As crianças se familiarizam muito cedo com o desenho!

Uma vez após o período dos primeiros rabiscos, elas aperfeiçoam seu controle de gestos e coordenações motoras finas. Em paralelo, desenvolvem também seu senso de observação.

  • Seu filho tem um interesse real em desenhar?
  • Você planeja levá-lo para aulas para melhorar sua técnica?
  • Você tem alma de artista e quer compartilhar sua paixão dando lições de desenho para crianças?

As aulas de desenho são um complemento interessante para a educação artística ministrada na escola primária. Essa é uma oportunidade para fortalecer a relação entre a arte e a criança e dar-lhe a oportunidade de desenvolver seu talento e espírito criativo...

Os melhores professores de Desenho disponíveis
1a aula grátis!
Agnes
5
5 (14 avaliações)
Agnes
R$75
/h
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (21 avaliações)
Rafael
R$50
/h
1a aula grátis!
Jenny
5
5 (18 avaliações)
Jenny
R$55
/h
1a aula grátis!
João paulo
5
5 (10 avaliações)
João paulo
R$70
/h
1a aula grátis!
Célia
5
5 (17 avaliações)
Célia
R$90
/h
1a aula grátis!
Douglas
5
5 (17 avaliações)
Douglas
R$40
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (94 avaliações)
Maria alice
R$20
/h
1a aula grátis!
Val
4,9
4,9 (8 avaliações)
Val
R$40
/h
1a aula grátis!
Agnes
5
5 (14 avaliações)
Agnes
R$75
/h
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (21 avaliações)
Rafael
R$50
/h
1a aula grátis!
Jenny
5
5 (18 avaliações)
Jenny
R$55
/h
1a aula grátis!
João paulo
5
5 (10 avaliações)
João paulo
R$70
/h
1a aula grátis!
Célia
5
5 (17 avaliações)
Célia
R$90
/h
1a aula grátis!
Douglas
5
5 (17 avaliações)
Douglas
R$40
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (94 avaliações)
Maria alice
R$20
/h
1a aula grátis!
Val
4,9
4,9 (8 avaliações)
Val
R$40
/h
1ª aula gratuita>

Com qual idade a gente começa a desenhar?

Antes de fazer as aulas de desenho, a criança deve ter adquirido certas habilidades.

Entre o desenho para se divertir e descobrir as técnicas básicas, há um grande passo a dar!

Como disse Pablo Picasso: "Todas as crianças são artistas. O problema, é continuar sendo artista depois de adulto"

Antes de 6 anos, a criança desenha para se divertir. Essa atividade permite que ele desenvolva suas habilidades motoras e desperte seus sentidos. Isso faz parte dos benefícios de atrair os pequenos.

Comece agora seu curso de pintura!

Lápis coloridos: cores são mágicas e deixam a vida mais feliz
Deixe todo o material que o pequeno precisar disponível para o desenho

A criança pratica essa atividade todos os dias na escola e em casa. Seja em oficina de pintura ou oficina de desenho, eles ainda não têm o objetivo de representar fielmente um modelo.

Isso continua sendo um meio de expressão, é claro, mas a criança ainda não possui as capacidades cognitivas necessárias para apreender o desenho de forma realista, como a materialização de seu senso de observação.

Oficinas de desenho para crianças no jardim de infância são projetadas para despertar sua imaginação e seu senso criativo. É também uma oportunidade para descobrir as cores, o espaço e começar a aproximar os gestos do desenho. Isso resulta em oficinas divertidas em que a criança pode florescer livremente.

Muitas vezes, com a aprendizagem da leitura, as crianças encontram uma nova atividade de predileção. De repente, eles descobrem livros como novas descobertas. Alguns também tendem a deixar o desenho de lado para explorar outro universo: as histórias.

Se o seu filho continua a viver diariamente com um lápis na mão, é porque sua paixão pelo desenho está bem ancorada. É nessa idade que é bom pensarmos em matriculá-lo em cursos para aprender técnicas de desenho e abrir-se para o mundo da arte em todos os seus aspectos. É certo que as crianças têm um forte potencial artístico para se desenvolver (como incentivá-lo?). Pintura, desenho, tudo pode ser aprendido desde muito cedo!

O desenho e o desenvolvimento infantil

Desenhar é uma forma de a criança lidar com a realidade que a cerca, representando situações que lhe interessam.

Você sabia que crianças com entre 1 ano e 1 ano e meio já podem segurar um lápis na mão? E a ação é automática: com o lápis, caneta ou giz de cera em punho, ela já começa a rabiscar em cima do que está ao seu alcance...

O desenho permite que a criança desenvolva suas habilidades motoras e, em particular, a gerenciar suas ações, coordenar melhor seus movimentos. Ele explora materiais e faz novas descobertas sensoriais.

O chamado realismo fortuito inicia-se aos 2 anos, é quando a criança percebe que seus traços assemelham-se com algo. A partir daí, procura fazer novamente, até automatizar, gerando uma habilidade gráfica, adquirindo melhores resultados, deixando assim os rabiscos sem nomes, passando a nomeá-los.

Ela já não faz rabiscos em forma de espirais. Suas linhas tornam-se mais precisas. Ele começa a ter o hábito de desenhar da esquerda para a direita. Nessa fase, a criança já desenvolveu seus músculos e sua visão. Ele consegue seguir gestos graças à sua visão e antecipar movimentos.

O que não era originalmente um desenho se torna em um com a idade de cerca de 4 anos. É nesse momento que a criança começa a querer representar coisas que ele conhece através de seus desenhos. Ele, então, desenha formas e começa a reproduzir homens. De certa forma, ele desenha um rosto, um retrato, seu autorretrato.

Durante os anos do jardim de infância, vemos claramente que seus desenhos evoluem. A criança aprende a desenhar personagens de forma mais realista:

Inicialmente, a criança desenha um homem “boneco”. Ele o representa com a forma de um círculo,  com pernas e braços. Posteriormente, a criança adiciona uma segundo círculo que simboliza o tronco e alguns detalhes da anatomia do corpo humano. Ele desenha o pescoço, o cabelo, os olhos, a boca, os dedos, os pés, até o umbigo… É apenas por volta dos 6 anos que a criança começa a vestir o homem atraindo roupas.

Comece agora suas aulas de desenho!

Um pai ensina seu filho a desenhar
O desenho integra a criança com a sociedade à sua volta

Esses estágios comuns à grande maioria dos pequenos mostram que inicialmente eles não desenham o que veem, mas uma representação do que sabem. É somente crescendo que eles aprendem localizando-se no espaço, especialmente para fazer representações mais realistas.

Antes de 7 anos, os elementos que compõem o desenho podem parecer desproporcionais. A criança ainda não tem a noção de perspectiva. Também é comum que ela desenhe uma casa e veja seus ocupantes, como se as paredes fossem transparentes.

O desenho é, portanto, uma atividade que promove:

  • Desenvolvimento cognitivo: a criança usa seu conhecimento para fazer desenhos. Essa atividade faz o pequeno cérebro trabalhar e estimula seu senso de observação.
  • Desenvolvimento de coordenação de gestos: ao fazer formas geométricas, a criança começa a dominar seus gestos. Ele agora desenha linhas horizontais e verticais e para quando o resultado desejado é alcançado. Isso era impossível para os pequeninos que mexem suas mãos sem controlá-las perfeitamente ou ser capaz de respeitar os limites de uma folha em branco.
  • Melhoria das coordenações motoras finas: em seguida, a criança aprende a traçar elementos cada vez mais detalhados, em superfícies menores. Acabou-se os grandes desenhos. A criança pode se limitar a uma superfície menor e realizar formas mais complicadas.
  • Afirmação de sua personalidade: a criança se expressa através do desenho. Ela se coloca em prova. Ao longo de suas criações você notará muitas variações: traços fortes se ele estiver irritado ou mais leve. Ele também aprende a desenvolver sua paciência a perceber o desenho que ele tem em mente. Às vezes, tem que redobrar esforços e concentração para conseguir isso.
  • Desenvolvimento do seu senso artístico, da sua criatividade: com o desenho, deixe lugar para a imaginação. Não só para representar os personagens e objetos de sua escolha, mas também para verbalizar o que ele conseguiu. Os desenhos são, portanto, o suporte de histórias incrivelmente ricas. Você já perguntou a uma criança o que ele desenhou? Seu discurso geralmente é inesgotável sobre o assunto. O mesmo desenho pode ter várias interpretações. Essa atividade desenvolve seu lado criativo.
  • Expressão de emoções: o desenho também permite que a criança se expresse de maneira diferente do que pela fala. Suas criações refletem suas emoções e seu estado de espírito. A escolha das cores é particularmente reveladora. O bebê já é um artista que se expressa criando!

Como organizar uma aula de desenho?

[...] as crianças percebem que o desenho e a escrita são formas de dizer
coisas. Por esse meio elas podem “dizer” algo, podem representar
elementos da realidade que observam, e com isso, ampliar seu domínio e
influenciar sobre o ambiente. - Rosângela Doin Almeida (2003, p. 27)

É óbvio que as aulas de desenho devem se adaptar à idade da criança, mas também ao seu nível!

Crianças de 6 a 10 anos não têm as mesmas habilidades de concentração que um adolescente, por exemplo. Também não têm a mesma maturidade e percepção da realidade. Por isso, é importante adaptar o tipo de curso de desenho online, mas também a sua duração.

Em todos os casos, além da técnica, os curso de desenho devem abordar temas relacionados à arte. Esse é realmente o momento perfeito para apresentar pintores, ilustradores, mas também escultores...

Além das diferentes correntes artísticas!

As aulas grupais são particularmente interessantes para assuntos artísticos. Eles facilitam as trocas, estimulam a criatividade e promovem o desenvolvimento.

Aulas de desenho de 6 a 11 anos

Para os alunos do ensino fundamental, as aulas de desenho costumam ser divididas em várias partes, todas relacionadas ao mesmo tema (um trabalho, uma técnica...). As possibilidades são muitas.

Duas crianças escrevendo em uma caderno
Pequenos gostam muito de imaginar situações e histórias na hora de reproduzir a arte no papel

Podemos assim cortar o curso de desenho em vários momentos distintos:

  • Apresentação de um trabalho e discussão sobre suas características,
  • Explicação da técnica para o trabalho e demonstração,
  • Desenho de um tema específico.

Se a essa idade, as obras dos grandes pintores clássicos são difíceis de alcançar com precisão, é muito fácil se inspirar em artistas contemporâneos ou mesmo em arte abstrata. Assim, as elas podem colorir ou praticar um desenho se inspirando em grandes artistas da arte contemporânea!

Por exemplo: as obras de Keith Haring! Seu lado colorido atrai os  pequenos.

E por que não Matisse?

Então, ensinar a reproduzir trabalhos inspirados em pinturas conhecidas como as de Keith Haring pode ser um bom exercício!

Encontre também um bom profe para um curso de pintura em tela!

Natureza morta também é interessante nessa idade

Esse exercício permite que as crianças trabalhem seu sentido de observação. Por isso, escolha objetos simples antes de organizar a aula do mesmo modo: perguntas e trocas, demonstração e prática.

Elas aprendem a desenhar enquanto se divertem e essas aulas têm a vantagem de estimular sua curiosidade e seu senso de observação.

Aulas de desenho a partir de 12 anos

A partir dos 12 anos, os pré-adolescentes já desenvolveram um sentido muito útil no desenho.

Essa é a idade em que os esboços tornam-se mais realistas. O olhar é exercido, os pequenos prestam atenção nos detalhes. É, então, tempo para ensiná-los a aprofundar no básico e aperfeiçoar sua técnica de desenho.

As habilidades de concentração também aumentam. O aprendiz de desenho pode passar mais tempo em sua composição. O desenho torna-se um verdadeiro meio de expressão. Paisagens, desenhos imaginativos, desenhos de observação, pintura... As possibilidades são muitas de acordo com os gostos, desejos e inspirações de cada um.

Um menino que brinca em uma piscina de bolinhas
A pintura deve ser ensinada para os pequenos como uma brincadeira

Os adolescentes gostam particularmente de abordar tópicos como quadrinhos, mangás ou caricatura. Com isso, eles podem aprender a traçar como os autores de seus quadrinhos favoritos, mas também aprender a arte de contar histórias.

Os melhores professores de Desenho disponíveis
1a aula grátis!
Agnes
5
5 (14 avaliações)
Agnes
R$75
/h
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (21 avaliações)
Rafael
R$50
/h
1a aula grátis!
Jenny
5
5 (18 avaliações)
Jenny
R$55
/h
1a aula grátis!
João paulo
5
5 (10 avaliações)
João paulo
R$70
/h
1a aula grátis!
Célia
5
5 (17 avaliações)
Célia
R$90
/h
1a aula grátis!
Douglas
5
5 (17 avaliações)
Douglas
R$40
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (94 avaliações)
Maria alice
R$20
/h
1a aula grátis!
Val
4,9
4,9 (8 avaliações)
Val
R$40
/h
1a aula grátis!
Agnes
5
5 (14 avaliações)
Agnes
R$75
/h
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (21 avaliações)
Rafael
R$50
/h
1a aula grátis!
Jenny
5
5 (18 avaliações)
Jenny
R$55
/h
1a aula grátis!
João paulo
5
5 (10 avaliações)
João paulo
R$70
/h
1a aula grátis!
Célia
5
5 (17 avaliações)
Célia
R$90
/h
1a aula grátis!
Douglas
5
5 (17 avaliações)
Douglas
R$40
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (94 avaliações)
Maria alice
R$20
/h
1a aula grátis!
Val
4,9
4,9 (8 avaliações)
Val
R$40
/h
1ª aula gratuita>

Bases do desenho para as crianças

O desenho é o conjunto das atividades humanas que desembocam na
criação e fabricação concreta, em diversos materiais de um mundo
figurativo. Estas figuras podem ser feitas de formas carregadas de
emotividade e afetividade de formas codificadas, signos de uma linguagem
elaborada. Elas exigem, para a sua fabricação, da colaboração das mãos
dos olhos, de instrumentos, de técnicas e de materiais. - Louis Porche (1982, p.102)

Através de todos esses temas, os pequenos podem facilmente aprender os conceitos básicos de desenho e aperfeiçoar sua técnica.

Entre os essenciais, encontramos (de acordo com as idades):

  • Desenho linear: aprenda a fazer formas, os contornos de um objeto, respeitar as proporções...
  • Desenho em perspectiva: para passar do desenho em 2D para 3D, o professor de desenho deve transmitir as técnicas essenciais. Esse é um passo essencial para dominar a arte do desenho realista.
  • Técnicas relacionadas a diferentes ferramentas: qual ferramenta para qual suporte? Para que efeito? As aulas de desenho são uma oportunidade para se familiarizar com todos os tipos de ferramentas: tinta acrílica, guache, pintura a óleo, lápis, pastel, caneta, carvão, pedra negra...
  • Os efeitos da estrutura, sombra e luz... Como dar profundidade ao desenho e reproduzir o que vemos? Aprendemos aqui a tocar nos detalhes para fazer reproduções fiéis à realidade, para passar uma emoção ou para valorar um elemento preciso do desenho.
  • Desenho de valores (ou em massas): como jogar nos volumes, os efeitos de luz e fazer aparecer os formulários graças ao contraste assim criado? Uma atividade para cursos avançados que requer uma boa base de desenho.

Assim fica mais fácil desenvolver o seu sentido artístico com o desenho. As oficinas de desenho também são uma oportunidade para aprender sobre a pintura.

Portanto, aprender desenho visa primeiro refinar os recursos, desenvolver um domínio do gesto e adquirir automatismos. Posteriormente, o trabalho se concentra em aspectos técnicos específicos que permitem descobrir novas facetas da arte do desenho.

Quando começamos a aprender o desenho, nunca terminamos. Aprendemos novas técnicas, procuramos, vemos o seu estilo evoluir, encontramos novas inspirações... É verdadeiramente uma paixão evolucionária. Sem esquecer de mencionar para os entusiastas que isso pode abrir belas perspectivas de carreira.

Qual é o perfil de um professor de desenho ideal para uma criança?

O desenho é a manifestação de uma necessidade vital da criança: agir
sobre o mundo que a cerca, intercambir, comunicar. A criança projeta no
seu desenho o seu esquema corporal, deseja ver a sua própria imagem
refletida no espelho do papel. - Edith Derdyk (1994, p. 51)

Para ensinar arte ao público infantil, é essencial ser um bom pedagogo e poder ser paciente.

Por melhor artista que ele seja, ele não saberá ensinar se ele não tiver a capacidade de entender e colocar-se em seu nível.

Um menino que rabisca em seu papel
Quando eles saem dos riscos e passam a bonecos e sol?

Para ensinar o desenho às crianças, é essencial:

  • Amar o mundo infantil e saber como chamar sua atenção: ensinar é quase uma vocação: estamos preparados para isso... ou não!
  • Tornar as aulas divertidas: uma apresentação sobre os começos do cubismo é provavelmente muito interessante, mas certamente não é adequada.
  • Adaptar seu vocabulário: mesmo que você tenha que transmitir e ensinar vocabulário infantil relacionado ao desenho, é importante saber simplesmente explicar os conceitos que lhes são apresentados.
  • Ser um diplomata: não dizer a uma criança que o trabalho dela está perdido. Explique para ela que o resultado é bom e dê alguns conselhos para que ela faça ainda melhor.
  • Estar animado: para progredir, os pequenos alunos precisam ser encorajados. Diante da dificuldade e desmotivação, o professor terá que encontrar as palavras apropriadas para motivá-las cada vez mais e de seu jeito.

Não se esqueça que as aulas de desenho para as crianças devem, acima de tudo, ser sinônimo de prazer! Então, deixe espaço suficiente para imaginação e criatividade para que elas floresçam.

É um momento de relaxamento fora da escola, uma maneira de descobrir o contrário para desenvolver os sentidos e as aptidões. Para que os cursos de desenho sejam produtivos e satisfatórios, é essencial que a criança seja prestativa, que tenha iniciativa própria. Não adianta os pais, família forçarem a barra para que ela siga esse caminho.

Quem sabe? Eles se tornarão verdadeiros artistas?

Como incentivar as crianças a desenhar

Menino desenhando em seu caderno.
Os pequenos devem ter atenção redobrada com seus utensílios

O portal Revista Crescer elaborou umas dicas especiais que contribuem para motivar ainda mais os pequenos a utilizarem o lápis da melhor maneira. Confira:

Ofereça materiais diversos
Papéis coloridos e de diferentes tamanhos e gramaturas, giz de cera, lápis de cor, canetinhas, tintas e pincéas. É importante que a criança tenha acesso a variados materiais para criar e se expressar. Cada um vai proporcionar um desenho diferente. Quanto maior a variedade, mais experiências.

Aumente o repertório
Leve seu filho ao parque, a exposições de arte, a museus, ao zoológico. Mostre fotografias e conte histórias apresentando as ilustrações do livro. É assim que ele aumenta as referências (e a criatividade).

Ajude-o a observar e reparar nos detalhes
Procure despertar o olhar do seu filho. Use o cotidiano. Chame a atenção dele para uma janela grande, para as cores da água do mar, até para o desenho no chão com as gotas de água saídas de um regador, por exemplo. Descubram juntos texturas, formatos de folhas e de nuvens...

Proponha um desafio
Durante um desenho em família, ofereça um tema para o seu filho. Pode ser um animal ou uma situação. Mas resista à tentação de criar modelos, ou seja, comparar o seu trabalho com o dele, corrigir ou mostrar qual é o mais bonito.

Use papéis em branco
Para que seu filho possa usar a própria criatividade livremente, o ideal é que ele tenha acesso a papéis em branco. Só dessa forma, ele pode fazer o que quiser. Quando você oferece um desenho para ele colorir, ele passa a entender que aquele é o modelo certo e bloqueia sua imaginação. É claro que, de vez em quando, não há problema algum pintar um desenho, mas desde que isso não se torne uma regra, ok?

Aplicativos que podem auxiliar no ensino do desenho

Criança pintando uma camiseta.
Use sua imaginação: varie os suportes e os materiais artísticos para estimular ainda mais os aprendizes

E quem disse que a tecnologia não pode contribuir para que a criança se interesse ainda mais pelo desenho? É claro, é preciso saber monitorar e controlar o uso dos apps, mas eles podem sim ser recursos ricos na hora da aprendizagem. Confira nossas dicas:

1 Desenho para crianças: simples, divertido e intuitivo, os pequenos vão adorar. Basta escolher um desenho, a linha tracejada aparece na tela. A criança escolhe suas cores e só precisa reutilizar seu dedo nas linhas para fazer o desenho.

2 Kids Doodle-Color and Draw: um aplicativo para desenhar com o dedo que oferece excelentes possibilidades. Cores de néon, escovas de diferentes tamanhos, a capacidade de traçar fotos, seguir modelos... As crianças podem dar asas à imaginação.

3 Drawnimal: original e criativo, esse aplicativo permite que você saia do tablet ou smartphone. As animações incentivam a criança a colocar o tablet em uma folha na qual ele desenha para prolongar a imagem que aparece na tela. Uma vez terminado, o desenho ganha vida. Esse aplicativo explica como traçar elementos simples para completar o animal que aparece no tablet. Requer o uso de uma folha e um lápis. Permite trabalhar as habilidades motoras da criança.

4 Squiggle Fish: Trazer vida aos desenhos que você faz no papel é mágico! Com esse aplicativo, tiramos uma foto dos peixes que acabamos de reproduzir em uma folha branca e magicamente, ele integra a decoração do aplicativo e ganha vida! Podemos fazer vários peixes e vê-los evoluir no meio do oceano na tela do tablet.

5 DogBiscuit: o livro de desenho para colorir com os dedos. É um aplicativo poético que permite que eles desenhem facilmente através de modelos, cores de personagens, mas também os deixa brincar com personagens interativos e explorar vários mundos.

Precisando de um professor de Desenho ?

Você curtiu esse artigo?

3,71/5 - 7 nota(s)
Loading...

Carolina

Jornalista, pós-graduada em mídias digitais, mestre pela Sorbonne (França) em turismo, patrimônio e meio-ambiente. Minha formação em diferentes áreas permite que eu escreva com liberdade e interesse.