Você é um cantor profissional ou amador e pensa seriamente em se tornar professor particular? Saiba que um dos aspectos mais importantes de uma aula é a metodologia de ensino usada. Para conquistar a confiança de seus alunos, suas aulas precisam ser construtivas, bem organizadas e dinâmicas.

Outro aspecto importante: as aulas devem ser preparadas levando em consideração o perfil dos alunos, seus objetivos e aspirações. Oferecer aulas personalizadas não apenas  proporciona  uma evolução rápida aos alunos, como também dá credibilidade ao professor, agregando valor ao seu trabalho.

Ficou curioso? Então, vem descobrir como ensinar o canto de forma eficaz e didática.

Veja também nossa dicas para se tornar coach vocal.

Os melhores professores de Canto disponíveis
1a aula grátis!
Murilo
5
5 (43 avaliações)
Murilo
R$89
/h
1a aula grátis!
Fer
5
5 (24 avaliações)
Fer
R$80
/h
1a aula grátis!
Arthur
5
5 (20 avaliações)
Arthur
R$35
/h
1a aula grátis!
Erica
5
5 (26 avaliações)
Erica
R$135
/h
1a aula grátis!
Evelyn
5
5 (162 avaliações)
Evelyn
R$150
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (76 avaliações)
Fernando
R$119
/h
1a aula grátis!
Natália
5
5 (16 avaliações)
Natália
R$40
/h
1a aula grátis!
Victor
5
5 (15 avaliações)
Victor
R$100
/h
1a aula grátis!
Murilo
5
5 (43 avaliações)
Murilo
R$89
/h
1a aula grátis!
Fer
5
5 (24 avaliações)
Fer
R$80
/h
1a aula grátis!
Arthur
5
5 (20 avaliações)
Arthur
R$35
/h
1a aula grátis!
Erica
5
5 (26 avaliações)
Erica
R$135
/h
1a aula grátis!
Evelyn
5
5 (162 avaliações)
Evelyn
R$150
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (76 avaliações)
Fernando
R$119
/h
1a aula grátis!
Natália
5
5 (16 avaliações)
Natália
R$40
/h
1a aula grátis!
Victor
5
5 (15 avaliações)
Victor
R$100
/h
1ª aula gratuita>

Como preparar a primeira aula de canto?

O professor deve levar em consideração diferentes aspectos na hora de preparar um plano de aula adaptado às necessidades de cada um. A primeira etapa para definir o conteúdo da aula de canto online ou presencial é conhecer o estudante e entender quais são suas necessidades. Esse primeiro contato é crucial, pois ele vai determinar como será a relação professor-aprendiz, assim como o bom funcionamento das futuras aulas. A primeira aula será também decisiva na tomada de decisão do estudante em continuar ou não.

Leia nosso artigo para saber quanto cobrar por suas aulas.

Um laptop com uma xicara de café e um caderno
Dê uma atenção especial à primeira aula. Ela é normalmente decisiva para saber se o aprendiz dará continuidade às aulas ou não.

Dessa forma, na primeira aula o professor deverá conversar com o aprendiz para saber quais são seus objetivos. É preciso em seguida saber qual o nível de conhecimento do aluno, para em seguida ter uma base a partir da qual organizar as aulas por vir.

Todo estudante que deseja estudar o canto deve ser acompanhado por professores de canto apaixonados, que irão guiá-los em seu aprendizado. A primeira aula de canto é muitas vezes uma oportunidade para fazer um balanço das necessidades e desejos, procurando saber se:

  • Ele quer aprender a cantar,
  • Cantar bem,
  • Encontrar sua voz (e o jeito certo),
  • Ou melhorar sua técnica.

Uma primeira troca de ideias permitirá que você determine se ele precisa contratar um treinador vocal particular ou  fazer parte de um coral.

Alguns pontos que deverão ser abordados nessa primeira aula:

  • O nível de conhecimento em teoria musical do interessado, para saber se ele é capaz de ler uma partitura, reproduzir algumas notas, entre outras coisas;
  • O nível de conhecimento em canto e técnica;
  • As expectativas que ele tem com relação às aulas. Ele pretende cantar por hobby ou pretende se tornar um cantor profissional, por exemplo;
  • O nível de conhecimento em música;
  • Os estilos musicais que ele mais gosta;
  • Saber se ele já fez aulas de canto antes e como foi essa experiência.

Na realidade, essa primeira aula vai ajudar o professor a avaliar por si mesmo o nível e a qualidade de sua técnica vocal. Para isso, após alguns treinamentos de aquecimento, você pedirá que ele interprete uma canção da escolha dele. Interpretar uma música que ele já esteja habituado a cantar o deixará mais a vontade. Muitas vezes a inibição pode fazer com que ele não consiga mostrar o que de fato sabe fazer. Então, quanto mais a vontade ele estiver, mais será fluido.

Proceder dessa forma te ajudará a avaliar e a descobrir:

  • O timbre de voz dele;
  • Se ele é afinado ou não;
  • Se ele domina as técnicas de voz;
  • Se a postura e a respiração estão corretas.

Nesse momento, o papel do professor será de orientação e de dizer o que deve ser melhorado. De acordo com os objetivos do aluno, o professor terá elementos suficientes para fazer uma proposta. É importante explicar sua metodologia de ensino, para que ele possa decidir se sua forma de ensinar corresponde ao que ele busca ou não.

Este primeiro contato te permitirá avaliar e analisar a situação de forma ampla a fim de achar o método de ensino  mais adequado, dando ênfase ao que o estudante busca e ao que é preciso ser trabalhado nas aulas.

Descubra qual a formação ideal para se tronar professor de canto!

Quais os principais objetivos em uma aula de canto?

Cada etapa de uma aula de canto tem uma finalidade precisa. Os objetivos são discutidos e determinados na primeira aula e a partir do que for decidido conjuntamente com o aprendiz, você poderá elaborar seu plano de aulas.

Alguém escreve em um caderno com a mão direita
Para que as aulas atendam às necessidades do aluno, é importante identificar os aspectos a serem trabalhos e estabelecer objetivos precisos.

Encontre suas aulas de canto para iniciantes.

Cada um tem um objetivo diferente quando decide estudar canto. O senso comum nos leva a achar que todo mundo que procura por aulas de técnicas vocais deseja se tornar cantor profissional, fazer parte de uma banda ou integrar uma trupe de teatro. Apesar da música e do canto serem disciplinas que permitem seguir uma profissão na área artística, as razões pelas quais uma pessoa decide estudar técnicas podem ser diversas e variadas:

  • Comunicar suas emoções;
  • Eliminar o stress do dia a dia;
  • Se tornar uma pessoa mais confiante;
  • Se concentrar em algo que a pessoa julgue importante para sua vida;
  • Ter um bom domínio da voz por uma necessidade profissional, como no caso de pessoas que precisam falar em público com frequência;
  • Melhorar a dicção...

A música tem efeitos benéficos para nosso cérebro e para nosso corpo como um todo. Algumas pessoas buscam aulas de canto como uma forma de terapia, ou como forma de auto-conhecimento. É preciso ter em mente que as necessidades de seus futuros alunos podem ser completamente diferentes, pois você deve estar preparado para oferecer uma solução adaptada a cada perfil.

Lembre-se que talvez seu público seja muito heterogêneo. Você pode vir a ser solicitado por adultos e crianças, por exemplo. Neste caso também a pedagogia aplicada deve ser totalmente diferente. Crianças e adultos não aprendem da mesma forma. Outra coisa a levar em consideração é o nível de cada aluno: debutante, cantor amador, cantor profissional, etc.

Se você tem interesse em descobrir onde dar aulas de canto, leia este artigo também!

5 passos para montar sua aula de canto

Toda aula de canto, independente do perfil do aluno, deve ser estruturada em etapas bem definidas.

1. Aquecimento vocal

O aquecimento é uma etapa essencial e indispensável. É importante para evitar danos às cordas vocais. Essa é uma das primeiras lições que você deve ensinar a seus alunos debutantes. Alguns treinos simples como os vocalizes ajudam a relaxar os lábios e a língua. Eles também ajudam não apenas  a aquecer a voz, como também a trabalhar a escuta. Ter uma boa escuta é uma qualidade valiosa para quem estuda música e canto.

Sabe aqueles carros a álcool cujo motor precisa esquentar antes de sair de casa? Essa é uma boa analogia em relação à voz humana. Cantar sem prepará-la não vai resultar no mesmo desempenho de uma voz que foi aquecida, além de trazer possíveis problemas como calos e rouquidão, a longo prazo. O aquecimento vocal é responsável por promover uma melhor circulação sanguínea nas áreas que você utiliza para cantar. E essas áreas não se restringem somente às pregas vocais ou à boca. Os músculos do rosto, do pescoço, as costelas, o abdômen e até as costas participam da prática todas as vezes que você canta. É importante ativar todas essas regiões. Portanto, reserve 10 minutinhos do seu estudo para isso. Faça assim:

  • Mantenha-se na ponta dos pés e estique todo o corpo por alguns segundos. Depois, volte à posição normal e torne a estender, por mais duas ou três vezes.
  • Massageie a cabeça e os músculos do rosto com a ponta dos dedos e o centro das mãos.
  • Gire a língua algumas vezes para um lado e para o outro.
  • Faça movimentos circulares com os ombros e o pescoço, alongando-os.

Repita essa sequência também quando terminar de estudar. Isso permite desaquecer a voz (desaquecimento vocal) e ajuda na saúde de todo o aparelho fonador. Lembre-se que a voz do cantor, de modo diferente ao que acontece com os instrumentistas, é produzida pelo seu próprio corpo. Agora imagine um carro com as rodas desalinhadas e o efeito que isso reflete no carro como um todo. De forma semelhante, se você não relaxar, não se alongar, aquecer e desaquecer direito vários músculos do seu corpo, seu canto fica comprometido.

2. Exercícios de respiração

Outro exercício indispensável para os cantores é trabalhar a respiração. Ela deve ser trabalhada em todas as aulas. Conforme o aluno for evoluindo, esses exercícios ocuparão menos tempo das aulas. Mas, no começo é importante que o professor ajude-o a ter consciência de seu corpo, a relaxar os músculos para se sentir mais a vontade e a usar o diafragma de forma consciente. Este músculo é  responsável pela entrada e saída de ar. Todo cantor precisa aprender como controlar o fluxo de ar que entra e sai dos pulmões enquanto canta.

Saber como respirar é uma etapa primordial para que haja progressão. Paralelamente, também é preciso prestar atenção  na postura, pois ela ajudar a cantar melhor. Uma postura correta permite que o ar circule com maior facilidade pelos pulmões.

O que consideramos uma postura correta:

  • Se manter ereto, com a coluna e a cervical alinhadas;
  • Ombros baixos e relaxados;
  • Queixo levemente abaixado.

Com o tempo esses gestos se tornarão automáticos e não precisarão mais ser lembrados a cada aula.

Quer um exemplo de exercício? Este é simples e ensina a respirar da maneira correta, tendo maior quantidade e qualidade de ar disponível para cantar.

  • Permaneça em pé. Abra ligeiramente as pernas e posicione suas mãos nas costelas, logo abaixo do peito. Toda vez que puxar o ar, verifique se as costelas estão se abrindo.
  • Quando for colocar o ar para fora, fique atento! Suas costelas devem continuar abertas pelo máximo de tempo possível, mesmo que os pulmões estejam vazios.
  • Respire fundo e preencha os pulmões com a maior quantidade de ar que conseguir, forçando as costelas cada vez mais para fora, ou seja, para os lados.
  • Nessa fase tome todo o cuidado para não levantar o peito ou expandir o abdômen. E verifique seu umbigo, que deve estar totalmente contraído.

Essa é a respiração intercostal diafragmática e é ela que você deve usar no canto. Com o tempo, você sai se sentir um sapo, rs, de tanto que seu abdômen vai inflar. E, ficou tonto, não tem problema! É sinal de que está fazendo certo. É tanto oxigênio entrando no seu cérebro que bate uma zonzeira de vez em quando mesmo.

cantar melhor a cappella
Para maximizar a precisão ao cantar, o segredo é a prática e o treino!

3. Prática das técnicas vocais

A maior parte da aula deve ser dedicada ao ensino das técnicas. Dominar o canto também exige boa dicção e boa pronunciação das palavras, principalmente das vogais, visto que são elas que dão sonoridade ao som da voz. Você pode considerar um trabalho mais ou menos aprofundado desses aspectos de acordo com a necessidade do seu aprendiz.

Você pode trabalhar também a extensão vocal e a tessitura. A extensão vocal representa o conjunto de todas as notas que um cantor consegue articular. Já a tessitura representa o conjunto de notas que um cantor consegue articular sem esforço. É preciso saber qual é sua extensão vocal, para aos poucos ampliar a gama de notas nas quais ele conseguirá cantar com facilidade. Vale ressaltar que tudo isso deve ser feito aos poucos, para não prejudicar as cordas vocais.

4. Estudo de uma música

Este é o momento de estudar partituras. Essa tarefa exige conhecimentos em teoria da música e solfejo. Se o estudante é debutante, é necessário estar atento a este detalhe e incluir nas aulas um momento dedicado ao estudo da teoria musical. Para interpretar uma música, é preciso antes saber decompô-la a fim de estudar cada um de seus aspectos.

Neste momento da aula, não esqueça de dar uma atenção especial ao ritmo e a escuta. Esta última é importante no processo de evolução do estudante, pois ela o ajudará a melhorar a qualidade do canto e da voz de forma geral. Além do mais, isso ajudará na hora de interpretar.

5. Interpretação de uma canção

Uma mulher negra canta para a plateia
A parte da aula dedicada à interpretação é normalmente a preferida dos alunos.

Uma aula de canto tem por objetivo principal o aprimoramento das técnicas, no entanto as aulas também precisam ser dinâmicas e agradáveis, pois a música é, antes de qualquer coisa, uma paixão para quem a faz. A parte da aula dedicada a interpretação de canções serve tanto para colocar em prática o que foi estudado, como para evacuar o stress e passar um momento divertido. Este é também o momento de expressar a criatividade musical, transmitir emoções e sentimentos através da voz.

O aluno precisa ser capaz de se expressar, de saber escutar sua própria voz e perceber se está cantando afinado ou não. O papel do educador é mostrar os pontos a serem melhorados e ensiná-lo a aprimorar suas técnicas.

Quais ferramentas usar para a aula de canto?

Uma aula de canto online ou presencial pode ter vários objetivos, mas sempre consistirá nas mesmas coisas :

  • Se for um curso de técnica vocal, será uma questão de trabalhar em seus timbres de vozes, de harmônicas a líricas, passando por rítmicas,
  • Se for uma aula de canto clássico, haverá um passo importante: o da identificação da voz dominante (voz de cabeça, barítono, soprano, vibrato, mezzo)
  • Se for um curso intensivo de treinamento vocal, ele será realizado em um estúdio de gravação, com todo o material de cantores profissionais.

Além disso, essas aulas são acompanhadas por exercícios respiratórios ou de respiração abdominal, que ajudam você a aprender como controlar o estresse, cantar no momento certo e melhorar sua técnica. Dicas para aprender durante a sua formação de professores de canto são muitas!

Ele também permite que você ganhe muita facilidade, uma vez no palco, bem como confiança.

Para isso, que material de canto será útil?

Se você pretende se tornar professor de canto, você precisará de ferramentas e materiais adaptados para suas aulas. Instrumentos musicais para acompanhar a voz são super aliados do professor. As aulas de canto são tradicionalmente acompanhadas de um piano, mas se você toca outro instrumento, o uso deste nas aulas pode ser interessante. Aliar o som do violão ou da guitarra, por exemplo, ao som da voz trará outra visão musical, além de ajuda-lo a reproduzir as notas de forma correta.

Outros materiais complementares para sua aula:

  • Atril, para colocar as partituras e letras de música;
  • Metrônomo, permite medir o tempo e marcar o compasso;
  • Diapasão, para auxiliar na afinação dos instrumentos e da voz;
  • Partituras, para a leitura e reprodução dos tons;
  • Espelho, no qual o estudante se veja e possa, assim, corrigir sua postura;
  • Gravador ou programa de registro de som, para gravar os alunos. As gravações são úteis para avaliar a evolução do aprendiz e orienta-lo sobre os aspectos que devem ser melhorados;
  • Microfone, para ampliar o som e simular uma gravação em estúdio;
  • CD com versões instrumentais das canções escolhidas para acompanhar a voz.

Além disso, não é incomum que um professor de canto venha com seu laptop para a aula. Isso permitirá ver:

  • Vídeos de cantores: como se levantar para cantar? Devemos fazer gestos para acompanhar o seu canto? Todos esses elementos essenciais,
  • Software de aprendizado de voz para gravar músicas sem notas erradas, melhorando alguns tons e notas.

Não estamos falando aqui de cantar músicas atuais, todas baseadas em computador, mas simplesmente sobre poder trabalhar com programas, aplicativos e vídeos de canto.

Esta formação é complementar à de uma aula de canto com um professor certificado e experiente.

Gravador é importante para avaliação da progressão do aluno
As ferramentas indispensáveis para uma aula de canto são partituras, microfone e gravador.

Os aplicativos  também podem ser grandes aliados para suas aulas. Além de diversificar os métodos pedagógicos do professor, eles trazem praticidade para quem dá aulas a domicílio e recorre ao computador ou smartphone como principais ferramentas.

Preparamos uma lista com os melhores aplicativos para você instalar no seu smartphone ou notebook:

  • Sing Sharp: mensura a extensão vocal e oferece diversos treinos de aquecimento com a ajuda de um sensor que indica na tela do seu smartphone se você está atingindo a nota correta ou não;
  • Vocalive: aplicativo para cantar. Trata-se de um gravador que simula uma gravação em estúdio;
  • Vocal Coach: oferece exercícios de aquecimento vocal, cronômetro para treinamentos de respiração e indica seu alcance vocal;
  • Smule: traz um vasto repertório de playbacks. Possibilita gravar sua voz ao cantar junto com a música escolhida;
  • Aula Canto: desenvolvido pela cantora e coach vocal Iara Negrete, esse aplicativo traz um formato diferenciado. Na verdade se trata de video aulas sobre diversos tópicos como melisma, extensão vocal, entre outros. É uma excelente opção para debutantes;
  • Swiftscale: aplicativo profissional e um pouco difícil de usar para quem é debutante. Entretanto, permite que haja progressão de forma rápida.

Estes aplicativos podem tanto ser usados durante as aulas, como fora delas. Enquanto professor, seu papel é de ensinar e ajudar seus alunos a evoluírem para alcançar os objetivos estabelecidos. Mas, você deve também dar meios e criar condições para que eles possam praticar o canto fora das aulas. A prática contínua é a chave do sucesso em qualquer área.

Leia este artigo e saiba quais materiais usar em sua aula de canto.

E por fim, determine junto com seu aprendiz quais músicas serão trabalhadas na aula. A princípio, é preferível que ele cante canções que ele conhece e gosta, mas conforme ele for evoluindo, você pode - e deve - propor músicas diferentes, que demandam técnicas mais difíceis. Isso vai ajudá-lo a não ficar na zona de conforto e a aprimorar cada vez mais seus conhecimentos.

Pronto! Você agora conhece as principais etapas de uma aula de canto e já pode começar a preparar as suas. E não se esqueça que cantar é um momento de prazer e que uma boa dose de bom humor e descontração deixará suas aulas ainda mais interessantes.

Precisando de um professor de Canto ?

Você curtiu esse artigo?

4,10/5 - 20 nota(s)
Loading...

Glicia

Mestre em linguistica e fotógrafa. Mineira morando em Paris há quase uma década. Apaixonada por idiomas, fotografia e café.