Bia
5
5 (44 avaliações)
Bia
R$92
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (87 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (24 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (14 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (14 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bia
5
5 (44 avaliações)
Bia
R$92
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (87 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (24 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (14 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (14 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Curso de piano começando pela teoria da música!

Antes de colocar as mãos no teclado para executar suas primeiras notas, você terá que decifrar uma partitura. A aprendizagem do piano começa com o estudo da teoria musical e do solfejo.

Você achou que poderia escapar dessa? Pois bem...

É possível pular a parte conceitual em alguns casos, pois existem métodos para o aprendizado do piano que não exigem o estudo do solfejo. Mas saiba que logo você vai ficar limitado em termos de conhecimento... Na verdade, quando alguém quer desenvolver efetivamente sua prática de piano, ler música é essencial.

Comece agora sua aula de piano!

Ler as notas é essencial para aprender a tocar piano.
Para uma aprendizagem mais fácil, comece pelos conceitos musicais.

Razões para assimilar o solfejo

Se, no início, o solfejo não pareça muito motivador, pense nos benefícios que você vai ter ao estudá-lo:

  • Você progride mais rápido no piano com conhecimentos básicos em conceitos musicais,
  • Você pode ler todos os tipos de partitura e não fica limitado na escolha das obras para estudar no piano,
  • Com pouca experiência você já pode começar a escrever sua própria música e compor,
  • Você ganha autonomia no manuseio do piano,
  • Você treina seu ouvido.

Como compreender o solfejo?

A teoria desta disciplina não é tão difícil assim de assimilar...

Em poucas aulas você já estará familiarizado com os conceitos básicos que facilitarão o aprendizado do piano.

Para começar a estudar conceitos da música, existem várias possibilidades:

  • Sozinho: com um bom método, um metrônomo (para o ritmo), um pouco de assiduidade e perseverança, é bem possível estudar como autodidata,
  • Com um professor particular: algumas atividades no início das aulas seguidos de um pouco de exercício serão suficientes para ensinar o solfejo passo a passo, você pode solicitar uma aula de teclado online ou presencial,
  • No conservatório: as aulas em grupo permitem que você compreenda com mais eficácia como ler partituras. Você vai estudar leitura, escrita, vai fazer ditado de notas...

O que você aprende durante suas aulas teóricas?

Quais são as bases essenciais do solfejo para dominar o piano mais rápido? É muito simples. Você precisa:

  • Distinguir as notas e as figuras musicais: colcheia, semibreve, mínima, semínima, fusa, semifusa...
  • Saber onde posicionar as notas e as figuras, conhecer o sustenido e o bemol (variação de 1/2 tom) e as pausas,
  • Conhecer sobre a representação das alturas, com as claves de sol, de fá e de dó (geralmente estudada em nível avançado)
  • Saber o que é tempo e compasso.

Com esta primeira base, você já pode explorar muitas partituras de piano e praticar à vontade em sua aula de teclado. Depois, você vai entender como executar os acordes de piano na mão esquerda.

Aprender piano como autodidata: uma falsa boa ideia?

Sim, é possível conseguir dominar o piano por conta própria. Em geral, nada é impossível ...

Para que seus estudos como autodidata sejam efetivos, você precisa ter pelo menos três materiais / recursos didáticos. Esta é, de qualquer forma, a condição sine qua non para conseguir tocar piano de verdade:

Duas observações sobre este assunto:

  • É bem possível encontrar métodos que integrem esses três itens na mesma obra.
  • A Internet permite que você encontre recursos gratis para entender com manusear esse instrumento, mas não é o ideal. Você vai precisar imprimir e ordenar dúzias ou mesmo centenas de documentos para estudar e trabalhar em seu piano. Por outro lado, não hesite em assistir vídeos no YouTube ou as sugestões do Dailymotion, como tutoriais ou aulas com professores. Existem centenas deles, em geral muito instrutivos. Eles podem ser um complemento perfeito para seus estudos.

Obviamente, a principal desvantagem de assimilar algo sozinho é a falta de orientação. Ninguém estará lá para aconselhá-lo pessoalmente sobre como tocar ou sobre conceitos musicais. Você não vai ter ninguém para lhe dizer o quão bem está tocando. É um pouco irritante... Como você sabe se está cometendo erros de tempo, na leitura das notas, postura corporal etc.? O aprendizado de piano como autodidata tem o risco de criar maus hábitos que, posteriormente, podem ser difíceis de corrigir.

Além disso, durante a aprendizagem do piano, uma hora ou outra você vai ter um bloqueio. É inevitável: você vai vivenciar isso. Muitas vezes é difícil superar esses obstáculos sem ajuda externa e personalizada. E esse problema não é exclusivo à aprendizagem do piano.

Aprender piano como autodidata.
Motivação e perseverança são as palavras-chave!

Em última análise, para entender como comandar um piano sozinho, é preciso estar particularmente motivado e perseverante. A experiência mostra que muitas pessoas que decidem começar a estudar piano por conta própria (sem aulas) acabam desistindo. Mesmo que o piano seja um lazer, o seu estudo exige força de vontade e esforço contínuo. É fácil desanimar.

Para resumir, é possível ser um autodidata. Certamente não é o método mais simples, especialmente se você quiser progredir de verdade e adquirir um bom nível.

Comece já sua aula de teclado!

Os melhores professores de Piano disponíveis
Bia
5
5 (44 avaliações)
Bia
R$92
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (87 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (24 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (14 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (14 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Bia
5
5 (44 avaliações)
Bia
R$92
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (16 avaliações)
Matheus
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Antônio
5
5 (40 avaliações)
Antônio
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (87 avaliações)
Fernando
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Gabriely trindade
5
5 (24 avaliações)
Gabriely trindade
R$30
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Davi
5
5 (14 avaliações)
Davi
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana paula
5
5 (14 avaliações)
Ana paula
R$45
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Aula de piano com um professor: a abordagem mais rápida e eficaz

A vantagem é que nunca é tarde demais para aprender piano com um profissional, seja você iniciante ou músico experiente. A vantagem de estudar com um tutor é óbvia: o ensino personalizado.

Um mestre de piano (particular ou vinculado a uma instituição) é como um guia que o ajuda a atingir seus objetivos.

Mais do que apenas um orientador, o professor de piano também é uma pessoa que pode motivá-lo, e assim evitar que você desista de suas aulas de piano. Muitas vezes é difícil alcançar objetivos ambiciosos sozinhos. O profes também pode falar, de maneira mais popular e acessível, sobre o entusiasmo que ele carrega : não há nada mais eficaz em termos de motivação do que ter um educador apaixonado.

A verdade é que existem educadores para todos os gostos. Ao escolher um profissional no Superprof, por exemplo, você tem de levar em conta vários critérios. O principal é, naturalmente, o nível de estudos. Se você já é experiente e simplesmente quer aperfeiçoar sua técnica de piano, evite professores que ofereçam apenas aulas para iniciante.

Como aprender com um professor particular?
Descubra um dos nossos Superprofs de piano!

Por outro lado, enquanto alguns "profs" têm uma abordagem centrada no piano como aparato de entretenimento, outros oferecem aulas muito mais "acadêmicas" e exigentes. Assim, alguns alunos ambiciosos podem ficar desapontados com a falta de autoridade de seu mestre, por mais paradoxal que possa parecer. Portanto, escolha um tutor alinhado às suas expectativas.

Para encontrar o educador certo, você deve primeiro fazer várias perguntas:

  • O que eu já sei? Quais são as minhas bases?
  • Quais são os meus pontos fortes e fracos?
  • Como tocar piano?
  • Quais pontos gostaria de trabalhar em prioridade (solfejo, técnica, estilo musical ...)?
  • Por que eu quero dominar o piano? Quais são meus objetivos? Quero dedilhar apenas para familiares, quero fazer concertos, entender como compor?
  • Quais são os objetivos de uma aula de piano?
  • Quais as melhores metodologias de piano?
  • Quantas horas por semana estou disposto a dedicar ? Quero fazer sacrifícios para alcançar meus objetivos?
  • Quando praticar o piano?

Se você tiver a resposta para todas essas questões, fica mais fácil de encontrar o tutor adequado às suas necessidades. Explique claramente os motivos que o levaram a solicitar seus serviços. Vocês podem definir um cronograma de trabalho juntos.

Dica: se você não pode pagar por um professor particular, procure um conservatório perto de você ou certifique-se de que o professor pode fornecer o instrumento durante essas sessões. Saiba que, em geral, os professores de piano no Superprof oferecem taxas muito mais baixas do que as praticadas em outros lugares.

Aulas de piano com um especialista na escola ou em aulas particulares?

Você prefere ser orientado por um profissional na hora de ter acesso às primeiras escalas no piano? Ok. Mas antes disso, é preciso fazer uma escolha importante: professor particular ou estabelecimento educacional?

Para estudantes mais jovens, aulas particulares de piano permitem um rápido progresso.
Você pode fazer um curso de piano em qualquer idade. O mais importante? Motivação.

O primeiro critério de escolha continua sendo o lado prático.

Na verdade, se não tem uma escola de música ou um conservatório nas proximidades, você vai ter de percorrer dezenas de quilômetros por semana para chegar na sua aula. Neste caso, é mais adequado encontrar um bom tutor particular que vá até sua casa.

Caso você tenha essas duas opções, passe para a próxima etapa e faça algumas perguntas:

  • Qual a finalidade de dominar o piano (por diversão, para se tornar profissional um dia ...)?
  • Que tipo de aula você está procurando (aulas personalizadas, ensino mais focado ...)?
  • Que estilo de acordes e arranjos você quer executar (clássico, rock, jazz, mpb, moderna...)?
  • Você prefere aulas individuais?

Concretamente, depois de ter respondido a estas poucas perguntas, a escolha vai acontecer com naturalidade.

Para sua informação:

Se você optar por aulas em conservatório, você vai encontrar:

  • Rigor e regularidade no currículo,
  • Uma formação voltada para o clássico,
  • Aulas de piano, mas também aulas obrigatórias de solfejo,
  • Intercâmbios facilitados entre estudantes,
  • Exames para validar o nível alcançado.

Com aulas particulares, você encontra:

  • Ensino personalizado,
  • Maiores possibilidades de estilos musicais,
  • Flexibilidade na organização das aulas,
  • Aulas adaptadas ao seu ritmo de aprendizagem.

Geralmente quem escolhe o conservatório é porque está em busca de uma carreira profissional. É uma forma de adquirir uma base sólida e uma cultura musical muito boa. Se você quiser dominar o piano para se divertir e reproduzir músicas que gosta, além do repertório clássico, um professor particular pode acompanhá-lo e será mais fácil de atender às suas expectativas.

Saiba como encontrar uma boa aula de teclado no Superprof!

15 motivos para fazer aulas piano teclado

Mãos tocando teclado.
Independente das "lessons", sejam elas gratis ou com preco mais alto, os benefícios proporcionados pelas teclas são os mesmos.

Independente de você ter crescido em uma família de músicos e ser constantemente encorajado a praticar horas intermináveis ​​antes de recitais, ou de você ter que correr atrás dos seus momentos com as teclas já que ninguém ao seu redor se dedica a esta atividade, certo é que existem benefícios inquestionáveis ​​ao se manipular instrumentos musicais, especialmente quando se trata de teclado. Além disso, estudos mostram que nunca é tarde demais para começar a fazer cursos piano, já que a contribuição para a saúde mental e física se aplicam a todas as idades.

Se você deixou de ser um aluno de violao para se tornar um pianista, então chegou a hora de conhecer nada mais, nada menos do que quinze vantagens que o acesso às teclas pode proporcionar, seja ele através de cursos encontrados no Superprof ou com um programa autodidata.

1. Previne a perda de audição, a perda de memória e o desenvolvimento de demência em idade avançada

A capacidade de processar sinais auditivos geralmente diminui à medida que envelhecemos. No entanto, os participantes de um estudo recente que continuaram a praticar ao longo da vida mostraram que essa prática ajudou a reverter o declínio da atividade cerebral, da memória e da perda auditiva do ouvido interno. Ou seja, depois que você deixar de ser iniciante e dominar as teclas do seu aparato, você será capaz de cuidar do seu cérebro e da sua audição de maneira totalmente gratis!

2. Melhora as habilidades de contagem e matemática

Um estudo conduzido por Martin F. Gardiner e seus colegas do Centro para o Estudo do Desenvolvimento Humano da Brown University descobriu que aula de piano focada em ampliar a dificuldade aumentou significativamente as habilidades matemáticas de alunos da segunda série (quando comparados com seus colegas que não eram pianistas). Essa é ou não é uma ótima razão para fazer um curso de teclado para complementar aquele curso de canto?

3. Proporciona o exercício de novas habilidades linguísticas

Um estudo no início da década de 1990 descobriu o "efeito Mozart" em crianças. Tal efeito mostrou que o desenvolvimento inicial da linguagem e a inteligência espaço-temporal poderiam ser impulsionados por aulas de teclado para pré-escolares. Além disso, um estudo do Dr. Charles Limb mostrou que pianistas que tocam solos utilizam seus cérebros linguisticamente, como se estivessem "conversando" com as teclas, respondendo a elas de maneira conversacional e gramatical.

Criança tocando piano em preto e branco.
Crianças só tem a ganhar durante a aula do Superprof!

4. Melhora a compreensão da leitura

Um estudo de 1993 resumido no jornal de Psicologia Educacional mostrou que a habilidade de discriminar o tom - habilidade fundamental aprendida ao se dedilhar um piano - estava ligada ao bom desempenho de leitura. Além disso, aprender a memorizar músicas antes de executá-las exercita habilidades de compreensão de leitura e a parte do cérebro responsável pela memória.

5. Incentiva a criatividade

A Dra. Ana Pinho realizou um estudo sobre pianistas de jazz. Monitorando a atividade cerebral dos músicos enquanto tocam, ela descobriu que a parte do cérebro responsável pelas respostas padrões ou estereotipadas estava, na verdade, desligada. Em vez disso, quando pianistas de jazz estão tocando, a habilidade de improvisação de seus cérebros é altíssima, fazendo com que eles criem estilos e sons únicos e originais.

6. Proporciona uma melhora da gestão de tempo e organização

Como acontece com qualquer responsabilidade ou hobby, conseguir encaixá-lo à rotina diária e arranjar tempo para seu exercício requer um bom gerenciamento do tempo. Praticar teclado ou qualquer outro dispositivo que exija uma programação rotineira é particularmente eficaz para desafiar nossa capacidade de gerenciar e organizar o tempo. Para as crianças, fazer cursos nos quais elas têm acesso às teclas, fazer malabarismos, jogar video game e brincar no jardim, por exemplo, são ótimas oportunidades para assimilar e incorporar essa habilidade para a vida toda.

7. Melhora a concentração, a disciplina e a paciência

Várias áreas do cérebro se iluminam quando tocamos instrumentos, seja em ritmo de rock, pop bossa nova ou qualquer outro que agrade o aluno, acompanhado por uma voz em canto ou não.

Cientistas que estudam o cérebro de músicos enquanto eles tocam descobriram que tal ato é equivalente a um treino cerebral de corpo inteiro. Isso porque ele fortalece várias áreas deste órgão, incluindo a capacidade de concentrar, focar e aplicar o conhecimento. Sendo assim, comandar instrumentos musicais nos permite exercitar nosso cérebro.

Professor e aluno criança durante aula de piano.
Cursos particulares são uma ótima opção para quem quer se tornar um pianista rapidamente.

Portanto, quem tem contato constante as teclas de um piano tem grandes chances de alcançar um aumento da paciência, da concentração e da disciplina em outras áreas da sua vida.

8. Fortalece os músculos das mãos e a coordenação "mão-olho"

Manusear um aparato como o piano requer coordenação "olho-mão". Um estudo recente sobre controle motor de mão em músicos sugere que pianistas realmente mudaram o mapeamento cortical para aumentar a velocidade dos dedos.

Para crianças e adultos com habilidades motoras reduzidas, ter aula de piano, por exemplo, pode desafiar essas conexões cerebrais ao movimento motor e até mesmo fortalecer a coordenação.

9. Melhora o ritmo e a coordenação

Conseguir acompanhar o ritmo é essencial um aluno que faz cursos para se tornar um bom pianista. Tal destreza também demonstrou ter um efeito positivo nas habilidades de leitura em crianças.

De acordo com o jornal acadêmico Psychology of Music, “as crianças expostas a um programa de vários anos de cursos de música envolvendo treinamento em habilidades rítmicas, tonais e práticas cada vez mais complexas exibem desempenho cognitivo superior em habilidades de leitura quando comparadas aos seus colegas não treinados musicalmente.”

10. Aumenta a autoestima

Em um estudo de 2014 com alunos da quarta série de um colégio público no Canadá, crianças que receberam aulas particulares de piano por três anos tiveram melhores resultados em medidas de autoestima e testes de desempenho escolar nesta disciplina.

Ter acesso às teclas e experimentar a emoção do aprendizado depois da assimilação de uma peça musical é uma forma incrivelmente poderosa de aumentar a confiança.

11. Expande o conhecimento cultural

Em um estudo de 2016 com mulheres e homens da Amazônia, a preferência por melodias foi considerada estritamente cultural e não embutida em nossos cérebros. Contrariando as suposições anteriores sobre as preferências de nossos cérebros de acordes dissonantes versus consoantes, as descobertas do estudo apoiaram o estudo do teclado como uma forma de expandir nosso conhecimento cultural de diferentes sons, estilos e tipos de musicalidade.

Especialmente para as crianças, essa exposição é essencial para encorajar a abertura de espírito e a diversidade cultural desde cedo.

Tocando piano na rua.
Não importa quando e onde: a experiência do contato é fundamental para a formação!

12. Reduz o estresse e a ansiedade

Um artigo de 2013 publicado pela National Library of Medicine descobriu que o manuseio do piano pode realmente ajudar a tratar a depressão e a aliviar o estresse em idosos.

Apesar do grupo demográfico estudado ser mais velho, a descoberta de que dedilhar algo concreto em um piano pode servir como um tratamento holístico e natural para depressão e transtornos de humor serve como uma boa motivação para todas as idades.

13. Fornece um momento de entretenimento “desconectado”

Limitar o uso de smartphones, tablets e computadores é algo que as pessoas precisam fazer cada vez mais. O efeito do tempo excessivo gasto diante de telas está relacionado ao aumento da atrofia cerebral, do comprometimento do funcionamento cognitivo e até mesmo do aumento do vício devido ao comprometimento do funcionamento da dopamina.

Se dedicar ao piano, por exemplo, é uma atividade que contribui para pessoas de todas as idades se afastarem das telas e se espairecerem de maneira desconectada para se divertir.

14. Permite a aprendizagem cinestésica e tátil

Em 2013, um instituto em Barcelona, ​​Espanha, estudou os efeitos de diferentes ambientes de aprendizagem cinestésica e atividades de lazer. O estudo descobriu que os participantes que foram designados a praticar piano, em oposição a outros que praticavam esportes, pintura, etc., mostraram maior melhora neuro e psicológica na escala que estavam usando.

15. Altera a estrutura do cérebro e a capacidade mental

Muitas pessoas se definem como boas ou não boas no que diz respeito a habilidades musicais. Você com certeza já deve ter ouvido alguém dizer: "Não sou nada musical!"

Gottfried Schlaug, diretor do laboratório de música e neuroimagem do Beth Israel Deaconess e da Harvard Medical School em Boston, confirmou por meio de vários estudos que os cérebros de algumas pessoas são de fato mais adequados para assimilar esta disciplina. No entanto, todos os humanos podem se beneficiar e, até mesmo, mudar a maneira como seu cérebro processa informações e aprende novas habilidades durante a aula de piano.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

5,00 (2 note(s))
Loading...

Fernanda

Socióloga e mestre em Letras Modernas pela Sorbonne. Entre França e Brasil, trabalho com jornalismo e projetos socioeducativos há 20 anos. Apaixonada por música, cinema e yoga. Acredito na cultura e na educação como pilares de transformação da sociedade.