Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

As técnicas para o desenho do mandarim

De Carolina, publicado dia 15/06/2018 Blog > Idiomas > Chinês > Como desenhar os caracteres chineses no pincel?

A caligrafia chinesa (saiba como fazê-la), também chamada de 书法, é uma das artes mais antigas da história da humanidade. O controle do gesto, a qualidade da linha e seus sentimentos cruzaram os milênios enquanto evoluem até hoje em seu estilo e em sua técnica.

Artistas como Ouyang Xun, Wang Xizhi e Ngan Siu-Mui deram sua “nobreza” a essa atividade que está ecoando mais e mais entre os ocidentais e os lusófonos em particular.

Enquanto alguns vêem a qualidade do traço como uma revelação do estado de espírito, a caligrafia chinesa é frequentemente – se não o tempo todo – associada a valores de relaxamento, fuga e espírito.

Núcleo duro da cultura chinesa desde os tempos antigos, vamos ver como essa atividade pode ajudar a aprender chines e a escrever deixando o seu kit de canetas em casa.

Arte ancestral, a caligrafia é usada para aprender a escrever em chinês?

Hoje, mais de cinco mil letreiros chineses foram listados pelos pesquisadores.
Qual é a diferença entre o grande selo (dàzhuàn) e o pequeno selo (xiozhuàn)?

Mandarim é uma língua com seus desafios A parte rural chinesa também tem muito a nos ensinar

Considerada como uma filosofia de vida, um momento de afirmação da própria presença para si mesmo ou uma melhoria da destreza do ser humano, a caligrafia é uma arte ancestral…

Os traços deixados pelo povo chinês ao longo dos séculos, seja da Dinastia Xia, do Han ou do Ming, não deixaram de despertar a consciência da beleza dos caracteres chineses.

Como o desenho caligráfico, a escrita de caracteres chineses é baseada em muitas regras, especialmente no que diz respeito à ordem dos traços.

Assim, toda a escrita chinesa é caligráfica, exceto quando se refere à arte da caligrafia. É óbvio que aprender essa arte ancestral facilita o aprendizado da escrita do mandarim.

Estilos de caligrafia chinesa

Existem agora 6 estilos referenciados de caligrafia chinesa que influenciaram a escrita de hanzi durante vários milênios.

  1. A escrita Jia Gu Wen: mais de três mil anos de idade, provavelmente criada na dinastia Shang ou Yin, esse estilo foi descoberto no século passado sobre os ossos e as cascas das tartarugas.
  2. A escrita selo ou zhuanshu: elaborada na época da dinastia Zhou, esse estilo de escrita caligráfica foi exercido sobre os bronzes (jinwen). Ainda é relevante.
  3. O escrito oficial, “escribas” ou lishu: criado durante a criação do império, esse estilo foi concebido para ser mais simples, mais rápido para ser usado pela administração. Sua proximidade com os sinogramas contemporâneos é inegável.
  4. A escrita regular, “normal” ou kaishu: apareceu na dinastia Han, já no século 3 dC, esse estilo foi concebido para ser elegante, regularizado e estável. É o estilo de caligrafia que se aprende nas escolas da República Popular da China.
  5. A escrita usual ou xingshu: esse estilo é um derivado do estilo regular em sua versão cursiva. Também apareceu sob o Han e é baseado no aumento da velocidade de escrita.
  6. A escrita da erva ou caoshu: nada a ver com qualquer escrita relacionada às ervas psicotrópicas, esse estilo quer ser ramificado, livre e cujas letras estão ligadas. Muitas vezes difícil de ler, essa escrita é feita sem a ajuda de um quadrado imaginário e dá lugar a muitas variantes.

Descubra como aprender o alfabeto chinês

Tudo pode te encantar na cultura chinesa Conheça as maravilhas naturais chinesas

Aprender a escrever chinês via caligrafia: ao alcance de todos?

Caligrafia inclui uma gama infinita de variantes impulsionadas por artistas.
Quais são os seis estilos de referência na caligrafia chinesa?

Aprenda caligrafia no Ocidente

Muito popular no Ocidente, especialmente por suas virtudes de introspecção, relaxamento ou meditação, a beleza da caligrafia chinesa continua a atingir novos amantes da arte chinesa.

Praticar, aprender mandarim é apenas uma opção, embora muitas vezes as pessoas que aprendem caligrafia combinem aulas de chines para falar, entender e aprender a escrever chinês.

Como qualquer arte, a caligrafia exige um certo talento, assim como uma atenção especial, até mesmo diária, para se aperfeiçoar.

O material necessário para a caligrafia chinesa

Antes de ser acessível a todos, a caligrafia é especialmente acessível para pessoas motivadas, que se envolvam – às vezes além das artes marciais – incluindo o uso de equipamentos básicos.

De fato, da mesma forma que o futebol, o canto e a música, respectivamente com uma bola, um microfone ou um violão, a caligrafia é a arte de escrever e requer ferramentas.

Chamado de “Quatro Tesouros” pelos falantes de chinês, essas ferramentas são divididas da seguinte maneira:

  • O pincel de caligrafia: o tamanho, a alça do corpo de bambu e os pelos devem ser adaptados a sua mão e as ambições do seu calígrafo. Os pelos geralmente vêm de animais como cabras ou lobos. Certifique-se de que o pincel esteja na sua forma inicial antes de deixá-lo secar.
  • Tinta chinesa: forma geralmente líquida, é melhor obter uma boa qualidade que não “baba” demais.
  • Papel de arroz: diferentes tamanhos, formas e materiais estão disponíveis. Siga o conselho do professor antes de comprá-lo porque alguns papéis absorvem muito a tinta. Observe que o papel amarelado é usado apenas para treinamento.
  • A pedra da tinta (ou tinteiro): uma ferramenta antiga, permite obter tinta esfregando simplesmente a tinta sólida e água.

Use a caligrafia chinesa para decompor as letras

Há um estilo de escrita muito antigo. O de Ouyang Xun data de 580 a.C.!
Podemos passar anos aperfeiçoando os traços básicos da escrita chinesa…

Aprenda mandarim no país oriental A tradição está lado a lado da modernidade chinesa

Tecnicamente falando, a caligrafia chinesa é uma benção para todos os interessados pela China e sua cultura que procuram descobrir a arte da escrita chinesa, sem necessariamente recorrer a um curso de chines aprofundado…

Como na escrita chinesa, a pessoa desenha sua caligrafia em um quadrado imaginário, com a exceção de calígrafos profissionais que se permitem certos direitos artísticos.

As proporções e o equilíbrio, que estruturam os caracteres, são solicitados como na escrita dos caracteres de hanzi. Eles lhes dão uma forma regular, geométrica e proporcional.

Cada caractere é dividido em linhas sucessivas, que seguem uma ordem e uma tipologia específicas.

Agora padronizada na China, a caligrafia chinesa é executada – como para os caracteres chineses – da esquerda para a direita e horizontalmente. É, portanto, uma base inegável para aprender a escrita de caracteres chineses e o mandarim online pela internet ou por meio de manuscrito.

Por outro lado, em Taiwan, Hong Kong, Macau, Singapura e outros cantos em que se pratica chinês, as tradições da escrita persistem à medida que os sinais sigam uma ordem diferente:

  • De cima para baixo
  • E da direita para a esquerda.
    (Note que isto é conveniente para ler obras literárias antigas).

Durante a iniciação à caligrafia, por exemplo, o aluno é frequentemente solicitado a identificar os 8 traços básicos no caractere “yong” dividindo-o. Assim, adquire-se um método que serve para identificar os traços dos caracteres chineses para entender seu significado e, naturalmente, melhorar sua compreensão escrita.

Onde se pode aprender a escrever chinês com caligrafia no Brasil?

O que você deve desenhar durante uma introdução à caligrafia?

Como se deve segurar o pincel para se aperfeiçoar na caligrafia?

Seja em escolas especializadas em chinês, centros culturais ou oficinas de caligrafia chinesa, aprender a caligrafia é muito popular no Brasil.

Faça progressos no chinês As belezas chinesas vão te inspirar para as aulas de mandarim

Faça aulas de caligrafia chinesa em São Paulo

O Instituto Confúcio na Universidade Estadual Paulista (UNESP) é uma organização completa onde você pode aprender chines em todas as suas formas. Inclusive, a caligrafia chinesa! A disciplina pode ser considerada artística para adultos e adolescentes. Em números reduzidos, não mais de 10 alunos por turma, os valores da caligrafia chinesa, como concentração, equilíbrio pessoal ou paciência, são transmitidos.

Operando trimestralmente, incluindo 10 aulas de caligrafia, este estabelecimento conta com seu corpo docente com anos de experiência.

Todos os materiais devem ser comprados pelos alunos para garantir a compreensão e reprodução da postura correta, a formação de características básicas e diferentes estilos de caligrafia.

Vá para a sede do Instituto Confúcio na Unesp em São Paulo
Endereço: Rua Dom Luís Lasanha, 400 (esquina com Av. Nazaré) – Ipiranga

Faça aulas de caligrafia chinesa no Rio de Janeiro

Na cidade maravilhosa, vamos citar as aulas coletivas de caligrafia chinesa e aulas de mandarim da Pontifícia Universidade Católica – PUC Rio.

Há um curso de extensão de 30 horas de Caligrafia Chinesa. A antiga arte é destacada em seu nível elementar. O aluno saberá identificar os ideogramas chineses. É ótimo para os interessados na cultura chinesa e para quem quer ter uma iniciação na escrita da China.

Faça aulas de caligrafia chinesa em Belo Horizonte

A capital mineira também possui uma unidade do Instituto Confúcio na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Eles oferecem aula de mandarim e, claro, também explicam os princípios da caligrafia chinesa. Entre em contato com o Instituto pelo telefone e veja se eles têm um curso específico para a caligrafia chinesa.

Há também cursos de mandarim do nível avançado ao básico, mandarim para negócios, atividades culturais, bolsas de estudos na China, Exames de Proficiência HSK e HSKK e testes de nivelamento

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar