Como aprender inglês sem gastar nada?

Isso com certeza é o sonho de muitos brasileiros que querem dominar a língua inglesa!

E nós dizemos que sim, é possível! Por meio de dicionários gratuitos, exercícios e sites especializados online, os alunos podem aprender o idioma graças à sua fonética.

Se você quer se tornar poliglota, ou então se você deseja viajar para fora e fazer uma imersão total em um país anglo-saxão, é fundamental dominar a pronúncia do inglês: o estudo fonético, presente em todas as aulas de línguas, contribui para que os alunos se tornem bilingues e desenvolvam uma pronunciação perfeita!

Se você pretende melhorar suas habilidades linguísticas e quer descobrir o mundo da fonética no inglês, está no lugar certo! Veja nossos conselhos e mergulhe nesse estudo dos sons!

Gabriela
Gabriela
Profe de Inglês
4.94 4.94 (31) R$50/h
1a aula grátis!
Fernando
Fernando
Profe de Inglês
5.00 5.00 (42) R$71/h
1a aula grátis!
Vitor
Vitor
Profe de Inglês
4.98 4.98 (52) R$60/h
1a aula grátis!
Teacher sil
Teacher sil
Profe de Inglês
5.00 5.00 (19) R$70/h
1a aula grátis!
André
André
Profe de Inglês
5.00 5.00 (44) R$50/h
1a aula grátis!
Lucas
Lucas
Profe de Inglês
4.96 4.96 (18) R$35/h
1a aula grátis!
Felipe
Felipe
Profe de Inglês
5.00 5.00 (26) R$39/h
1a aula grátis!
Ricardo
Ricardo
Profe de Inglês
5.00 5.00 (26) R$45/h
1a aula grátis!

Para que serve a fonética na aprendizagem do inglês?

Quando começamos a aprender uma língua - como italiano, francês, russo, chinês ou o espanhol - um dos primeiros passos é explorar a fonética do idioma.

Em inglês, aprender a pronúncia correta é essencial. Por exemplo: diferentemente do português, a vogal "a", em inglês, pode ser pronunciada de 5 maneiras diferentes: com um [ê], ou um [ei], com um [â], um [o]...

Aprenda a fonética inglesa.
Que tal saber conversar em inglês com aquele sotaque britânico elegantérrimo?

A pronúncia é tão importante que, muitas vezes, não basta possuir um bom vocabulário para estabelecer uma conversa.

Uma dica é aprender a ler os dicionários de fonética: preste atenção no que é sublinhado, que indica a forma como você deve pronunciar as palavras. O aluno pode assim desenvolver a pronúncia e praticar a oralidade em sua própria casa!

Veja algumas características da pronúncia em inglês:

  • Vogais breves (como em fish ou bus)
  • Vogais longas (como em girl ou door)
  • Os ditongos (como em house ou poor)
  • As consoantes (como em thanks ou yes)

Segundo uma pesquisa realizada em 2016 pela Using English, 29% dos estudantes de inglês declaram que o mais difícil na língua é aprender a falar, 28% afirmam que é a escrita e 26% a escuta.

Aprender a fonética é, portanto, indispensável para progredir em inglês e se tornar um verdadeiro bilingue!

Comece aprendendo o alfabeto fonético

Você sabe estudar utilizando um dicionário de fonética?

Em 1886, um grupo de estudiosos franceses e ingleses, liderado pelo linguista Paul Passy, criou um sistema de letras e símbolos com o objetivo de auxiliar as pessoas a pronunciarem palavras em qualquer idioma. Desde então, o chamado alfabeto fonético vem sendo promovido pela Associação Fonética Internacional – AFI.

Aprender o alfabeto fonético é uma etapa muito útil na aprendizagem do idioma. Além disso, uma vez dominando o alfabeto, você consegue decifrar o som de qualquer outra língua. Um belo desafio, não é mesmo?

Aprenda a pronunciar o inglês corretamente!
Estes são os principais símbolos do alfabeto fonético.

Utilizar o alfabeto fonético também é um bom exercício para treinar a usar os músculos corretos da boca ao falar uma língua. Por exemplo: quantos brasileiros não têm dificuldade na hora de falar o famoso [th] do the, em inglês? Não deixe que essa barreira simples atrapalhe a sua comunicação! Dominar o alfabeto fonético pode ser muito útil!!

Os principais dicionários de fonética do inglês

Você pode começar a estudar a fonética a qualquer momento: mesmo sendo aluno iniciante de inglês. Pelo contrário, quanto mais cedo, melhor.

Os dicionários de fonética são um bom recurso caso você não queira gastar com aulas de ingles caras e tenha a motivação suficiente para estudar o idioma sozinho em casa.

Esses dicionários são escritos por ingleses nativos que conhecem todas as expressões e as regras de sua língua materna.

Muitas dessas obras são utilizadas no Ensino Superior, em cursos de graduação e pós-graduação, na área de letras, linguística e literatura em universidades brasileiras. Esse material costuma ser bastante caro; por isso, recomendamos que você consulte em bibliotecas públicas ou privadas especializadas em sua cidade.

Conheça os dicionários de fonética mais utilizados:

  • First Dictionary of Linguistics and Phonetics, de David Crystal,
  • Trask: A Dictionary of Phonetics and Phonology, de F. Ingemann,
  • Oxford Basic English Dictionary, de Michael Ashby,
  • Oxford Phonics Spelling Dictionary, de Debbie Hepplewhite,
  • Phonetics and Speech Science: a Bilingual Dictionary, de J.D. McCawley.
Gabriela
Gabriela
Profe de Inglês
4.94 4.94 (31) R$50/h
1a aula grátis!
Fernando
Fernando
Profe de Inglês
5.00 5.00 (42) R$71/h
1a aula grátis!
Vitor
Vitor
Profe de Inglês
4.98 4.98 (52) R$60/h
1a aula grátis!
Teacher sil
Teacher sil
Profe de Inglês
5.00 5.00 (19) R$70/h
1a aula grátis!
André
André
Profe de Inglês
5.00 5.00 (44) R$50/h
1a aula grátis!
Lucas
Lucas
Profe de Inglês
4.96 4.96 (18) R$35/h
1a aula grátis!
Felipe
Felipe
Profe de Inglês
5.00 5.00 (26) R$39/h
1a aula grátis!
Ricardo
Ricardo
Profe de Inglês
5.00 5.00 (26) R$45/h
1a aula grátis!

Uma fonética que varia

Língua internacional de referência, o inglês é hoje praticado por mais de 1,8 milhão de pessoas no mundo. No entanto, em função da localização geográfica, a fonética se transforma: encontramos transcrições fonéticas diferentes de acordo com a pronúncia de cada região.

Descubra agora os tipos de fonética que você pode aprender ao viajar para fora do país!

Os dicionários de fonética norte-americana

Nos Estados Unidos definitivamente não se fala a mesma língua que no Reino Unido!

Os norte-americanos mudaram radicalmente certas palavras inglesas (por exemplo: lá, elevador é "elevator", em vez do britânico "lift"), além da ortografia de muitos termos.

Quais são as diferenças da língua inglesa no mundo?
Ao passar por um exame, um teste ou até uma entrevista de emprego, verifique qual inglês é solicitado: britânico ou norte-americano.

Conheça a variação da ortografia de algumas palavras nos Estados Unidos e na Inglaterra:

  • « Theatre » (ING) X  « Theater » (EUA)
  • « Analyse » (ING) X « Analyse » (EUA)
  • « Colour » (ING) X « Color » (EUA)
  • « Licence » (ING) X « License » (EUA)
  • « Cheque » (ING) X « Check » (EUA)
  • « Organisation » (ING) X « Organization » (EUA)

É claro que essas mudanças são importantes e têm impacto direto na pronunciação: ao retirar, modificar ou acrescentar letras, as palavras ganham outra fonética completamente nova. E isso pode confundir bastante os turistas!

Bom, é mais uma prova de que dominar o famoso present perfect, os verbos irregulares e o léxico inglês não é o suficiente para falar como um norte-americano. É preciso treinar e muito sua pronúncia!

Para isso, conheça agora os principais dicionários de fonética norte-americana:

  • An Outline of English phonetics with American Pronunciation, de Daniel Jones,
  • The Pronunciation of American English,de Arthur Bronstein,
  • An Introduction to the Phonetics of American English, de Charles Thomas,
  • American Pronunciation,de John Kenyon,
  • The American Phonetic Dictionary of the English Language, de Daniel Smalley.

Os livros de fonética inglesa dos membros da Commonwealth

A Commonwealth of Nations (em português Comunidade das Nações) é uma organização intergovernamental composta por 53 países membros independentes que faziam parte do Império Britânico.

Para passar no vestibular ou obter um diploma universitário, você não precisa conhecer a fonética dos países da Commonwealth, claro.

Mas se você deseja desbravar o mundo, conhecer um país anglófono do outro lado do oceano, fazer uma imersão cultural bem longe dos EUA ou do Reino Unido, você precisa obrigatoriamente saber como o inglês é pronunciado por lá!

Ao contrário da língua norte-americana, a qual temos o hábito de escutar praticamente todos os dias nos rádios e na televisão, o inglês praticado em outros países ainda é desconhecido por boa parte dos brasileiros!

Poucos de nós sabemos diferenciar o inglês do Canadá e o da Austrália, por exemplo! Que dirá de Granada, Nova Zelândia ou Jamaica?

Qual a diferença nas pronúncias do inglês pelo mundo.
Você sabe como pronunciar o inglês canadense?

Mas não se desespere: os dicionários de fonética existem para ajudá-lo nessa história toda! Graças a esses livros especializados, o aluno consegue apurar seus talentos linguísticos e diferenciar todas as pronúncias com precisão.

Veja os dicionários de fonética da Commonwealth mais utilizados:

  • A Study of Phonological Variables and Grammatic Items in Canadian English, de Gaelan de Wolf
  • English Phonology: Regional Accents of English,
  • Australian English Pronunciation and Transcription, de Felicity Cox,
  • English Consonant Clusters: The Commonwealth and International Library, de P. Sanderson,
  • World Englishes, de Gunnel Melchers.

Alunos de todos os níveis de estudo podem utilizar esse material: que tal reservar um tempinho da sua semana para explorar todas as variações da língua inglesa?

Quer aprender a fonética inglesa? Veja aqui curso de ingles!

As transcrições fonéticas automáticas

É possível fazer aulas e aprender inglês na Internet de graça! 

Se você pretender prestar o TOEIC ou o TOEFL, ou simplesmente quer aprender mais sobre a língua de Shakespeare, as aulas online são uma excelente alternativa. Elas permitem enriquecer o vocabulário, praticar com exercícios de gramática e treinar a expressão oral.

E cada vez mais os internautas utilizam os serviços de transcrição automática para aprender uma língua estrangeira.

Mas quais são as vantagens?

Em primeiro lugar, não é necessário conhecer a ortografia de uma palavra, pois esses sites especializados no ensino do inglês colocam à disposição dos alunos um sistema de reconhecimento vocal, que permite encontrar rapidamente um termo.

Aprender bem o inglês tem muitas vantagens.
Que tal se tornar um especialista no inglês e partir em viagem pelo mundo afora?

Outro ponto positivo é o catálogo extenso de palavras, que integra gírias e jargões familiares e populares, o que muitas vezes não acontece em dicionários clássicos.

Conheça alguns dos sites mais famosos de transcrição automática:

  • Upodn
  • Lingorado
  • Photransedit
  • Phonemicchart
  • Easypronunciation

Com a ajuda desses programas, os alunos conseguem entender o som dos termos graças às pronunciações com vozes gravadas no sistema. O programa também contribui para a aprendizagem dos símbolos e letras do Alfabeto Fonético Internacional.

São serviços disponíveis online e que contribuem para seus estudos do inglês, tanto na compreensão oral, na pronúncia, ortografia e conversação de forma em geral. Depois de algumas semanas de prática você estará pronto para embarcar naquela viagem tão esperada!

Learning English has never been so easy !

Saiba também como encontrar um curso de ingles online no Superprof!

Como alcançar um nível avançado da língua inglesa?

Muitas vezes, dominar a língua em nível intermediário não é o suficiente: falar fluentemente inglês se tornou requisito mínimo em quase todos os processos seletivos.

Seja você adulto, estudante, jovem ou criança: saiba que nunca é tarde para aperfeiçoar seus conhecimentos de uma língua completamente viva! Independentemente do método, escola ou professor, existem alguns fatores que aceleram o aprendizado do estudante de inglês.

Conheça aqui algumas dicas simples de como você consegue praticar essa língua no dia a dia:

Pronúncia ao alcance de um clique

Aprender uma outra língua que não seja seu idioma materno pode parecer tarefa quase impossível, ainda mais se essa cultura não fizer parte do seu dia a dia.

No entanto, graças aos novos recursos tecnológicos, é perfeitamente possível aprimorar sua expressão oral sem nem precisar sair de casa!

Passos para dominar o inglês.
Antes de começar a praticar o inglês, é preciso treinar o ouvido e compreender a língua.

Não podemos nos esquecer de que o desenvolvimento da expressão oral é etapa obrigatória para aqueles que querem se tornar bilingues: em uma entrevista de emprego, por exemplo, é comum que o recrutador alterne entre o inglês e o português para testar o nível de conhecimento do candidato.

É fundamental, portanto, ter um bom entendimento da língua inglesa falada, além de uma boa pronúncia.

Para praticar a comunicação e a expressão oral, o aluno pode utilizar alguns recursos como:

  • Assistir a séries e filmes no idioma original ou com a tecla SAP ativada (Second Audio Program);
  • Ouvir podcasts em inglês;
  • Ouvir rádios e jornais;
  • Baixar audiolivros;
  • Fazer transcrições fonéticas;
  • Frequentar videotecas da língua inglesa.

Para o inglês, também podemos citar os seguintes aplicativos educativos para smartphones:

  • Babbel,
  • ABA English,
  • Duolingo,
  • Wilingua,
  • Learn English.

"Na Babbel, nosso objetivo é que os usuários consigam se expressar em uma língua estrangeira em diversas situações da vida cotidiana. A capacidade de se comunicar em uma língua estrangeira é o que nos faz identificar se um aluno progride ou não. Obtivemos resultados muito positivos ao longo dos anos de existência da Babbel."

Esses recursos são excelentes para começar a estudar o inglês oral e assim se iniciar na conversação da língua.

Agora se o seu objetivo é treinar pronúncia e diminuir o sotaque, existem outros métodos ainda mais eficientes!

Estudar fora: imersão total no idioma

Fazer uma viagem linguística é a solução ideal para aqueles que pretendem dominar o inglês!

Para você planejar a sua viagem e sua imersão nessa nova cultura, existem algumas opções. Experimente:

  • Fazer um intercâmbio universitário;
  • Viajar para o exterior por meio de uma escola de idiomas especializada;
  • Fazer um estágio no exterior;
  • Morar em uma casa de família fora do país;
  • Trabalhar no exterior graças a um visto específico;
  • Se corresponder com um nativo anglo-saxão;
  • Fazer uma longa viagem durante as férias escolares.

A melhor opção ainda é a acomodação em casa de família: aprender o inglês do dia a dia e ter de fazer um esforço para falar em situações cotidianas ajuda muito na prática e no desenvolvimento da comunicação. Há pessoas que, em poucos meses, adquirem fluência na língua graças à convivência diária.

O melhor de tudo isso é que além da língua, o estudante conhece a cultura e história do povo além dos aspectos turísticos. Uma verdadeira imersão!

Se corresponder com um anglo-saxão nativo

Viajar é sempre algo muito bacana, não é mesmo? Mas nem sempre é para todos. É preciso ter dinheiro (em época de crise...) e tempo (quem pode abandonar tudo por alguns meses?).

Uma alternativa é começar uma correspondência com um nativo anglo-saxão, por meio de sites especializados em troca linguística.

Uma maneira de estudar é se corresponder com um nativo.
Que tal se tornar um BEST FRIEND de um estudante americano?

Conheça alguns portais especializados:

  • Studentsoftheworld,
  • Swapasap,
  • Penpal-tradition,
  • Mosalingua,
  • Mylanguageexchange,
  • Speak-lab.

Para aprender o inglês, nada melhor do que trocar uma ideia com um gringo pra valer, não é mesmo? Pois bem, a verdade é que essa troca linguística tem um valor pedagógico efetivo: além de aprender um vocabulário novo e rico, o estudante ainda entra em contato com o registro familiar e popular, descobrindo expressões inglesas que não são ensinadas em aulas tradicionais.

Conheça as principais vantagens de começar a se corresponder com uma pessoa de origem estrangeira:

  • Enriqueça seu vocabulário;
  • Aprenda expressões idiomáticas;
  • Descubra gírias e jargões usados no dia a dia;
  • Entenda os costumes e as tradições do país;
  • Amplie seu universo cultural;
  • Conheça o diferente;
  • Se prepare para uma viagem linguística de imersão total;
  • Desenvolva habilidades de sociabilização;
  • Faça novos amigos!

Há tanto o que se aprender com a língua de Shakespeare...!!

Permita-se errar

"Errando corrige-se o erro". Provérbio latino.

Para progredir nos estudos dessa língua internacional, antes de mais nada, é preciso deixar de ser exigente consigo mesmo, tendo a consciência de seu nível de conhecimento.

Ao longo desse caminho de aprendizagem, é evidente que você vai cometer erros - e muitos!

Só que isso não deve, de maneira alguma, impedi-lo de continuar: sempre mantenha contato com pessoas nativas; seja curioso, pergunte o significado, arrisque, não tenha medo de errar.

Por exemplo: se você optar pela correspondência, peça a seu amigo nativo corrigir seus erros ao final de cada carta ou e-mail. 

Você sabia que os erros mais comuns de lusófonos ao falar o inglês estão relacionados à fonética e à pronúncia? Quem não se lembra daquela anedota do brasileiro que viralizou depois de trocar a palavra kitchen (cozinha) por chicken (frango)?

Pode parecer um pouco frustrante no início, mas é preciso ter pulso firme: a conversação é um bom método para aprender inglês naturalmente e memorizar pronúncia e fonética corretas.

Como progredir sozinho nos estudos da língua inglesa?

Com um mundo de possibilidades na Internet, hoje em dia muitos brasileiros preferem estudar a língua de Shakespeare sem sair de casa. Seja para viajar, fazer um intercâmbio, assumir um cargo profissional internacional, dar aquela turbinada no CV ou simplesmente por curiosidade cultural.

Pois bem, que tal começar a aprender inglês de sua casa?

A rede tem recursos pedagógicos diversificados e para todos os gostos, idades e bolsos.

Uma das vantagens de começar a estudar sozinho é a possibilidade de aprender sem horário fixo ou determinado: graças ao seu smartphone ou seu computador, o aluno pode aprender inglês em qualquer lugar e a qualquer hora.

Quais são os melhores métodos de estudar inglês sozinho?
Que tal aprender a língua inglesa com a ajuda de um nativo?

Algumas empresas ganham fortunas graças aos aplicativos e programas educativos online. Um exemplo disso é a Babbel, aplicativo de ensino de línguas estrangeiras conhecido no mundo todo.

Mas quais são os principais recursos para conseguir ser um verdadeiro autodidata da língua de Shakespeare? Veja algumas dicas:

  • Faça cursos de inglês online
  • Faça cursos MOOC online
  • Use aplicativos gratuitos para smartphone
  • Comece uma correspondência com um nativo
  • Veja filmes na versão original
  • Faça aulas particulares de inglês via webcam
  • Baixe e pratique jogos educativos online

Fazer aulas particulares de inglês via webcam

Para dar uma turbinada nos seus estudos de inglês ou se preparar para um certificado de línguas, por que não recorrer a aulas particulares com um profissional especializado?

Ao contrário do que se pensa, você não precisa obrigatoriamente se deslocar para frequentar um curso particular de inglês: hoje a aula pode chegar até a sua casa!

No portal Superprof, por exemplo, você pode encontrar um professor certificado que ministre o conteúdo específico que você deseja. 

E como saber que o professor de inglês aceita dar aulas via webcam? É bem simples: ao acessar o portal, dentro de cada perfil do professor, você enxerga à direita a informação das modalidades de ensino ofertadas. Na busca por profissionais na sua região geográfica você também tem a opção de aplicar um filtro de aulas via webcam.

Além disso, saiba que é fundamental alinhar suas expectativas ao perfil do professor de línguas. Conheça alguns deles:

  • O professor nativo: para alunos que desejam aprofundar o conhecimento em inglês e que buscam um aperfeiçoamento da língua;
  • O professor com diploma: para alunos que procuram aprender a língua inglesa do mesmo modo que o ensino é ofertado em escolas e instituições de idiomas;
  • O professor-estudante: para alunos que dispõem de pouco orçamento e desejam aprender o idioma sem gastar muito.
Aprenda inglês de casa via webcam!
Para aprender inglês, basta ter uma caneta, um caderno e uma boa conexão internet.

Sabia que 92% dos professores inscritos no portal do Superprof oferecem sua primeira aula gratuitamente? Um bom jeito para testar a metodologia e conhecer o perfil dos profissionais.

O ensino a distância tem muitas vantagens: além de flexibilidade de horário, você pode frequentar suas aulas de onde quiser: na praia, durante suas férias, em um parque, em uma biblioteca, em um café... Basta um computador, um fone de ouvido e uma boa câmera!

Precisando de um professor de Inglês ?

Você curtiu esse artigo?

4,36/5, 11 votes
Loading...

Fernanda

Apaixonada por educação, música e cinema, é especialista nos encontros e desencontros das línguas.