"Gravidez não é doença!" - Provavelmente você já ouviu essa frase enquanto questionava sobre poder ou não fazer algo durante a gestação. E essa preocupação é muito comum! Afinal, embora não seja uma doença, a gravidez é, sim, um período que inspira cuidados, seja para o bem-estar da gestante ou para o bom desenvolvimento do bebê. Consultar um médico, especialmente no que diz respeito à prática de atividade física é a melhor forma de garantir a segurança para você e para o bebê.

É nesse rol de atividades boas para gestantes que aparece a natação. Ela pode ser considerada, inclusive, uma das mais seguras para esse público. Trata-se de uma forma de exercitar o corpo sem causar impactos. Você não vai estressar o bebê, nem prejudicar articulações, que já tendem a estar sobrecarregadas por conta do peso da barriga. Isso sem contar as mudanças hormonais e em todo o organismo. Até mesmo doenças pré-existentes, tratamentos ou acompanhamentos médicos precisam ser revistos nesse período, e também por algum tempo depois.

O bem-estar da gestante é outro fator que precisamos levar em conta. Por essa razão, o melhor a fazer na hora de escolher uma atividade física, é buscar algo que proponha reduzir os mal-estares comuns ao período. Com menos dores e mais disposição, a gestante poderá passar ativamente por essa fase, o que impacta diretamente no bem-estar do bebê. Se o médico liberar, você poderá levar uma rotina ativa, inclusive, até as vésperas do parto. Entretanto, algumas mulheres precisam repousar algum tempo antes. E não há problemas nisso! Faça o que o seu médico recomendar!

Quer entender melhor os benefícios da natação para gestantes? Listamos abaixo alguns deles. Acompanhe!

Os melhores professores de Natação disponíveis
Flávia
5
5 (19 avaliações)
Flávia
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ciele
5
5 (20 avaliações)
Ciele
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (18 avaliações)
Rafael
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline martins
5
5 (11 avaliações)
Caroline martins
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rosane
5
5 (19 avaliações)
Rosane
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thiago
5
5 (14 avaliações)
Thiago
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniela
5
5 (8 avaliações)
Daniela
R$65
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Beatriz
5
5 (8 avaliações)
Beatriz
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Flávia
5
5 (19 avaliações)
Flávia
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ciele
5
5 (20 avaliações)
Ciele
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (18 avaliações)
Rafael
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline martins
5
5 (11 avaliações)
Caroline martins
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rosane
5
5 (19 avaliações)
Rosane
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thiago
5
5 (14 avaliações)
Thiago
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniela
5
5 (8 avaliações)
Daniela
R$65
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Beatriz
5
5 (8 avaliações)
Beatriz
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

1- Aumento da capacidade cardiovascular

Uma das partes que sofre alterações com a gestação é o sistema circulatório. Por essa razão, é comum que gestantes observem pés e pernas inchados, especialmente nas últimas semanas. A retenção de líquidos, somada a uma dificuldade de retorno do sangue é o que ocasiona esse fenômeno. A natação estimula a circulação, fortalecendo os músculos, inclusive o coração, e impactando no bombeamento de sangue para as outras partes do corpo.

O sistema respiratório também precisa de reforço nessa fase. É comum que a gestante se sinta cansada ou ofegante ao desempenhar atividades e esforços aos quais estava acostumada antes de engravidar. A natação fortalece também os pulmões, o que facilita a respiração e renova o fôlego. A grávida que faz aulas de natação certamente vai sentir muito menos essa mudança. Com a melhora do sistema cardiorrespiratório, a sensação de bem-estar aumenta.

Respirar melhor e ter todos os tecidos do corpo bem irrigados diminui indiretamente o risco de desenvolver algumas doenças, como a trombose. A circulação sanguínea também ocorre na placenta, garantindo o fornecimento de nutrientes e oxigênio para o feto. Problemas circulatórios em gestante oferecem riscos duplamente por conta dessa questão. Prevenir a formação de varizes e garantir melhor fluência de sangue pelo corpo é o melhor a se fazer.

2 - Diminui dores

Por menos que a gestante engorde, sempre haverá um aumento de peso. Especialmente, esse peso se concentra na barriga, que é onde ficam o bebê, a placenta e o líquido. Isso faz com que o centro de equilíbrio do corpo também se altere, resultando em dores nas articulações e na coluna. Outro fator que contribui para a dor, especialmente na lombar, é a má postura, ocasionada pelo peso concentrado na barriga.

A natação também favorece a melhora da postura, e o fortalecimento geral do corpo, já que movimenta a maior parte dos músculos. Assim, há muitos motivos pelos quais você vai sentir menos dores durante a gravidez se praticá-la. Prova de que ela influencia nas dores na coluna é que alguns médicos costumam recomendá-la para pacientes com esse tipo de queixa. Até mesmo certos problemas e desvios na coluna podem ser atenuados com a natação.

Gestante com postura
A boa postura é um meio de evitar as dores na coluna.

Algumas gestantes acabam se condicionando às dores que sentem, consideram que elas são "normais" para a fase que estão vivendo. Entretanto, ainda que alguns desconfortos sejam realmente considerados comuns, é sempre válido buscar algo para atenuá-los. Se a natação é um caminho para isso, por que não procurar por um professor? Inclusive, se você se sente mais segura em contratar um professor particular, saiba que você poderá conversar com ele sobre quais dores mais têm lhe incomodado e traçar um plano de aulas que a auxiliem no sentido de aliviá-las.

Os melhores professores de Natação disponíveis
Flávia
5
5 (19 avaliações)
Flávia
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ciele
5
5 (20 avaliações)
Ciele
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (18 avaliações)
Rafael
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline martins
5
5 (11 avaliações)
Caroline martins
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rosane
5
5 (19 avaliações)
Rosane
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thiago
5
5 (14 avaliações)
Thiago
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniela
5
5 (8 avaliações)
Daniela
R$65
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Beatriz
5
5 (8 avaliações)
Beatriz
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Flávia
5
5 (19 avaliações)
Flávia
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ciele
5
5 (20 avaliações)
Ciele
R$70
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rafael
5
5 (18 avaliações)
Rafael
R$80
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline martins
5
5 (11 avaliações)
Caroline martins
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Rosane
5
5 (19 avaliações)
Rosane
R$140
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Thiago
5
5 (14 avaliações)
Thiago
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Daniela
5
5 (8 avaliações)
Daniela
R$65
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Beatriz
5
5 (8 avaliações)
Beatriz
R$60
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

3 - Melhora a disposição

Dificilmente você vai ver uma gestante "no pique total". É comum que haja uma baixa de energia, uma vez que o corpo está concentrando todos os seus esforços na formação de um novo ser. Até mesmo os nutrientes que você ingere nessa fase, vão quase que diretamente ao bebê. Por falar nisso, ele pode fazer natação também a partir dos 6 meses de vida. Daí a necessidade de tomar vitaminas específicas e manter uma alimentação balanceada.

Outro fator são os desconfortos dos quais já falamos. A gestante sente dores, enjoos, inchaço. Isso sem falar na questão hormonal. É claro que a natação não tem o poder de atuar em todas essas questões. Ela não é um remédio que vai eliminar totalmente os mal-estares da gestação, mas vai ajudar a atenuar cada um deles, seja de forma direta ou indireta, especialmente aqueles que estão de certa forma ligados ao emocional e ao psicológico.

É comum que a gestante se sinta desanimada por estar sempre cansada e inchada. Ela fica depressiva, se sente desconfortável com o corpo, com a sensação de que nenhuma roupa lhe cai bem. Uma atividade, como a natação, que favorece o movimento do corpo também traz estímulos cerebrais, que ativam a produção de hormônios que trazem a sensação de bem-estar e felicidade.

Grávida se sentindo bem
É importante realizar atividades que promovam o bem-estar na gravidez.

Se reduzirmos esses sintomas trazidos por questões psicológicas, a tendência é que ela fique emocionalmente mais equilibrada. Isso é essencial para o desenvolvimento do bebê e também para dar um novo ânimo aos preparativos para a chegada do herdeiro. Fazer uma matrícula em um curso de natação pode impactar positivamente até mesmo na organização do seu enxoval e na arrumação da casa.

4 - Exercício de baixo impacto

Se parássemos para pensar, atividades aeróbicas seriam muito benéficas na gravidez. Com elas, seria possível evitar o ganho de peso excessivo e ainda melhorar as condições cardiorrespiratórias e o condicionamento físico. Entretanto, a maioria delas não é recomendada, por oferecer riscos ao bebê, devido ao impacto. Além disso, precisamos levar em conta as articulações, que provavelmente já estejam suficientemente sobrecarregadas por conta do aumento de peso. Não são somente os idosos que têm essa restrição.

Você sabia que a natação pode ser considerada um exercício aeróbico? Sim, e o mais importante: ela é de baixo impacto. Trata-se de uma oportunidade de realizar um exercício aeróbico, sem comprometer as articulações ou a própria gestação por conta do impacto. Isso acontece porque todos os movimentos são realizados na água que é mais pesada que o ar, o que, ao mesmo tempo que representa um atrito maior, também impede que você faça movimentos bruscos. É por isso que os impactos são reduzidos.

Joelho em tratamento
A natação não impacta os joelhos da grávida.

Aliás, falando em articulações, ela até ajuda a fortalecer a musculatura que envolve essas estruturas, auxiliando no tratamento de problemas nesse âmbito, logo em seu início; ou mesmo servindo como alternativa para pessoas que têm problemas nos joelhos e desejam praticar outras modalidades, por exemplo. Nesse último caso, normalmente a natação serve como um estágio inicial, para preparar o seu corpo para outras modalidades de maior impacto.

Se é possível tratar dores e fraqueza nas articulações, o que dizer então do joelho da grávida, que talvez já doía antes da gestação? Caso você esteja grávida e tenha algum problema nesse sentido, é importante informar ao seu médico, para que possam decidir, juntos, se a natação é mesmo a melhor opção para você. E o professor particular poderá complementar esse trabalho, indicando os movimentos corretos.

5 - Aumenta a flexibilidade

Ainda no rol de alterações no corpo durante a gestação, vamos falar da flexibilidade. Afinal, ela também fica comprometida. Com o peso da barriga, é normal ter medo de abaixar, por exemplo. A gestante pode se sentir meio "dura", com dificuldades para realizar movimentos que antes pareciam muito fáceis. E a natação pode ajudar nesse sentido também.

Como já dissemos, ela promove o movimento de todo o corpo. Braços e pernas são estimulados, já que a água é mais pesada que o ar, tornando-se mais fortes e também flexíveis. Você alonga todo o corpo a cada movimento realizado e, enquanto você move braços e pernas, mantém a coluna ereta e a respiração ritmada. Quer exercício mais completo do que esse? O corpo da gestante precisa disso tudo para tornar-se mais forte para a gestação e até mesmo para o parto.

Bebê recém nascido mão
Na hora do parto, ter um corpo bem condicionado faz toda a diferença.

Além disso, ela terá menos dificuldades ao realizar certas tarefas do dia a dia. Para a maioria das grávidas, até mesmo pegar objetos em locais mais baixos se torna um problema no final da gestação. Com um aumento na flexibilidade, isso pode ser possível. E você vai se sentir muito melhor também emocionalmente.

Percebeu como a aula de natação na gestação ajuda você a se sentir mais disposta e ter mais saúde? Então acesse agora mesmo a nossa plataforma e encontre o seu professor!

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

5,00 (1 note(s))
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Quando não há mais nada a dizer, escrevo!!!