Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Qual o melhor curso pra se tornar professor de canto?

De Glicia, publicado dia 27/11/2017 Blog > Música > Canto > Formação para coach vocal

A música sempre fez parte da sua vida e de quebra, você tem uma bela voz? Já pensou em transformar seu talento e paixão pela música em uma carreira promissora?

O canto é uma disciplina muito procurada, tanto por adultos como por crianças. Escolas de música conceituadas sempre estão a procura de novos coachs vocais. Um professor de canto com diploma tem um leque de possibilidades a serem exploradas: corais, trupes de teatro, comédias musicais, programas de TV…

Mas, qual o melhor diploma para se tornar professor de canto? Separamos algumas dicas que vão te ajudar a escolher a formação adequada para seus objetivos.

Veja também nossa dicas para se tornar coach vocal.

É realmente necessário ter um diploma para dar aulas de canto?

Do ponto de vista legal, o diploma não é obrigatório para exercer a profissão de coach vocal. Tudo depende da estrutura na qual você deseja trabalhar.

estude música e torne-se professor A formação adequada em música pode abrir um leque de possibilidades.

Para dar aula de canto online ou presencial particular, por exemplo, você pode exercer a profissão como trabalhador independente, ou mesmo como assalariado de um instituto especializado em aulas de música. Obviamente, você precisa ter as competências necessárias, mas o fato de não ter diploma não é sinônimo de falta de oportunidades. Se você tem bons conhecimentos em música e domina as técnicas vocais, não há nada que o impeça de começar a dar aula de canto. Para passar credibilidade e segurança aos seus futuros empregadores e alunos, mostre suas habilidades e valorize os conhecimentos que você adquiriu na área.

Já para trabalhar em uma escola de música, o diploma é indispensável. Dependendo da escola, diplomas e especializações específicas podem ser exigidos. Os conservatórios de música são instituições muito bem conceituadas e costumam contratar apenas professores formados. Neste caso, a licenciatura em música é a formação mais completa e abre portas para diversas especializações e pós-graduações.

Desde 2011, segundo a lei nº 11.769, o ensino da música se tornou obrigatório nos ensinos fundamental e médio. Essa obrigatoriedade do ensino da música na educação básica aumentou as ofertas de cursos em universidades e escolas especializadas.

Se você tem interesse em descobrir onde dar aulas de canto, leia este artigo também!

Porque fazer uma licenciatura em música?

Os cursos de licenciatura em música visam atender às necessidades de formação pedagógica dos educadores. A prática docente é comum entre músicos instrumentistas e cantores, seja em escolas especializadas ou de forma independente, como no caso de professores que dão aulas particulares. Sem uma formação acadêmica adequada, muitas vezes essa atuação é precária. Para atuar de maneira eficaz e formar bons cantores, o coach vocal necessita conhecer a música em todos os seus aspectos e ter  competências pedagógicas sólidas.

Além dos conteúdos específicos relacionados à análise musical e à teoria fundamental da música, os cursos de licenciatura também oferecem um conteúdo específico para pedagogia do ensino: didática, psicologia da educação, práticas docentes e pedagógicas, bem como estágios supervisionados. Os cursos de licenciatura em música oferecem ao professor uma grade curricular abrangente, permitindo assim a formação de músicos capacitados e de educadores que atendem às necessidades relacionadas à prática e à docência musical.

fazer licenciatura abre portas para os futuros professores Entre as disciplinas abordadas na licenciatura estão: teoria musical, história da música e percepção musical.

Outras disciplinas normalmente abordadas na licenciatura de música sao:

  • História da música (movimentos artísticos, compositores famosos, etc.);
  • Análise estética da música;
  • Cultura popular brasileira;
  • Leitura e escrita musical;
  • Percepção musical;
  • Iniciação à acustica;
  •   …

Para quem pretende fazer uma licenciatura em música é importante estar ciente que o curso é bem exigente. Ter conhecimentos prévios em teoria musical, história da música, solfejo e/ou tocar um instrumento pode ser de grande valia para o bom desempenho ao longo do curso.

Se você pretende se tornar professor, a licenciatura é a formação mais indicada. Com esse diploma você poderá ensinar as técnicas vocais em escolas públicas e privadas, escolas especializadas em ensino de música, conservatórios, etc. Outra possibilidade é a carreira acadêmica, que abre portas para o ensino superior após a conclusão de um doutorado.

Leia nosso artigo para saber quanto cobrar por suas aulas.

Estudar no conservatório de música

Os conservatórios de música são instituições renomadas, e praticamente passagem obrigatória para quem ama música e pretende trabalhar na área. Normalmente, os conservatórios oferecem formações em quase todas as ramificações da música: canto, composição, instrumentos, regência, produção musical, etc.

Os conservatórios oferecem também formações em diversos ciclos do ensino superior:

  • Bacharelado;
  • Licenciatura;
  • Pós-graduação;
  • Cursos de extensão acadêmica.

O centro universitário do Conservatório Brasileiro de Música oferece um bacharelado em canto. O curso visa  ensinar o canto a partir de uma perspectiva cultural e social, além de oferecer disciplinas específicas à constituição física e à anatomia humana. A boa performance do cantor envolve o conhecimento aprofundado do aparelho fonador. Por isso o estudo da anatomia é um dos aspectos mais importantes que um professor de canto deve conhecer.

O bacharelado em canto oferecido pelo Conservatório Brasileiro de Música tem duração de 4 anos e direciona-se em particular às pessoas interessadas em aprofundar-se em canto lírico, porém a grade curricular possibilita a aquisição de um conhecimento abrangente de conteúdos, que permitirá ao futuro professor adquirir uma base sólida em técnicas de voz.

Estudar música na escola

Como vimos anteriormente, o ensino da música foi inserido no currículo da educação básica desde 2011. A lei sancionada estipula que o ensino da música seja ministrado nos ensinos fundamental e médio. Para os que desejam seguir uma carreira na área musical, os cursos oferecidos na escola podem ser o primeiro passo para se tornarem professores mais tarde.

ensino de música na escola O primeiro contato com a música na escola pode revelar talentos e vocações.

É preciso ressaltar que nem sempre as aulas de música oferecidas nos ciclos de educação básica serão completas e trarão conhecimentos aprofundados. Existe uma diferença entre a música na sala de aula e a aula de música propriamente dita. Entretanto, esse primeiro contato pode abrir os horizontes daqueles que gostariam de dar continuidade aos estudos nessa área. Outro ponto positivo desse primeiro contato com a música é que ele pode revelar vocações e talentos que você sequer sabia que tinha. Assim, aqueles que tem uma verdadeira paixão pela música poderão buscar formas de se profissionalizarem e começarem a dar aulas particulares.

Se tornar professor de canto em uma universidade

Para aqueles que buscam seguir uma carreira acadêmica, o caminho é a pós-graduação em música. Com duração de 5 a 6 anos (entre mestrado e doutorado), a pós-graduação direciona-se a quem quer ensinar a música em uma universidade.

Após a licenciatura, o interessado deverá passar por um processo seletivo a fim de integrar o programa de pós-graduação na universidade de sua escolha. A Escola de Comunicação e Artes da USP oferece um programa de excelência com áreas de concentração voltadas para musicologia e processos de criação. As linhas de pesquisa abrangem:

  • Teoria e análise musical;
  • Musicologia e etnomusicologia;
  • Performance;
  • Questões interpretativas;
  • Música e educação;
  • Criação e produção sonora

A pós-graduação é uma formação longa, porém ela traz um conhecimento aprofundado da música em todos os seus aspectos. Mas, atenção! Ingressar em uma pó-graduação e conseguir leva-la adiante exige mais do que determinação. É preciso ter um nível de conhecimento em música muito elevado, além de muita disciplina e paciência. Se o que você busca de fato é ensinar o canto em uma universidade, essa é a única via possível para você, mas nós não queremos te assustar ou desanimar. O processo até você alcançar seu objetivo será difícil e você provavelmente passará muitas noites sem dormir! Nada que umas boas doses de cafeína não resolva.

Se reinvente: estude com seus próprios meios e valorize suas competências

Não devemos esquecer, entretanto, que há inúmeras possibilidades de ensinar o canto, seja com ou sem diploma. A maneira mais fácil de começar a dar aula de canto ainda é tornar-se professor particular. A chave do sucesso é ter muita dedicação, se profissionalizar e nunca parar de estudar. Não é porque você trabalha por conta própria que você não precisa aprofundar seus conhecimentos. Um bom professor deve se atualizar e reinventar seus métodos com frequência. Busque aprender coisas novas, conhecer as tendências musicais do momento, ler sobre culturas diferentes. Tudo isso faz parte do processo de formação do professor e o ajuda a trazer perspectivas diferentes para seus alunos.

Professor de canto de um coral Muitos cantores começaram suas carreiras cantando em um coral.

Para que você possa multiplicar seu número de alunos e ganhar um salário confortável, você deve valorizar suas habilidades enquanto músico ou cantor. Destaque os conhecimentos que você adquiriu na área, seja através de cursos profissionalizantes, ou através de experiências profissionais como músico de uma banda, cantor ou regente de um coral, por exemplo.

Leia nosso artigo para saber quais materiais usar em sua aula de canto.

Outra coisa a ser levada em consideração é a pedagogia. Algumas pessoas tem um dom natural para ensinar e transmitir conhecimento. Uma formação em didática e psicologia da educação será de grande relevância para um professor, mas se você tem a habilidade de ensinar, essa é uma qualidade que deve ser bem explorada no seu currículo vitae. Se você já trabalhou com um público misto de alunos, fale também da sua capacidade de adaptação à diferentes metodologias de ensino.

Em suma, a qualidade indispensável para quem quer se tornar professor de canto é a capacidade de ensinar e transmitir os conhecimentos fundamentais da música. É igualmente necessário ter uma postura profissional, contribuir de maneira qualitativa para a progressão do aluno, ajudá-lo a identificar os pontos a serem melhorados e dar ferramentas e meios para que ele possa continuar evoluindo mesmo fora das aulas.

Quer saber como preparar boas aulas de canto? Então não deixe de ler nosso artigo sobre o assunto!

O canto é para muitas pessoas uma forma de evacuar o stress, ou de vencer a timidez e ganhar confiança em si mesmo. Por isso o professor deve estar ciente de que, em alguns casos, seu papel vai além do ensino das técnicas vocais. Além dos exercícios habituais (aquecimento, vocalizes, postura, respiração…), inclua na suas aulas momentos de descontração e use sempre o bom humor a seu favor.

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar