Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

A origem e história do Português

De Joseane, publicado dia 07/10/2018 Blog > Apoio Escolar > Português > Língua portuguesa na formação de ciências humanas

Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela…

A língua portuguesa, cantada nesse belo soneto do jornalista e escritor  Olavo Bilac é a língua oficial de mais de 9 países espalhados pelo Globo e língua materna de mais de 200 milhões de falantes.

O português tem sua origem no latim, mais propriamente no latim vulgar sendo considerado, portanto , como uma língua neolatina, também referida como língua românica.

Estima-se que o português tenha surgido entre os séculos IX e XII, embora existem documentos escritos em português datados do século XIII, como o Testamento de Afonso II. Foi nesse século que o rei de Portugal, D. Dinis na época, oficializou o português como a língua que deveria ser usada em todos os documentos administrativos do reino, em detrimento do latim. A partir daí passou-se a haver um português historicamente documentado.

O português passou por algumas mudanças e sofreu algumas influências antes de chegar na versão que conhecemos atualmente, confira:

  • Português arcaico: do século XIII ao final do século XIV. Neste período está incluída a realidade galego-portuguesa.
  • Português arcaico médio: da 1.ª metade do século XV à 1.ª metade do século XVI.
  • Português moderno: da 2.ª metade do século XVI ao final do século XVII.
  • Português contemporâneo: do início do século XVIII aos dias atuais.

O português, sendo uma língua viva, continua passando por modificações, palavras e vocábulos novos são criados, seja por influência de culturas e línguas externas, seja pela evolução natural da língua.

O português foi trazido ao Brasil pelos portugueses em 1500 durante a colonização. Com a catequização dos índios pelos jesuítas, várias línguas indígenas perderam força chegando mesmo a desaparecer mas não sem antes influenciar o português falado no Brasil. As línguas africanas provenientes do tráfico de escravos também deixaram a sua marca no português falado no Brasil. No século XVIII o português tornou-se a língua oficial do Brasil, porém aqui nas terras tupiniquins o português se diferencia bastante daquele falado em Portugal, não somente no léxico mas sobretudo na fonética.

Agora que você já está por dentro da história do nosso português, descubra como se estrutura o ensino da língua nas escolas e sua importância na formação acadêmica do indivíduo lusófono, sobretudo na área de ciências humanas.

O ensino do português na escola

Amote assim, desconhecida e obscura,
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela
E o arrolo da saudade e da ternura!

A língua de Camões e Olavo Bilac divide opiniões. De um lado, aqueles que amam o Português e se orgulham de falar essa língua e de outro lado, um grupo restrito composto por alguns historiadores que são menos apaixonados pela língua de Portugal e que  sentem muito  por não estramos falando tupi-guarani.

Português do brasil nas escolas O aprendizado do português é obrigatório e essencial…

Bem, a verdade é que o Português é a língua oficial do Brasil e a previsão é que continue sendo. No entanto, é preciso assumir: O português do Brasil tem a sua própria identidade. As gramáticas mais tradicionais do português não levam em consideração as variantes brasileira e africana, fato que causa um grande estranhamento aos estudantes que possuem certa dificuldade em se identificar com o português dito “gramaticalmente correto”.

Felizmente já existe a gramática do português do Brasil, menos excludente e mais próxima da realidade da língua no Brasil. Mas deixemos essa discussão para os pesquisadores e gramáticos e voltemos ao que nos interessa: O ensino da língua portuguesa nas escolas.

O enino de uma língua materna não se faz da mesma forma que o ensino de uma língua estrangeira. Neste último caso, o ensino se focaliza na fala e na compreensão da língua estrangeira pelo falante estrangeiro. No caso do ensino da língua materna, o objetivo é que o aluno aprenda os códigos e regras que regem a estrutura da língua. Esses códigos e regras são regidos pela gramática da língua, que é basicamente a “lei” que rege (ou dita) o funcionamento dessa língua.

Em se tratando da gramática do português, não podemos dizer que é uma das mais fáceis justamente por que existe uma distância notável entre o português falado e o escrito (gramatical). Esse é justamente o desafio das escolas. Apresentar e decifrar a regras gramaticais para os alunos, facilitando e promovendo o aprendizado da língua portuguesa.

Leia aqui sobre a importância do português na área de exatas!

Eu não gosto de português…

Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

Quem nunca ouviu essa frase? Todo professor ou pais de alunos já ouviram essa frase em algum momento. O português é difícil, e essa estrofe do poema Lingua Portuguesa de Bilac ilustra bem isso.

Como simplificar a gramática do português Aquela hora que o professor tenta enfiar as regras de gramática na cabeça dos alunos…

Difícil mas necessário, o português é ensinado desde o primário. Primeiro com o alfabeto e depois com a formação de palavras, seguindo pela leitura. O objetivo da escolar não é ensinar o aluno a a falar português, normalmente os alunos em idade escolar já passaram por essa fase do aprendizado. A escola se encarrega, portanto, de explicar o código linguístico da língua portuguesa, isto é ensinar o aluno a ler, escrever e compreender a língua.

Por trás de um aluno que “não gosta de português”, está um ensino falho, que não leva em conta a necessidade do aluno. Um sistema de ensino que não visa facilitar o aprendizado, mas que insiste em repetir conceitos falhos.

A aula particular de português pode ser de grande ajuda para os estudantes que possuem dificuldades com o aprendizado da língua portuguesa na escola. O professor particular, através de uma metodologia prática, criativa e focada no aluno, ajudará o estudante a ver a gramática de forma diferente- com “novos olhos, como dizem.

O português no vestibular da área de humanas

O ensino de português vai desde o primário até a faculdade. No ensino fundamental e médio, as aulas de língua portuguesa ocupam uma parte considerável da carga horária escolar. A produção textual em língua portuguesa é uma das partes mais importantes do ensino de português.

como estudar português para o vestibular O português tem peso máximo no vestibular para área de humanas…

Um texto bem escrito, formatado de acordo com as regras gramaticais da língua portuguesa, mostra que o aluno possui um bom domínio da língua, isto é, ele conhece e sabe utilizar os componentes linguísticos e gramaticais da língua portuguesa.

É no vestibular e no ENEM, portanto, que a realidade vem à tona. A redação no vestibular/ENEM compõe uma parte importante da prova. Infelizmente, de acordo com os resultados dos alunos, nota-se que o ensino de português nas escolas tem muito o que melhorar. Muitos estudantes mostram um grande déficit de aprendizado relacionado a interpretação textual, assim como ao  conhecimento da língua portuguesa. A escola certamente falhou no ensino de língua portuguesa.

Todo aluno que deseja fazer curso superior, faculdade, deve falar e escrever bem em português. Essa condição é essencial para facilitar a leitura do material dos cursos e a compreensão da aula.  Se você está prestando vestibular para a área de ciências humanas e sociais, saiba que, dependendo do curso o português tem peso máximo na prova…então não resta outra alternativa além de estudar muito.

A importância do português na formação das ciências humanas

Em que da voz materna ouvi: “meu filho!”
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

Terminando esse artigo que fora acompanhado desse oportuno poema de Olavo Bilac, atentamos para a importância de possuir um bom nível em gramática do português se você pretende seguir carreira e prestar concurso na área de ciências humanas e sociais.

Como melhorar em português Aprenda a falar bem português antes de querer “vender a sua arte na praia”

Essa ressalva se justifica pelo fato de que essas áreas são mais centradas na leitura e interpretação de textos, na exposição oral e escrita de pensamento crítico e na pesquisa. Essa última sendo uma das principais riquezas do ensino superior. Pesquisar e produzir conteúdo faz parte da formação de humanas. Mesmo nas poucas faculdades onde não se exige o trabalho de conclusão de curso ou a monografia, a produção escrita se faz ao longo do curso e com bastante frequência.

Ainda no vestibular da área de humanas, o aluno é colocado à prova. Geralmente testa-se a capacidade do aluno de ler e interpretar textos, não somente em português mas em todas as quatro áreas de conhecimento. Por isso é comum encontramos questões com enunciados longos e complexos. Embora não se trate de uma questão de gramática propriamente dita, será o conhecimento das diferentes partes da gramática que ajudará o aluno a melhor compreender o enunciado, possibilitando-o de responder as questões propostas.

Por essa e outras razões que os estudantes que desejam ingressar em um curso na área de ciências humanas devem estar preparados. Conhecer a língua portuguesa significa saber a sua história, origem, compreender a sua estrutura e a sua organização gramatical, e claro, dominar o seu uso tanto na fala como na escrita.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar