Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Ensinar técnicas vocais: como definir uma tabela de preços?

De Glicia, publicado dia 28/12/2017 Blog > Música > Canto > Como estabelecer o valor de suas aulas de canto?

Para se tornar professor de canto, antes de qualquer coisa você precisa de alunos. Os valores cobrados pelas aulas influenciam muito na tomada de decisão de um aluno em continuar ou não com um determinado professor. Claro que este não é o único critério levado em consideração. A qualidade das aulas e o nível de conhecimento do coach vocal também são fatores que pesam na hora da escolha.

Falar de dinheiro sempre é um tanto quanto delicado, e para algumas pessoas esse assunto chega mesmo a ser tabu. Porém, todo trabalho deve ser remunerado, de preferência de forma justa. Os salários dos professores de canto que trabalham em escolas de música ou outras instituições de ensino costumam ser razoavelmente confortáveis. Professores particulares também podem ganhar bons salários, mas para isso é preciso estabelecer qual é o valor justo a cobrar por suas aulas. Esta nem sempre é uma tarefa fácil, pois muitos aspectos devem ser considerados antes de propor uma tabela de preços.

O que você deve ter em mente é que na qualidade de professor particular, o valor cobrado por suas aulas serão mais atrativos para os alunos do que os valores cobrados por algumas escolas de música. Uma boa razão para começar a dar aulas o quanto antes, não acha?

Veja também nossa dicas para se tornar coach vocal.

Quanto ganha um professor de canto?

Quando começamos a trabalhar como professor particular, seja qual for a área, muitas vezes somos completamente alheios aos preços praticados. Isso é totalmente normal. Acabamos de ingressar em um mundo de trabalho totalmente novo para nós, bem diferente daquele com o qual estamos acostumados quando somos assalariados de uma empresa ou uma escola.

Se você tem interesse em descobrir onde dar aulas de canto, leia este artigo também!

Estabeleça preços justos e atrativos Definir uma tabela de preços para suas aulas é uma etapa importante para o seu sucesso como coach vocal.

As questões mais recorrentes são:

  • Quanto cobram os outros professores?
  • Os preços variam de acordo com a localização geográfica?
  • Devo propor uma tabela de preços de acordo com o perfil do aluno (debutante, intermediário, avançado…)?

Vamos tentar responder estas questões tomando como exemplo os dados do site SuperProf.

1. Quanto cobram os outros professores?

Sabemos que de forma geral, os preços cobrados por escolas de música e conservatórios costuma ser bem caros. No nosso portal SuperProf os preços das aulas particulares de música e aula de canto são geralmente mais atrativos para os alunos. Mas, calma! Isso não significa que você enquanto professor não receberá um salário justo que te permita viver do seu trabalho.

Escolas e outras estruturas de ensino têm, além dos salários dos professores e de outros funcionários, diversas taxas e impostos a pagar. Tudo isso faz com que os valores cobrados por eles subam. Como professor particular, você terá maior liberdade para propor tarifas atrativas e ainda assim ganhar um salário correto.

O valor médio cobrado pelos professores (todas as áreas) no SuperProf é de 51 reais. Segundo uma pesquisa realizada pelo portal, esse valor tende a aumentar em média 2 reais por ano. Como podemos ver, esse valor não é nada mal, principalmente se o professor possuir um bom portfolio de alunos.

No entanto, vale ressaltar que as mulheres ainda ganham menos que os homens. Essa tendência pode ser observada em diversos setores, mas tende a mudar com a conscientização da igualdade de gêneros. Outra forma de tentar reverter essa realidade é se manter firme e não aceitar pedidos de redução de tarifa, a não ser em casos específicos. Ainda assim, quem deve decidir o preço final e fazer uma proposta é o professor, seja ele um homem ou uma mulher. A qualidade das aulas, experiência e talento do professor não está relacionado ao gênero!

Leia nosso artigo e saiba como preparar boas aulas de canto.

2. Localização geográfica: quais são os preços praticados em cada cidade?

A cidade mais cara do  Brasil e que paga os melhores salários é São Paulo. Além de ser o polo econômico do país e trair pessoas em busca de melhores oportunidades de estudo e trabalho, a cidade também atrai turistas e visitantes ávidos por cultura, boa gastronomia e vida noturna. Logo, o senso comum admite que os professores mais bem pagos se encontrem por lá. Em São Paulo a hora aula custa por volta de 58 reais (todas as áreas). No entanto, esse valor pode variar de acordo com a área do conhecimento, formação e experiência profissional do professor, assim como de acordo com a relação oferta/demanda.

Para se ter uma idéia, um professor particular de canto cobra em média 65 reais por uma hora de aula em São Paulo. Um valor que com certeza oferece um certo conforto financeiro. Porém, no Rio de Janeiro, esse valor pula para 83 reais a hora aula. Essa diferença pode ter várias explicações, mas com certeza uma delas é a lei da oferta e da demanda. Como citamos anteriormente, São Paulo atrai pessoas de várias regiões do país em busca de trabalho. Há uma oferta muito grande de professores, o que faz com que os preços caiam. Na hora de escolher a cidade em que você deseja trabalhar, esse é um fator importante que não deve ser negligenciado.

Dar aulas de canto em grandes cidades Nas grandes cidades como São Paulo, o que determina os preços é a lei da oferta e da demanda.

Valores médios cobrados por professores particulares em diversas cidades brasileiras:

  • São Paulo: 65 reais
  • Rio de Janeiro: 83 reais
  • Belo Horizonte: 58 reais
  • Curitiba: 52 reais
  • Recife: 45 reais
  • Brasília: 60 reais
  • Porto Alegre: 63 reais

3. Devo cobrar de acordo com o perfil do aluno?

O nível inicial do aluno vai determinar a complexidade do conteúdo de suas aulas. Alunos com bons conhecimentos de base, buscam um conteúdo mais rico e elaborado, e têm objetivos mais precisos. A elaboração de uma plano de aula neste caso será mais laboriosa para o professor. Você passará mais horas do seu tempo fazendo pesquisas para trazer um conteúdo diferenciado, por exemplo, e para criar um método que atenda às exigências do aluno.

Isso não significa que a qualidade da aula e do conteúdo será diferente para um aluno debutante e um aluno intermediário. Todas as suas aulas, pouco importa o nível do aluno, devem ser preparadas com dedicação e devem atender às necessidades de seus pupilos. Entretanto, você pode sim definir tabelas de preços  diferentes, de acordo com o grau de exigências e de personalização do conteúdo.

Não tenha medo de cobrar o preço justo por seu trabalho. É preciso valorizar seus conhecimentos e competências, assim como sua experiência profissional e seu nível de estudos.

Descubra qual a melhor formação para se tronar professor de canto!

Estabeleça tabelas de preços de acordo com sua experiência e formação

Se você conferir os preços cobrados pelos professores do SuperProf, você perceberá rapidamente que os preços variam de acordo com o perfil de cada professor. Este é um aspecto determinante no momento de definir os preços que você cobrará por suas aulas.

Se olharmos os preços praticados e observamos as variações, logo veremos que o fator que explica as diferenças – muitas vezes grandes – de um preço a outro numa mesma localização geográfica é o nível de estudos e experiências dos professores de canto.

A experiência influencia no preço As aulas dos professores com mais experiência são geralmente as mais caras.

Distinguimos três tipos principais  de perfis que te ajudarão a se posicionar no mercado com relação aos outros professores:

  • O cantor autodidata, amante de música: aprendeu a cantar sozinho e tem uma certa experiência em corais ou bandas amadoras. Busca transmitir a paixão pela música ensinando as técnicas vocais que aprendeu ao longo de suas experiências;
  •  Estudantes de música em licenciatura ou bacharelado (em uma universidade ou conservatório): apesar de ainda terem pouca experiência, os professores que se encaixam nesse perfil possuem ótimos conhecimentos em música e canto, e são capazes de ensinar as técnicas básicas de voz, assim como a teoria musical e solfejo;
  • Professor de canto profissional: perfil do professor por excelência. Normalmente trabalha em uma escola de música ou conservatório e dá aulas particulares em paralelo.

Os valores cobrados  podem variar de 25 a 100 reais a hora aula de um perfil a outro. O que não é de se surpreender. Um professor profissional fez provavelmente diversas formações para chegar ao patamar que ocupa. Ele possui todas as competências necessárias para ser um coach vocal e formar futuros cantores.

Nós sempre insistimos que o diploma não é um pré-requisito para se tornar professor particular de canto, mas é inegável as vantagens que uma formação adaptada pode trazer. As aulas de canto englobam uma grande diversidade de conteúdos. O objetivo principal de uma aula sempre será ensinar as técnicas de voz e ajudar o aluno a desenvolver cada vez mais sua extensão vocal. Para isso é necessário que o professor tenha um conjunto de competências específicas em música e canto, bem como habilidades e conhecimentos pedagógicos.

Dar aulas é algo complexo e muitas vezes é preciso mais do que saber tocar um instrumento ou cantar para poder seguir a carreira de professor. Se você se encaixa no perfil autodidata ou estudante, comece dando aulas para debutantes que gostariam de ter um primeiro contato com a música. Você pode preparar aulas de introdução a teoria musical, por exemplo. Você também pode ensinar algumas técnicas vocais e exercícios simples de respiração e postura.

Leia este artigo e saiba também quais materiais usar em sua aula de canto.

Quando você fizer um anúncio propondo suas aulas de canto online ou presencial, é importante disponibilizar o maior número de informações possível sobre sua experiência e formação, que justifiquem o preço cobrado:

  • Diplomas, cursos e especializações;
  • Experiência profissional (como cantor profissional, professor em escolas de música, cantor regente de um coral…);
  • Prática de um ou vários instrumentos musicais;

Instrumentos deixam as aulas mais lúdicas A grande maioria dos professores de canto são músicos também.

Esse último ponto é importante, pois você observará que a maioria dos professores de canto são também músicos. Tocar um instrumento será uma grande vantagem para você, pois te permitirá oferecer aulas mais lúdicas e dinâmicas.

Dicas para atrair mais alunos e aumentar seu portfolio

Para aumentar seu número de alunos, você pode oferecer promoções e preços especiais, como:

  • Desconto para estudantes e desempregados;
  • Valores reduzidos para quem fechar um pacote de aulas (trimestral, semestral ou anual, por exemplo);
  • Pacotes para aulas em grupo;
  • Descontos para alunos que se deslocam ou para quem escolher fazer as aulas via Skype;
  • Primeira aula gratuita.

Quando você criar seu perfil no SuperProf ou em outro portal, é importante deixar bem claro que tipo de aulas você oferece e para quem. Assim, se você tem menos experiência e quer começar com aulas mais básicas, as pessoas que buscam outro tipo de conteúdo saberão que seu perfil não corresponde ao que elas procuram. Isso evita mal-entendidos e perda de tempo.

Para finalizar, indique também os estilos musicais com os quais você gosta de trabalhar (canto lírico, música clássica, jazz, rock, pop, MPB, etc.), assim como sua abordagem pedagógica. Se você levar em consideração todos os aspectos que citamos, com certeza você não terá nenhuma dificuldade para encontrar alunos.

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar