Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Existe uma idade ideal para começar a aprender a língua espanhola?

De Fernanda, publicado dia 18/08/2017 Blog > Idiomas > Espanhol > A partir de quantos anos podemos estudar espanhol?

O espanhol é uma das línguas mais faladas no mundo. Presente na Europa e em todo o continente americano (incluindo os Estados Unidos), o idioma talvez não seja tão difundido quanto o inglês.

Mas temos muitos argumentos para convencê-lo de que é uma língua essencial! Por isso, pode ser muito interessante ensinar espanhol ao seu filho desde cedo.

Mas a partir de quantos anos devemos transmitir o idioma para que a aprendizagem seja efetiva? Existem teorias científicas de um limite mínimo de idade?

Não há idade mínima para aprender espanhol

Muitos pais se questionam sobre quando ensinar uma língua estrangeira ao seu filho. É possível começar sem que os pais sejam bilíngues? E neste caso: o ensinamento será bom ou suficiente?

Da mesma forma, muitos pais têm receio das dificuldades que uma criança pode enfrentar no início de uma educação em espanhol e bilíngue. É demais para ela? Isso afetará seu nível de português? Será que ela vai fazer a distinção entre as duas línguas?

Para todas essas questões vamos propor aqui uma resposta, começando com uma verdade comprovada pelos linguistas: não, não há idade mínima para aprender espanhol!

Acesse o Superprof e encontre aulas de espanhol online para o seu filho.

Existe uma idade mínima para assimilar o espanhol como língua estrangeira? Está dada a largada para ensinar espanhol para o seu filho!

Especialistas na primeira infância e na aquisição da linguagem nunca estabeleceram um “idade mínima” para a assimilação de uma língua estrangeira. Pelo contrário, aliás. Recomenda-se que o processo deva ser iniciado desde o nascimento, em paralelo com o português, se esse for seu objetivo.

Se, por um lado, pode ser um pouco frustrante para você falar com seu filho somente em espanhol durante seus primeiros anos, saiba que esta é a solução indicada.

Durante os primeiros anos da criança, mesmo que ela não seja capaz de falar, sua audição já está desenvolvida. É importante então treinar seu ouvido para a pronúncia da língua espanhola.

É assim que ela vai conseguir aprender espanhol (e suas diferentes etapas) a partir de 0 ano e, quem sabe, se tornar bilíngue em pouco tempo. O outro pai pode falar português, para uma aprendizagem simultânea de ambos os idiomas.

É assim que os pais bilíngues fazem…

O exemplo das famílias bilíngues

Na verdade, se você não possui nacionalidade espanhola, é importante se basear no exemplo de famílias bilíngues.

Faz parte da natureza do homem transmitir conhecimentos. Por isso, podemos considerar como natural o que as famílias bilíngues fazem quando uma criança nasce. O pai e a mãe optam por se expressar em uma das duas línguas para que a criança cresça em um ambiente bilíngue espontâneo.

Todos certamente já tiveram contato com pessoas estrangeiras, filhas de imigrantes, ou com uma dupla nacionalidade. Alguns deles tiveram a sorte (e o empenho dos pais, claro) de ter uma educação bilíngue desde uma idade precoce.

Então, o fruto deste “esforço” é identificado, segundo especialistas, a partir dos 4 anos. Eles afirmam que é nesse momento que a criança entende a diferença real entre as duas línguas.

Mas como?

Simplesmente porque é a idade na qual ela começa a socializar, sobretudo na escola, fazendo amigos que falam português. O português é então identificado como o idioma principal. E o espanhol, como a segunda língua materna.

Quais são as outras formas de começar a ensinar espanhol às crianças?

Espanhol como língua materna e o patamar dos 7 anos

Acabamos de indicar duas idades: primeiro, o nascimento. Os pais, se assim o desejarem, podem se expressar em espanhol com seu bebê. Para treinar o ouvido e criar seu ambiente linguístico.

Então, falamos também do marco da idade dos 4 anos, quando a criança diferencia completamente as duas línguas, de modo que elas não se misturam mais no seu vocabulário.

A partir daí, o passo final para a assimilação completa do espanhol como língua nativa é a idade de 7 anos. Os sete anos são identificados pelos linguistas e pesquisadores como o momento em que o cérebro atinge seu limite de maturidade.

Depois, claro, nunca será tarde demais, mas a aprendizagem do idioma é certamente mais lenta.

A criança consegue aprender espanhol, mas não de forma intuitiva. Para desenvolver este ponto, daremos algumas dicas mais abaixo, onde iremos abordar a famosa “hipótese do período crítico”.

A partir daí, o que você pode concluir? Se pudéssemos dar um conselho, seria esse: não espere seu filho aprender todo o português e comece agora a conversar com ele em espanhol! Se o seu desejo é oferecer uma base linguística sólida e intuitiva, ainda é melhor direcionar seus esforços nos primeiros anos de sua vida.

Iniciação em uma língua estrangeira a partir de 3 anos

Até aqui você já teve várias dicas para começar a ensinar espanhol para seu filho. Mas aqui está uma a mais…

Nas grandes capitais brasileiras você encontra uma série de centros de idiomas e escolas bilíngues para todas as idades. E, embora muitos sejam voltados principalmente para estudantes do ensino médio, universitários, profissionais e aposentados, cada vez mais observamos institutos que também se dedicam ao ensino bilíngue infantil.

Aprendizagem de castelhano para crianças pequenas. É possível que uma criança comece a aprender espanhol aos 3 anos? É melhor esperar?

Por exemplo, na maioria das instituições de idiomas, é possível começar a fazer aula de espanhol a partir de 3 anos. Para os menores, é claro, é proposta uma metodologia de ensino que prioriza atividades lúdicas com o idioma, por meio de músicas, ilustrações, jogos, desenhos animados e outros recursos multimídia.

A criança, então, adquire suas primeiras palavras espanholas, em uma idade muito jovem.

Para aqueles pais que acharam que não tinham habilidades ou simplesmente não tiveram coragem de falar em espanhol com seus filhos durante seus primeiros anos, esta é uma alternativa viável e efetiva. A partir daí, você ainda tem quase 4 anos de estudos pela frente antes de chegar ao famoso estágio de maturação (7 anos).

A partir daí, quais são as melhores dicas para começar a aprender o castelhano?

Aprender espanhol em uma idade precoce: agências de babás

Hoje em dia, nas grandes capitais e para famílias com rendas mais altas, tem se difundido cada vez mais um serviço específico: a contratação de babás bilíngues.

Em busca de profissionais especializadas e com domínio do inglês e do espanhol, patrões de localizações nobres apostam em contratações de luxo e pagam muito bem por esse serviço.

Se, por um lado, você tem condições necessárias e, por outro, não gosta muito da ideia dos centros de idiomas e escolas bilíngues, essa pode ser uma opção para você.

É a oportunidade de oferecer momentos muito divertidos conduzidos por profissionais hispânicos ou bilíngues para ensinar um espanhol correto ao seu filho.

Você conhece a hipótese do período crítico?

Recentemente, publicamos um artigo com uma questão que passa na cabeça de muita gente: Eu sou muito velho para aprender espanhol? “. Dê uma espiada, pois essas duas matérias se complementam quando o assunto é aquisição de uma língua estrangeira.

Agora, a nossa próxima pergunta é em que momento a aprendizagem do espanhol ou de uma língua estrangeira se torna mais difícil para o homem?

Acima, já falamos sobre a faixa etária de 7 anos. Mas, lendo este artigo, você descobrirá qual é a hipótese do período crítico, conduzida pelo biolinguista Eric Lenneberg. Este é um conceito desenvolvido em meados da década de 1960, e que consiste na hipótese de que existe no homem um determinado período (uma janela breve de alguns anos, na verdade) fora do qual é mais difícil aprender uma segunda língua. Deu para entender?

Em outras palavras, a questão da hipótese do período crítico mostra que o tempo ideal para ensinar uma segunda língua materna para seu filho é entre 2 anos e o início da puberdade.

Nós o convidamos a descobrir esse trabalho, embora é bom ter em mente que o conceito do período crítico permanece muito controverso.

Uma vantagem significativa a longo prazo

Um pouco mais acima, você descobriu vários argumentos a favor de uma aprendizagem precoce da língua espanhola. Resta saber agora se você prefere confiar a um especialista ou cuidar disso sozinho. Mas no final, seja qual for o método de sua escolha, com certeza não deve esperar muito para fazê-lo, pois o conhecimento de uma segunda língua e de uma segunda cultura aparecem como um benefício incrível hoje em dia.

Em alguns anos, isso pode ser regra adotada por todos. Cabe a você se antecipar e dar ao seu filho esse conhecimento cada vez mais essencial na nossa sociedade.

Ensinar castelhano para seu filho. Que efeitos a longo prazo pode ter o ensino do espanhol em uma idade jovem?

Ao decidir ensinar espanhol desde a primeira infância, você também lhe dá a oportunidade de se tornar trilingue na idade adulta. Na verdade, você sabe que mais e mais pessoas estão falando o inglês fluentemente hoje.

Se o Brasil está muito atrasado nesse quesito em comparação com outros países, não é motivo para que seu filho também fique para trás. É muito provável que, nos próximos anos, o perfil hispano-inglês bilíngue seja definitivamente o mais procurado em universidades e empresas. Profissionalmente e socialmente.

Talvez a única coisa que falte na hora de passar por um exame ou por uma entrevista vai ser a tal da terceira língua. Bom, se você já tiver começado os estudos de espanhol desde cedinho com seu filho, ele vai poder até alcançar um nível de “língua materna” em relação ao idioma de Cervantes. A ponto de poder sonhar em espanhol, acredite se quiser!

Saiba que, durante sua escolaridade, inevitavelmente seus esforços serão concentrados no inglês. Isso porque a língua espanhola infelizmente não é mais obrigatória no currículo brasileiro, desde a aprovação da Reforma do Ensino Médio pelo Ministério da Educação.

Finalmente, se o seu filho gosta muito de línguas, obviamente ele poderá aprender um 4º idioma na faculdade. Sob esse ponto de vista, e depois de todas essas dicas, se tornar quadrilíngue ou poliglota parece até viável, não é mesmo?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar