Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se tornar professor em uma instituição sem fins lucrativos?

De Fernanda, publicado dia 07/02/2019 Blog > Aulas particulares > Dar aulas particulares > Dar aulas particulares em uma associação

Ensino: aprender a conhecer, saber fazer, conhecer – Louis Pauwels

Mais do que uma ferramenta, as aulas particulares tornaram-se uma necessidade real para muitos de nós. Cursos on-line, tutoria ou ensino em grupo, existem muitas maneiras de exercer a carreira de professor.

No entanto, os serviços de um professor às vezes são caros, privando muitos da educação, que é, no entanto, obrigatória à todo e qualquer indivíduo.

É aqui que entram as associações! Presente em muitas cidades (às vezes até em zonas rurais), elas oferecem um serviço de ensino benevolente para a comunidade que deseja ter acesso à educação como qualquer outra pessoa.

O que é uma organização que oferece aulas de reforço escolar?

Onde dar aulas em associações? Os objetivos das organizações que oferecem aulas gratuitamente é a democratização do acesso à educação.

Esta é talvez a primeira pergunta a ser feita: o que é uma associação, instituição ou organização sem fins lucrativos, e no que isso implica?

As Organizações Não Governamentais (ONGs) são entidades que não têm fins lucrativos e realizam diversos tipos de ações solidárias para públicos específicos. Elas podem atuar nas áreas da saúde, de educação, de assistência social, econômica, ambiental, entre outras, em âmbito local, estadual, nacional e até internacional.

A atuação da ONG é na esfera pública, embora não estatal, ou seja: apesar de não pertencer ao Estado, oferta serviços sociais, geralmente de caráter assistencial, que atendem a um conjunto da sociedade maior do que apenas os fundadores e/ou administradores da organização.

De uma forma geral, ONGs são associações civis, sem fins lucrativos, de direito privado, de interesse público e que têm as seguintes características, entre outras:

  • Agrupamento formal de pessoas em torno de interesses e objetivos comuns.
  • Realização de ações solidárias, de ajuda mútua e filantrópicas.
  • Autonomia, livre adesão e participação voluntária dos associados.
  • Iniciativas privadas não orientadas para o lucro.
  • Iniciativas na esfera pública não realizadas pelo Estado.
  • Atuação política e social, fundamentadas nos princípios e valores pactuados por todos os seus integrantes/associados.

Descubra como se tornar um professor independente!

Como ser um professor em uma organização sem fins lucrativos?

Quantos cursos são suficientes para progredir em uma associação? Se voluntariar para ensinar: mais que uma profissão, uma vocação!

Ensinar é um dos trabalhos mais nobres que existem. Transmitir conhecimento, valores, contribuir para que um aluno supere suas dificuldades, contribuir para a sua formação graças a aulas de matemática ou de história são alguns objetivos do professor.

O verdadeiro trunfo de um professor na comunidade é sua paixão, sua disposição e seu gosto em ministrar aulas particulares. A remuneração varia em função da ONG: algumas organizações remuneram os professores, outras admitem apenas voluntários. Na verdade, se o status do profissional for voluntário, sua recompensa efetiva será o reconhecimento e a progressão potencial de seu aluno. Uma recompensa que, se não parecer, é primordial aos olhos de um professor.

Da educação infantil à superior, passando pelas aulas preparatórias: o professor se adapta a todos os níveis. Nós obviamente encontramos diferentes perfis de acordo com cada associação, mas todos ficam felizes em transmitir conhecimento.

Os programas escolares são muitas vezes semelhantes, mas alguns trabalhos, alguns conteúdos, podem mudar ao longo dos anos. Os professores devem ser estes guias, pessoas experientes que se dedicam, durante as férias ou não, com sua experiência, seu apoio, para ajudar o aluno a progredir.

É essa ideia fundamental que não vamos ter que deixar de lado. Ser professor em uma organização sem fins lucrativos requer tempo, motivação e, às vezes, estresse. Este é um compromisso real, que exige fidelidade à profissão.

Esse trabalho, portanto, requer muito controle, gerenciamento de tempo, mas também ansiedade, de modo que as aulas oferecidas sejam as mais eficazes e acessíveis para um aluno. Sabendo que esses alunos estão muitas vezes em situação de vulnerabilidade.

As organizações: democratização do acesso à educação

Devido à limitação do governo em atender as demandas sociais e culturais no Brasil, a importância das Organizações Não Governamentais na educação em geral se tornou cada vez maior nos últimos anos.

Muitos são as pessoas preocupadas com o desenvolvimento do país e com a melhora das condições de vida das crianças e jovens. A atuação de ONGs no setor da educação é mais uma prova de que a formação de crianças e jovens contribui para o combate da desigualdade social, problema tão grave em nosso país.

O impacto social dessas ONGs são muitas vezes comprovados por meio de relatórios e avaliações, e são inegáveis: redução da violência, ampliação do nível de desenvolvimento humano, inclusão social e melhoria da vida.

Inglês, Português, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Filosofia… Mas também dança, violão, karatê, capoeira, teatro e fotografia: no ambiente associativo, todos os conteúdos podem ser lecionados. Na verdade, isso depende do objetivo da organização e das características do público que vai frequentar.

O cronograma é, portanto, maleável, há um número menor de professores que em uma escola e, portanto, há restrições concretas. O esforço requerido será mais importante para o professor, que terá que encontrar seu caminho para ensinar.

Como nas aulas de reforço tradicionais, é possível ministrar uma aula em grupos grandes ou pequenos.

Além disso, alguns cursos podem ser realizados nas instalações da associação, e com a possibilidade de diferentes recursos educacionais, como materiais didáticos, jogos, multimídia e outros.

Gostaria de dar aulas particulares em organizações privadas?

Exemplos de instituições no Brasil

Conheça algumas das instituições que contribuem para a formação de crianças e jovens brasileiras:

Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos

O Ismart é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que identifica jovens talentos de baixa renda, de 12 a 15 anos de idade, e lhes concede bolsas em escolas particulares de excelência e o acesso a programas de desenvolvimento e orientação profissional, do ensino fundamental à universidade. Atualmente o Instituto atende cerca de 1.100 jovens em São Paulo e Rio de Janeiro. Entre os projetos desenvolvidos, podemos citar o Alicerce (cursos preparatórios para ingresso em Ensino Médio), Ismart Online (protagonismo juvenil), Bolsa Talento (preparação para obtenção de bolsas no Ensino Médio), Programa de Desenvolvimento do Ensino Superior (reforço universitário e orientação profissional).

Ong Florescer

Fundada em 1990, a Florescer é uma instituição sem fins lucrativos e tem como objetivo contribuir de forma social com a comunidade de Paraisópolis, prestando serviços referentes à educação, esporte, lazer, profissionalização e cultura, resgatando à dignidade, o respeito e à convivência familiar e comunitária. Também colabora para o desenvolvimento educacional e psicológico de crianças e jovens de diferentes faixas etárias. Atualmente a Ong atende cerca de 850 crianças de 6 a 16 anos. Há aulas, atividades, oficinas e cursos nas seguintes áreas: Artesanato, Ballet, Computação, Inglês e Espanhol, Música, Reforço escolar e Xadrez. Todos integram o Centro de Integração Universitária.

Instituto Educação Sem Fronteiras

A Ong Educadores Sem Fronteiras proporciona educação complementar gratuita em regiões de alta vulnerabilidade sociocultural e educacional. Com uma metodologia diferenciada, busca conectar as disciplinas ensinadas ao cotidiano dos alunos, e assim extrapola a divisão curricular, acreditando na educação por temáticas transversais. Os professores, todos voluntários, se envolvem diretamente com a comunidade e trazem os pais para acompanhar os filhos, formando turmas paralelas de aprendizagem. O Instituto atende cerca de 240 crianças e jovens, de 7 a 18 anos. As aulas acontecem em turmas com 10 estudantes. Os pais também podem se organizar para montar suas turmas, além de escolherem os conteúdos das disciplinas que pretendem estudar, como biologia, história, química, geografia, física, português (letramento), raciocínio lógico (matemática) e inglês.

Ensina Brasil

O Ensina Brasil é uma organização 100% brasileira, independente e sem fins lucrativos, parte da rede global do Teach for All. Com a parceria e apoio dos professores e da comunidade local, busca desenvolver o potencial e protagonismo dos alunos, ao mesmo tempo em que proporciona para o participante uma experiência única de desenvolvimento pessoal e profissional. O programa funciona da seguinte maneira: por meio de um processo seletivo, a instituição acolhe jovens com superior completo ou em curso, oferece uma formação profissional e aloca esses jovens durante dois anos em escolas públicas no Rio de Janeiro, em período integral, lecionando alguma matéria relacionada à sua graduação. O trabalho é remunerado e conta com a parceira do governo.

Associações para dar aulas na cidade carioca. Que tal trabalhar em projetos sociais e educativos nas comunidades do rio de Janeiro?

Ong Favela Mundo

A Favela Mundo, no Rio de Janeiro, desenvolve diversas atividades totalmente gratuitas para crianças, adolescentes e seus responsáveis. Há oficinas de danças brasileiras, ballet, jazz, teatro, desenho, violão, capoeira, maculelê, jongo, canto coral e circo para crianças e jovens de seis a 18 anos. Já para os pais e maiores de 16 anos, há vagas disponíveis para curso de artesanato, maquiagem social e artística e arte nas unhas.

As aulas são distribuídas de acordo com as faixas etárias. A organização atende 498 alunos de 27 bairros da Zona Norte e Zona Oeste, na sede do Engenho de Dentro. Em 2014, a Favela Mundo recebeu o aval da Organização das Nações Unidas, em evento na sede em Nova York, nos Estados Unidos. A ONG foi a única organização brasileira selecionada para apresentar o seu modelo de excelência na inclusão social no mundo no World Cities Day Event.

EduAction

A EduAction é uma ONG internacional que, através da educação intercultural, amplia as possibilidades e capacidades de transformação de indivíduos e comunidades educativas locais em um contexto global. O programa atende mais de 320 escolas públicas na Argentina, Brasil, Colômbia, México, Peru e Uruguai.

Os voluntários participantes facilitam um programa de oficinas sobre temas globais – como Diversidade Cultural, Cidadania e Empreendedorismo. As oficinas são ministradas em português e ocorrem durante o período regular de aulas, agregando transversalidade e multiculturalidade ao currículo escolar.

Que tal dar aulas particulares na web?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar