Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Se tornar um baterista de roque pesado

De Camila, publicado dia 26/12/2018 Blog > Música > Bateria > Tocar Hard Rock e Metal na bateria

Eu destruo uma bateria por concerto em respeito ao meu público. Se eu não fizesse isso, ele ficaria desapontado.
Keith Moon – The Who

O metal é hoje o gênero musical mais popular no Spotify, ficando, por incrível que pareça, na frente do pop, folk, country, rock, hip hop e reggae.

O metal é caracterizado como rock por causa da presença de pelo menos um guitarrista, um baixista e um baterista.

O bumbo é geralmente tocado com um pedal duplo neste estilo musical.

Sendo assim, seja fazendo curso de bateria online ou aula de bateria para iniciantes, é preciso dominar essa técnica!

O seu professor de bateria te ensinou o básico do metal, mas você ainda não assimilou os conceitos perfeitamente?

Suas aulas de bateria iniciantes estão muito puxadas e você precisa praticar o que aprendeu sobre metal para revisar?

Você é autodidata, faz aula de bateria online e busca por mais informações sobre esse estilo musical?

Se você se identificou com alguma dessas questões, está fazendo – ou quer fazer – aula de bateria para iniciante e se interessa por metal, então esta matéria foi feita para você: Superprof te explica como tocar o ritmo metal hard rock no instrumento!

E mais: um mini guia sobre estilos musicais a serem tocados na bateria.

Qual é a diferença entre hard rock e metal?

Para quem ainda está na dúvida, então é bom prestar atenção: hard rock e metal são dois estilos musicais muito diferentes.

Primeiro, porque o hard rock (também chamado de rock pesado) é definido principalmente como um período – de 1968 a 1976 – enquanto o heavy metal, que deu origem ao metal, é definido por vários atributos como o look (jaqueta de couro, botons, cabelão, cinto de tacha, etc.)  e temas de canções relacionadas ao horror e aos símbolos do satanismo.

O hard rock usa a distorção da guitarra, baixo, sintetizadores e bateria.

O termo hard rock é frequentemente usado como um termo genérico contendo grunge (Nirvana), punk rock, heavy metal ou rock alternativo.

Daí a frequente confusão com o metal.

É preciso ter força nos braços pra tocar heavy metal! O metal é tocado tão forte que as baquetas podem até quebrar.

O hard rock tem suas raízes no rock’n’roll e no blues (blues rock do Jimi Hendrix, por exemplo), embora seja mais agressivo. No hard rock, os tambores são retos, secos, sem frescuras. O estilo possui um groove simples e eficaz, criado para acompanhar os riffs de guitarra e a voz rouca do vocalista.

O metal é uma evolução do hard rock. Ele nasceu no final dos anos 1970, início dos anos 80. As letras são mais “dark“, com uma agressividade latente.

Os intervalos e os preenchimentos de bateria são muitos. A batida é forte e rápida no bumbo e na caixa, mas leve no chimbal. O som do par de caixa / baixo é resolutamente agressivo.

A melhor maneira para entender tudo isso é com exemplos!

O hard rock é representado por grupos como:

  • AC / DC,
  • Aerosmith,
  • Guns’n’Roses,
  • Led Zeppelin,
  • Kiss.

O metal é definido através de grupos como:

  • Black Sabbath,
  • Iron Maiden,
  • Judas Priest,
  • Metallica
  • Motörhead.

Desde a sua criação, o metal continuou a evoluir para formas ainda mais violentas (black metal, death metal ou ainda thrash metal, como o Megadeth) ou mais nuançado (metal latino, metal funk, metal neoclássico).

Nessa matéria nos dedicamos a falar sobre o metal, já que o hard rock na bateria se aproxima do rock.

Dicas úteis para executar o básico do rock na sua bateria!

Dominar os fundamentos do rock para dominar o metal na bateria

Como dissemos antes, o metal tem suas origens no rock.

Se esse é o estilo de música que você gosta e tem vontade de tocar algumas músicas das suas bandas favoritas, então é preciso, antes de mais nada, dominar o ritmo binário.

O ritmo ternário é reservado para o jazz, então se o metal é o seu objetivo, você não precisará dele.

Hard rock e heavy metal não são a mesma coisa. Heavy metal faz parte do hard rock.

O poum-chak para trabalhar o ritmo binário

Poum-chak é o ritmo de rock mais básico que você pode encontrar.

Em rock e metal, as medidas duram 4 batidas. Mas como é um ritmo binário, contamos “1 e 2 e 3 e 4 e“.

Aprender a bateria é aprender a usar três elementos básicos:

  • Hi-hat (chimbal);
  • Caixa clara;
  • Bumbo.

Assim, os hi-hats devem ser regulares e colocados em todos os tempos (representados pelos números) e todos os contratempos (representados pelo “e”).

Um ritmo poum-chak pode ser dividido da seguinte forma:

  • No 1: chimbal e bumbo,
  • No “e“: chimbal sozinho,
  • No 2: chimbal e caixa,
  • No “e“: chimbal sozinho,
  • No 3: chimbal e bumbo,
  • No “e“: chimbal sozinho,
  • No 4: chimbal e caixa,
  • No “e“: chimbal sozinho.

Comece por prender a mão direita no chimbal, batendo no seu chimbal regularmente.

  • Para um ritmo de rock, o chimbal é tocado na posição fechada (o pé esquerdo apoiado no pedal do chimbal), produzindo um som seco;
  • Para um ritmo de metal, é possível levantar ligeiramente o pé do chimbal, que é tocado semi-aberto, produzindo um som mais energético e metálico.

Em seguida, adicione o bumbo nas batidas 1 e 3 pressionando o pedal do bumbo com o pé direito.

Finalmente, adicione a caixa com a mão esquerda nos tempos 2 e 4.

Suas baquetas se cruzam, a mão direita fica acima da mão esquerda.

Dicas para auxiliar quem quer aprender jazz na bateria!

O poder das batidas

No metal, mais do que no rock, tenta-se golpear as caixas, os pratos e o bumbo intensamente.

A agressividade deve ser sentida sempre, seja em um simples poum-chak e em um chute baixo.

Não hesite em bater bem forte!

O pé direito deve ser afiado e preciso e, para isso, é melhor ficar na meia ponta: apenas a frente do pé é usada para pressionar o pedal. Você vai ganhar velocidade e poder na hora de pisar.

Tenha cuidado para não tirar o pé do pedal, pois isso faz perder um tempo precioso.

A mão esquerda bate na caixa clara de forma ordenada e precisa.

O bumbo e o chimbal também entram no ritmo. A caixa clara é um dos elementos da bateria utilizados na batida de metal.

O uso do pedal duplo de metal

Um bom batera de heavy metal é reconhecido, principalmente, pelo uso do pedal duplo para tocar bateria.

Se seu sonho é se tornar um baterista de metal então é imprescindível aprender a compor na bateria seus próprios ritmos de metal.

Metal sem pedal duplo

Nem todos os professores de bateria ensinam seus alunos a tocar utilizando o pedal duplo. Se esse for o seu caso, não se desespere, pois ainda assim é possível tocar metal!

O chimbal deve ficar em posição semiaberta, ou seja, com o pé esquerdo ligeiramente levantado no pedal. A sua batida precisa ser mantida em um ritmo regular em todos os tempos e nos contratempos.

A caixa clara é tocada nas batidas 2 e 4 com a mão esquerda.

Até aqui, não mostramos nada mais que o poum-chak básico do rock .

Para dar um ar mais metal para essa batida, é preciso trabalhar na adição do bumbo.

No metal, mais greves aparecem dentro do mesmo ritmo. Para conseguir tal proeza, é preciso ser mais rápido com os pés e as baquetas!

No entanto, antes de ser rápido, você tem que ter sucesso em baixa velocidade.

O mais aconselhável é começar a uma velocidade muito lenta e ir aumentando o ritmo gradualmente, de acordo com o seu tempo de domínio dos movimentos em cada uma das velocidades.

Comece com o tempo 1 e depois com o tempo 2. Aumente os dois antes de passar para o tempo 3. Tente adicionar o tempo 3 aos dois tempos anteriores. Idem para o tempo 4.

No início vai parecer um pouco difícil, mas com a prática você vai pegando o jeito e evoluindo.

1 i e e 2 i e e 3 i e e 4 i e e

Tempo 1:

  • No 1: chimbal + bumbo,
  • No “i“: apenas bumbo,
  • No “e“: chimbal + bumbo,
  • No “e“: nada,

Tempo 2:

  • No 2: chimbal + caixa clara,
  • No “i“: apenas bumbo,
  • No “e“: chimbal + caixa clara,
  • No “e“: bumbo sozinho,

Tempo 3:

  • No 3: chimbal sozinho
  • No “i“: apenas bumbo,
  • No “e“: chimbal + bumbo,
  • No “e“: nada,

Tempo 4:

  • No 4: chimbal + caixa clara + bumbo,
  • No “i“: apenas bumbo,
  • No “e“: chimbal sozinho,
  • No “e“: nada. 

Para marcar o “nada” (ou seja, o silêncio), você pode dar um golpe no vazio: isso ajuda muito!

Em seguida, trabalhe esse ritmo de metal com um metrônomo, primeiro 50, depois 75 e finalmente 100. Se você chegar até lá, terá conseguido um som de metal.

Fique atento antes de aumentar a velocidade das batidas:

  • A intensidade no bumbo que deve ser sempre a mesma;
  • Dê um intervalo entre cada batida;
  • As batidas no bumbo e na caixa clara devem ser coordenadas e acontecer ao mesmo tempo.

Nada como um bom baterista tocando metal. Quem gosta de metal vai à loucura quando o baterista espanca o pedal duplo!

Dicas para aprender a compor suas próprias músicas na bateria!

Tocando com o pedal duplo

O pedal duplo é tocado com os dois pés em uma velocidade de batida mais rápida do que com o pedal simples.

Em uma banda de metal, o baterista geralmente utiliza um pedal duplo.

O pedal é colocado próximo à pele do bumbo, bem na frente do pé do baterista, no mesmo local onde se encontraria o pedal simples. O pedal secundário (que não contém um bastão) fica posicionado à direita do pedal do chimbal.

É necessário prestar atenção especial ao espaçamento dos dois pedais.

Isso porque as suas coxas (do baterias que vai tocar com os pedais) precisam ficar paralelas ao chão. Para ajustes, pergunte a um baterista profissional ou pelo menos mais experiente que você (por que não seu professo de bateria?!).

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar