Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como escolher seu curso em uma universidade italiana?

De Joseane, publicado dia 23/05/2019 Blog > Idiomas > Italiano > Escolha de uma faculdade na Itália

É sabido que todo estudante, sobretudo os estudantes universitários, gostaria de fazer uma parte dos seus estudos em um outro país. O intercâmbio linguístico e estudantil faz bem para o currículo, valoriza o diploma e, claro, faz bem para o ego e para a alma!

Estudar em um outro país ainda é um privilégio para poucos estudantes brasileiros. Felizmente essa realidade tem mudado e cada vez mais estudantes tem partido do Brasil para estudar por algum tempo em uma universidade estrangeira. Dentre os países mais visados pelos estudantes brasileiros que desejam estudar fora do Brasil, encontramos a Itália.

Estudar na Itália pode ser mais simples do que pensamos. Conseguir uma bolsa de estudo na Itália é o desejo de muitos estudantes, acessível graças ao programa Erasmus Mundus e também a programas específicos do governo italiano.

No entanto, antes de partir para a Itália como estudante é ideal que se esteja bem informado com relação a organização dos estudos naquele país. Conhecer o sistema de ensino italiano, assim que a organização de cada uma das universidade pelas quais você está interessado é muito importante para planejar o seu ano letivo na Itália.

Se você está pensando em estudar na Itália, está em processo de escolher qual curso estudar na Itália, esse artigo sem dúvidas é para você!

A importância de conhecer o sistema de ensino na Itália

Uma das coisas mais curiosas que e que surpreendem os estudantes estrangeiros pouco acostumados com o sistema de ensino italiano é que a presença nas aulas dos cursos universitários é facultativa (pelo menos na maior parte das universidades italianas). Essa informação pode atrair a galera que não curte acordar cedo para ir a aula, mas esteja ciente de que essa não obrigação de assistir às aulas é, na realidade, uma grande pegadinha.

Faça seus estudos na capital italiana Uma coisa é certa: na Itália tudo é beleza e cultura!

É verdade que o Vaticano, a torre de Pisa, e as vinícolas da Toscana faz você sonhar, e você gostaria de conhecer toda a Itália durante o seu intercâmbio, mas não esqueça que você está indo para a Itália para estudar antes de qualquer outra coisa!

Com universidades de prestígio como a Universidade de Bolonha, a Universidade La Sapienza em Roma ou a Politécnica em Milão, a Itália é um dos países que mais atraem estudantes estrangeiros. A Itália é uma nação que valoriza e prestigia os estudos acadêmicos. Ter um diploma de uma das renomadas universidades italianas certamente vai fazer a diferença no seu currículo.

O sistema de ensino da Itália possui algumas semelhanças com o nosso sistema de ensino superior, mas não é completamente equivalente, como veremos a seguir:

 Laurea: que equivale a Licenciatura/bacharelado

O Curso de Laurea representa o primeiro nível de estudos universitários e é composto por 180 créditos universitários, distribuídos em um máximo de 20 exames. A Laurea dura três anos e no final do curso o grau obtido é de Dottore.

O objetivo do curso é garantir a preparação geral relativa às disciplinas de base e características do curso escolhido, também a formação profissional para favorecer a inserção no mundo do trabalho.

1° Ciclo

Laurea: 180 créditos, duração 3 anos.
Título de acesso: Diploma escola secundária.
Qualificação acadêmica: Dottore.

Laurea Magistrale – Ciclo Unico (sem equivalente no Brasil)

O Curso de Laurea Magistrale a Ciclo Unico tem a duração de cinco anos (300 créditos distribuídos em um máximo de 30 exames) ou seis anos (360 créditos distribuídos em um máximo de 36 exames).

Quanto custa estudar na Itália? Conquiste um diploma de uma universidade italiana!

Você pode acessar o curso com um diploma da escola secundária.

O objetivo do curso é fornecer uma formação de nível avançado para o exercício de profissões regulamentadas e de atividades altamente qualificadas.

São cursos de Laurea a Ciclo Unico, regulados pela normativa européia: Medicina e Cirurgia, Odontologia e Prótese Dentária, Medicina Veterinária, Farmácia, Química Farmacêutica e Tecnologia, Arquitetura, Engenharia Predial – Arquitetura, Direito,  Ciências da Educação Primária e Conservação e Restauro de bens culturais.

Após concluir a Laurea Magistrale a Ciclo Unico (LMCU), o estudante poderá ingressar nos seguintes cursos:

Master universitari di II livello
Corsi di Alta Formazione, di Aggiornamento permanente o ricorrente.
Scuole di Specializzazione
Dottorato di Ricerca

Ciclo Unico

300 crediti: Architettura, Chimica e Tecnologia Farmaceutiche, Farmacia,Giurisprudenza, Ingegneria Edile/Architettura, Scienze della Formazione Primaria, Medicina Veterinaria.
360 crediti: Medicina e Chirurgia e Odontoiatria e Protesi Dentaria.
Título de acesso: Diploma escola secundária.
Qualifica acadêmica: Dottore Magistrale.

O Laurea Magistrale –2º Ciclo: equivalente do Mestrado

O Programa de Laurea Magistrale constitui o segundo nível de estudos universitários. Antes da reforma introduzida pelo Decreto Ministerial 207/04, esse tipo de grau era chamado de Laurea Specialistica.

O programa de Laurea Magistrale dura dois anos e, no final do curso, o estudante alcança a qualificação de Dottore Magistrale. O objetivo do curso de Laurea Magistrale é fornecer uma formação avançada para o exercício de atividades de elevada qualificação, em ambientes específicos.

O Dottorato di Ricerca, o equivalente do doutorado

Dottorato di Ricerca: durata 3/4 anni.
Título de acesso: L. Magistrale, L. Magistrale a ciclo unico.
Qualificação acadêmica: Dottore di Ricerca.

Scuola di Specializzazione: durata definita dal regolamento didattico del corso.
Título de acesso: L. Magistrale, L. Magistrale a ciclo unico.
Qualificação acadêmica: Specialista.

Quer saber se o seu nível de italiano é suficiente para ir estudar na Itália? Leia aqui.

A escolha da sua universidade na Itália através do programa Erasmus

Na maioria das vezes, quando você é estudante estrangeiro e quer fazer um estágio ou qualquer outro curso universitário na Itália, o mais fácil é passar pelo programa Erasmus. Através do Erasmus é possível conseguir uma bolsa de estudo em uma universidade italiana. O programa também orienta os estudantes a realizar a burocracia necessária para obter o visto de estudante para a Itália. 

Validar diploma italiano Destaque-se: estude na Itália por um ano!

O “problema” é que quando você decide ir estudar na Itália através do Erasmus, você limita as suas escolhas com relação a universidade anfitriã. Já que terá que se inscrever obrigatoriamente em uma das universidades que são parceiras do programa Erasmus. Se você não se importa com qual cidade você vai morar e estudar, ou a universidade em si, então o Erasmus pode se encaixar perfeitamente no seu projeto de intercâmbio.

O princípio do Erasmus se baseia em alguns pilares simples. Você vai estuda um ou dois semestres no país que escolheu (sujeito à aceitação de sua inscrição e seu nível de idioma, é claro), e sua universidade brasileira encontra uma instituição parceira em seu país de acolhimento, no caso, a Itália.

Estudar na Itália por sua conta

Se você é uma pessoa curiosa e já se informou bastante sobre estudar na Itália, você provavelmente vai escolher preparar o seu processo de intercâmbio na Itália por sua conta, sem intermediários.

Preparar seu dossiê para estudar na Itália sozinho pode até ser mais trabalhoso porém será mais flexível. Essa opção é sobretudo interessante pelo fato de que você terá ampla escolha sobre qual universidade cursar, o curso, a cidade (obviamente, sujeito à aceitação por parte da universidade).

Se você sempre sonhou com a famosa cidade de Veneza e gostaria de cursar Belas Artes nessa cidade, basta preparar o seu dossiê e enviar para a escola desejada.

Escolhendo a universidade na Itália de acordo com a reputação

Se você quer estudar em uma universidade reconhecida mundo a fora, isto é, uma universidade que possui um excelente reputação, o ideal é fazer uma pesquisa para saber quais são as melhores universidades italianas. O quadro abaixo mostra o ranking das universidades italianas mais renomadas segundo a classificação do Shaghai e do Times Higher Education. 

Saiba que por mais bem reputada que uma universidade seja, talvez ela não será a melhor na sua área de atuação. O ideal, nesse caso, é verificar o programa do curso que você deseja cursar, conversar com ex alunos se possível para então decidir qual a faculdade italiana ideal para você.

Escolhendo a universidade na Itália de acordo coma  localização

Se você tem parentes no Sul da Itália e quer ficar pertinho deles, certamente você vai querer estudar em uma universidade não muito longe dessa região. Mas, será que realmente vale a pena escolher uma universidade somente pela sua localização geográfica?

Estudar na Itália Será que Ibiza é o melhor destino para estudar?

A você de responder a essa questão de acordo com as suas perspectivas de estudo.

Para te ajudar, apresentamos as três cidades que mais recebem estudantes estrangeiros na Itália:

Roma

Roma não decepciona quando o assunto é universidades de qualidade. A capital italiana de fato possui uma universidade de renome mundial conhecida como Spaienza (sabedoria, conhecimento). Seu nome é derivado da igreja Sant’Ivo alla Sapienza que foi construída como uma capela da universidade. É uma das universidades mais antigas do mundo, criada em 13030, mas também uma das maiores da Europa. Você não terá dificuldades em se esgueirar entre os 150.000 alunos matriculados!

Milão

A capital da moda tem dois campi principais e bem conhecidos: o Bocconi, que se estabeleceu como um dos melhores para o italiano comercial, e o Politecnico, para a engenharia. Milão ocupa o 38º lugar entre as melhores universidades do mundo, um bom motivo para vir aqui por alguns meses!

Bolonha

A Universita di Bologna é a rainha da língua italiana. De fato, desde 2015, quando surgiu um departamento de língua latina, Bolonha se tornou uma cidade perfeita para estudantes estrangeiros, onde aprender italiano se torna um verdadeiro desafio. Criado em 1088, possui quase 86.000 estudantes.

Assim, seja com uma bolsa Erasmus ou através de qualquer outro programa, a escolha de uma universidade na Itália depende de muitos critérios. Embora a reputação da universidade possa ser parte deles, o ideal é poder conectar viagens e educação. O intercâmbio é ainda melhor quando você pode escolher!

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar