"A música dá alma aos nossos corações e asas ao pensamento." Platão (-427; -348)

Dominar o braço da guitarra é memorizar as notas musicais que compõem o instrumento ao longo dos 20 a 24 trastes sobre os quais passam as seis cordas de um violão.

Aprender o violão para iniciantes não é tão fácil, porque é necessário coordenar a mão direita e a mão esquerda, localizar as notas do violão, aprender a tocar as cordas, os acordes básicos (acordes principais e secundários principais, acordes com pestana), as escalas (maiores, menores, pentatônicas) e a teoria da música.

No nível intermediário, podemos falar de improvisação.

Um estudo divulgado em outubro de 2018 mostra que 50% dos guitarristas que aprendem nos Estados Unidos e no Reino Unido são mulheres e que a expressão artística tem precedência sobre o desejo de seguir carreira.

E então, quer aprender as notas do seu braço da guitarra? Aqui estão nossas dicas para chegar lá!

Por que você tem que dominar o braço do seu violão?

Muitos guitarristas fazem malabarismos com acordes e escalas sem ter feito uma única aula de teoria musical.

Como aprender guitarra?
Conhecendo as notas: por que é útil? Se você toca rock, jazz ou clássico, precisa conhecer bem os acordes na ponta dos dedos!

E basta ouvir um pouco de jazz cigano para perceber que a teoria da música - uma espécie de gramática da música - não é uma obrigação do guitarrista:

Os guitarristas de jazz cigano costumam aprender a tocar violão cedo, mas não necessariamente fazem aulas de teoria musical.

O profissional Angelo Debarre é um deles e pode-se afirmar que ele toca muito bem.

Sendo assim, não é obrigatório conhecer as notas do violão para saber como tocar bem violão.

Mas, paradoxalmente, qualquer músico entende como o braço do violão é organizado.

De muitas maneiras, como nem todo mundo se torna João Gilberto, Angelo Debarre, Caetano Veloso ou Jimi Hendrix, é recomendável memorizar as notas do braço da sua guitarra ou violão ...

Isso permite que você se sinta familiarizado com as notas e toque os acordes sem precisar ler um dicionário de acordes.

No violão destro, é a mão esquerda que aperta as cordas para fazer os acordes do violão. Então, obviamente, você precisa saber quais notas as cordas fazem quando você as toca soltas.

Em seguida, aprenderemos quais são as notas para cada sequência nas casas de 1 a 20 ou 24.

No começo, aprender violão não é nada fácil porque, ao contrário do teclado de um piano, o braço do violão é tudo menos intuitivo: as notas não são organizadas de acordo com as alterações (teclas pretas para bemol ou sustenido, brancas para notas sem acidente).

O braço da guitarra contém trastes, casas, cordas para tocar ...

De fato, não é necessário aprender a lidar com isso tudo, mas é preciso ao menos se familiarizar, ou seja, ser capaz de encontrar o caminho. E para conseguir isso, felizmente existem pequenas técnicas.

Faça uma aula de violão!

Como estudar o braço do violão?

Compreender o braço da guitarra é assimilar os intervalos que existem de uma casa para outra, ou seja, o tom das notas.

Faça uma aula de violão para iniciantes!

Como tocar violão?
Quais são as técnicas para transpor notas? Aprenda a escala pentatônica: como tocar e saber onde você está?

O primeiro passo é aprender os nomes das notas para cada corda tocada solta: mi (E), lá (A), ré (D), sol (G), si (B), mi (E).

Na afinação mais comum, a sexta corda solta é a corda E grave, enquanto a primeira é a corda E aguda.

Nas aulas de violão para iniciantes, você aprenderá que o braço é dividido em duas partes:

  • Os graves: a 6ª, 5ª, 4ª e 3ª cordas,
  • E os agudos: 2ª e 1ª cordas.

Uma dica para um bom começo: todas as notas no 5º traste são idênticas às notas obtidas ao tocar a próxima corda solta, exceto a 3ª corda (sol).

Nesta última, é a quarta casa que é semelhante à segunda corda solta (corda B).

Este truque permitirá, no início, afinar o violão em lá.

Outra técnica para entender o braço, sem aprender teoria: qualquer nota pode ser tocada na próxima corda, cinco casas a mais no braço.

Observe: uma exceção prevalece para as cordas 2 e 3, nas quais você precisa subir 4 trastes para reproduzir a nota.

Por exemplo, coloque o dedo na casa 3 da primeira corda (corda E agudo, nota sol). Subindo cinco casas, você obtém um sol no nível da segunda corda, na casa 8.

Na segunda corda no segundo traste, você toca um D. Subindo quatro casas, o ré é encontrado na terceira corda, na casa 7.

Pergunta surpresa!

A nota lá, tocada na casa 5 da corda ré (quarta corda): onde o ré é tocado na terceira corda?

Veremos durante as aulas de violão que a nota lá está na casa 10 da quinta corda.

Aprenda as três primeiras cordas do braço da guitarra!

Aprenderemos então a localizar cada nota em cada uma das seis cordas soltas e depois pressionadas.

Onde estão as notas de base do meu violão?
Gostaria de fazer solos incríveis de olhos fechados? Haja prática e conhecimento!

Mas, para conseguir isso, deve-se entender que cada casa no braço representa um semitom ou intervalo entre duas notas.

Aqui está a regra, se começarmos a partir da corda E grave:

  • Entre a nota de mi (E) e o fá e entre o si e o dó existe apenas um semitom,
  • Entre todas as outras notas (de dó para ré, de ré para mi, de fá para sol, de sol para lá, de lá para si) dizemos que há um tom.

Esta é a razão pela qual, no braço do violão, uma única casa separa o si (B) do dó (C), bem como o mi (E) do fá (F), enquanto duas casas separam as demais notas.

A primeira casa da corda grave (mi) nos dá um fá. Em seguida, procuraremos cada intervalo de notas para cada casa.

Então, o que você encontra no terceiro traste da corda mi? Um sol.

Que nota é encontrada na quinta casa?

Entre as casas 3 e 5, existem dois semitons, um tom. Obtemos assim a nota lá.

Você deve saber que todas as notas das cordas soltas são repetidas puxando as cordas na décima segunda casa: a casa 12 realmente representa a oitava das cordas soltas.

E sim! Existem 12 intervalos em uma oitava, casas 1 a 12.

Muitas vezes, o braço do violão está equipado com marcas (círculos, quadrados, diamantes, pontos) na própria casa ou no braço, na altura das casas 3, 5, 7, 9 e 12, 15, 17, 19 e 21 .

Se sabemos que o quinto traste da corda grave corresponde à nota lá, então você sabe que o marcador no sétimo traste nos permite tocar a nota si.

Em seguida, encontramos a nota dó na casa 8, a ré na casa 10 e, finalmente, o mi na casa 12.

Vamos proceder da mesma maneira para as cordas lá e ré.

Encontre sua aula de violão aqui!

Algumas dicas para conhecer seu braço da guitarra

Para poder tocar bem, é interessante começar a aprender uma escala simples.

Como aprender violão?
Como sei onde estão as notas de uma guitarra? Se você já sabe tocar três acordes Dó Mi Sol, já pode fazer pequenos concertos ...

Conhecer as notas das cordas 5 e 6 (lá e mi graves) permite que você faça qualquer acorde menor ou maior.

Podemos pegar a escala de C maior como exemplo.

Consiste nas seguintes notas: dó, ré, mi, fá, sol, lá, si.

Você encontrará, portanto, as seguintes posições:

  • 1a corda: mi, fá (casa 1), sol (casa 3),
  • 2a corda: si, do (casa 1), ré (casa 3),
  • 3a corda: sol, lá (casa 2),
  • 4a corda: ré, mi (casa 2), fá (casa 3),
  • 5a corda: lá, si (casa 2), dó (casa 3),
  • 6ª corda: mi, fá (casa 1), sol (casa 3).

Para formar o acorde de dó maior, lembramos que o dó é o tônico, o primeiro grau do acorde.

O mi, terceiro grau do acorde, é a terça. Diz-se que o quinto grau do acorde de dó maior, o sol, é o quinto.

A nota si é o sétimo grau do acorde de dó: é, portanto, uma sétima nota.

Graças ao fato de cada casa representar um semitom, se uma nota não reconhecida for encontrada em uma casa acima de fá, sabemos que é um fá sustenido.

Abaixo do si, é um si bemol. Mas cuidado, é também um sustenido.

Em geral, você consegue decorar as notas de cada corda nos três primeiros trastes do braço.

Você encontrará, para cada sequência, as seguintes notas:

  • 1a corda (mi agudo): mi, fá, fá sustenido, sol
  • 2ª corda (de si): si, dó, dó sustenido, ré
  • 3ª corda (de sol): sol, sol sustenido, lá, lá sustenido
  • 4ª corda (de ré): ré, mi bemol, mi, fá
  • 5a corda (de lá): lá, si bemol, si, dó
  • 6ª corda (de mi grave): mi, fá, fá sustenido, sol

Você acabou de aprender a escala cromática!

Tudo o que você precisa fazer é procurar cifras e tablaturas online para progredir.

Repita os exercícios com as escolas de dó menor, ré maior, ré menor, mi maior e menor, sol maior e assim por diante até si maior.

Isso fará com que você trabalhe a posição dos dedos nos arpejos e permita desenvolver automatismos para transpor sem pensar nas notas no braço.

Para concluir, é inútil aprender os nomes das notas na íntegra: elas são todas transponíveis!

Precisando de um professor de Violão ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 3 nota(s)
Loading...

Fernanda

Socióloga e mestre em Letras Modernas pela Sorbonne. Entre França e Brasil, trabalho com jornalismo e projetos socioeducativos há 20 anos. Apaixonada por música, cinema e yoga. Acredito na cultura e na educação como pilares de transformação da sociedade.