Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Títulos necessários para dar aulas de língua francesa

De Carolina, publicado dia 07/08/2017 Blog > Idiomas > Francês > Que estudos precisa para ser professor de francês?

Seu objetivo profissional é se tornar um professor de francês?

Você primeiro terá que optar pela Licenciatura se quiser ser professor de francês em escolas tradicionais, de idiomas ou para dar aulas particulares.

É cada vez maior a quantidade de estudantes que querem seguir carreira como professor de idiomas. Lindo futuro profissional?

Temos que destacar que nem todos os estudantes que animam estudar essa carreira o fazem para ser professor. O domínio da língua estrangeira é indispensável em numerosos setores profissionais.

Qual é a maior trajetória a seguir para ser professor de francês? Qual título universitário escolher?

O debate da vida profissional está entre os estudos franceses, línguas modernas, especializações em francês…

Descubra as vantagens de cada uma dessas formações de francês para dar aula antes de escolher qual é a melhor para você.

Optar por habilitação única em francês

Algumas universidades oferecem a habilitação unicamente em francês. Na maioria dos casos, os alunos optam pelas línguas francesa e portuguesa.

Se você se identifica com o primeiro caso, saiba que terá talvez menos oportunidades de trabalho, já que há muitas vagas para professores de português.

Mas não queremos desencorajá-lo! Se estiver determinado, amar a língua francesa, faça logo só o francês. Mas é importante você ter uma base boa da língua de Molière antes de tomar essa decisão.

Porque se você não conhece bem a língua e mudar de opinião em seus estudos, talvez vai perder um pouco de tempo. Mas nada grave!

Se isso acontecer no futuro, você poderá aproveitar algumas matérias do seu estudo de francês para o de outra língua latina, por exemplo. Introdução ao Latim e algumas outras em comum podem ser reaproveitadas se quiser fazer língua portuguesa.

Mas vamos ao que interessa e conhecer mais sobre essa opção de fazer somente os estudos de francês (sem diploma, é possível?).

Aqui, você vai conhecer a língua de Molière e tantos outros gênios em todos os seus pontos de vista: gramática, sintaxe, linguística, literatura, fonética… Você poderá fazer traduções ou pesquisas sobre a literatura francesa.

Outro ponto muito importante do aprendizado da língua francesa é a cultura. Você vai aprender os principais pontos desse país sobre a história, patrimônio e arte. Com certeza, a França (more lá para aprender a língua!) é um dos países mais ricos nesse quesito!

Os estudos de francês vão te surpreender e vão te fazer apaixonar cada vez mais com a diversidade da língua e dos costumes de todos os países francófonos.

Aprenda a língua do país de Molière Entre a monarquia, a revolução francesa e outras histórias, a França tem uma cultura muito rica

Na Universidade de São Paulo, a habilitação simples na língua conta com no mínimo 8 semestres no total. Já a dupla habilitação em português-francês tem uma duração de 10 semestres.

Além disso, há duas opções de habilitação somente em francês: bacharelado e licenciatura.

O diploma de bacharelado é recomendado para as pessoas que querem trabalhar com tradução, em editoras, empresas, etc. Já o diploma de licenciatura é para ps profissionais que querem ser professores.

Então, se você já se decidiu somente pela língua francesa (aprenda-a pela internet) para fazer seus estudos, está na hora de saber mais precisamente onde tem vontade de trabalhar: em editoras com revisão e redação de textos, traduções ou em empresas?

Uma outra profissão muito honrada e importante é a de professor (como ser um bom de francês). Você gostaria de transmitir seus conhecimentos para outras pessoas? Gosta da troca de experiências, de estar em contato com os alunos, do clima das escolas? A opção da licenciatura é o ideal para você.

Sabendo que as duas opções possuem uma grade curricular muito parecidas. A diferença é que em licenciatura, você terá matérias específicas do meio da educação como pedagogia, psicologia, metodologia, ensino no Brasil, etc. No bacharel, você não precisa dessas matérias porque não vai lidar com o aprendizado diretamente.

Habilitação português e francês

Se sua paixão é a língua de Camões e a de Molière, então, faça logo a habilitação nas duas!

A vantagem de ter as duas línguas no currículo é que você terá uma formação mais dinâmica podendo atuar tanto com o francês quanto com o português.

Aqui também você pode optar pelo bacharelado e a licenciatura. Caso escolher o bacharelado, você poderá trabalhar em empresas, editoras e com tradução nas duas línguas.

Estude a língua para se tonar um professor Você adora a França, o Centro Pompidou, a capital francesa? Aprenda francês

Já se optar pela licenciatura, saiba que a profissão de professor de português tem mais de 94% de empregabilidade (Catho), uma porcentagem altíssima ainda mais nos tempos de hoje…

Se tiver uma verdadeira paixão pelas duas línguas, você pode ser tanto professor de português quanto de francês (há como ser profe sem fazer letras?).

Além disso, será sempre um prazer aprender novas coisas sobre as duas línguas e suas diferentes formas: gramática, sintaxe, literatura, tradução, etc.

Tudo isso aprofundando mais sobre questões culturais dos países onde as duas línguas são faladas. Você vai aprender coisas sobre Portugal, países da África, França, Quebec, Brasil e tantos outros países.

Caso gostar da literatura, linguística e cultura, você com certeza vai gostar também dos estudos nas duas línguas francesa e portuguesa.

Especialização em literatura francesa

Após fazer sua graduação em letras com habilitação em francês ou francês e português, você pode se especializar em alguma questão específica sobre a língua francesa.

Para saber quais são os temas estudados por cada universidade que apresenta a opção de pós-graduação, você tem que pesquisar sua linha de pesquisa.

Por exemplo a UFRJ possui a linha Estudos Literários Neolatinos com a opção Literaturas de Língua Francesa e também Estudos Linguísticos Neolatinos da Língua Francesa. Você pode fazer o mestrado e o doutorado nessa linha de pesquisa da universidade.

Veja aqui os objetivos da pós-graduação da UFRJ divulgada no site da instituição:

  • “Formar e capacitar docentes e pesquisadores especializados nas línguas e literaturas neolatinas e oferecer um espaço acadêmico de produção de conhecimento e reflexão sobre seu ensino e aprendizagem.
  • Desenvolver pesquisas integradas que incorporem teorias e enfoques metodológicos atuais das áreas de Linguística, Linguística Aplicada, Teoria Literária, Literatura Comparada e Poética, voltados respectivamente para as línguas e literaturas neolatinas.
  • Desenvolver pesquisas que integrem outras áreas de conhecimento numa abordagem interdisciplinar.”

    A França possui várias opções de formação Estudando a língua francesa, você também aprende sobre a cultura do país

“O Departamento de Letras Modernas da Universidade de São Paulo (USP) oferece a pós-graduação em Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês. Veja aqui uma parte da apresentação do programa da pós: Com quarenta anos de existência, o programa tem mantido sua tradição em estudos comparativos, especialmente no âmbito das relações literárias entre o Brasil e França, ao mesmo tempo em que tem aperfeiçoado e ampliado seu o campo de atuação, deixando, por exemplo, de se restringir ao ensino e pesquisa da literatura francesa metropolitana, para dar espaço ao estudo de literaturas de expressão francesa, como a antilhana, a africana e a canadense. Destacamos também o fortalecimento da área dos estudos tradutológicos (que compreendem a tradução literária e poética, a legendagem de filmes e a tradução funcional) e as pesquisas voltadas para contextos e suportes específicos do ensino e aprendizagem da língua francesa, e com estudos linguísticos comparados (francês/português)”.

Já a Universidade Federal do Paraná propõe estudos bilaterais de mestrado com universidades francesas como a Université Lumière de Lyon 2 e a Université de Grenoble 3.

Ela possui duas linhas de pesquisa:

  • Estudos Linguísticos

“Linha: Estudos gramaticais: descrição, análise, teoria, meta-teoria e historiografia

Ementa: Reflexão crítica sobre movimentos da história e da filosofia da linguística. Estudos sobre fenômenos gramaticais das línguas naturais, nos níveis fonético-fonológico, morfológico, sintático e semântico, tanto do ponto de vista da modelagem formal, como do ponto de vista da realidade psicológica (processamento e aquisição).

Linha: Linguagem e práticas sociais

Ementa: Estudos teóricos e empíricos sobre os usos da linguagem na interação social e nas situações de bilinguismo e de contatos entre línguas ou entre variedades da mesma língua. Estudos que buscam o entendimento do uso real da linguagem a partir de várias perspectivas e teorias do texto, do discurso, da pragmática e da variação e mudança e de sua interface com outras áreas da linguística e das ciências humanas.

Linha: Linguagens, culturas e identidades: ensino e aprendizagem

Ementa: estudos voltados a processos de formação/educação inicial e continuada de professores de línguas e literaturas; formação de professores formadores; questões de aquisição, aprendizagem e ensino de LE.

Linha: Literatura, história e crítica

Ementa: estudo das figurações dos discursos de caráter historiográfico no discurso literário; estudo de questões da historiografia e da crítica literárias; estudo de conceitos de cânone e das dinâmicas de relação entre diferentes tradições e/ou sistemas literários.

Linha: Literatura e outras linguagens

Ementa: Estudo das relações entre literatura e outras linguagens, seja no plano estético, seja no plano das manifestações culturais e dos sistemas culturais nos quais elas se configuram.

Linha: Alteridade, mobilidade e tradução

Aprenda a língua francesa e seja professor O francês também pode ser aprendido em lugares maravilhosos como este!

Ementa: estudo das figurações da mobilidade e das construções de alteridade na literatura e na tradução literária, com foco nas questões de identidade e diferença; estudo da literatura e da tradução literária como práticas de mobilidade e de construção da alteridade, com foco nas dimensões estética, social e cultural das questões de re-escritura, adaptação, edição, leitura e recepção.”

Esses são apenas alguns exemplos. Caso queira saber mais, entre em contato com o Departamento de Letras da universidade mais próxima de você ou a que você tanto sonha entrar!

Encontre uma boa aula de frances online no Superprof!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar