A China é um país incrível que atrai milhões de turistas todos os anos. Trata-se de um verdadeiro patrimônio histórico-cultural que também encanta pela natureza. Para se ter uma ideia, 60% do território nacional é composto por montanhas e rios.

Se você planeja conhecer o país, saiba que a viagem ideal para essa nação fascinante é aquela de, pelo menos, um mês, onde é possível conhecer algumas das principais atrações turísticas, com paisagens fantásticas, lugares históricos e metrópoles gigantescas.

Mas, considerando que uma estadia de 30 dias é algo que nem todo mundo tem a proeza de fazer, selecionamos algumas dicas para uma viagem mais curta (pelo menos a metade?), onde é possível se organizar para conhecer alguns lugares icônicos, tais como os palácios da Cidade Proibida e a Muralha da China.

Acompanhe neste artigo algumas dicas sobre quais cidade chinesas conhecer em 10 ou 15 dias de viagem - mesmo sabendo que vai faltar muita coisa, ok... Bora lá?

Quais são as cidades chinesas mais encantadoras?

Como estamos falando de um país de proporções continentais, é certo que lugares fascinantes não vão faltar em sua viagem para China. No entanto, há cidades marcantes que recebem turistas de várias partes do mundo.

A capital Pequim é uma dessas cidades encantadoras, uma vez que, atualmente, é um verdadeiro centro político que oferece diversas atrações turísticas durante o ano todo. Outra região interessante conhecer é a de Guilin e Yangshuo. Esta última, no entanto, abriga a Caverna das flautas de Roseau.

O sítio arqueológico de Xian - localizada na província de Shaanxi - é outra atração imperdível, pois lá está o Exército de Terracota, uma das principais descobertas do século XX. Xangai é outra cidade que não pode ficar de fora de sua viagem para China. Os enormes arranha-céus garantem o passeio pela região.

Xangai deslumbrante!
Só os enormes arranha-céus de Xangai já garantem sua viagem para China!

Em seu roteiro de passeio pela China, não deixe de incluir os campos de arroz de Long Sheng, as Montanhas Amarelas de Huangshan e o Parque Florestal Nacional de Zhangjiajie que oferece paisagens exuberantes, com direito a uma passarela de vidro, construída a mais de 1.500 metros de altura. A província de Zhejiang pode completar seu passeio, afinal, é pioneira no desenvolvimento da economia digital no país e, além disso, trata-se de uma região com muitas apresentações de artistas nas áreas públicas.

O que saber antes de visitar a China!

Tanto para quem prefere viajar para China, com o intuito de um passeio pelo monumentos milenares, quanto para quem deseja curtir a natureza local, o planejamento é essencial, afinal, contar com um roteiro de passeio para um país como esse é mais do que primordial.

E não basta apenas anotar as principais cidades chinesas para visitar, é necessário também buscar informações acerca de como tirar o visto para entrar no país. Vejamos:

  1. Tenha em mãos o passaporte (com validade superior a 6 meses), passagens aéreas, comprovante de reserva do hotel e foto 3x4 recente (colorida com fundo branco);
  2. Acesse o site do consulado chinês no Brasil e baixe o formulário para preenchê-lo;
  3. Efetue o pagamento da taxa do visto. O valor varia de 100 reais (validade de 3 meses) a 300 reais (validade de 1 ano). A retirada do visto se dá após 4 dias úteis.

Outra informação importante a ser considerado em seu planejamento de viagem para China diz respeito a locomoção entre uma cidade a outra. Se estiver empolgado, ao invés de táxis ou aviões, dê preferência para ônibus e bicicletas.

Também não deixe de considerar o metrô como uma opção importante, pois em muitas estações há placas em inglês, sendo que o serviço funciona muito bem. Mas, sem dúvida, a melhor opção de transportes na China são os trens. Além de ser mais em conta também são bem rápidos.

Como hoje em dia ficar online é uma necessidade para grande parte das pessoas, é pertinente destacar que, na China, a internet até que é boa, todavia, a conexão com Redes Sociais é bloqueada pelo Governo. O ideal então é utilizar uma rede VPN para que seja possível ter um acesso seguro, sem correr o risco de ser bloqueado.

Redes Sociais!
Para se conectar em Redes Sociais na China, utilize uma rede VPN!

Uma vez em solo chinês, há alguns cuidados a tomar: fique atento com indivíduos que se aproximam fazendo convites para atividades que não estão previstas nos itinerários de passeios do país. Geralmente, são pessoas que se mostram bem simpáticas, puxando conversa, mas na verdade querem dar um golpe.

Agora, especificamente sobre como se comunicar na China: o inglês não é muito difundido e, por conta disso, o ideal seria ter uma noção do idioma mandarim. Caso não tenha tempo de aprender as principais expressões, baixe em seu celular algum aplicativo de tradução para o chinês.

Também, é interessante adquirir livros com expressões mais comuns, pois isso ajuda muito na rua e restaurantes, por exemplo. Independentemente de qual sistema adotar, ao chegar ao hotel, peça para alguém da recepção escrever em chinês o endereço do lugar onde está hospedado, até mesmo para entregar ao taxista, já que muitos ali não dominam o inglês.

Por fim, vale destacar alguns hábitos chineses, os quais são bem distintos dos que conhecemos no ocidente:

  • Falar sem gesticular - evite gesticular muito ao falar com um chinês. Para nós brasileiros é um ato bem comum, mas para eles soa como algo bem estranho;
  • Sorrisos em conversas - tome cuidado com muitos sorrisos nas conversas, pois podem ser encarados como uma espécie de deboche ou desinteresse ao que está sendo dito;
  • Não dê gorjetas - outra coisa importante é não dar gorjetas para o garçom - isso é visto como um insulto;
  • Aprenda a utilizar os palitos - ao se alimentar, procure utilizar os palitinhos da forma correta, pois esses utensílios são vistos como a extensão dos dedos e, se você apontá-los para qualquer pessoa que está na mesa, vai soar como uma atitude rude.

Caso você se depare com alguma dessas situações inusitadas, redobre sua atenção para não pegar mal...

Quanto tempo será minha estadia na China?

Antes de abordar essa questão acerca de quanto tempo ficar na China, é interessante pensarmos qual é, de fato, a melhor época do ano para conhecer o país.

Para que esse planejamento se dê forma satisfatória, vale a pena refletir qual será o tipo de viagem, ou seja, se o mesmo contemplará passeios histórico-culturais ou rotas gastronômicas, por exemplo.

Também é importante verificar se o mês que você planeja ir condiz com feriados locais ou ao Ano Novo Chinês. E por que isso? Por que são períodos em que o país recebe mais turistas. Para quem não curte muita "muvuca", a dica é escolher outro momento para conhecer a China.

Melhor época!
Na primavera e outono, as temperaturas na China estão mais razoáveis!

Procure considerar em sua pesquisa qual é o clima da região que você contemplou em seu roteiro de passeio. Isso é do mesmo modo importante, uma vez que, dependendo da época do ano, pode estar frio demais, como também, um calor dos infernos... Mas fica a dica: procure viajar para China na época da primavera e outono, quando as temperaturas estão mais razoáveis.

Agora sobre quanto tempo ficar no país, é importante ressaltar que, se essa for sua primeira viagem, é recomendável separar vários dias entre uma cidade e outra para poder aproveitar cada minuto.

Se você tiver um itinerário entre 10 a 15 dias, o recomendado é que você se concentre nas principais cidades, tais como Pequim, Datong, Pingyao e Xian. Também tenha em mente que os preparativos para a sua viagem podem levar até 6 meses, em razão da obtenção do visto chinês.

Qual cidade considerar em meu roteiro pela China?

Essa uma questão que depende muito de qual tipo de viagem para China se pretende fazer. Em geral, a galera procura levar em conta as cidades chinesas mais populares, em que podemos destacar:

  • Xangai - um importante centro cultural e turístico, com diversos monumentos;
  • Guilin - conhecida por suas colinas de calcário e suas magníficas cavernas colorias;
  • Xian - que se destaca por abrigar o icônico Exército de Terracota;
  • Hong Kong - um dos principais centros financeiros do país;
  • Pequim - que dispensa apresentação, afinal, além de ser a capital do país e um dos lugares que mais possuem atrações turísticas.

Mas não é só isso, como já foi abordado no tópico anterior, as cidades de Datong e Pingyao também são excelentes, assim como Yangshuo que, conhecida pelos campos de arroz, está localizada em uma região cercada de montanhas às margens do Rio Li.

Considere também em seu roteiro de passeio pela China as cidades de Chengdu - ideal para quem quer visitar o Zoológico de Pandas, a região de Zhangjiajie - muito famosa na internet pela Ponte de Vidro e Huangshan - que abriga as icônicas Montanhas Amarelas.

Zoológico
Quem prefere ver pandas na China, a cidade ideal é Chengdu!

Se está a procurar uma cidade com ar mais romântico, a dica é Hangzhou, localizada no Grande Canal. Do mesmo modo, a região de Xiamen oferece ao visitante uma paisagem exuberante formada por ilhas, falésias , rochas, templos e florestas.

Para quem curte artesanato, a dica é a famosa "Veneza do Leste" chamada Suzhou, uma cidade super tranquila que possui uma história que remonta ao século VI a.C. Ainda no âmbito da arte, a cidade de Lijiang não deixa a desejar, afinal, está repleta de atrações históricas e culturais, com inúmeros locais especiais para conhecer.

Precisando de um professor de Chinês ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Erico

Professor, roteirista, redator e CEO da ecKOa Conteúdos, além de músico nas horas vagas.