Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Cursos de mandarim no Distrito Federal

De Glicia, publicado dia 24/11/2018 Blog > Idiomas > Chinês > Onde estudar chinês em Brasília

A maioria das pessoas quando buscam aprender um novo idioma, geralmente pensam primeiro em cursos de inglês, o que é perfeitamente normal. O inglês é a língua mais utilizada no mundo, seja para interações sociais, como para negociações econômicas e diplomáticas.

Entretanto, no mundo cada vez mais globalizado em que vivemos, falar apenas uma língua estrangeira já não é mais suficiente. Algumas empresas contratam apenas pessoas que além do inglês, conheçam muito bem algum outro idioma.

Mas, qual seria o melhor idioma para se aprender além do inglês?

Hoje em dia o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e atento à movimentação da economia mundial e às necessidades das grandes corporações. Dito isso, saiba que a China é hoje uma das maiores potências mundiais e a tendência é que o país chegue ao mesmo nível dos Estados Unidos em alguns anos.

Portanto, começar a estudar mandarim hoje é pensar a longo prazo e ter a ambição de seguir rotas alternativas futuramente. Aprender o idioma agora é criar novas possibilidades e expandir as oportunidades profissionais.

escrita e língua falada em chinês Aprender mandarim pode te abrir portas no futuro!

Quer outra boa razão para estudar mandarim?

Para começar, o mandarim é uma língua que ajuda a exercitar o cérebro e a melhorar sua memória. No mandarim, as línguas escritas e faladas são totalmente diferentes e independentes. Cada palavra possui uma pronúncia e um símbolo com sua forma escrita.

Por essa razão, o chinês é uma língua complexa que requer disciplina, dedicação e uma excelente memória. Nessa língua, existem mais de 60 mil símbolos  dos quais cerca de 10 mil são utilizados atualmente.

Outro motivo para você começar a estudar o idioma: o mandarim é uma língua fascinante, totalmente diferente das línguas ocidentais. Você sabia que nessa língua não existe conjugação verbal?

Na realidade o mandarim possui uma estrutura linguística e gramatical simplificada, onde os elementos, juntos, criam o contexto. Para exemplificar, é como se nós falássemos português sem conjugar os verbos. Seria algo como “ontem nós ir cinema”. Interessante, não?

Ficou com vontade de saber mais sobre o idioma de Confúcio, mas não sabe onde estudar chinês em Brasília? Então venha conferir nossas dicas!

A escrita chinesa e sua diversidade

A escrita chinesa é considerada como sendo uma das mais antigas escritas conhecidas na história da humanidade. Para se ter idéia, ela é a única língua arcaica ainda viva.

A escrita chinesa é considerada uma arte tradicional, que se manifesta através da caligrafia. É uma tradição milenar, que influenciou diretamente os países vizinhos e reflete diferentes momentos históricos e políticos da civilização chinesa.

história do idioma escrito chinês A diversidade cultural da China passa pela língua e pela escrita.

A China é um país que reúne uma grande diversidade de povos, culturas, línguas e escritas. Por exemplo, nas cédulas de yuan (moeda chinesa) pode-se ler a frase “Banco do Povo da China” em quatro línguas e sistemas de escritas diferentes.

Acredita-se que a escrita chinesa surgiu por volta do século XIII a.C, mas alguns estudos recentes, realizados por pesquisadores americanos e chineses, apontam que ela pode ser ainda mais antiga.

A partir das descobertas de marcas em cascos de tartaruga de 8.600 anos, os pesquisadores começaram a considerar a hipótese de que as origens da escrita chinesa podem ser ainda mais antigas que a grafia cuneiforme, que surgiu há 5.200 anos, na Mesopotâmia.

Uma das principais características da escrita chinesa são os caracteres, também conhecidos como ideogramas ou logogramas (símbolos únicos que expressam um conceito concreto ou abstrato da realidade). Esses caracteres são usados não apenas no sistema de escrita do chinês, mas também do japonês, coreano (Coreia do Sul), entre outros idiomas.

Suas origens são, provavelmente, anteriores à dinastia Shang, no século XIII a.C., época em que apareceram os primeiros registros da escrita.

As diferentes formas de escrita da língua chinesa

Como mencionamos anteriormente, no chinês, tanto a língua falada quanto a escrita, são extremamente ricas em diversidade.

O chinês é uma família de línguas de grande diversidade e complexidade. Os dialetos chineses originaram-se da língua sino-tibetana, mas são totalmente diferentes entre si.

Vejamos a seguir algumas das principais formas de escrita chinesa.

Escrita mongol

O povo mongol vive principalmente na província conhecida como Mongólia. A escrita usada por eles deriva-se do antigo alfabeto uigur, que foi extinto no século XIX.

Essa escrita é, geralmente, grafada na vertical e é lida de cima para baixo, da esquerda para a direita. Embora ainda seja bastante utilizada na China, essa forma de escrita está ameaçada de desuso.

Escrita tibetana

A escrita tibetana é derivada da escrita hindu. Nela, cada símbolo corresponde a uma sílaba. Esse sistema é o mesmo usado em todas as escritas hindus, assim como para escrever a língua dzongka, do Butão.

Escrita uigur

Os uigures são povos de origem turca e que habitam no noroeste da China, na província de Xinjiang. Se trata de povos muçulmanos e usam a escrita árabe adaptada à língua local.

Para que a língua falada e escrita tenha uma correspondência com o idioma uigur, eles modificaram alguns símbolos.

Escrita manchu

Atualmente quase extinta, a escrita dessa língua é derivada da escrita mongol, com algumas diferenças. Porém, assim como a escrita mongol, ela é lida de cima para baixo e da esquerda para a direita.

Escrita hanzi

O hanzi é o sistema de  escrita dos caracteres utilizados nas línguas do chinês. Utilizada pelos habitantes da região que corresponde ao sudeste da China atual, esse sistema nasceu por volta do século V a.C.

Cada caractere era equivalente a um significado próprio, mas, com a evolução da escrita e da própria língua, foram necessários dois ou mais caracteres para formar diversas palavras novas no vocabulário da língua chinesa. Essa escrita também é utilizada em vários dialetos chineses, como o cantonês, jin, wu, hakka, entre outros.

Onde estudar mandarim em Brasília?

Nos últimos anos houve um crescimento considerável na demanda por aulas de chinês em todo o Brasil e em Brasília não poderia ser diferente. Como toda grande metrópole, o Distrito Federal é uma cidade cosmopolita e cheia de diversidades culturais.

Encontrar uma escola de idiomas ou outro estabelecimento que ensine mandarim em Brasília não é muito complicado. Vejamos a seguir as melhores opções para quem quer aprender a língua de Confúcio no DF.

aulas de mandarim em escolas de línguas Aprender chinês em uma boa escola de idiomas faz toda a diferença.

UnB Idiomas

A escola, especializada no ensino de línguas estrangeiras oferece diferentes opções de cursos de mandarim.

O curso de Mandarim está organizado em 09 módulos/níveis assim distribuídos:

  • Básico 1, 2 e 3
  • Intermediário 1, 2 e 3
  • Avançado 1, 2 e 3

Carga horária: 60 horas/aula por nível.

MATERIAL DIDÁTICO: 

New Practical Chinese Reader Livro 1 (Básico 1 e 2)

New Practical Chinese Reader Livro 2 (Básico 3  e Intermediário 1)

New Practical Chinese Reader Livro 3 (Intermediário 2 e 3)

New Practical Chinese Reader Livro 4 (Avançado 1, 2 e 3)

O estabelecimento também oferece cursos de conversação. Veja a descrição do site:

Objetivo: O curso de Conversação em Mandarim se destina a alunos que desejam praticar a produção oral em Mandarim sem estudo extensivo de gramática, a partir de material impresso ou audiovisual elaborado ou selecionado pelo professor e alunos. O foco do curso está na comunicação, mas do que no estudo formal da língua.

Público Alvo: Público interno e/ou externo da UnB que tem interesse na prática oral do idioma Mandarim.

Carga Horária: 45 horas

Número de vagas: 15 vagas
Pré-Requisito: ter concluído qualquer nível a partir do Intermediário 2 do Curso do UnB Idiomas ou realizar prova de nivelamento.

Para mais informações acesse o site da escola: http://www.unbidiomas.unb.br

Centro de idiomas

Presente em diferentes cidades brasileiras, a escola Centro de Idiomas oferece aulas de mandarim.

O curso tem duração de 3 anos e o material didático adotado é importado. Curso com foco nas 4 habilidades (Ler / Ouvir / Falar e Escrever), destinado ao público adulto. O curso tem como objetivo familiarizar os alunos com as ferramentas básicas do idioma, de forma a permitir ao aluno comunicar-se nas situações da vida cotidiana.

Níveis

  • Chinês 1 e 2 – Chinês para Brasileiros 1
  • Chinês 3 e 4 – Chinês para Brasileiros 2

* Consulte o atendimento de sua unidade para informações específicas dos cursos ofertados.

Site do estabelecimento: http://centrodeidiomasbr.com.br

Aulas particulares de chinês em Brasília

Para aprender mandarim, dominar corretamente as regras gramaticais, os diferentes tons e saber usar os milhares de caracteres do alfabeto chinês, nada substitui um professor particular.

aulas de mandarim com curso em domicílio Com professor particular é muito mais fácil aprender chinês.

Como para aprender qualquer língua, o mandarim exige disciplina, dedicação e prática, muita prática. Por isso, aulas particulares de chinês são ideais para aprender ou mesmo aperfeiçoar seus conhecimentos.

Um professor de chinês poderá preparar um curso totalmente personalizado, baseado no que você sabe e nos objetivos que você tem com relação ao aprendizado da língua. Seja para negócios, para uma viagem de férias ou pelo simples prazer de se aprofundar na cultura chinesa, um tutor saberá te ajudar e orientar.

Duas possibilidades se apresentam a você: as aulas presenciais, na sua casa ou no domicílio do professor; e as aulas de chinês online (por webcam) que podem ser feitas em qualquer lugar, basta ter uma boa conexão à internet! Você encontra ambas as opções no site do Superprof.

Ainda não conhece a plataforma?

Trata-se de uma das mais conhecidas plataformas especializadas em aulas particulares em diferentes disciplinas, inclusive cursos de chinês.

Basta acessar o site e fazer o seu cadastro como aluno, tudo muito simples e prático. Para encontrar um professor de chinês em Brasília, coloque seu bairro na barra de pesquisa e pronto! Você terá acesso aos perfis de todos os professores próximos de você.

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar