Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Escolha um conservatório para aprender piano

De Marcia, publicado dia 05/03/2019 Blog > Música > Piano > O conservatório forma pianistas

Para quem está a procura de um curso de piano, os conservatórios são uma ótima opção. O conservatório é sinônimo de excelência. Muitas vezes pensa-se que somente os maiores pianistas podem entrar.

É certo que as vagas são limitadas, mas o conservatório está aberto a estudantes a partir dos 6 anos de idade e há turmas que também se destinam a adultos. Ou seja: sim, você tem chance!

Enquanto alguns têm certos preconceitos, por acreditarem que trata-se de um curso cheio de armadilhas, onde a exigência é levada ao clímax e o elitismo é a lei, outros são simplesmente apaixonados pelo conservatório.

Evolução cursos de piano Algumas pessoas ainda têm uma imagem negativa do conservatório.

E você, já pensou em estudar piano em um conservatório?

Mas afinal, o que é o conservatório?

Apresentação do conservatório de piano

Fique tranqüilo: o professor de piano do conservatório é um professor como outro qualquer. Ele não fecha a tampa do piano nos dedos dos alunos que cometem erros como no filme “O Pianista”, de Michael Haneke.

Foi-se o tempo em que os conservatórios tinham as portas fechadas e eram destinados a poucos. Há algumas décadas, houve a abertura dos conservatórios também para os músicos amadores e surgiu o apoio a estudantes de bairros menos favorecidos, além da implantação da educação especializada .

Quando falamos de conservatório, muitas vezes pensamos que eles estão presentes apenas nas grandes cidades, do Brasil e do mundo.

No entanto, em São Paulo, por exemplo, além do grande Conservatório Dramático e Musical de São Paulo, localizado no centro da capital, há o Conservatório de Tatuí, localizado na cidade interiorana homônima.

Tanto para o piano quanto para os demais instrumentos musicais (violino, clarinete, harpa, oboé, guitarra clássica …), o ensino é articulado em torno de três eixos:

  • Treinamento para a teoria musical;
  • Prática instrumental;
  • Práticas coletivas.

Concertos públicos são organizados regularmente para confrontar o aluno com o palco desde o primeiro ano de aprendizagem de piano.

Outros eventos podem ser organizados durante o ano e dependem do professor de piano e da pedagogia local: concerto solo externo, treinamento de música, trabalho com uma orquestra sinfônica ou um coral… o importante é você estar disposto a deixar a timidez de lado e “se jogar” nessas propostas. É assim que se constrói um grande músico.

Além disso, se o repertório clássico desempenha um papel importante no ensino, a improvisação, o pop ou o jazz também têm sua importância.

A música atual pode ser ensinada sob diferentes vertentes e culturas, de acordo com a equipe de ensino do conservatório.

Lembrando que, além dos conservatórios, existe também a possibilidade de estudar em uma associação de piano.

Os 4 ciclos do conservatório de Piano

O currículo do conservatório normalmente é organizado em torno de três ciclos + um ciclo profissional. O treinamento em conservatórios pode representar mais de 10 anos de estudos.

O primeiro ciclo visa construir motivação e um certo método a seguir na prática instrumental. É muito importante não se desmotivar pensando na duração do curso completo. Cada etapa deve ser vista como um degrau em busca do grande objetivo de tornar-se pianista.

No segundo ciclo abre-se a vertente cultural, a apropriação da linguagem musical e a aquisição de uma prática mais autônoma. É aí que o aluno começa a praticar, de fato, e tem espaço para dar mais vazão à sua capacidade criativa.

O terceiro ciclo pode trazer um diploma, ou pode ser mais personalizado. O mais importante é deixar-se conduzir pelo desejo de aprimorar seus acordes. Afinal, embora um certificado seja importante, o que será mostrado ao público é a qualidade do seu desempenho como pianista.

O aluno normalmente passa por avaliação contínua e pode ser precise cumprir algumas tarefas específicas ao final de cada ciclo ou período. A duração total do curso não é exata: ela pode se adaptar ao nível do aluno.

Geralmente, para estudantes altamente que já têm algumas noções ou que apresentam facilidade com o instrumento, e que desejam tornar-se profissionais, é possível seguir um currículo mais desenvolvido no próprio conservatório.

Confira aqui aulas de teclado para iniciantes!

Torne-se músico ou professor O principal objetivo de um conservatório é formar músicos profissionais ou professores.

Por fim, quem conclui o curso, com desempenho satisfatório pode se tornar um professor de música e, alguma escola renomada ou no próprio conservatório, ou ainda se tornar um pianista profissional e reivindicar prêmios nacionais e internacionais.

Quem pode ingressar no conservatório?

Ao contrário da crença popular, o conservatório também está aberto a adolescentes e adultos. Entretanto, pode ser que o curso não discorra da mesma maneira para todos os públicos.

Veja curso de teclado online!

Crianças

Os conservatórios abrem suas portas para crianças de 6 a 7 anos. O primeiro ano normalmente é uma iniciação musical, para descobrir a música e adquirir as noções básicas de piano e teoria musical.

Isso varia de acordo com os conservatórios, mas geralmente a criança frequenta aulas semanais de treinamento musical e vários ciclos de descoberta de diferentes instrumentos. Tudo isso serve para que ela escolha com consciência o seu instrumento.

Que tal fazer curso de teclado?

Algumas instituições também oferecem um despertar musical para alunos menores de 6 anos.

Adultos

Um currículo específico é dedicado aos adultos com base na prática coletiva. Assim, um adulto iniciante pode aprender piano em aulas em grupo.

No entanto, geralmente é melhor fazer um curso em uma escola de música ou mesmo contratar aulas particulares para ajudar no progresso. As escolas de piano oferecem cursos de qualidade também.

Quando se inscrever em um conservatório para aprender piano?

O mais rápido possível! Não espere o início do ano para ir ao conservatório do seu município. É importante buscar o conservatório mais próximo à você e se informar sobre o prazo das inscrições. Não hesite em consultar o site do local, ou mesmo entrar em contato.

Muitas vezes, a ficha de inscrições pode ser baixada online. Você pode preenchê-la e enviá-la, ou mesmo imprimí-la e entregá-la pessoalmente, com todos os documentos necessários (normalmente uma foto, comprovante de residência e RG).

Entretanto, é importante saber que você pode não ser admitido por terem se esgotado as vagas. Há estabelecimentos que contam ainda com uma fila de espera.

Algumas instituições fazem sorteios para que todos tenham a chance de ingressar. Há aqueles que acreditam que não faz sentido fazer audições de seleção para crianças de 6 ou 7 anos.

Quanto custa o curso de piano no conservatório?

O custo de um ano no conservatório varia de acordo com vários critérios:

  • A localização;
  • O quociente familiar.

Mas seja qual for o caso, o custo será sempre muito menor do que o ensino de música em escolas privadas ou aulas particulares. A relação qualidade / preço é imbatível, dado a qualidade dos professores presentes no conservatório.

Facilidades de pagamento ou bolsas de estudo também são oferecidas em alguns casos. Quanto a isso, é melhor se informar na instituição em questão.

Quanto ao piano, é importante pensar na possibilidade de investir em um instrumento para você. Afinal, para realmente progredir, também é necessário praticar em casa.

Estude piano diariamente Ter o seu próprio piano é uma forma de praticar em casa o que foi aprendido.

Se você for autodidata, a motivação pode ser ainda maior!

As vantagens e desvantagens do conservatório

Embora seja o sonho de muita gente, o conservatório também é frequentemente criticado por muitas razões. Como qualquer estabelecimento de música, há certas vantagens e desvantagens em escolher estudar nessa modalidade.

As vantagens do conservatório

Para um aprendizado de qualidade, não há melhor escolha. Desde o primeiro ciclo até a orientação profissional, a educação artística no piano clássico, mas também no saxofone, flauta ou dança contemporânea é da mais alta qualidade!

Os professores normalmente foram formados no próprio conservatório e costumam ter vários anos de experiência. Você tem a certeza de ter uma formação de excelência. A teoria ocupa grande parte das aulas, mas práticas artísticas também estão presentes através de apresentações públicas no auditório local.

Essa integração entre teoria e prática permite adquirir rapidamente um bom nível de piano e ganhar confiança em suas habilidades.

O conservatório treina os alunos no repertório clássico, o que lhes dá uma boa base desde o início. Depois, ele escolhe seu estilo favorito e começa a construir suas próprias criações musicais.

A prática musical, entretanto, deve ser diária. Estudar em um conservatório também é sinônimo de comprometimento.  Será necessário aprender a lidar com a ansiedade nas primeiras horas de aprendizado. Assim, você se acostuma a manter a calma, ainda que esteja diante de uma plateia.

As desvantagens do conservatório

Como qualquer escola, o conservatório tem algumas desvantagens, que serão consideradas mais ou menos importantes, dependendo do aluno.

É comum que os cursos sejam mais acadêmicos no conservatório. Eles seguem temas e lições específicas, geralmente muito clássicos. A teoria ocupa grande espaço, antes de passar para exercícios práticos.

O método pode parecer assustador para alguns entusiastas, que desejam praticar seu instrumento logo de início. Há quem escolha estudar sozinho para ter maior liberdade, mas ainda assim não é possível praticar antes da teoria.

A teoria musical no piano Estudar no conservatório exige foco e dedicação, já que o curso terá grande parte teórica.

Este lado proibitivo pode levar a uma perda de motivação ou entediar o aluno. O prazer de estudar infelizmente pode desaparecer por causa de uma teoria muito extensa!

Quais as definições de “conservatório de piano”?

Aprender a tocar piano no conservatório também é aprender mais sobre a história da música e adquirir um novo vocabulário.

O que é um acidente?

Na música, o acidente é um sinal de alteração que tem o efeito de reduzir o tom de uma nota a um semitom.

O que é uma pauta?

Na teoria musical, uma pauta ou pentagrama consiste em escrever e ler notas em cinco linhas horizontais.

E você, já pesquisou algo sobre o conservatório do seu município? Por que não começar agora mesmo?

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar