Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Quem são os símbolos do violino no Brasil?

De Marcia, publicado dia 21/10/2018 Blog > Música > Violino > Violinistas brasileiros mais conhecidos

Quando o assunto é violino, automaticamente costumamos pensar em uma orquestra sinfônica tocando no conservatório nacional, em instrumentos de corda ou mesmo na música clássica tradicional. Raramente nos remetemos a um grande violinista brasileiro (ou de qualquer outra parte do mundo). Isso acontece porque, mesmo as figuras mais famosas do violino são, de certa forma, pouco conhecidas entre o público em geral.

O violino pode ser considerado um instrumento musical caro, pouco acessível para o público em geral. Ainda que existam opções um tanto mais em conta, é necessário levar em conta que adquirir um violino demanda um certo investimento. O que deve-se pensar nesse caso é: para se tornar um artista renomado, pode ser que os esforços para fazer esse investimento valham a pena.

Aprender a tocar violino O sucesso com o violino demanda anos de esforços e dedicação.

Mas quem serão os famosos violinistas brasileiros? Ainda que você seja apaixonado por música clássica, pode ser difícil que algum nome lhe venha à mente. Para ajudá-lo a se inspirar, preparamos abaixo um post especial sobre o tema.

Qual o papel do violinista na sociedade?

Pianistas, violinistas ou qualquer pessoa que tenha um talento musical existem por toda parte. Pode ser que você tenha até mesmo um parente ou amigo que “leva jeito” para a música, não é só coisa de filme. É por isso que podemos dizer que os instrumentos musicais funcionam como ferramentas unificadoras de pessoas de diversas origens e culturas.

Dizem que a música traz leveza à vida e, se pararmos para analisar, tal afirmação faz todo o sentido. Algumas pessoas procuram aulas de violino por prazer, enquanto outras desejam inscrever-se em grandes competições internacionais. Não importa qual seja a sua intenção com os estudos, pensar em grandes artistas do violino certamente será inspirador. Você verá como pessoas, tão humanas quanto você, podem conquistar seu espaço através do talento desenvolvido.

Pensar nessas pessoas também pode trazer uma nova perspectiva quanto à democracia da música: menos elitista, mais democrática, mais acessível. A música é direito de todos: ela pode ser aprendida e desenvolvida por quem sentir-se tocado para tal. O sucesso e a felicidade advindas dela são meras consequências.

Mas enfim, sem mais delongas, preparamos uma seleção dos mais famosos violinistas brasileiros. Quem pensa que os melhores artistas surgiram todos na Europa, certamente vai se surpreender ao descobrir esses “frutos” da nossa terra. Acompanhe e inspire-se.

Se preferir, você também pode inspirar-se em filmes sobre violino. Alguns, baseados em fatos reais, narram a trajetória de artistas.

Violinistas brasileiros que se tornaram famosos

Marco Pereira

Nascido em São Paulo, em 25 de setembro de 1950, estudou no conservatório dramático e musical de sua cidade. Após 5 anos de vivência na França e um prêmio de uma renomada universidade, a Université Musicale Internationale de Paris, voltou ao Brasil e incorporou à UnB (Universidade de Brasília) dois novos cursos relacionados à música: Harmonia Funcional e Violão Superior.

Violinistas pelo mundo Há brasileiros que tornaram seus violinos conhecidos em diversas partes do mundo.

Além disso, defendeu importantes teses na França e ganhou prêmios na Espanha, tudo graças ao seu singular talento. Após participar quatro vezes do Free Jazz Festival do Rio de Janeiro e ter a oportunidade de gravar ao lado de importantes artistas, como Cássia Eller, Gilberto Gil, Nelson Gonçalves, Gal Costa e Roberto Carlos, tornou-se conhecido também internacionalmente.

Hoje em dia, ele é famoso também nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, além de lecionar na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Em sua carreira, alguns momentos foram de grande destaque: em 2011, por exemplo, ele fez a diferença na literatura violinística brasileira. Isso se deu devido ao lançamento de dois trabalhos: um método de violão de sete cordas e um compêndio de harmonia.

Além disso, ainda lançou outros livros e diversos discos durante a sua carreira, continuando ativo aos 68 anos.

Lula Galvão

Luiz Guilherme de Farias Galvão nasceu em Brasília, em 1962. Além de violinista, é também guitarrista, já tendo tocado com nomes como Caetano Veloso e Leila Pinheiro. O artista percorreu diversos festivais de jazz pelo mundo, acompanhado por Cláudio Roditi e também apresentou-se em países europeus, ao lado de Ivan Lins e Rosa Passos.

O seu talento para a música pode ser considerado nato. Tudo começou quanto Lula tinha 9 anos e ganhou do pai seu primeiro violão. Segundo amigos e vizinhos, o garoto “fazia barulho” o dia todo. Mesmo sendo autodidata, encontrou alguns professores que foram cruciais em sua trajetória. Luciano Flemming e Paulo André Tavares identificaram rapidamente o seu talento e o transformaram em um músico “de verdade”.

Hoje, podemos dizer que Lula tem um modo singular de tocar, capaz de encantar públicos de diversas nações e culturas. Sua arte mistura jazz e improviso, o que faz com que sua agenda de shows e gravações seja sempre movimentada.

Seu talento também se estende à guitarra elétrica, ao violão acústico e ao cavaquinho. Sua trajetória envolve ainda obras ao lado de grandes nomes como Tom Jobin.

Hélio Delmiro

O famoso artista carioca pode ser considerado um grande nome do jazz e da música brasileira. Nascido no Rio de Janeiro em 1947, sua trajetória inclui grandes obras como Samambaia (1981) e Compassos (2004). Vindo de uma família basicamente composta por músicos, os irmãos despertaram o seu interesse pelo assunto desde muito cedo.

O grande responsável por sua iniciação no mundo artístico foi Juca, seu irmão, ao dar-lhe um cavaquinho quando Hélio tinha apenas 5 anos de idade. Mas foi só aos 14 anos, que o artista caiu de amores pela Bossa Nova, em alta à época, e começou a dedicar grande parte do seu tempo ao violão.

Violino e sucesso Há quem descubra, desde a infância, grandes talentos para a música.

Na noite do jazz carioca, Hélio brilhou ao lado de Victo Assis Brasil, até ser convidado para uma participação especial em um dos mais importantes álbuns do artista. Em seu currículo, também há performances ao lado de outros grandes nomes, como Djavan, Renato Russo, Milton Nascimento e Tom Jobim.

O sucesso foi tanto que, nos anos 70, músicos internacionais também se interessaram pelo artista. Dentre eles, estão Dave Grusin e Clare Fischer. Dentre suas obras mais famosas no Brasil, também podemos citar: “Helio Delmiro, Villa Lobos e o choro: uma análise comparativa Entre “Chama” e “choros no.1”.

Fábio Zanon

Fábio Zanon é natural de Jundiaí, São Paulo. Para começar a estudar, inspirou em seu pai e no professor Antônio Guedes. Estudou na USP (Universidade de São Paulo), na Royal Academy of Music, de Londres e na Universidade de Londres.

Sua dedicação aos estudos e sua vivência no exterior lhe renderam bons frutos: ele venceu o 14º Concurso da GFA (Fundação Americana de Violão) e o 30º concurso “Francisco Tárrega”, além de ter ganho o prêmio Moinho Santista e o título de associado à Royal Academy of Music, de Londres. Inclusive, até hoje o artista atua como visitante e docente no local.

Suas obras mais conhecidas incluem “Heitor Villa-Lobos: The Complete Solo Guitar Works”, lançado pela Music Masters, em 1997 e “Tangos and Choros” (com participação de Marcelo Barboza, Piazzolla, Gnatalli, Villa-Lobos e Pujol, lançado pela Côrtes Meridian, em 2002.

Hoje, aos 52 anos, pode ser considerado um grande nome do violino no Brasil, tendo se tornado conhecido também em outros locais do mundo, graças ao seu talento e dedicação à música.

Yamandu Costa

Nascido em Passo Fundo (Rio Grande do Sul), em 1980, Costa entra no ranking dos grandes violinistas brasileiros. Sua pouca idade (38 anos) prova que o talento para a música clássica nunca morre. De família artística, é filho da cantora Clary Marcon e do multi-instrumentista e professor de música Algacir Costa.

Sua primeira apresentação aconteceu quando ele tinha apenas 17 anos, no Circuito Cultural Banco do Brasil, em São Paulo, o que o transformou em uma verdadeira revelação do violão brasileiro. Entretanto, trata-se de um artista versátil: Costa toca choro, bossa nova, tango, jazz, milonga e samba… fica até difícil enquadrá-lo em uma única categoria. Ao lado do seu violão de sete cordas, podemos dizer que ele faz verdadeiros malabarismos.

Sua carreira inclui ainda a participação em importantes festivais, como o Free Jazz Festival, realizado em São Paulo e no Rio de Janeiro, em 2001, o Festival de Nashville, nos Estados Unidos, em 1998; além de um show em Montevidéu e uma turnê em Buenos Aires, ambos em 1998.

Entre 2004 e 2010, ganhou prêmios como “melhor solista instrumental” e “melhor disco instrumental”, além de alguns açorianos, como “Revelação”, em 1997. Segundo a Revista Rolling Stone, em 2012, Costa pode ser considerado entre os 30 maiores ícones brasileiros da guitarra e do violão. Também ganhou o prêmio Visa Edição Instrumental, em 2001.

Talento musical descoberto Não importa a sua idade: sempre é tempo de buscar desenvolver seu talento.

Embora o verdadeiro berço da história do violino tenha sido a Europa, o Brasil não tem o que invejar de outros países quando o assunto é o surgimento de grandes talentos no instrumento. Tal fato é bastante inspirador para você, brasileiro, que sonha em tornar-se mundialmente famoso com seu violino.

Se esses grandes nomes conseguiram, graças à sua perseverança e dedicação, por que você não pode ser o próximo? Então, comece agora mesmo a pesquisar professores qualificados para iniciar suas aulas de violino. Na plataforma Superprof, você encontra uma grande variedade de profissionais capazes de oferecer o melhor no aprendizado do violino. Depois de ganhar algumas noções básicas, quem sabe você não consegue ingressar em algum conservatório no exterior e aprimorar ainda mais seus talentos?

 

 

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar