Como o próprio título deste artigo sugere, o conteúdo que iremos abordar é para aquelas pessoas que, (talvez como você) já pesquisaram muito e refletiram sobre a possibilidade de como começar a trabalhar com reforço escolar.

Para tanto, é necessário ter em mente que a qualidade do atendimento será o diferencial em seu negócio, afinal, estar à disposição do aluno, estabelecendo uma relação de confiança e se dedicando para que ele venha progredir cada vez mais nos estudos está diretamente relacionado ao preparo de tudo isso.

Dessa maneira, vale a pena verificarmos a necessidade de se considerar o seguinte: antes de iniciar qualquer atendimento referente a uma aula particular ou reforço escolar é de extrema importância que um plano de ensino seja pensado, levando em conta dificuldades bem pontuais do estudante.

Ao preparar o material, procure organizá-lo de acordo com o objetivo estabelecido para a disciplina a ser trabalhada no reforço. Quer dizer, o conteúdo precisa estar bem distribuído nas abordagens para que haja, por parte do aluno, um bom acompanhamento das explicações acerca das principais dúvidas - se possível, que sejam quase todas esclarecidas a cada encontro.

Não é a toa que, para isso, seja pertinente também considerar nesse planejamento de reforço escolar um fator primordial: o tempo! Para cada tópico, quanto se levará em explicações, exercícios e comentários acerca da resolução de cada uma das atividades?

Se você já tiver fácil essa resposta, poderemos então afirmar que terá meio caminho andado nessa etapa de preparação de acompanhamento escolar. Afinal, isso infere uma metodologia objetiva, relacionada às principais demandas desse aluno, as quais serão capazes de prender sua atenção e que, consequentemente, farão com que o mesmo venha se interessar, bem como gostar cada vez mais das aulas de reforço escolar.

Encontre o professor de apoio ideal.

De olho no relógio!
O tempo é um fator primordial no planejamento de um reforço escolar!

Tudo resultará em uma assimilação natural frente a cada conteúdo abordado e, o que é melhor, sem qualquer “sofrimento” de ambas as partes. Além do mais, para tornar a aula mais dinâmica e agradável é interessante que o próprio aluno seja consultado acerca do que ele espera nos atendimentos.

E por que? Ora, às vezes, pode acontecer desse estudante achar que vai chegar no reforço escolar, receber uma espécie de “receita de bolo” acerca de como resolver os problemas na disciplina e pronto, tudo resolvido. Mas não é bem assim, é preciso explicar como você vai trabalhar suas aulas e descobrir quais são as expectativas desse aluno.

Sabendo o que de fato esse discente espera de sua aula particular, é possível esclarecê-lo que, apesar de haver aí certa “urgência”, é preciso reconhecer quais os principais “focos” de dificuldade que impedem esse aluno de acompanhar a matéria.

Agindo assim, o professor será capaz de conceber uma abordagem mais assertiva para que as principais dúvidas do aluno sejam totalmente eliminadas.

Dependendo da série em que o professor vai atender, levando em conta também a idade, é viável considerar outras possibilidades no atendimento dessa monitoria escolar, em que podemos destacar o uso de músicas, poesias, filmes e periódicos, além de materiais físicos de apoio, tais como quadros, livros e jogos.

A tecnologia também pode ser usada no aprendizado. Assim, usar computadores, tabletes e aplicativos de smartphones são sempre bem-vindos.

Por fim, vale destacar que elementos da natureza são essenciais em algumas aulas. Funciona como uma espécie de “estudo do meio”, em que o professor de reforço escolar pode aproveitar tudo que estiver no entorno do local da aula para usar como contribuição à matéria.

Como dar aula de reforço escolar para Alfabetização?

Considerando que o planejamento das aulas de reforço varia de acordo com o nível escolar do aluno, é pertinente levar em conta que, para atendimento referente ao nível de alfabetização, considera-se que nessa etapa toda abordagem de um professor de reforço vai interferir (no sentido de auxiliar) nos próximos níveis escolares desse aluno.

É aí que entra o diferencial de uma aula de reforço escolar na alfabetização, uma vez que sendo desenvolvido um bom trabalho, com certeza haverá uma prevenção de eventuais dificuldades desse aluno nos anos subsequentes.

Se você planeja trabalhar com reforço escolar em alfabetização, tenha em mente que ser paciente é o primeiro requisito (junto com conhecimento, formação e experiência, é claro), pois estamos a falar de um processo relativamente lento. É claro que isso não é uma regra, já que existem alunos que assimilam alguns conteúdos de forma mais rápida. Mas, em geral, ao trabalhar com reforço escolar, o profissional deve respeitar o tempo de cada estudante e procurar oferecer ferramentas para que ele consiga acompanhar todas as explicações da melhor maneira possível.

Para auxiliar na alfabetização, também é possível fazer uso de livros de literatura, imagens com letreiros de loja, anúncios, cartazes e letras de músicas. Isso vai ajudar com que o aluno venha praticar a leitura a partir de vários estilos e gêneros textuais e, assim, desenvolver não apenas o reconhecimento de cada letra, palavra e processo de escrita, como também os primeiros passos na técnica de interpretação de texto.

Tendo em vista que na alfabetização são ensinados fonemas e junções das silabas para formar palavras, é interessante que em um atendimento de reforço escolar em alfabetização, por exemplo, o professor comece com atividades que estejam dentro do universo desse aluno.

No mundo da criança!
No reforço em alfabetização procure trabalhar atividades que tenham a ver com o universo da criança!

E se você ainda estiver em dúvida sobre como trabalhar esse universo, atente-se ao seguinte: vamos levar em conta que irá ministrar aula particular para criança e, por conta disso, será preciso aplicar atividades relacionadas ao nome dela, dos pais, irmãos e familiares, além de animais e cores.

É muito importante motivar esse aluno a ler tudo o que ver na frente, pois além de essas estratégias ajudarem na alfabetização, também serão responsáveis por ampliar ainda mais o repertório de conhecimento dessa criança, garantindo a possibilidade de formar um estudante capaz de prosseguir nas demais series escolares com total tranquilidade.

Jogos interativos, letras de borracha, tapetes com palavras e letras de madeira podem ser muito úteis nessa fase, mesmo porque são ferramentas que podem ser utilizadas tanto em casa, como nas aulas de reforço. Lembre-se que esse aluno deve interagir com as letras e, pouco a pouco, ir formando as palavras conforme o processo vai avançando.

No início, o próprio professor pode formar as silabas e pedir para que a criança repita o som de cada uma das palavras, para que ocorra aí um processo de fixação.

Ferramentas e materiais úteis para aulas de reforço alfabetização

Resumindo, essas são algumas das ferramentas e materiais que os professores de apoio de alfabetização podem utilizar nas suas aulas de reforço:

  • Livros de literatura;
  • Imagens com letreiros de loja;
  • Anúncios;
  • Cartazes;
  • Letras de músicas;
  • Jogos interativos;
  • Letras de borracha;
  • Tapetes com palavras;
  • Letras de madeira.

Tecnologia no acompanhamento escolar

As informações chegam muito rápido a qualquer um, inclusive às crianças, que já nascem em contato com a tecnologia, afinal de contas, ela está em toda a parte. Sendo assim, é muito importante que os professores estejam atualizados, pois desta maneira, além de diversificarem seus métodos de ensino e alfabetização, eles possuem maiores chances de cativar os alunos e prender a atenção deles durante as aulas. Ao ter contato com algo que gostem, os estudantes se sentirão estimulados a fazer parte do processo de aprendizado. Para tal, as ferramentas digitais, principalmente as gratuitas, podem ajudar bastante.

Algumas das ferramentas digitais que auxiliam na alfabetização mais utilizadas no Brasil são:

  • Pé de Vento (ambiente digital de aprendizagem);
  • Primeiros Passos (jogo on-line);
  • Tartaruga Turbinada (livro digital);
  • Livros Digitais (livro digital);
  • Forma Palavras (jogo online);
  • Logos ABC (aplicativo);
  • Aulas Animadas (aplicativos e planos de aula);
  • Edmodo (rede social)

A alfabetização normalmente é feita quando o aluno é criança, porém, muitas vezes ele não é alfabetizado nessa fase da vida e procura essa etapa quando já é adulto. Nesse caso, as aulas de reforço devem ser adaptadas, mas do mesmo modo atrativas e com materiais adequados para a idade desse adulto.

Plano de aula de reforço escolar para o Ensino Fundamental!

No ensino fundamental, as matérias específicas começam a ser introduzidas nas rotinas dos estudantes, ou seja, são novas disciplinas em que cada aluno vai precisar assimilar pelo menos o básico. Todavia, antes de mais nada, é interessante ter em mente o seguinte:

  • O espaço em que o reforço escolar será trabalhado precisa ser um ambiente totalmente alfabetizador;
  • Deve haver um planejamento das atividades e ações a partir do perfil que você traçou do aluno;
  • Evite repetir as mesmas atividades da disciplina que foram realizadas em sala de aula;
  • Se possível trabalhe com recursos multimídia no desenvolvimento das atividades;
  • Ao final do atendimento, procure fazer um relatório sobre o desempenho do aluno no reforço.

O plano de aula deve ser trabalhado de forma que esse aluno consiga compreender cada tópico e, assim, ter capacidade de acompanhar as atividades da escola, bem como ter um bom desempenho nas avaliações.

Sobre o plano de aula das principais matérias...

Monitoria!
Apesar do reforço ir além de tirar dúvidas, ele não pode adiantar conteúdo ainda não trabalhado na sala de aula!

Apesar de um trabalho de monitoria escolar ser muito mais que apenas o de tirar dúvidas, é importante ter em mente que o respectivo atendimento não se trata de qualquer tipo de adiantamento do conteúdo escolar, mesmo porque cabe à escola tal papel. Todavia, quando se trata de reforço, os especialistas das principais disciplinas a serem procurados são:

  • Português - que trabalha as primeiras regras básicas de Língua Portuguesa e, especificamente no reforço escolar, são trabalhados exercícios que envolvam muita escrita e leitura;
  • Matemática - que trabalha as primeiras operações compreendidas por: adição, subtração, multiplicação e divisão, mas sempre utilizando de exemplos e situações que tenham a ver com a realidade do aluno;
  • História - que procura incentivar a pesquisa a partir de livros e websites, no intuito de organizar o material coletado e, deste modo, compreender como se dá a estruturação de um texto e os acontecimentos marcantes de um determinado fato histórico;
  • Geografia - que além de estudar as características do planeta Terra, fenômenos climáticos e a ação do ser humano no meio ambiente, também deve apresentar mapas, fazendo com que o próprio aluno identifique nos atlas: continentes, países, estados e cidades.

É pertinente destacar que, em todas as matérias, o professor deve relacionar o conteúdo com a realidade do aluno, ou seja, trazer o que está sendo lecionado para o dia a dia do respectivo aprendiz.

Aula de reforço escolar para Ensino Médio!

As aulas de reforço no ensino médio devem acompanhar o que o aluno está aprendendo na escola. Assim como em outras séries é importante valorizar a relação de ensino-aprendizagem, desenvolvendo o aluno em todas as áreas, garantindo não apenas uma aprovação escolar, mas também a assimilação dos conteúdos referentes ao vestibular.

Nessa etapa, além das matérias dadas no ensino fundamental, temos também a divisão da disciplina de Ciências que são: Biologia, Física e Química.

  • Na Biologia, por exemplo, o professor pode citar exemplos relacionados à natureza, bem como ministrar as aulas ao ar livre - até mesmo para mostrar na prática o que o aluno está a estudar;
  • Já na Física, é possível criar problemas relacionados ao dia a dia do aluno para as fórmulas e a teoria fazerem sentido;
  • Na Química, o professor vai trabalhar o reconhecimento dos elementos químicos, mostrando reações na prática, a partir de substâncias do cotidiano.

Aula de reforço para estudantes do Ensino Superior!

Ajudar no início!
Com universitários o ideal é na fase inicial em que alguns estudantes acabam estranhando o conteúdo!

No ensino superior, o aluno também pode ter dificuldade em alguma matéria especifica e procurar um reforço escolar para ajudá-lo a concluir o curso. Muitas vezes esse estudante não consegue dedicar exclusivamente à faculdade, sendo que muitos têm que conciliar os estudos com o trabalho. Isso pode atrapalhar no rendimento acadêmico e é aí que o professor particular pode ajudar, ministrando aulas nos finais de semana ou nos tempos livres desse universitário.

Os reforços escolares no ensino superior costumam ser procurados com mais frequência nos primeiros períodos, pois os alunos, nesse início, costumam se assustar com o ritmo de estudos e a grande quantidade de matérias e leituras. Essas dificuldades levam o estudante a pensar em desistir do curso e, neste caso, o professor de apoio deve usar da sua experiência para aconselhá-lo e dar dicas de como é possível trilhar, da melhor forma possível, essa fase inicial para que, assim, ele consiga o tão almejado diploma.

Dicas para se tornar um bom professor de apoio

A tutoria pessoal, ou seja, a famosa aulas de reforço escolar, pode desempenhar um papel valioso na vida do aluno, ajudando-o a melhorar seu ambiente de aprendizado e a navegar melhor no cenário escolar, que pode ser um pouco mais rígido e incerto.

Para que um professor de apoio tenha êxito, é fundamental que ele promova uma cultura de sucesso do aluno, encorajando-o e melhorando a qualidade das relações entre funcionários e alunos.

Como, então, os professores de acompanhamento escolar podem desenvolver habilidades efetivas que reflitam suas experiências e contribuam para o crescimento e desenvolvimento de seus pupilos? Aqui estão algumas dicas que podem te ajudar nesta busca.

Conheça seus alunos

Independente das monitorias de reforço escolar (reforço de matemática ensino fundamental, aula de reforço escolar alfabetização, reforço escolar 3o ano, aulas de reforço online), conhecer bem seus alunos é crucial! Isso porque eles são heterogêneos, têm necessidades, origens, motivações para aprender e pressões diferentes. Tudo isso, inevitavelmente, torna as aulas mais difíceis. No entanto, a familiaridade com algumas teorias básicas de aconselhamento pode ajudar aqui.

Abaixo alguns autores especializados em orientação educacional que podem ser pesquisados para te ajudar a aprofundar um pouco mais neste tema:

  • Paulo Freire;
  • Mary Rangel;
  • Ruth Scheeffer;
  • Mirian P. S. Zippin Grinspun.
Que tal anotar nossas dicas sobre como se tornar um bom professor de reforço escolar?

Conheça seus limites

Uma tutoria eficaz também é sobre encaminhamento. Só podemos aconselhar e orientar um aluno dentro dos limites de nossa própria experiência.

É importante ouvir, aconselhar sobre o que podemos e, em seguida, trabalhar com serviços de suporte especializados para obter o apoio de que eles precisam.

Encaminhamento ativo significa facilitar esse encaminhamento adequadamente, em vez de apenas recomendar coisas e pedir que o aluno as faça sozinho; eles geralmente não seguem esse tipo de conselho...

O ensino pode ser tanto acadêmico quanto pessoal

Um ensino eficaz reconhece o “aluno como um todo”, levando em consideração suas necessidades e desafios tanto dentro quanto fora da escola. Muitos confundem aulas particulares com o fornecimento de matéria extra. Abordagens eficazes de tutoria, no entanto, abrangem também conversas interpessoais que explorem objetivos e realidades escolar e pessoal.

Aplique princípios de tutoria o tempo todo

Princípios de tutoria eficazes também se aplicam a todos os contextos de ensino e aprendizagem, incluindo palestras e seminários em grupos pequenos ou grandes. Ser um tutor eficaz se aplica a todas as suas interações com os alunos, dentro ou fora da sala de aula.

É preciso lembrar que você está construindo relacionamentos sólidos entre professor e aluno ao longo do tempo. Isso significa que todas as informações recebidas em ambientes o desenvolvimento como um bom professor de suporte escolar não pode ser limitado apenas às sessões de ensino cara-a-cara.

É importante conhecer bem seu aluno de reforço para conseguir ajudá-lo em todos os âmbitos.

O ensino é sobre ser humano

Sistematizar as interações humanas pode ser confuso. Para tal, tente estruturar sua abordagem em torno de um questionário aberto, pois assim você terá mais chances de obter uma boa visão geral do que está acontecendo com o aluno. Isso lhe dará ferramentas para desenvolver um relacionamento significativo ao longo do tempo.

O estabelecimento de metas específicas com os alunos pode ser realmente motivador e oferece aos dois algo em que se concentrar.

Defina limites

A delimitação de limites entre aluno-professor é essencial. Uma conversa aberta sobre como você pode fornecer apoio e o que você espera dos alunos pode ajudar a gerenciar expectativas irreais.

Aula de reforço não é uma via de mão única: os alunos também têm responsabilidades e elas devem ser discutidas para evitar a dependência excessiva do apoio do professor. O ensino existe para ajudar os alunos a se tornarem independentes; eles não podem fazer isso sem aconselhamento e orientação eficazes.

Conecte os alunos aos colegas

É muito importante que seus alunos aprendam que eles devem desenvolver relacionamentos benéficos com os colegas. Os professores desempenham um papel importante no incentivo à rede de colegas e podem fazê-lo criando oportunidades de aprendizagem baseadas em grupo, abrindo espaço para estratégias de aprendizagem entre pares em seu curso e defendendo programas de monitoria e apoio a estudos em toda a escola do pupilo.

Faça uso da tecnologia à sua disposição

Como dissemos no início dessa matéria, o uso da tecnologia pode ser um grande aliado na hora das aulas de acompanhamento escolar. No entanto, cuidado para não deixá-la controlar a relação durante a monitora e nem influenciá-la adversamente.

Boas tecnologias apoiam interações mais profundas e ricas com os alunos, e não o contrário. Use-as para gravar notas de conversas, mesmo que apenas de forma sucinta.

Se o local que você dá suas aulas possui uma tela, usa-a para mostras os dados, explorá-los e conectar o que você está vendo e ouvindo às suas conversas com os alunos, por exemplo.

A tecnologia pode ser utilizada como uma grande aliada em suas aulas de monitoria.

Forme uma rede de contato com outros professores de acompanhamento escolar

Nenhuma pessoa é uma ilha. O trabalho de reforço escolar pode ser um trabalho árduo e emocionalmente desgastante. Por isso, é fundamental discutir o que você vê e ouve com os colegas. As redes de professores particulares estão surgindo, então por que não aproveitá-las e fazer perguntas a quem vive experiências similares às suas?

Resumindo, essas são algumas das principais dicas para quem deseja se tornar um bom tutor de reforco escolar:

  1. Conheça seus alunos;
  2. Conheça seus limites;
  3. Enxergue o aluno como um todo;
  4. Aplique princípios de tutoria o tempo todo;
  5. Enxergue o aluno como um ser humano;
  6. Defina limites;
  7. Conecte os alunos aos colegas;
  8. Faça uso da tecnologia;
  9. Acompanhe o desenvolvimento dos seus alunos;
  10. Fique em contato com outros professores particulares.

E então, pronto para se tornar o melhor professor de apoio da sua cidade?

Precisando de um professor de Reforço escolar ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 3 nota(s)
Loading...

Erico

Professor, roteirista, redator e CEO da ecKOa Conteúdos, além de músico nas horas vagas.