Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

A língua japonesa é complexa?

De Carolina, publicado dia 23/04/2018 Blog > Idiomas > Japonês > É difícil aprender japonês?

Diferente, comparado ao ensino de línguas modernas como o inglês e o espanhol: aprender a língua japonesa atrai cada vez mais estudantes!

Uma forte curiosidade cresceu nos últimos anos em torno da cultura japonesa. Muitas são as escolas de idiomas que viram suas salas de aula lotadas de alunos motivados a descobrir esse idioma.

A cultura do mangá, a história do Japão e suas tradições ancestrais mudaram a situação! Apesar da suposta dificuldade de aprender essa língua viva…

Ainda curioso?

Iniciante ou não, mantenha essa curiosidade para aprender um novo idioma. Você vai descobrir que o japonês (faça estudos superiores da língua) nem é tão difícil assim, ao contrário…

Língua japonesa: semelhanças com certas palavras inglesas…

A conjugação em japonês é muito fácil para os nativos das línguas latinas, sabia? Isso porque temos uma das mais complexas de todas as línguas existentes.

Na língua da terra do sol nascente, não há necessidade de conjugar os verbos para que eles concordem com o respectivo gênero (como assim?).

Ao contrário do que se pode pensar, a língua japonesa contém muitas palavras inglesas!

Aprenda japonês e a culinária do país Não é difícil comer a deliciosa comida japonesa, não é?

Uma coisa é que você certamente aprenderá muito rapidamente fazendo aulas de japonês no ensino médio ou mais tarde…

Se você sabe falar inglês, você já pode preparar suas malas para aprender japones!

Desde o seu primeiro contato com a língua do samurai, você perceberá que – graças ao inglês – você já tem um vocabulário rico. De fato, muitas palavras inglesas foram absorvidas pela língua japonesa de hoje – especialmente entre os jovens – e estão esperando para serem usadas.

Essas palavras estrangeiras ou gairaigo (外来 語) dão-lhe uma vantagem considerável ao lado dos seus outros camaradas brasileiros que não falam inglês. Aproveite! Sem sequer dominar a gramática ou qualquer conhecimento de Kanji (caracteres chineses), você será capaz de se fazer entender e se expressar em japonês sobre uma ampla gama de tópicos.

Como se diz “a vida é bela” em japonês (por que fazer aulas particulares)?

Sem mais delongas, vamos dar uma olhada em algumas palavras que compõem essa paleta para todos os falantes de inglês:

  • “ending” – “terminando” → endingu
  • “soccer” – “futebol” → sakkaa
  • “half-time”- “meio tempo” → haafu taimu
  • “referee” – “árbitro” → “refurii”
  • “Mic” → maiku (マ イ ク)
  • “table” – “mesa”→ teeburu (テ ー ブ ル)
  • “internet” → intaanetto (イ ン タ ー ネ ッ ト)
  • “romantic” – “romântico” → romanchikku (ロ マ ン チ ッ ク)
  • “driveshaft” → doraibushafuto (ド ラ イ ブ シ シ フ フ ト)

Obviamente, cada aluno é convidado a aprender a versão “japonesa” dessas palavras do vocabulário adotadas do inglês para aperfeiçoar sua pronúncia!

No entanto, os padrões fonéticos com os quais você será confrontado serão altamente previsíveis, consistentes e fáceis de dominar.

Tudo o que você precisa fazer é aprender katakana (elemento da escrita japonesa) e se familiarizar com a forma como as entonações inglesas são traduzidas para o japonês online.

Não há gênero em japonês!

Você está preocupado em saber como obter um visto para trabalhar no Japão? Onde morar quando for morar no Japão como expatriado?

Saiba primeiro que a língua japonesa não tem gênero! E isso muda muita coisa!

Enquanto a teoria do gênero é debatida no Brasil e no mundo inteiro, não é o caso da língua japonesa! Uma das primeiras coisas que você aprenderá em aulas de japonês!

Diferentemente das línguas latinas, às vezes dificultadas pelas concordâncias de gêneros, os japoneses não têm nomes “masculinos”, “femininos” ou “neutros”.

Libertação! Você pode falar em japonês sem se preocupar se o nome que você deve usar é masculino ou feminino.

Os verbos e adjetivos invariáveis ​​no gênero facilitarão sua assimilação da língua japonesa, especialmente se você quiser viajar ou morar no Japão.

Imagine uma reunião de negócios… O líder europeu está se preparando para pedir, em frente a seus potenciais colaboradores japoneses, que finalize a assinatura de seu contrato internacional. Ele corre sem estresse, sabendo que não deverá saber quais palavras são no masculino e quais são no feminino, não é demais?

Ufa, ele pode brindar (kampai)! Seu negócio no Japão já funcionou graças a isso!

Nenhum acordo sujeito-verbo na língua japonesa?

A arte do quimono vem de uma tradição ancestral! O saber viver no Japão é especial (já ouviu falar de Nintendo?). Como podemos aprender in loco?

Você acha japonês difícil? Venha descobrir os mistérios do Japão

Calma, mais uma excelente notícia que vai lhe deixar mais tranquilo!

Pesadelo de estudantes brasileiros, do ensino primário à graduação, o acordo sujeito-verbo destruiu os sonhos de boas notas de ditado para muitos de nós…

Viva! Em japonês não é assim!

Na língua da terra do sol nascente, não há necessidade de conjugar os verbos para que eles concordem com o respectivo sujeito!

Em outras palavras, estaremos lidando com uma conjugação inexistente (do ponto de vista português) que não solicitará quem e nem a conjugação para a sua memória.

Um verdadeiro sonho para todos aqueles que lutam para aprender línguas latinas!

Vamos usar o verbo “to eat” / “comer” como exemplo. Em português, tivemos que aprender 6 conjugações diferentes apenas para o presente (uma para cada pronome), sem mencionar os contextos específicos. Em japonês (fique craque no idioma), você só precisa aprender uma forma de conjugação para cada tempo, não é demais? Por isso, faça já o seu curso de japonês!

Não importa quem é o sujeito que esteja comendo, o verbo “taberu” (食 べ る, “eat”) permanece o mesmo…

Pequena demonstração:

  • “I eat” – Eu como →  Taberu
  • “You eat”. → Você come → Taberu
  • “He / She eats” → Ele / Ela come → Taberu
  • We eat” → Nós comemos → Taberu
  • “You eat” → Você come → Taberu.
  • “You (pl.) / They eat” Eles comem → Taberu.

Não precisa pronunciar sempre o sujeito e o objeto

“Por que complicar quando pode fazer simples?”

Essa frase faz todo o sentido na língua japonesa.

Assim, em japonês, evita-se pronunciar os sujeitos e objetos, se não forem necessários. O japonês está, portanto, alinhado com as línguas vivas “pró-drop”. Entenda: quem não usa o pronome se o “quem” e o “que” são óbvios para o ouvinte e para o falante.

Por exemplo, se alguém lhe perguntar se já jantou, pode simplesmente responder “tabeta” (食べた, “ate”), a versão no passado do taberu (食 べ る).

Sabendo que as partes estão cientes do sujeito (eu) e do objeto (“jantar”), tudo que você precisa saber é esse bom e velho verbo!

Essa é claramente outra vantagem, especialmente porque é uma estrutura que pode ser encontrada no português com expressões como “não sei” quando expressa na primeira pessoa e tantas outras ocasiões em que isso acontece.

As sílabas da língua japonesa são pronunciadas de uma só maneira!

Onde festejar o novo ano no Japão?

Ao contrário do português, italiano ou espanhol, a língua japonesa é composta de sílabas e não de letras: isso faz com que o número de sons seja limitado.

É uma língua silábica!

Composto por 45 sílabas básicas, a língua japonesa parece mais complicada de dominar que a inglesa, que tem apenas 26.

Não é assim!

Faça aulas de língua japonesa Com estudos, você poderá entender todas as mensagens em japonês

Levando em conta o fato de que cada sílaba só pode ser pronunciada de uma forma, com a mesma intensidade e duração… Podemos começar a sonhar de novo.

Além disso, 90% dos sons feitos durante a prática da língua japonesa são encontrados em português! (como se diz “abençoado” em japonês?)

Essa diferença de pronúncia é uma bênção linguística. Especialmente para nós brasileiros, para quem é tão difícil dominar a pronúncia em inglês – pelo menos sem falar com sotaque.

Lembre-se da pronúncia do inglês… Vamos tomar como exemplo a letra “e”:

  • Pode ser pronunciada como um curto “e” (ĕ ou / ɛ /) como em “empty”
  • Pode ser pronunciada como um longo “e” (ē ou / i /) como em “key”
  • Pode ser pronunciada como um longo “a” (ā or /ei/) como em “resume”
  • Pode ser pronunciada como “schwa” (/ ɘ /) como em “taken”.
  • Pode ser quase silencioso (especialmente no final das palavras) como no “axe”.

Bastante complicado tudo isso!

A língua japonesa facilita para nós. Pegue qualquer letra do kana japonês, a sentença em que é colocada não importa. Essa letra só será pronunciada de uma maneira.

Vamos agora exemplificar a versão japonesa da letra “e” (que escreve  em hiragana):

Você pode colocar a letra no começo, no meio ou no final de uma palavra, isso não mudará nada sobre sua pronúncia.

A pronúncia do japonês “r”: fácil para lusófonos!

É mais fácil aprender japonês quando você ainda é criança?

Na família de estereótipos tenazes sobre a língua japonesa, citemos a “pronúncia”.

Considerada muito difícil ou impossível de aprender por anos, é hora de Superprof falar algumas verdades!

Ou aprender japonês graças aos videogames? Super Mario?

Os sons necessários para a prática oral do japonês são quase todos acessíveis aos lusófonos e isso no futuro imediato, sem causar um esforço colossal.

O som japonês ‘r’: ra (ら), ri (り), ru (る), re (れ) e ro (ろ), por exemplo, que é tão carente na prática do espanhol, é aqui facilitado desde que é pronunciado rolado como o nosso!

Já pensou em estudar japonês in loco? Vá para o país do sol nascente e veja as belos arranhas-céus

Particularidade para encontrar especialmente durante uma estadia linguística no Japão

Para encontrar uma pronúncia “especial” para os falantes de portugês, devemos procurar o “n” no final da sílaba. Às vezes pronunciado “m” ou “n” de acordo com o que precede ou precede, pode ser distorcido ao tentar usá-lo.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 3 votos)
Loading...
avatar