"Capri... e fim: foi meu primeiro amor"- música de Hervé Vilard

Se a Itália e suas principais cidades como Roma, Nápoles ou Florença atraem milhares de turistas a cada ano, suas ilhas mediterrâneas atraem tanto quanto, se não até mais. Com um aumento de 10% de visitas turísticas na Sardenha e na Sicília em 10 anos, entendemos que o patrimônio material, começando pelas praias, é o que motiva os turistas a permanecerem na Itália.

Mas você conhece bem as ilhas italianas? Você sabe como organizar sua próxima estadia no país? Tem ideia de como se locomover nessas ilhas? O que ver primeiro? Aqui está uma pequena visão geral das diferentes ilhas da Itália para acompanhá-lo em sua preparação de viagem!

Itália: por que escolher visitar a Sardenha?

Uma das principais razões pelas quais os turistas chegam à Sardenha é simplesmente sua singularidade: esta pequena ilha está cheia de tesouros - com 7 Patrimônios da Humanidade da UNESCO (dos 55 totais da Itália). Resumindo, há muito o que ver. Por falar em patrimônio, a Sardenha é uma das ilhas com a identidade mais forte, principalmente através de seus festivais populares. Os cinco mais conhecidos são:

  • A Sartiglia, na cidade de Oristano, que é um evento que oferece uma atmosfera medieval com acrobacias e shows de cavalos com duração de dois dias;
A Sartiglia é uma festa tradicional que ocorre na Sardenha.
  • Sant'Efisio, em  Cagliari  que celebra o santo padroeiro da ilha;
  • A Sagra del Redentore, em Nuoro, organizada em homenagem ao Cristo Redentor todo final de agosto;
  • O Carnaval de Tempio Pausania, que acontece todos os anos no Mardi Gras;
  • O Carnaval de Mamoiada, que acontece em janeiro e é famoso por seus disfarces com máscaras negras, o que para nós pode soar até um pouco intrigante!

Além das festas, o que podemos descobrir na Sardenha?

Durante a sua viagem ou férias na Sardenha, alguns pratos são simplesmente inevitáveis:

  • O camarão com vinho vernaccia, na cozinha tradicional do mar;
  • O chiusòni, um tipo de nhoque com sêmola de trigo duro;
  • A panada, uma entrada feita de massa folhada e cordeiro;
  • Cordula ao molho, para o prato principal, com intestinos de cabra ou cordeiro, e geralmente ervilhas e azeitonas;
  • Amaretti, para sobremesa, que são biscoitos feitos com amêndoas.

Em 2017, a Sardenha recebeu 14 milhões de turistas, um recorde!

Devido ao seu tamanho médio, a Sardenha continua sendo o destino ideal para um passeio ou uma viagem por 10 ou 15 dias. Saiba primeiro que a principal cidade da Sardenha não é outra que não seja sua capital, Cagliari, por isso é nela que você inicia sua jornada, já que ela abriga o aeroporto. Existem conexões entre Cagliari e as principais cidades europeias, incluindo Paris.

A Sardenha conta com belezas estonteantes que encantam turistas do mundo todo.

Em geral, é  aconselhável se concentrar no norte da ilha ou no sul, para ter tempo para descansar e apreciar os arredores. Mas tudo é possível de acordo com seus desejos!

Fernando
Fernando
Profe de Italiano
5.00 5.00 (41) R$68/h
1a aula grátis!
Luana
Luana
Profe de Italiano
5.00 5.00 (39) R$120/h
1a aula grátis!
Armando
Armando
Profe de Italiano
5.00 5.00 (12) R$75/h
1a aula grátis!
Giuseppe
Giuseppe
Profe de Italiano
5.00 5.00 (44) R$85/h
1a aula grátis!
Maria alice
Maria alice
Profe de Italiano
5.00 5.00 (90) R$85/h
1a aula grátis!
Fabio
Fabio
Profe de Italiano
5.00 5.00 (64) R$85/h
1a aula grátis!
Alberto
Alberto
Profe de Italiano
5.00 5.00 (13) R$40/h
1a aula grátis!
Salvatrice
Salvatrice
Profe de Italiano
5.00 5.00 (32) R$85/h
1a aula grátis!

Como visitar a ilha italiana de Capri?

Capri é conhecida por sua beleza, mas também por ser, por excelência, a ilha dos amantes. Aqui você encontrará hotéis românticos autênticos, como o hotel Punta Tragara, nas alturas da ilha, ou o Luxury Villa Excelsior Parco, com vistas deslumbrantes da área circundante. Villa Tenerezza também é uma boa opção para viajantes ansiosos para descobrir Capri ou mesmo os que estão a procura de um lugar bem localizado.

Com clima ameno durante todo o ano,  Capri é definitivamente um destino de escolha para diferentes perfis de turistas: a verdadeira capital do turismo à beira-mar aumentou seu número de turistas em 25% em apenas 5 anos.

Como visitar esta ilha italiana inevitável?

Você precisa saber que fazer uma viagem a Capri exige um certo nível de organização. Capri não possui um aeroporto internacional: o mais próximo fica em Nápoles e existem conexões regulares com as principais cidades europeias. Uma vez em Nápoles, você pode procurar as  seguintes empresas de ferry:

  • Caremar;
  • SNAV;
  • NLG - Navegação Libera del Golfo;
  • Alilauro;
  • Aalicost;
  • Capitan Morgan.

Consulte o site DirectFerries para obter todas as conexões com todos os preços e horários! Depois de chegar, após pelo menos 3 a 5 horas de transferência, você estará pronto para descobrir a ilha de Capri

A outra atração imperdível da ilha é uma cidade inteira: Anacapri, localizada a noroeste, nas colinas . É alcançada com a linha azul e fica a apenas 15 a 20 minutos a pé da caverna azul. Se Anacapri também é apreciada, é por sua atmosfera encantadora e sua pequena igreja barroca. Este é o local ideal para fugir do folclore e ficar perto do mar.

Para respirar ar puro, vá até o topo dos 589 metros de altitude do Monte Solaro, que também é o ponto mais alto de Capri! Um panorama único espera por você, depois de algumas horas de caminhada. Se você gosta de desafios esportivos, faça uma das seguintes caminhadas, algumas das mais famosas de Capri:

  • A Via Krupp, que leva aos jardins de Augusto (por 1 euro de entrada);
  • A rota perto do Arco Naturale, com vistas da Península de Sorrento;
  • O caminho de Migliera, sem muita aglomeração de gente e com um mirante magnífico.

Também há muitas praias, mas falamos um pouco mais sobre isso em outra ocasião...

Agora vá para a Sicília!

Nosso melhor conselho para visitar a Sicília!

A Sicília é a maior ilha italiana e o turista se delicia com sua beleza e suas muitas atividades.

O mar da Sicília é de uma beleza sem igual. Quer conferir?

Para ir à Sicília, você precisa saber o que esperar uma vez lá. Por esse motivo, aqui estão algumas dicas gerais sobre o clima da Sicília:

  • É possível ir o ano inteiro à Sicília, curtindo o melhor de cada época;
  • Os períodos mais ensolarados (e mais turísticos) são de abril a outubro, de acordo com as cidades da Sicília;
  • Em julho e agosto, as temperaturas podem subir para 34 graus.

Em geral, é aconselhável ir para a Sicília entre abril e junho, ou setembro e outubro, para evitar lugares lotados enquanto desfruta de tudo o que a ilha tem a oferecer.

Seja no norte ou no sul da ilha, vale a pena ver algumas cidades. É o caso de:

  • Palermo, a capital invejada da Sicília, borbulhante e emocionante;
  • Cefalù, conhecida por sua praia, catedral e vida noturna;
  • Tindari, uma cidade greco-romana localizada no coração de olivais;
  • Taormina, famosa por sua arquitetura única e colorida;
  • Etna, uma parada obrigatória na Sicília, por causa do vulcão que abriga;
  • Catania, uma rica cidade universitária, a segunda maior da Sicília.

Isso tudo sem se esquecer de provar as especialidades da Sicília, conhecidas em todo o mundo. Você poderá provar macarrão com berinjela à beira-mar, em uma das  praias ou enseadas. Por falar nisso, aqui vão aquelas que você simplesmente não pode perder durante uma estadia na Sicília:

  • A de Mondello, não muito longe de Palermo;
  • A de Favignana, um tesouro no sul da ilha;
  • A do Scala dei Turchi, que apresenta-se ao longo de um penhasco de rochas brancas;
  • A de Stromboli, um lugar único na zona rural da Sicília.

Ainda falando em praias, aqui está uma antologia de lugares de tirar o fôlego nas ilhas italianas!

Só aconselhamos você a fazer um curso de italiano antes de embarcar. Assim, será mais fácil se comunicar com os nativos locais.

Quais são as praias mais bonitas das ilhas italianas?

Na Itália, especialmente nas ilhas, os esportes aquáticos são uma importante atração: não é difícil alternar entre a preguiça na toalha, o jet-ski ou o passeio de barco e depois fazer caminhadas na natureza. Isso é explicado pelo fato de a Itália ser um destino à beira-mar: em 5.175 quilômetros da costa italiana, 96,1% são praias abertas ao público, o  que significa que não faltará opção para você curtir. (fonte: Ministry Turismo italiano).

Praia pública, privada ou enseada: você decide!

Na Itália, não faltam opções de praias para você conhecer.

O encanto de uma praia nem sempre reside na beleza e transparência de suas águas, mas às vezes em sua acessibilidade ou não. Assim, enseadas ou cavernas onde é possível nadar são muito mais atraentes do que as praias tradicionais, como estamos acostumados na costa brasileira. Para isso, os seguintes intervalos são inevitáveis:

  • A  praia de Conigli (entenda, a praia "coelhos") na Sicília;
  • Na ilha de Ponza, há a Chiaia di Luna;
  • A praia de Fetovia, na ilha de Elba;
  • Na ilha de Favignana, a praia de Cala Rossa.

A Itália compreende centenas de ilhas, agrupadas nos arquipélagos do Mediterrâneo. Se todos se distinguem por seu charme, como Sardenha, Sicília ou Capri, alguns ainda abrigam tesouros naturais, começando pelas praias .

É o caso de  San Vito lo Capo, na Sicília. Esta é uma das praias mais bonitas da Itália. Além disso, é sem dúvida um dos mais famosos pontos turísticos de Capri: a praia de Marina Piccola é uma das mais bonitas no que diz respeito à dolce vita. Para o turismo selvagem, a praia de Berchida, na Sardenha, é perfeita.

Finalmente, apenas por diversão, aqui estão três praias particulares únicas que o farão feliz durante a sua estadia.

  • A praia privada Da Gioa, em Capri, não muito longe de Lido del Faro;
  • A praia particular de La Pelosa, na Sardenha, uma praia natural e tropical conhecida por seus recifes;
  • A praia particular de Phi Beach, em Arzachena, um pequeno paraíso conhecido por seu pôr do sol.

Então, pronto para agendar sua partida para as ilhas da Itália? E você pode começar estudando italiano com um dos nossos professores Superprof.

Precisando de um professor de Italiano ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.