Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como os brasileiros e alemães estão ligados culturalmente?

De Joseane, publicado dia 02/07/2018 Blog > Idiomas > Alemão > A relação cultural entre o Brasil e a Alemanha

Para compreender a relação entre o Brasil e a Alemanha, teremos que voltar ao passado, o  momento em que os imigrantes e os colonizadores alemães chegaram ao Brasil, em 1824, deixando aqui sua contribuição para a formação da cultura brasileira. O processo de colonização alemã no Brasil, foi muito mais característico no sul do Brasil devido ao quase “isolamento” dos imigrantes alemães naquelas terras. Mas não podemos esquecer de que outros imigrantes europeus preferiram se fixar em outras regiões do país.

O “isolamento” das terras do sul do país garantiu aos imigrantes alemães a preservação de sua cultura original, uma vez que eles tiveram que investir na construção de igrejas, escolas e agricultura. Com isso, eles conseguiram difundir sua religião, sua língua, sua arquitetura, sua maneira de se vestir e sua alimentação aos seus descendentes naquela região. Nessa chegado ao solo brasileiro, essa população iniciou o processo de diversificação da agricultura, industrialização e urbanização com características germânicas.

E ainda falando de contribuição alemã, muitas igrejas luteranas se fixaram na região sul do Brasil, com a chegada dos imigrantes. Até mesmo o catolicismo não escapou da influência da cultura germânica, a religião predominante do Brasil recebeu traços da cultura alemã para melhor atender aos imigrados. Podemos dizer que cultura dos imigrantes foi tão bem difundida e aceita em determinadas regiões que sua influência reverberou para uma nova maneira de se expressar: no coral da igreja, na dança, nas músicas, na alimentação, na arquitetura, na urbanização, religião e assim por diante.

Mas foi durante a 1° Guerra Mundial que o Brasil suspendeu pela primeira vez as relações diplomáticas com a Alemanha, no entanto, na 2° Guerra Mundial, o Brasil se manteve neutro, mudando seu posicionamento após ter seus navios atacados pelos submarinos alemães.

E foi em 1942 que houve o segundo rompimento das relações diplomáticas entre os dois países. Brasil e Alemanha só restabeleceram a relação diplomática em 1951, com a construção da sede da embaixada Alemã em Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Ainda hoje é possível perceber a forte influência alemã em algumas comunidades ao sul do país, são comunidades que preservaram quase fielmente suas raízes. Até mesmo em Petrópolis, no Rio de Janeiro, possui muitos traços dessa cultura.

Se gosta de festejar, aqui  no Brasil podemos aproveitar a celebração da cultura alemã em alguns meses dos ano.

As principais entidades que trabalham pela durabilidade da parceria cultural entre Brasil e Alemanha

O Ministério das Relações Externas da Alemanha e a participação do Ministério de Educação e Pesquisa, com a finalidade de dar visibilidade aos dois ministérios, criaram o Centro Alemão de Ciências e Inovação (DWIH-SP), em 2009. O foco principal desses dois Ministérios é o de expandir a visibilidade no Brasil da Alemanha como um importante polo tecnológico e científico, assim como vislumbram beneficiar o intercâmbio e a cooperação entre as instituições brasileiras e as instituições alemãs.

Ligação entre o Brasil e a Alemanha No Sul do Brasil, nota-se com mais força os vestígios da cultura alemã na sociedade brasileira

É importante salientar que a preferência pelo estado de São Paulo é devido a seu importante papel na economia do país, é a localidade que tem o maior centro alemão fora da Alemanha.

Outro ponto muito relevante é a maneira como os dois países consideram a ciência e inovação  áreas primordiais para garantir o pleno desenvolvimento econômico, ambiental sustentável, social e educacional. Ao todo são mais de 40 anos de cooperação científica entre Brasil e Alemanha. E a criação do Centro de Ciências e Inovação, o DWIH-SP, levou para o mesmo espaço, representantes de diferentes instituições alemãs, estreitando ainda mais a parceria entre os dois países. Criar o Centro de Ciências e Inovação foi um importante iniciativa para a Alemanha conhecer melhor seus parceiros brasileiros.

Movimento migratório cultural entre os 2 países

Não é de hoje que a população mundial migra de um país para o outro em busca de melhores condições de vida, trabalho, estudo, lazer, enriquecimento cultural entre outras coisas. Com esses dois países não seria muito diferente. De  um lado temos um país que venceu as grandes dificuldades do período pós-guerra investindo na educação como princípio básico para desenvolver o país. De outro lado, temos um país novo que ainda não superou o processo de colonização portuguesa, em quase 200 anos após sua independência, ainda está se estruturando.

Imigração Alemã no Brasil

O movimento migratório da população alemã para o Brasil é bastante antigo, data de 1824. E muitos são os fatores que fizeram a população europeia migrar para o nosso país: os problemas sociais que ocorriam na Europa, a proposta de melhores condições aqui e as ofertas de terras no Brasil. O resultado mais impressionante da imigração alemã foi a formação de uma população teuto-brasileira que preservou sua cultura. Não é muito difícil encontrar em determinadas comunidades do sul descendentes de imigrantes falando alemão.

Existe uma forte herança alemã no Brasil Comunidades alemãs no Sul do Brasil preservam a tradição dos seus ancestrais

Imigração brasileira na Alemanha

O ano de 1990 foi o boom da onda de imigração da população brasileira para Alemanha. Foi notório o movimento migratório de diferentes pessoas em busca do famoso milagre econômico alemão e brasileiros em busca de descobrir suas raízes alemães.  Segundo o Ministério de Relações Exteriores do Brasil, existem mais de 60 mil brasileiros vivendo na Alemanha, dados de 2005. Muitos desses brasileiros migram em busca de melhores condições de trabalho e de vida.

O Brasil atrai tantos estrangeiros por ser um país de grandes riquezas naturais e de grande potencial econômico, por outro lado, a Alemanha chama muita atenção devido ao Milagre do Reno, o período ao qual a Alemanha e a Áustria se reconstruíram no pós-guerra,  restruturando sua economia quase que milagrosamente.

Ligação cultural entre Brasil e Alemanha no ambiente escolar e universitário

Na Alemanha, praticamente todos estudam em escolas públicas. A escola pública oferece toda infraestrutura necessária para o pleno desenvolvimento dos estudantes: transporte, material didático, tudo é oferecido gratuitamente pelo governo, como parte da politica de valorização da educação.  Isso não significa que não tenha escolas privadas. Na verdade, até existem os famosos “internatos”, mas custam muito caro.

O sistema de educação brasileiro difere muito do sistema educacional alemão. Mas mesmo assim, ambos apresentam algumas semelhanças bem peculiares.

  • Obrigatoriedade escolar para crianças a partir dos 6 anos;
  • Garantia de Ensino Público gratuito na educação básica

Vale a pena ir estudar na Alemanha O ensino escolar alemão está entre os melhores da Europa

A diferença entre o sistema educacional brasileiro e o Alemão é puramente a estrutura. À medida que no Brasil o caminho para ingressar na faculdade é único, já na Alemanha existe a separação de escola conforme o desempenho do aluno, ao final da escola primária.

Sistema educacional no Brasil: Caminho percorrido pelos estudantes até chegar à faculdade

  1. Creche – de 0 a 3 anos de idade (não obrigatório) ;
  2. Pré-escola – até 6 anos de idade (não obrigatório);
  3. Ensino Fundamental – de 7 a 14 anos de idade:
  4. Ensino Médio – de 15 a 17 anos de idade;
  5. Ensino Superior – geralmente a partir dos 18 anos de idade;
  6. Pós graduação – após terminar a faculdade:

Sistema educacional na Alemanha: Caminho percorrido pelos estudantes até chegar à faculdade

Kindegarden – Uma espécie de creche ou jardim de infância- os alunos podem ficar até os 6 anos de idade. obs.: O jardim de infância só é gratuito para os pais que comprovam baixa renda, prioritariamente.

Grundschule – É a escola primária – as crianças entram com 6 anos de idade e só saem com 10 anos.

Quando o aluno encerrar o ensino básico, a criança começa a definir sua orientação profissional. De acordo com o seu desempenho nos primeiros anos de escola, ele é encaminhado para o tipo mais adequado de escola secundária.

Estudar na Alemanha é fácil Desde pequenos os alemães são incentivados e dar o seu melhor

 

Existem três opções:

  • Haupstchule – Uma espécie de formação geral básica, ao terminar a escola secundária, os alunos são encaminhados para uma formação profissionalizante que o habilita exercer atividade na agricultura ou na industria. O tempo de formação dura em média 5 a 6 anos.
  • Realschule – Habilita o estudante a frequentar cursos mais adiantados em escolas profissionalizantes ou escolas secundárias. Dura em média 6 anos.
  • Gymnasium – Propicia uma formação mais aprofundada. Ao concluir, o estudante precisar prestar o “Abitur”, bem parecido com o vestibular no Brasil para receber o Certificado de conclusão. Esse certificado habilita o estudante a ingressar em uma universidade. O tempo de duração é de 8 ou 9 anos.

Mas cabe a nós reportar que o tipo de escola que o aluno irá frequentar depende do desempenho dele no ensino primário. Geralmente para ingressar no Gymnasium exige notas muito elevadas. E esse é o caminho mais fácil para ingressar na universidade.

É importante frisar que as regras mudam de estado para outro, o que não muda é a oportunidade de falar alemão.

Encontre no Superprof os melhores professores de Alemão!

Relação entre Brasil e Alemanha em diferentes pontos

Área economia

Embora os dois países apresentem algumas diferenças culturais e climáticas, é perceptível que existe uma grandiosa afinidade entre os dois países que há muito tempo estabelecem diferentes parcerias. Não é à toa que as empresas alemães estejam se estabelecendo em solo brasileiro, ao todo são mais de 1.600 empresas alemães espalhadas pelo país. Essa intensificação das relações entre o Brasil e Alemanha é fruto das condições favoráveis que o Brasil oferece para as empresas, principalmente as empresas da área de energia renovável, tecnologia e inovação.

Educação e cultura

Onde aprender a língua de Camões:

Existe na Alemanha o Camões – Instituto de cooperação e da língua Portuguesa – esse curso está espalhado por diferentes lugares do mundo. Promovendo o ensino da língua portuguesa em quase todo território estrangeiro.

Onde aprender a Língua de Goethe:

No Brasil, o Goethe institut é responsável por difundir a língua alemã pelo mundo, são aproximadamente 160 estabelecimentos em todo o mundo.

No Superprof você pode ter aulas em domicílio de alemão e estreitar ainda mais o laço com a cultura germânica.

 

Gostou? Veja aqui como conseguir um duplo diploma brasileiro-alemão!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar