Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Qual o nível de japonês necessário para viajar à Tóquio?

De Marcia, publicado dia 13/05/2019 Blog > Idiomas > Japonês > É recomendado falar a língua japonesa para viajar ao país?

“Estudar outra língua significa não apenas aprender outras palavras para se referir às mesmas coisas, mas também aprender outra maneira de pensar sobre essas coisas” – Flora Lewis

Tóquio é uma cidade rica, muito rica. Rica em cultura, rica em história, rica em gastronomia, mas também rica em idiomas. É aqui que a linguagem do japonês limpo se desenvolve na terra do sol nascente. De Okinawa a Nagasaki, passando por Nagoya ou Kyoto, tudo faz parte da cultura japonesa que a língua representa, e Tóquio é a personificação perfeita disso tudo.

No entanto, enquanto o Japão almeja receber 20 milhões de visitantes por ano, descobrir o Japão por Tóquio é mais complicado do que qualquer outro destino, devido ao nível muito baixo de japoneses que falam línguas estrangeiras – isso inclui o inglês! Este problema, que persistiu por trinta anos, deve nos fazer pensar em como nos prepararmos para a estadia antes de partir, mas está longe de ser um motivo para desistir de ir ao Japão.

Níveis de idioma Até que ponto é necessário falar japonês para visitar Tóquio?

Por outro lado, sendo Tóquio o portal ideal para a prática da língua japonesa, pode-se perguntar com precisão qual o nível linguístico que se deve ter para visitar a cidade. Isso é o que vamos descobrir imediatamente. Vamos lá?

Por que falar japonês em Tóquio?

“A linguagem é o roteiro de uma cultura. Ela lhe diz de onde vêm as pessoas e para onde elas estão indo” – Rita Mae Brown

Tóquio é uma das maiores metrópoles do mundo. No inconsciente coletivo, as grandes cidades são o símbolo mais perfeito do multiculturalismo, uma pluralidade de línguas e uma cultura tão rica que produz novas emoções, sensações e visões de mundo. Por isso, é normal não se fazer muitas perguntas, antes de simplesmente decidir ir para lá em suas próximas férias.

No entanto, em Tóquio, como no Japão em geral, a perspectiva do idioma traz até um certo desânimo, já que nos dá a impressão de ver um país do sol nascente que parece fechado para si mesmo. Essa observação, entretanto, logo será desmistificada pela bondade das pessoas no local. Mas o fato de que, lingüisticamente, o Japão não é lá muito aberto, e pode nos dar algumas dificuldades para ser entendido como ocidentais, pode nos colocar em situações complicadas na alfândega, na hora de pedir informações ou no meio de transporte.

Porque sim, que a verdade seja dia: na maioria das vezes, quando viajamos, é o inglês que nos salva. A comunicação torna-se uma coisa fácil, apesar de alguns locais falarem francês ou alemão, por exemplo. É como se aprender inglês fosse a garantia de poder “se virar” em qualquer lugar do mundo. Entretanto, essa premissa não é válida quando pensamos em Japão.

Aqui, o melhor a fazer é aprender um pouco do idioma local antes de embarcar a um país onde as línguas estrangeiras não são coisa inata, e onde saber falar japonês seria a solução para todos os seus problemas turísticos. E entre as razões que nos levariam a fazer aulas de japonês, encontramos:

  • Pedir comida no restaurante (e entender o cardápio);
  • Saber como encontrar o caminho pela cidade (ainda que seja necessário pedir informação, é importante conseguir entendê-la);
  • Usar o transporte público;
  • Puxar conversa com alguém no metrô;
  • Frequentar exposições e eventos;
  • Conseguir se comunicar em caso de emergência;
  • Descobrir Tóquio fora dos caminhos usuais;
  • Alugar um carro no Japão;
  • Fazer o seu próprio roteiro de viagem;
  • E muito mais!

Por esse breve resumo, podemos entender que falar japonês seria uma solução ideal para aproveitar sua estadia nas melhores condições. Idealmente, ser bilíngüe seria o mais indicado, mas nem todos nós temos tempo, desejo e capacidade de aprender japonês para visitar Tóquio, convenhamos! É assim possível se programar para aprender um pouco do japonês, e passar uma viagem agradável, sem se estressar desnecessariamente com a questão da língua.

Aprenda alguns termos antes de ir para Tóquio

“Graças às línguas, você está em casa em qualquer lugar” – Edmund de Waal

Quer seja a Espanha, Portugal, a República Checa ou até mesmo o Canadá, a maneira ideal de fazer uma viagem a algum lugar é aprender alguns termos básicos na língua local. Sim, estas são ferramentas primárias, que nos permitirão entender melhor algumas situações cotidianas, mas também nos sentir mais aceitos pelos locais.

Entender e se comunicar Aprender alguns termos básicos pode ser uma “luz” para quem visita Tóquio.

O sentimento é o mesmo em Tóquio, mas talvez um pouco mais forte. De fato, para se preparar para sua viagem e sua estadia no Japão, nada como dominar o básico do japonês: olá, adeus, obrigado, etc. A língua japonesa é muito difícil de aprender, mas alguns termos não nos exigirão grandes esforços!

Domine o básico… e um pouco mais! Porque sim, enquanto os nativos realmente não falam inglês (muito menos português), não hesite em aprender frases para se comunicar em situações de emergência, ou mesmo nas cenas comuns do dia a dia. As pessoas de Tóquio costumam ser muito gentis, por isso terão todo o prazer em dizer-lhe o melhor local para provar a culinária japonesa ou aproveitar a viagem ao Japão, em Tóquio.

Entre as pequenas frases inócuas mas muito eficazes, encontramos:

  • Que horas são?
  • Onde fica determinado lugar?
  • Onde estão os banheiros?
  • Posso pagar no cartão?
  • Onde é o caixa mais próximo?
  • Quanto custa?
  • E muito mais!

Trata-se de conselhos para os viajantes que podem parecer simples, mas ainda são bem eficazes para não passar apuros em Tóquio (ou pelo menos, sentir-se mais confiante) e adaptar-se gradualmente à sociedade japonesa. Entre pratos típicos japoneses, fontes termais, o Monte Fuji ou o jet lag, Tóquio é uma cidade surpreendente, que pode ser descoberta ainda melhor através da língua japonesa.

Ir a Tóquio sem falar japonês é possível?

“Uma língua diferente é uma visão diferente da vida” – Federico Fellini

Um fato sobre Tóquio: os habitantes são gentis, muito gentis. Tanto que eles não terão problemas em ajudá-lo, mesmo que você não fale a língua local. Ainda assim, você deve ser capaz de se fazer entender. Portanto, esta é a sutil diferença entre uma viagem a qualquer outra parte do Japão e uma ida a Tóquio, em particular. Devemos saber como nos fazer entender, mesmo que não falemos uma palavra de japonês, e que a barreira da língua represente limites concretos.

Mesmo que possamos entender melhor tudo o que está acontecendo diariamente, saber falar japonês não é necessário para uma boa estadia em Tóquio. Acontece que conhecer a língua japonesa é mais simples, entre pagamento em ienes, flores de cerejeira, santuários e rituais.

Apesar de todas essas dificuldades potenciais, os cidadãos de Tóquio são pessoas muito amigáveis ​​que, na sua maior parte, terão prazer em ajudá-lo com os meios que eles têm para entender você. E então, deixe-me dizer: as dificuldades encontradas se tornarão boas histórias para contar quando você voltar! Você poderá até criar um blog com dicas para quem quiser ir ao Japão!

Pedindo informacao em Toquio Ainda que o povo de Tóquio costume ser gentil, saber o idioma local é uma forma de não se sentir tão perdido.

Tóquio é uma cidade japonesa que está cada vez mais aberta ao exterior e cujas inovações tecnológicas e caráter futurista conferem uma abertura crescente. Ela também passa pela linguagem e, embora não possamos encontrar nenhum sinal em inglês em qualquer esquina, podemos improvisar totalmente a comunicação. Além de visitas guiadas e uma viagem totalmente planejada por agência, tudo é possível em Tóquio!

Vá para Tóquio quando você é bilíngue

Isso parece evidente, mas uma viagem a Tóquio quando se fala japonês é sempre uma vantagem. Mesmo com algumas breves noções da língua, será mais fácil para nós encontrarmos o caminho em torno da (grande) cidade, para ir ao palácio imperial, para comer os melhores pratos, para ir a Shibuya rapidamente, ou para localizar a embaixada do Brasil no Japão em caso de emergência.

É claro que o gosto da aventura será um pouco perdido, uma vez que poderemos conversar normalmente com os nativos, mas visitar o Japão ainda será muito mais agradável ao saber como pronunciar Kyushu, Akihabara, Yokohama, Hokkaido ou Fukuoka.

Sim, Tóquio também é uma fonte de cultura verdadeira, mesmo que com seus problemas gramaticais e de vocabulário. E saber pronunciar os nomes dos bairros, pontos de interesse ou elementos da cultura japonesa será muitas vezes apreciado por todos que vivem no local. E então (clichê forçado) em caso de terremoto, ainda seria mais tranqüilo para se comunicar com os moradores locais, não é mesmo?

Enquanto o Japão é um país que fascina, Tóquio tem a particularidade de incorporar um país japonês que vive, que se move e se transforma em grande velocidade. A aprendizagem da língua também permite que você entenda o funcionamento de uma sociedade japonesa em pleno boom da expansão, que não é apenas macarrão, um arranha-céu, um quimono e os estúdios Ghibli.

Lingua e cultura japonesa Dominar o idioma japonês fará você sentir como se tivesse o país em suas mãos.

Tirar fotografias do Japão e Tóquio é bom, mas exercitar seus conhecimentos em japonês é algo que você não pode deixar de fazer durante a estadia.

Mesmo que falar japonês não seja necessário para ser entendido e até mesmo viver no Japão (graças à gentileza do povo de Tóquio), o domínio da língua japonesa é sempre uma vantagem quando se trata de descobrir a capital do Japão. E se a língua japonesa é o nosso melhor guia para o Japão, por que não começar a estudá-la agora mesmo?

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar