Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Se preparar para estudo universitário de língua chinesa no Brasil

De Camila, publicado dia 26/02/2019 Blog > Idiomas > Chinês > Idioma da China: preparação para Faculdade de Letras em chinês

Mais e mais pessoas mundo afora querem aprender como falar chinês. Seja por motivos profissionais ou pessoais, muitos amantes do idioma da China se perguntam como aprender mandarim da melhor maneira possível.

Passar uma temporada no país onde o idioma é falado é uma das melhores opções, mas nem sempre ela cabe dentro do orçamento familiar. Para muitos lusófonos, um curso de mandarim para brasileiros é o suficiente para suprir às necessidades e desejos relacionados à ambição de aprender chines. No entanto, existem muitas pessoas que gostariam de ir além na hora de o aprender o idioma de Confúcio e um simples curso de chines particular com apenas poucas horas de aulas de mandarim por semana podem não ser suficiente.

Se este é o seu caso e você é daqueles que deseja dar um passo adiante no que diz respeito a fazer aula de chinês, então que tal entrar para um curso superior de Letras com ênfase no idioma oriental?

Gostou da ideia? Então confira nossa matéria com várias informações a respeito desta formação universitária que poderá abrir várias portas inimagináveis para a sua carreira profissional! Afinal de contas, aprender chinês na universidade de Letras não é para qualquer um, não!

Descubra aqui um guia para se preparar para provas de chinês.

Universidades no Brasil com Curso de Letras de Chinês

Você já vem pensando na possibilidade de fazer um curso superior de Letras com ênfase em chinês há algum tempo, tentou encontrar a opção em alguma universidade pública perto da cidade onde você mora e acabou caindo na nossa matéria?

Então pasmem com o que acabamos de constatar: a Universidade de São Paulo – a famosa USP – é a única instituição de ensino superior no Brasil que oferece um curso de Letras com habilitação em chinês! Sim, você leu certo: a ÚNICA em todo o território brasileiro!!!

Tal informação ainda é um pouco difícil de digerir já que o principal dialeto falado no país – o mandarim – é o que possui o maior número de falantes em todo o mundo, ficando na frente até mesmo do inglês!

A boa notícia dentro disso tudo é que a USP é uma instituição de ensino superior super bem reputada – uma das melhores do país! Então caso você opte por tentar a sua chance na hora de entrar para esta universidade de primeira linha, você pode ter certeza que estará em boas mãos quanto à qualidade do seu aprendizado em mandarim ou qualquer outro dialeto falado na China.

Por ser uma das melhores do Brasil, é preciso estar bem preparado para poder ingressar nesta prestigiada faculdade de Letras, ou seja, é necessário passar por um exigente teste de seleção.

A verdade é que no Brasil o único superior que existe é o da USP. A maioria das pessoas possui muitas dúvidas quando o assunto é escolher um curso de chinês, principalmente se ele for um curso superior.

Você deve estar se perguntando:

  • Quais testes são esses?
  • Consigo passar fazendo o ENEM ou é preciso fazer um vestibular específico para essa universidade?
  • Preciso saber falar chinês para conseguir entrar?
  • Qual nível de chinês preciso ter para fazer essa prova de seleção?

Continue lendo que preparamos algumas informações ligadas a essas perguntas que vão te ajudar na hora de fazer a sua escolha!

Como entrar para a Faculdade de Letras: vestibular ou ENEM?

Normalmente a maioria das pessoas que entram em universidades são jovens que acabaram de sair do ensino médio. Tais jovens recebem instruções e treinamento específicos das suas escolas para poderem ingressar nos cursos das instituições de ensino superior desejados.

No entanto, o ingresso nas universidades não é restrito a quem acaba de sair do ensino educacional comum. Qualquer pessoa em qualquer idade que já tenha completado o ensino médio em qualquer parte da vida pode decidir fazer um teste de seleção para tentar ter a entrada aprovada em universidades como a USP.

De tempos em tempos, os métodos de seleção são modificados, a fim de melhorar a qualidade e a eficácia da escolha dos futuros estudantes universitários.

Vestibular

No passado, somente o vestibular era utilizado como prova de seleção para aqueles que desejassem entrar para uma instituição de ensino superior.

Cada universidade era responsável pelo desenvolvimento e aplicação das suas próprias provas. Tal método ainda é utilizado, principalmente por aqueles que não passaram pelas provas do ENEM durante o período escolar no ensino médio, ou seja, pessoas que o completaram antes que tal sistema de avaliação fosse implementado no Brasil.

No site da USP encontramos a seguinte descrição de como funciona o vestibular da instituição:

Organizado pela Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), a prova é realizada todo ano e é responsável por selecionar a maior parte dos alunos. As normas do concurso devem ser consultadas no Manual do Candidato, publicado anualmente no site da Fuvest.

A boa notícia é que não é preciso falar chinês! Para fazer um curso de Letras em chinês, é preciso estudar para passar no vestibular ou no Enem.

ENEM (Sisu)

Os alunos que desejam ingressar na Universidade São Paulo para um curso de Letras Bacharelado com habilitação em chinês que passaram pelo ensino médio recentemente – ou ainda se encontram nele – podem recorrer à nota do ENEM para conseguir uma vaga.

O Sistema de Educação Unificada, também conhecido como Sisu, “é o sistema do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem. Mais informações sobre a seleção da USP por meio do Sisu podem ser consultadas na página da Pró-Reitoria de Graduação da USP“, como o próprio site oficial da universidade indica.

Vale sempre ressaltar que a USP é uma universidade pública e gratuita para todos os cidadãos brasileiros. Ou seja, você poderá se formar enquanto profissional qualificado na compreensão e expressão da língua chinesa sem gastar um tostão!

Nível de domínio do chinês necessário para admissão

Muitas pessoas interessadas em ingressar em um curso de Letras com habilitação em alguma língua estrangeira – principalmente no idioma da China e outras línguas orientais – acabam desistindo por acharem que não têm um nível de proficiência suficiente para serem aceitos.

A verdade é que a escolha pela habilitação a ser seguida só precisa ser feita pelo futuro aluno ao longo do curso, depois da conclusão do chamado Ciclo Básico. Isso que dizer que não é necessário nenhum conhecimento prévio de nenhuma língua estrangeira na hora da seleção (a não ser aquelas que geralmente são pedidas durante o vestibular, mas que não têm nada a ver com o tipo de curso que você escolheu fazer).

Sendo assim, se você ainda não fala nada de chinês, não perca as esperanças, pois você irá aprender tudo o que precisa ao longo do seu curso de Letras com habilitação nessa língua oriental.

Depois de um ano, aí sim sua aventura à la chinesa começa! É preciso passar por um ano de estudos no Ciclo Básico em Letras antes de começar a aprender Chinês.

Confira também algumas indicações de dicionários chinês – português.

Preparação para começar a aprender chinês: Ciclo Básico

Você finalmente tomou a sua decisão de entrar para o curso de Letras com habilitação em chinês, foi aprovado e agora espera ansiosamente para as aulas começarem, pois está louco para começar a falar suas primeiras palavras no idioma de Confúcio.

É preciso ter calma, pois antes de começar a se especializar na língua da China, será preciso passar por um Ciclo Básico com matérias comuns a todos os estudantes de Letras.

Na Universidade São Paulo, tais matérias são:

  • Introdução aos Estudos Clássicos I e II,
  • Introdução ao Estudo da Língua Portuguesa I e II,
  • Elementos de Linguística I e II,
  • Introdução aos Estudos Literários I e II.

O Ciclo Básico dura 1 ano, tomando conta dos dois primeiros períodos do aluno dentro da universidade.

Uma vez concluídas as matérias, o futuro bacharel em Letras poderá se dedicar aos estudos da língua Chinesa.

Curso de chinês: Cultura Chinesa e Língua Chinesa

A hora que você tanto esperava finalmente chegou: as aulas de chinês na universidade vão começar!

Para dar a largada, duas matérias obrigatórias compõe o currículo do futuro bacharel com habilitação em chinês:

  • Cultura Chinesa I e II,
  • Língua Chinesa I e II.

Cultura Chinesa

Segundo a descrição oficial da matéria no site da universidade, o curso de Cultura Chinesa I tem por objetivos “propiciar aos alunos uma visão geral do período de formação da China antiga, desde a antiguidade até a dinastia Han, e suas formas de produção cultural.”

Já o curso de Cultura Chinesa II visa dar continuação à primeira parte do curso, propiciando aos alunos “uma visão geral do período de formação da China moderna, desde a dinastia Yuan até o presente, e suas formas de produção cultural.

Cada um deles tem a duração de um semestre e o curso II só pode ser feito após o curso I ser concluído.

Nada melhor do que um total imersão no mundo da China! A partir do terceiro período você poderá se dedicar apenas a estudos relacionados à língua e à cultura chinesa!

Que tal escolher um MOOCs em chinês para fazer?

Língua Chinesa

O curso de Língua Chinesa é dividido em seis partes, sendo a segunda cursada consequentemente à primeira.

Durante o terceiro período, o aluno de bacharelado em chinês precisa seguir Língua Chinesa I que tem por objetivo “introduzir o aluno ao estudo da Língua Chinesa, visando dar-lhe, gradualmente, a capacidade de entender, falar, ler e escrever em língua chinesa.”

Já o curso de Língua Chinesa IIdar continuidade ao ensino da Língua Chinesa visando a capacitar o aluno para entender, falar, ler e escrever em Língua Chinesa“, assim como “introduzir diferentes estratégias de compreensão oral e escrita; indagar sobre diferentes tipos de insumo e seus efeitos sobre os processos de ensino e aprendizagem do chinês moderno.”

Deu para perceber que quanto mais você avançar no curso de Língua Chinesa, mais craque ficará no idioma. O objetivo é que, ao completar seus estudos em chinês ao final do oitavo período (quarto ano), você esteja em um nível avançado de domínio do idioma da China!

Outras matérias

São muitas as matérias optativas ligadas ao aprendizado da língua chinesa que podem ser feitas dentro do curso de Letras com habilitação em chinês na USP. Algumas delas são:

  • Literatura Chinesa Moderna,
  • Literatura Clássica Chinesa,
  • História do Pensamento Chinês,
  • Sabedoria Proverbal Chinesa,
  • Tradução de Textos: Chinês – Português,
  • Arte Tradicional Chinesa,
  • Mitologia Chinesa.

Esperamos que depois dessas informações, você se sinta ainda mais motivado a se lançar na aventura de aprender a falar chinês através de um curso superior de Letras!

Fique por dentro de várias informações sobre o HSK1 em chinês!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar