"A felicidade está na cozinha". Paul Bocuse

E ainda é verdade se você decidir remover o glúten de sua dieta por necessidade ou escolha. Muitos brasileiros estão preocupados com os efeitos nocivos do glúten.

No entanto, mudar de uma dieta com glúten para consumir produtos sem glúten não é necessariamente fácil. Devemos revisar completamente nossos hábitos alimentares, identificar produtos que contenham glúten e reaprender a cozinhar.

Isso requer alguns ajustes, mas existem algumas dicas para facilitar a transição. Descubra-as neste post.

Dica sem glúten: evite pratos preparados

Como comer sem glúten? Esqueça os alimentos prontos a vácuo que podem conter glúten.

O glúten é um conjunto de proteínas encontradas em particular no trigo, aveia, centeio ou cevada (mas também espelta, entre outros). Adeus farinha de trigo, pão branco, cereais e outras massas.

O glúten também pode estar escondido em muitos alimentos!

Trigo pode ser evitado?

Os produtos industriais utilizam muito o glúten, especialmente para engrossar o molho.

Por isso, ele pode ser encontrado em caldos, sopas e pratos preparados. Surpreendentemente, batatas fritas congeladas, chocolate e alguns produtos lácteos leves podem conter traços de glúten.

Então como fazer pratos sem glúten?

A solução é simples: evite o máximo possível pratos preparados, como misturas prontas de sopas, molhos desidratados e, especialmente, pratos preparados a vácuo. A alimentação "sem glúten" permite um retorno às fontes, alimentos crus. Eles são melhores para a saúde (sem aditivos) e sem vestígios de glúten.

Volte ao básico!

Adriana
Adriana
Profe de Culinária
5.00 5.00 (4) R$70/h
1a aula grátis!
Patricia
Patricia
Profe de Culinária
5.00 5.00 (5) R$60/h
1a aula grátis!
Ana paula
Ana paula
Profe de Culinária
5.00 5.00 (4) R$30/h
1a aula grátis!
Bianca
Bianca
Profe de Culinária
5.00 5.00 (1) R$62/h
1a aula grátis!
Sara
Sara
Profe de Culinária
R$70/h
1a aula grátis!
Sabrina
Sabrina
Profe de Culinária
R$100/h
1a aula grátis!
Deborah
Deborah
Profe de Culinária
5.00 5.00 (2) R$65/h
1a aula grátis!
Aline
Aline
Profe de Culinária
5.00 5.00 (2) R$100/h
1a aula grátis!

Decifrar os rótulos para evitar glúten

Se você realmente quiser comer biscoitos comerciais, doces das prateleiras sem glúten dos supermercados ou iogurte de chocolate, precisa aprender a decifrar os rótulos para garantir que não está comendo glúten. Quer fazer um curso de gastronomia sem glúten?

Se você tem doença celíaca (intolerância ao glúten), isso é uma questão vital. Se você é hipersensível ao glúten, pode se permitir dar uma beliscada ali, outra aqui, mas sem se jogar em uma baguete inteira.

O glúten está escondido em todos os lugares, mesmo em embutidos. Por isso, verifique se não há menção "pode ​​conter vestígios de glúten": as lentilhas podem ter sido armazenadas no mesmo local que o trigo e possuir glúten. Ou uma sopa de caixinha pode ter sido fabricada no mesmo local que outros alimentos que contêm glúten.

Você pode confiar no símbolo da espiga com a barra, símbolo da ausência de glúten no produto. Veja a lista de ingredientes: se diz cevada, trigo, centeio, amido modificado ou glúten de trigo, fuja!

Conselho sem glúten: cozinhar!

Por que comer sem glúten? Reinvista sua cozinha e compartilhe um momento à dois cozinhando!

A melhor maneira de evitar o glúten ainda é não consumir preparações prontas e reinvestir a cozinha para preparar apenas produtos crus.

Os gulosos podem ficar tranquilos: a dieta sem glúten pode ter muitos alimentos adaptados e várias receitas variando os prazeres.

Lindo é comer aquilo que a gente gosta

O intolerante ao glúten deve consumir mais frutas e vegetais em grandes quantidades bem como óleos vegetais para obter os nutrientes, vitaminas e minerais necessários para uma boa dieta.

Use farinhas sem glúten

A farinha de trigo está presente em muitas preparações culinárias, mas contém glúten. Felizmente, é facilmente substituível seguindo algumas regras.

É altamente recomendável combinar várias farinhas para obter uma mistura equilibrada e um sabor mais neutro. De fato, as farinhas sem glúten têm sabores, texturas e cores muito acentuadas. Ao associá-las, é possível evitar o defeito de cada uma.

Aqui estão as farinhas "essenciais" para cozinhar sem glúten:

  • Farinha de arroz: sabor bastante neutro, é ideal para bolos, molho bechamel, massa de torta... Combine-a com qualquer outra farinha ou amido para superar seu defeito: ser muito quebradiça,
  • Farinha de trigo-sarraceno: sabor forte (gostemos ou não), é perfeita para fazer panquecas, mas também para fazer torta, biscoitos e bolos. Para usar sozinha, se você gosta do sabor ou com outra farinha, amido como Maizena para amolecer,
  • Farinha de milho (fubá): rica em fibras, geralmente é combinada com outra farinha (especialmente arroz) para fazer pão, bolos, panquecas ou tortilhas.

Para variar os prazeres, você também pode tentar farinha de castanha, farinha de grão de bico ou farinha de milho. Não deixe de misturar o máximo de amido (batata, milho ou arroz) na farinha para obter uma preparação mais leve.

Pese sistematicamente suas farinhas, pois possuem texturas e pesos diferentes um do outro e diferentes da farinha de trigo.

Se, após vários testes, você descobrir que o sabor das farinhas é muito forte em algumas preparações doces, você pode adicionar extrato de baunilha (ou noz-moscada, canela ou outras especiarias nas preparações salgadas).

Encontre curso de confeitaria sem glúten! Assim, ficará craque em matéria de cozinhar sem a tal substância...

Substitua o fermento em pó

O fermento em pó é amplamente utilizado no cozimento para fazer a massa crescer e inchar os bolos. Mas contém glúten de trigo. Felizmente, existem soluções para substituí-lo e obter bolos aerados:

  • Goma de guar: usada em sopas, molhos, sorvetes, doces e pães,
  • Goma xantana: você pode misturar goma guar (75%) e goma xantana (25%) para melhorar a textura do seu produto,
  • Fermento de padeiro: seco instantâneo, ativo seco ou fresco. Ao contrário da crença popular, ele não contém glúten,
  • Bicarbonato de sódio: tome cuidado para não colocar muito por causa do seu gosto desagradável (2 a 3g é suficiente para um bolo). Você também pode ocultar seu sabor com uma colher de chá de vinagre ou suco de limão,
  • Claras de ovos em neve: incorporá-las com delicadeza para ventilar sua massa.

Dica: use açúcar não refinado para adicionar mais suavidade e umidade aos bolos.

Uma carne deliciosa e aspargos... tudo sem glúten

Podemos cozinhar uma refeição inteira sem usar alimentos com glúten! Converta seus amigos para sem glúten!

Uma refeição sem glúten

Você tem convidados? Não se preocupe em fazer pratos diferentes para você e eles. Muitos pratos da cozinha são sem glúten: frango, boi bourguignon, blanqueta de vitela, peixe grelhado, omelete, chili com carne...

Aqui está um exemplo de uma refeição sem glúten:

  • Uma entrada à base de vegetais: com vegetais crus ou em sopa, sementes ou oleaginosas,
  • Um prato de carne, peixe ou ovo com alimentos ricos em amido (arroz, batata, quinoa, trigo-sarraceno) ou legumes (lentilhas, grão de bico, feijão branco, feijão) e legumes para acompanhar,
  • Uma sobremesa de frutas (salada, assado, sorvete, mousse), uma mousse de chocolate, um produto lácteo.

Se todo mundo não comer sem glúten em sua casa, considere separar produtos sem glúten de produtos com glúten para evitar confusão e contaminação.

Precisa de curso culinária?

Cozinhar sem glúten: descubra outros cereais e legumes

A culinária sem glúten também é uma oportunidade para descobrir outros cereais e substituir as massas por legumes.

Use arroz integral em vez de arroz branco: é mais nutritivo e pode servir de base para muitos pratos. Ele também fornece uma melhor ingestão de vitamina B e minerais.

Você também pode saborear quinoa, milho e trigo-sarraceno. Existem também derivados de massas sem glúten ou sêmola, mas eles tendem a conter muitos aditivos.

Pense também em leguminosas: lentilhas, feijões, ervilhas, grão de bico... Eles podem variar sua ingestão de amido e são ricos em proteínas vegetais se você quiser reduzir o consumo de carne.

Encontre um curso gastronomia!

Faça o seu pão sem glúten

Se você não pode ficar sem pão, pode fazê-lo substituindo a farinha de trigo por farinha sem glúten.

Quatro dicas para ter sucesso no seu pão:

  • O fermento deve ser ativado em água morna entre 38° C e 43° C: se a água estiver muito fria, o fermento não sobe. Se estiver muito quente, o fermento "morre",
  • Misture água e farinha para permitir um melhor levantamento,
  • Não amasse a massa e cozinhe o pão em um molde untado e enfarinhado (a massa se espalha porque é muito mais úmida que a do pão comum),
  • Se necessário, adicione um pouco de goma de guar ou xantana para uma melhor ventilação (1/2 colher de chá de 200g de farinha).

Qual receita usar no seu pão? Cozinhe sem glúten com sua própria farinha!

Comer sem glúten em sociedade

Comer sem glúten em casa é fácil, mas e se você quiser sair?

Como fugir do macarrão no dia a dia?

No restaurante, escolha saladas que geralmente não contêm glúten. Se você é intolerante ao glúten, prefira um restaurante sem glúten para evitar a contaminação por produtos tradicionais.

Para as festinhas com os amigos, prepare um salgado sem glúten e / ou traga seu pão sem glúten com algum patê para poder comer alguma coisa. Planeje comer um pouco antes.

Em bares, escolha petiscos sem molho (pode conter farinha de trigo para engrossá-los). Batata frita, bolinho de mandioca, pastel de angu, frango à passarinho, mandioca com carne, carne na chapa, etc. Você não vai ficar excluída das saídas só porque come sem glúten...

E em um restaurante italiano? Peça algo com polenta ou escolha uma salada ao invés de uma massa.

Pronto para comer sem glúten?

Precisando de um professor de Culinária ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Carolina

Quero aprender italiano e espanhol, mas preciso mesmo é do inglês... Leio as plaquinhas nos museus, gosto de música e de cinema dos anos 70. De agora, só o Pablo do arrocha que serve.